A capacidade física de nossas paróquias

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A capacidade física de nossas paróquias

Mensagem por MSPP em Sex Dez 28, 2012 5:44 pm

MENSAGEM INICIAL: Em certas localidades do país, como na minha Diocese, os templos católicos lotam em celebrações como a Sexta-feira da Paixão e o Natal, de modo que muitas pessoas têm de ficar em pé ou do lado de fora da Igreja. Com o crescimento da população ao passar dos anos, as paróquias estão ficando pequenas. E neste ponto os evangélicos estão na frente, pois a burocracia para a abertura de novos templos é menor.

O Vaticano estaria preparado se a migração de católicos para outras religiões se revertesse? Como seria a situação se todos os que se declaram católicos resolvessem juntos participar das missas aos domingos?

É suficiente o número de padres para a quantidade de fiéis que temos?
___________________________________________

Yeshua nem sequer tinha onde reclinar a cabeça.
 
Respondeu-lhe Jesus: «As raposas têm tocas e as aves do céu têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça.» (Mateus 8:20 e Lucas 9:58)
Quanto ao resto são sinais dos tempos.
Os 1ºs Cristãos não tinham templos.
Os cristãos judeus reuniam ora nos átrios do templo de Jerusalém que era de todos os judeus, mesmo dos não cristãos, e nas casas em que viviam em comum.
Também frequentavam as sinagogas dos judeus não cristãos. Aí aproveitavam e davam testemunho de Yeshua.
 
Os cristãos gentios reuniam nas casas dos irmãos que tinham espaço para receber os irmãos.
Com Cristo as pessoas juntavam-se mesmo nas praias e nos campos.
 
Os problemas nem existem quanto à capacidade dos lugares de reunião nem quanto ao número das pessoas que lideram,
O problema principal está apenas na concorrência religiosa que existe, mas não deveria haver.

MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 72
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A capacidade física de nossas paróquias

Mensagem por Geovanni146 em Sex Dez 28, 2012 6:50 pm

Oiii...

A igreja cresceu, o número de fiéis aumentou muito desde sua criação por Jesus. Foi preciso construir templos para acomodar estes novos seguidores do Mestre. Da idade média nos resta o exemplo das grandes catedrais construidas para, e pela fé viva desta enorme massa de cristãos.

Hoje não sei se a Igreja estaria preparada para um retorno em massa dos seus filhos para a fé original (falo aqui em questões de estrutura e acomodação, como quer tratar o tema). É certo que realmente talvez os vossos templos sejam mais modernos, visto que fazem parte de um época bem mais recente ou mesmo atual.

Contudo, penso que esta fase da Igreja é de providência divina, talvez seja bom para ela, tavez uma volta as suas origens. Por tanto, não me preoculpa a diminuição de seus fiéis, mas sim para onde essas pessoas estão indo, muitas delas mergulhando no nada do ateísmo. Quando deixam a Igreja por ingenuidade e vão para uma outra comunidade cristã não vejo isso com tanta preocupação.

Abraço.

Geovanni146

Mensagens : 207
Data de inscrição : 18/10/2011
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A capacidade física de nossas paróquias

Mensagem por MSPP em Qua Jan 02, 2013 3:05 pm

A Igreja visível de Cristo acabou e pronto!
Mas resta a Igreja invisível. É nesta IGREJA invisível que assenta especialmente a «providência divina».
Quanto a instituições humanas, incluindo a católica, O Espirito Santo atua restringindo os abusos quando há o risco de se perder totalmente a mensagem da salvação isto é os propósitos de YHWH. Isso já ocorreu de uma forma extremamente visível com o dilúvio universal. Também ocorreu na história de Job, Satã pode fazer TUDO a Job, menos tirar-lhe a vida. Job passou o teste de Satã e YHWH recompensou-o.
Lembrem-se que até os amigos (da onça) o condenaram.
O mundo ainda é assim.

MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 72
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A capacidade física de nossas paróquias

Mensagem por Geovanni146 em Qua Jan 02, 2013 5:26 pm

Como assim " acabou e pronto?! O amigo fala com tanta convicção que só posso acreditar que realmente acredita nisso. Existe a Igreja triunfante, que é onde estão os nossos queridos santos. Esta Igreja não mais precisa de oração, pois já está na glória do Senhor e nós é que solicitamos sua intercessão. Existe a Igreja padecente; são aqueles que estão salvos mas ainda estão num lugar intermediário, que a Igreja definiu de Purgatório. Esta ainda necessita das nossas orações. E finalmente, existe esta Igreja peregrina, que somos todos nós que ainda caminhamos neste mundo. E pronto!!! (rs).

Firme abraço.

Geovanni146

Mensagens : 207
Data de inscrição : 18/10/2011
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A capacidade física de nossas paróquias

Mensagem por MSPP em Qua Jan 09, 2013 1:59 pm

O que eu queria dizer é que nunca vi a igreja do Cristo.
Contudo acredito (não vi, apenas acredito) que era visível no tempo dos Apóstolos.
A igreja de Cristo vê-se pelo que ela faz.
Assim como uma criança se parece com os pais que a fizeram nascer, a igreja do Cristo parece-se com o Cristo em todas as suas obras.
16Pelos seus frutos, os conhecereis.
20Pelos frutos, pois, os conhecereis.»
http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Mt+7#16-20
Por favor, consulte no texto da Bíblia o contexto.
Não são cerca de 2000 anos de erros acumulados que nos dão a imagem da «esposa» do Cristo, mas sim os frutos dessa esposa.
Desde Adão já há, pelo menos 6.000 anos de erros acumulados e apesar de já terem passado 6 milénios o erro e a defesa do erro continua.
A sedução da cobra simbólica continua. A humanidade continua a acreditar mais na sedução do que na Palavra de YHWH.
A humanidade gosta mais de comer do fruto proibido, pois até o ditado diz que «o fruto proibido é o mais apetecido».
Quanto à Igreja triunfante, agora ainda está invisível. Existe, mas não podemos dizer onde está. Ela está em Cristo, o Messiah, que não vemos.
A corrida ainda não acabou. É preciso chegar à meta.
Então, se vierem dizer-vos: 'Aqui está o Messias', ou 'Ali está Ele', não acrediteis;
http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Mt+24#23
http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Mc+13#21
12*Não que já o tenha alcançado ou já seja perfeito; mas corro, para ver se o alcanço, já que fui alcançado por Cristo Jesus. 13Irmãos, não me julgo como se já o tivesse alcançado. Mas uma coisa faço: esquecendo-me daquilo que está para trás e lançando-me para o que vem à frente, 14corro em direcção à meta, para o prémio a que Deus, lá do alto, nos chama em Cristo Jesus. 15*Todos nós, os perfeitos, tenhamos, pois, estes sentimentos! E, se porventura tiverdes sentimentos diferentes, Deus vos há-de esclarecer sobre este assunto. 16De qualquer modo, aquilo a que chegámos, é por isso que nos devemos orientar. http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Fl+3#14
Até o grande missionário Paulo disse que ainda não tinha alcançado a META: que é a esposa de Cristo (igreja triunfante).
Eu não acredito em ninguém se me disser que o Cristo está aqui, ali, ou acolá, isto é numa sinagoga, numa igreja ou num sacrário etc.
A igreja (esposa) do Cristo também não.

O «purgatório» é uma teoria, uma doutrina, uma filosofia. O «purgatório» é esta vida, somos todos nós neste corpo, que está doente e que sofre.
Falando em sofrimento vou contar o que me aconteceu :
No sábado passado dia 5 de Janeiro de 2013, pelas 13H30 aterrei na calçada e afocinhei, dei com a cabeça nas pedras e fiquei com o braço direito cheio de tantas dores que atingi quase a anestesia.
Quando me levantei ajudado por um «amigo» quase que ia desmaiar e encostei-me junto de uma árvore e sentei-me sobre os calcanhares (quase de joelhos) e entrei como que em êxtase. A tal pessoa que presenciou acordou-me e disse-me que parecia que eu estava a desmaiar. Eu ainda meio tonto levantei-me e fui devagar sentar-me num banco do jardim.
Isto aconteceu no jardim que fica em frente da estação do combóio, quando tinha atravessado a estrada que sai do parque Urbano de Ermesinde.
Quanto pude, passados alguns minutos, levantei-me, fui para casa, almocei, e depois do almoço fui para o espaço internet, apesar do sinal ser muito fraco, como de costume, nos sábados até às 19H00.
Contudo de noite foi horrível com as dores que tinha no braço direito. Passei quase toda a noite em branco. Mas no domingo saí como de costume, ainda com dores no braço, e sempre tive esperança que isso iria passar. Na verdade quase que fiquei bom ao fim do domingo e a noite de domingo para 2ª feira foi muito boa. De manhã estava quase curado e ontem e hoje passei a manhã no parque a ver os patinhos. Agora já escrevo com as duas mãos quase sem dificuldade.
Se tivesse ido a um médico, não poderia ser melhor, e ficava a pensar que tinha sido curado pelo médico pensando que ele teria sido o meu «salvador» (um salvador de secretária e livro de receitas). Mas assim fico agradecido sim ao Criador que fez o nosso corpo de uma forma admirável que supera toda a ciência dos nossos dias apesar de estar muito evoluída, na verdade.
Depois de ter contado esta admirável experiência desejo a todos a continuação de um feliz ano novo de 2013 cheio de muita fé e de esperanças porque tudo o mais, por pior que seja, será superado.

Bom, a ideias existem, mas cuidado, não sejamos patos, com as teorias dos homens e os boatos! Cristo avisou-nos. Não devemos acreditar em tudo o que não venha de YHWH.
A voz da cobra continua a ouvir-se:
4A serpente retorquiu à mulher: ‘Não, não morrereis; 5porque Deus sabe que, no dia em que o comerdes, abrir-se-ão os vossos olhos e sereis como Deus, ficareis a conhecer o bem e o mal‘.» http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Gn+3
Mas a voz de YHWH continua a dizer:
...... jardim; 3mas, quanto ao fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: ‘Nunca o deveis comer, nem sequer tocar nele, pois, se o fizerdes,
morrereis.
‘ http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Gn+3

MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 72
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A capacidade física de nossas paróquias

Mensagem por camiloabc em Ter Maio 07, 2013 5:32 am

2000 anos de erros acumulados... é a grande arte de Satanás, fazer-nos ver os erros dos nosso irmãos, o argueiro no olho do outro.

No entanto Deus disse que nunca abandonaria a sua igreja. Bem sei que o mspp tem razões pessoais contra ela, mas são 2000 anos de erros, mas também de aprofundamento.
Jesus disse que o Espírito revelaria todas as coisas. 2000 de coisas boas e más, mas cujo rumo geral é, até segundo as palavras do próprio Jesus, de aperfeiçoamento e aprofundamento.

camiloabc

Mensagens : 67
Data de inscrição : 06/03/2013
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A capacidade física de nossas paróquias

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:52 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum