Formação do cânon bíblico

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Formação do cânon bíblico

Mensagem por RenatoPaulo em Qua Dez 14, 2011 3:23 pm

Graças às descobertas de Qûmram, mais conhecidos como Manuscritos do Mar Morto, o cânon tradicional católico foi mais uma vez confirmado, porque se descobriu que aquela comunidade hebraica mais antiga dispunha de uma coleção semelhante à tradução dos Setenta. Ou seja, não foram os alexandrinos que ampliaram o catálogo dos Livros Sagrados, mas a Escola de Jamnia que o reduziu.

“Originalmente, Ben Sira foi escrito em hebraico; mas esse texto, perdido durante séculos, só foi descoberto a partir de 1896 na velha sinagoga do Cairo, em diversos fragmentos de vários manuscritos medievais. Mais tarde, outros pequenos fragmentos foram encontrados numa gruta de Qumrân. Em 1964 foi encontrado na fortaleza de Massada, junto ao Mar Morto, um longo texto que abrange 39, 27-44, 17, numa escrita do início do século I a.C..”

Fonte:net

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 43
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Formação do cânon bíblico

Mensagem por Geovanni146 em Qui Dez 15, 2011 10:33 pm

Aqui na terra seca tá tudo bom. O vozão teve toda chance de não cair pra segundona, mas desperdiçou quase todas, é assim mesmo, né. (mas só aqui pra nós... achei foi bom, só Leão! kkkk

Então você fala:"... resta a mim, e aos demais cristãos, discípulos de Jesus, seguirmos a tradição dos apóstolos, tal qual estão escritas, "por todo o Novo Testamento,". Ora David, vem cá, outra vez. Raciocina aqui comigo: Entre a morte de Cristo e a publicação do primeiro Evangelho passou-se uns 30 anos. Se a gente seguir essa sua lógica, o  que existia em termos de cristianismo durante esse tempo que não se tinha nenhum evangelho? Assim sendo, ainda na sua lógica, o cristianismo existiu quando Jesus estava vivo, desapareceu com sua morte e reaparece com o primeiro Evangelho. É meu caro, fatalmente esbarramos novamente na tradição!

Caríssimo, veja por exemplo o trecho do Evangelho, onde o Senhor Jesus aparece aos doze apóstolos após a ressurreição:

Jesus disse, de novo: “A paz esteja convosco. Como o Pai me enviou também eu vos envio”. Então, soprou sobre eles e falou: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, serão perdoados; a quem os retiverdes, ficarão retidos”. (Jo 20, 21-23).
 
Ou:

Jesus se aproximou deles e disse: “Foi-me dada toda a autoridade no céu e na terra. Ide, pois, fazer discípulos entre todas as nações, e batizai-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-lhes a observar tudo o que vos tenho ordenado. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos”.(Mt 28, 18-20).

É sobre os Apóstolos que o Mestre sopra (e somente sobre eles) e lhes dá o Espirito Santo, e em seguida lhes outorga o poder que lhes concedeu, de perdoar ou reter os nossos pecados, e ordena que fizessem discípulos todas as nações... Jesus, que é Deus, transmitiu esse poder aos apóstolos com o intuito de beneficiar, nós, os seus fiéis. E assim, a graça e o ministério autêntico continua até hoje na Igreja Católica. A sucessão apostólica já está presente no início da Igreja, quando os Apóstolos escolhem Matias para ocupar o lugar deixado por Judas. (At 1, 25-26). No anúncio da fé todos nós podemos falar em nome do Mestre Jesus, concordo com o amigo. Mas a sua palavra Jesus confiou a sua Igreja. É na Igreja que ela vive. E devemos acolher e viver a fé desta Igreja peregrina.

Uma última consideração. Quero esclarecer o nobre colega, que independente do credo religioso que professa, tem meu respeito. Só não aceito ser taxado de cego, não é assim como você pensa. Dentro da Santa Igreja Católica, temos total liberdade de pensamento, o que não podemos é ir contra as verdades ensinadas por esta Igreja "coluna e sustentáculo da verdade" (1Tm 3,15). Ah! Sobre a inquisição, o Pe. Anderson postou um ótimo artigo sobre o tema. Dê uma olhadela lá, ok.

“Onde está Cristo Jesus, está a Igreja católica.” (Santo Inácio de Antioquia (107) Carta aos erminenses 8,2)

Um abraço de Jesus pelos braços de Maria.


 
avatar
Geovanni146

Mensagens : 207
Data de inscrição : 18/10/2011
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Formação do cânon bíblico

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sex Dez 16, 2011 6:14 am

Caro Jota,

Corroborando com o pensamento que você nos apresenta no que diz respeito a tradição apostólica, ao contrário do pensamento seguido pelo colega David que considera tradição somete o que está escrito (sola scriptura... sola scriptura... sola scriptura...), gostaria de acrescentar o seguinte:

"Muitos outros sinais Jesus fez na presença dos seus discípulos e que não constam neste livro (...). Restam muitas outras coisas feitas por Jesus. Se quiséssemos escrevê-las uma por uma, penso que os livros escritos não caberiam no mundo" (Jo 20,30.21,25).

Estas citações bíblicas, para além das que foram postadas no seu ultimo colóquio, são interessantíssimas e têm o caráter da inesgotável plenitude da tradição da Igreja que é desprezado por aqueles que quebraram e permanecem a fragmentar o Corpo Místico de Cristo que é a sua Igreja, tornando-a um amontoado de pedaços aos milhares.

Um grande abraço com a ternura da sempre doce Virgem Maria !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Formação do cânon bíblico

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum