O Inferno

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Inferno

Mensagem por cloverfield em Seg Set 29, 2008 1:33 pm

Thales escreveu:2. O inferno não é nem uma escolha, nem uma punição. O inferno é uma conseqüência. A verdadeira escolha está entre amar ou não amar, fazer ou não o bem, onde uma vida de escolhas pelo mal leva a uma morte de uma escolha eterna por ele. Portanto, há o livre-arbítrio sim. Tanto é que mesmo aqueles que acreditam no infernam pecam, escolhem fazer o mal. O importante é saber que a nossa ação não deve ter nem a busca pelo céu nem a fuga do inferno como meta única e principal; devemos querer fazer o bem não por interesse, mas sim porque é a nossa realização e o nosso dever enquanto seres-humanos.
o problema é que sua religiao se baseia no medo do inferno e suas punições (lugar onde ha ranger de dentes e etc). Logo se eu nao quizer ligar para deus ele simplesmente me enviara para la.

voce nao acha estranho que ele queira nos salvar dele mesmo? Ele que nos envia para la. (nao espera que eu va caminhando livremente para la nao?)

Outro porem, pergunte ao seu padre local o que ele acha de quem nao acredita no inferno, o que o inferno esteja vazio. Ele vai adorar saber disso.
avatar
cloverfield

Mensagens : 37
Data de inscrição : 27/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Thales em Seg Set 29, 2008 4:15 pm

cloverfield escreveu:o problema é que sua religiao se baseia no medo do inferno e suas punições (lugar onde ha ranger de dentes e etc). Logo se eu nao quizer ligar para deus ele simplesmente me enviara para la.

voce nao acha estranho que ele queira nos salvar dele mesmo? Ele que nos envia para la. (nao espera que eu va caminhando livremente para la nao?)

Vamos usar uma metáfora.

Matilde, uma menina muito esperta e agitada, ganhou de sua mãe, dona Iolanda, uma grande caixa de bombons na noite de seu aniversário.

Depois do quinto bombom, Matilde já se sentia bem satisfeita, mas, mesmo assim, resolveu experimentar os outros sabores, pois a caixa era grande mesmo e tinha diversos tipos de bombons. Mesmo sabendo que isso não faria muito bem a ela, pois sua mãe já a tinha alertado, ela não resistiu e resolveu comer escondido "mais um ou dois (ou três) bombons"; afinal, estavam tão gostosos!

Para infelicidade de Matilde, naquela madrugada mesmo ela provou como sua mãe estava certa: Matilde teve uma enorme dor de barriga e até chorou! Dona Iolanda ficou bem preocupada e até preparou para a sua filha um bom chá caseiro que ela tinha guardado exatamente para uma emergência dessas.

Matilde, muito irritada com a situação, não queria tomar de jeito nenhum o chá. Sabe-se lá o que passava na cabeça dela. Talvez até pensasse que sua mãe era culpada pela sua dor, pois foi Dona Iolanda quem deu à ela os bombons. Ou então ela achava que não precisava do chá para ficar boa... Dona Iolanda ficou muito triste, mas não podia obrigar a filha a tomar o chá... O fato é que, naquela noite, com todas as dores e cansada de chorar, Matilde não dormiu.


Quem foi culpada pela dor de barriga?


Outro porem, pergunte ao seu padre local o que ele acha de quem nao acredita no inferno, o que o inferno esteja vazio. Ele vai adorar saber disso.
Ué, onde que eu disse que não acredito em inferno, ou que o inferno esteja vazio?
avatar
Thales
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 252
Data de inscrição : 08/08/2008
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

inferno

Mensagem por Fernando Heirich em Ter Set 30, 2008 2:57 pm

Se poderia dizer que muitas pessoas se esforçam por viver ou já vivem o inferno aqui ?
avatar
Fernando Heirich

Mensagens : 27
Data de inscrição : 30/09/2008
Idade : 29
Localização : Barra-RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Moco em Qua Out 01, 2008 2:21 am

cloverfield escreveu:o problema é que sua religiao se baseia no medo do inferno e suas punições (lugar onde ha ranger de dentes e etc). Logo se eu nao quizer ligar para deus ele simplesmente me enviara para la.

Bem, o Catolicismo não se baseia no medo do inferno e suas punições, sim na satisfação plena da alma que será estar com Deus.
Usando um exemplo bem vulgar, quando você compra uma televisão, vem um manual feito pela empresa que a fabricou, aqueles que trabalharam na produção dela, certamente são os que melhor sabem como é o seu funcionamento, o que fazer em caso de dar problemas, assim somos nós em relação a Deus, quem melhor que o nosso criador para saber o que é melhor para nós? Além disso nós seres humanos temos um anseio muito grande por sermos saciados, buscamos algo que nos preencha, tal preenchimento só encontramos em Deus. "Fizeste-nos para Ti e inquieto está nosso coração enquanto não repousar em Ti." Nisso se consiste o cristianismo, mas especificamente nesse caso o catolicismo, encontramos a fonte que sacia nossa sede, e é nessa fonte, nessa busca q a Religião se baseia, o inferno é apenas a consequencia pela não busca disso, ou melhor pela busca no lugar errado.
E quanto a Deus mandá-lo pro inferno, fique tranquilo que isso não vai acontecer, ir ou não pro inferno é o resultado de uma busca, a metáfora que o Thales usou sintetiza bem isso.

Quanto a pergunta do Fernando, não Fernando, ninguém vive o inferno aqui. Apesar de ter bastante gente que se esforce batante para tal, o inferno é a ausência de Deus, e isso não se dá aqui.

Abraço.
avatar
Moco

Mensagens : 76
Data de inscrição : 27/08/2008
Idade : 27
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

...To eu aqui....

Mensagem por Binhokraus em Qua Out 01, 2008 8:57 am

Po galera, como tem sido a maioria dos meus tópicos, vou novamente comparar as teorias cientificas da quântica com o que os irmãos disseram acima, e mais uma vez mostrar como essa ciência, tem dado passos para provar, com base cientifica, o que a igreja já ensina há mais de séculos!!! Vale lembrar que o que digo, não é a opnião da igreja, mas sim o que se tem estudado na ciência, e quando faço isso é para nos levar a uma reflexão mais profunda acerca das verdades de fé que a Igreja a séculos proclama, e as recentes teorias cientificas no que toca a quântica.
Vamos lá, para quem leu minha postagem no tópico da onisciência de Deus!
Supondo que aqule minha idéia de que Deus conhece todas as possibilidades. Quando nos criou, ele já vislumbrou lá no futuro o que poderiamos vir a ser, seja para o bem ou para o mal. A escolha de qual caminho vamos trilhar cabe a nós. As possibilidades são diversas, e nós só podemos escolher um caminho, a cada cruzamento de possibilidades em nossas vidas, escolhemos dentre as várias apenas uma, e todas as outras que existiram naquele momento desaparecem, ou melhor, convergem-se na que escolhemos que passa de possibilidade a realidade. Nós definimos o caminho que queremos seguir. A partir daí, pensemos que existem dois finais possiveis mas N possibilidades de se chegar a um, e somente um desses finais. Então existem N caminhos diferentes que vão nos levar ou a um lugar ou a outro lugar. Um lugar é a presença do Criador, aonde estaremos junto daquele que nos criou, o outro chegaremos a um lugar, final, aonde jamais encontraremos o nosso criador, ou seja, jamais conheceremos face a face o nosso criador.
Então o que a Igreja se propõe a fazer, e é o que Deus quer que nós façamos é escolher pelo caminho que Deus nos mostra, seguindo seus ensinamentos, seus conselhos.... e por ai vai, não para não sermos condenados a um mar de lágrimas, geena, aonde há choro e ranger de dentes, NÃO! é pq Deus sabe, pq conhece todas as possibilidades e os dois finais, que seguir por determinado caminho, no levará a uma alegria nunca antes encontrada. Não é por medo da condenação, que ninguem sabe ao certo como é! Sabe-se que é a ausência de Deus! Ma não é por medo da condenação, e sim para o encontro com a felicidade sem precedentes, a alegria plena de encontrar face a face Aquele que nos criou.
Analogia: Um filho de um pai muito rico, que ainda bebezinho foi retirado do seu pai, mas sabe que o pai deixou para ele uma hernça enorme e toda a condição para que ele crescesse, e desenvolve-se toda a sua potencialidade! O Filho sempre ouve falar do pai bondoso que ele tinha, de como ele bom, de como o seu pai o amava com um amor sem igual. Será que esse filho não iria gastar seus recursos par encontrar seu pai novamente? Mesmo que esse já estivesse morto, a simples possibilidade de encontrar com o seu pai, vivou ou morto move o filho a busca-lo, e ao encontrar fica feliz, se ele estiver vivo então melhor ainda! Pq encontrou novamente o pai de quem sempre ouviu falar, que mesmo distante, deu toda a condição par que ele se tornasse um homem e nunca lhe faltasse nada! Esse filho nesse momento do encontro seria o filho mais feliz do mundo!
Isso não tem todo um sentido?
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Inferno e Céu.

Mensagem por Pe. Anderson em Qua Out 01, 2008 9:12 am

Caros amigos,
Como podemos definir o inferno? Creio que a melhor definição foi dada pelo Papa Bento XVI recentemente: "uma vida eterna sem Deus, isso é o inferno". Isso é o que nós cristãos tememos é perder a Deus; não porque Deus tenha uma vontade malvada (Ele não é um Deus Enganador, nem um Gênio Maligno), não porque ele ama punir o homem, obra perfeita das suas mãos, mas porque somos livres e podemos inclusive escolher o mal para nós. O temor dos cristãos ao Inferno nasce do amor. Tememos perder aquele que nós amamos e entregou sua vida por nós. Para nós Deus é nosso Pai, não nosso Juiz.
A principal pena do inferno é não viver para Deus, sabendo que Ele nos ama infinitamente, se entregou na Cruz para nós, e a cada instante Ele busca vir ao nosso encontro para dar-nos a verdadeira vida. Vale a pena citar a Sagrada Escritura: "Deus nao que a morte do pecador, mas sim que ele se converta e viva". "Deus quer que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade".
Todo amor leva consigo o ódio. Como assim? Quando amamos algo rejeitamos tudo aquilo que faz dano ao objeto amado. Dessa forma, o amor verdadeiro do homem a Deus traz consigo o ódio por tudo aquilo que nos separa dele e pode fazer-nos perdê-lo. A isso nós cristãos chamamos de pecado. O cristão, a exemplo de Cristo, odeia o pecado e ama o pecador, buscando a sua salvação.
A nossa religião não é regida pelo medo do inferno, mas sim pelo amor a Deus. E "nisto consiste o amor a Deus, em que Deus nos amou primeiro", nos diz São João. O objetivo da nossa vida é amar ao Deus que nos ama totalmente e a consequencia natural disso é rejeitar tudo aquilo que nos separa dele.
Que é o Céu? Santo Agostinho dizia: "O Céu é o lugar onde os amigos não se despedem, onde os amigos não se separam". O Céu é um estado de amizada do homem com Deus e dos homens entre sí. O Inferno é um lugar de solidão, porque o homem aí se separa de todos, vivendo só para o seu egoismo, porque o homem assim o escolheu. No inferno o homem progressivamente se despersonifica, pois ser pessoa significa estar aberto ao próximo, já que o homem só se aperfeiçoa em comunidade, em dependência dos outros (isso desde o ventre materno até a sua morte). Portanto, não é Deus que envia as almas ao Inferno, mas sim são alguns homens que voluntariamente escolhem não viver com Deus. Preferem o seu egoismo à amizade. E, nosso Deus amoroso, respeita a liberdade humana. Deus não obriga a ninguém viver com Ele eternamente.
Para nós cristãos o caminho da verdadeira liberdade é o caminho do bem, que é infinitamente mais amplo que o caminho do mal. Como assim? O caminho do pecado é muito estreito e cansativo, pouco criativo, pois por mais que um peque, só pode cometer 10 tipos de pecado (de acordo com os 10 mandamentos). Por outro lado, o caminho do bem não tem limites, já que há infinitas formas de fazermos o bem ao próximo. Portanto, não vivemos limitados pelos mandamentos, porque buscamos percorrer um caminho mais amplo. Definitivamente, não baseamos nossa religião no medo do Inferno, mas na vontade de amar a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como Cristo nos amou, até à morte na Cruz.
Nesse sentido temos a liberdade de dizer, com Santo Agostinho: "ama e faz o que queres". Se amamos a Deus e ao próximo, tudo o que fizermos estará no caminho da vida, da verdade, e o único que teremos em mente será o medo.
Vale a pena lembrar que até hoje a Igreja só se pronunciou sobre pessoas que ela sabe que com certeza estão no Céu (em comunhão com Deus). A Igreja em seus 2.000 anos nunca disse que uma pessoa determinda está no Inferno. Não temos uma lista de santos e outra de condenados. Só temos certeza dos que se salvaram, não dos que se condenaram. Por isso, até hoje a Igreja nunca disse que há alguém determinado no Inferno, mas somente diz que o homem pode escolher livremente não estar com Deus na eternidade. Temos certeza que no Inferno estão os demônios mas não afirmamos que há certa pessoa no Inferno. Afirmamos com certeza a possibilidade humana de irmos para lá. Como podemos basear nossa vida no medo do Inferno? Cremos na infinita misericórdia de Deus, que quer que todos se salvem. Também afirmamos com todas as suas consequencias a verdade da liberdade humana, que pode escolher inclusive a sua morte.
Um grande abraço, espero que essas palavras possam ajudar.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por cloverfield em Qua Out 01, 2008 12:21 pm

Bem, o Catolicismo não se baseia no medo do inferno e suas punições, sim na satisfação plena da alma que será estar com Deus.


Claro que se baseia nisso.

Observe: Se nao existir inferno, nao ha necessidade de salvação, logo nao existe porque existir uma religiao.
Entao, sem inferno, as igrejas se esvaziam.
Acreditem, o medo move as religioes.

Acho que isso responde aos dois.
avatar
cloverfield

Mensagens : 37
Data de inscrição : 27/09/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Thales em Qua Out 01, 2008 1:48 pm

Fernando Heirich escreveu:Se poderia dizer que muitas pessoas se esforçam por viver ou já vivem o inferno aqui ?
Moco escreveu:Quanto a pergunta do Fernando, não Fernando, ninguém vive o inferno aqui. Apesar de ter bastante gente que se esforce batante para tal, o inferno é a ausência de Deus, e isso não se dá aqui.
Bom, eu teria dois níveis de resposta. Se levarmos em consideração que o Inferno é a perpetuação de uma vida que é vivida neste mundo, ou conseqüência desta, podemos sim dizer que o Inferno, assim como o Céu, começa aqui. Por outro lado, o Inferno e o Céu são radicalizações extremas das relações possíveis com Deus; neste sentido o Inferno teria um começo concreto com a morte do indivíduo.

Moco escreveu:Bem, o Catolicismo não se baseia no medo do inferno e suas punições, sim na satisfação plena da alma que será estar com Deus.
Eu não sei se concordo com isso não. Dizer que o catolicismo baseia-se em uma satisfação pode ser visto como fazer dele uma moral interesseira. Não é muito certo dizermos que prestamos culto a Deus porque isso nos faz satisfaz (apesar de isso acontecer). No meu ponto de vista, além da concepção antropológica onde o homem é visto como feito para a verdade e o amor, acho que talvez a idéia principal na qual o cristianismo baseia-se é a idéia de redenção. Mais do que isso até: em uma idéia de redenção pessoal -- um encontro com alguém que cativa.
avatar
Thales
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 252
Data de inscrição : 08/08/2008
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Thales em Qua Out 01, 2008 2:18 pm

cloverfield escreveu:Observe: Se nao existir inferno, nao ha necessidade de salvação, logo nao existe porque existir uma religiao.
Entao, sem inferno, as igrejas se esvaziam.
Primeiro, o Inferno existe. Segundo, a salvação cristã não é propriamente salvação do inferno. Salvação (ou redenção) significa um retorno a um estado original de relacionamento com Deus, que foi inicialmente maculado por uma falta original do próprio homem, onde é o próprio Deus -- o Cristo --, que nos oferece os meios para tal salvação. Terceiro, que religião é prestar o culto devido a uma divindade transcendente. Não tem, em essência, nada a ver com Inferno. Não fazemos o bem apenas porque de outra forma seremos "condenados" (ou pelo menos não deveríamos), mas sim porque a) o bem é a realização da natureza propriamente humana, portanto dizemos que fazemos o bem para sermos felizes; e b) porque fomos amados por primeiro e fomos cativados por esse amor, portanto o bem seria expressão do amor humano.

cloverfield escreveu:Acreditem, o medo move as religioes.
Descordo. Na prática religiosa, pelo menos na qual eu convivo, a idéia de condenação passa bem ao largo da idéia de que "Deus nos ama" e por isso cuida de seus filhos, que é o que na verdade impulsiona os fiéis. Já em uma certa "teoria" da religião, percebemos que o inferno não pode ser fundamento de nada. É claro que o cristão quer ir para o Céu e tem medo de ir para o Inferno, mas, na sua essência, isso não move sua prática religiosa. O que interessa, no fim das contas, é viver de acordo com a verdade. Eu não vou à missa porque se não vou para o inferno, mas sim porque amo a Deus e devo ser coerente com esse amor, além de ter entendido que esta é minha obrigação devida em relação ao culto.
avatar
Thales
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 252
Data de inscrição : 08/08/2008
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Moco em Qua Out 01, 2008 5:07 pm

Respondendo ao Thales.
Em Relação a viver ou não o inferno na terra, eu não desenvolvi bem mesmo, mas o queeu quis dizer é que apesar de podermos começar a nos encaminhar para tal, ele não se concretiza aqui em vida, do mesmo modo o céu.

Thales escreveu:Eu não sei se concordo com isso não. Dizer que o catolicismo baseia-se em uma satisfação pode ser visto como fazer dele uma moral interesseira.

Thales escreveu:No meu ponto de vista, além da concepção antropológica onde o homem é visto como feito para a verdade e o amor, acho que talvez a idéia principal na qual o cristianismo baseia-se é a idéia de redenção. Mais do que isso até: em uma idéia de redenção pessoal -- um encontro com alguém que cativa.

Talvez a forma que eu coloquei realmente soe como interesseira, mas não vejo diferença no que você falou, a não ser a colocação das palavras, numa forma resumida eu disse exatamente isso, a satisfação plena da alma que me refiria englobava todos estes fatores,a verdade e o amor, para o qual fomos criados, e principalmente o encontro com alguem que o cativa.

Abraço.
avatar
Moco

Mensagens : 76
Data de inscrição : 27/08/2008
Idade : 27
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Thales em Qua Out 01, 2008 6:20 pm

Oi Moco,

Talvez eu tenha entendido errado, mas achei que "satisfação plena da alma" na sua mensagem anterior pudesse ser entendida de duas formas:

Moco escreveu:Bem, o Catolicismo não se baseia no medo do inferno e suas punições, sim na satisfação plena da alma que será estar com Deus.
Primeiro em relação ao Céu, pois a satisfação da alma "será estar com Deus". Nesse sentido, não podemos dizer que cristianismo baseia-se fundamentalmente no Céu (ou qualquer outro nome que tenha), pois várias outras religiões também o fazem.

Em segundo lugar, em relação à uma certa "alegria" ou "prazer" que surge da realização das potências da alma, pois é justamente isso que significa "satisfação". O cristianismo não poderia basear-se essencialmente em tal conceito, pois isso não tem muito a ver com a mensagem de Cristo. Na verdade, muitas vezes é incômodo e não prazeroso ser cristão.

Moco escreveu:Talvez a forma que eu coloquei realmente soe como interesseira, mas não vejo diferença no que você falou, a não ser a colocação das palavras, numa forma resumida eu disse exatamente isso, a satisfação plena da alma que me refiria englobava todos estes fatores,a verdade e o amor, para o qual fomos criados, e principalmente o encontro com alguem que o cativa.
Acho que eu que não me fiz entender muito bem mesmo. A procura pela verdade e pelo amor não é a fundamentação própria do cristianismo, pois o é da felicidade humana; e também, por si só, não comporta temas fundamentais no cristianismo como o da fé. Quando eu a citei, eu quis dizer que é um pressuposto da doutrina cristã.
avatar
Thales
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 252
Data de inscrição : 08/08/2008
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Moco em Qui Out 02, 2008 12:41 am

Thales escreveu:Primeiro em relação ao Céu, pois a satisfação da alma "será estar com Deus". Nesse sentido, não podemos dizer que cristianismo baseia-se fundamentalmente no Céu (ou qualquer outro nome que tenha), pois várias outras religiões também o fazem.
Thales escreveu:Em segundo lugar, em relação à uma certa "alegria" ou "prazer" que surge da realização das potências da alma, pois é justamente isso que significa "satisfação". O cristianismo não poderia basear-se essencialmente em tal conceito, pois isso não tem muito a ver com a mensagem de Cristo. Na verdade, muitas vezes é incômodo e não prazeroso ser cristão.

Acho que a discordância está girando em torno da finalidade pela qual alcançamos a "satisfação da alma". Concordamos que a mesma se dá no momento em que estivermos com Deus né? Aí acho que não me expressei bem, a nossa busca não é por essa satisfação, a busca é por uma sede de algo que não sabemos definir o que, é exterior a nós, mas completa cada espaço que há no nosso interior. Concorda que a nossa relação com esse algo que procuramos, torna-se uma relação de amor-necessidade da nossa parte? Nós o amamos pq sabemos que necessitamos Dele. Conclusão, o buscasmos pq temos em nós a necessidade de buscá-lo, e como consequencia dessa busca temos a satisfação plena da alma, que é o estar com Ele.

Thales escreveu:Acho que eu que não me fiz entender muito bem mesmo. A procura pela verdade e pelo amor não é a fundamentação própria do cristianismo, pois o é da felicidade humana; e também, por si só, não comporta temas fundamentais no cristianismo como o da fé. Quando eu a citei, eu quis dizer que é um pressuposto da doutrina cristã.
Por serem elementos da felicidade humana, não siginifica que não são bases do cristianismo, o amor por si só não comporta a fé?
avatar
Moco

Mensagens : 76
Data de inscrição : 27/08/2008
Idade : 27
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Palavras do Padre Fábio de Melo

Mensagem por sardinhasgb em Qui Out 02, 2008 7:43 am

Uma das coisas mas certas que ja ouvi sobre o inferno veio do Padre Fábio

"Eu não preciso te falar do inferno se lhe provar que Deus é bom, eu não preciso te falar do inferno, se eu te provar que seu lugar é no céu, eu não preciso lhe amedrontar que no inferno é ruim, se lhe deixar a certeza de que o céu é maravilhoso"

Foi algo assim, não com essas palavras mas com este pensamento.

Realmente alguns padres e pastores acabam apavorando as pessoas quando falam do inferno, mas creio que é mais fácil levar algue mao céu pelo amor do que pelo temor.

Se eu te convencer que Deus t-ama e que o céu deve ser tudo de bom, eu não vou precisar te falar que o inferno é ruim !!!!!!!!!

Se alguém lhe mostra as vantagens que se tem em ter uma ferrari, te da a oportunidade de ter uma ferrari, deixa vc dar umas voltinhas, vc vai querer depois saber o que tem de ruim em ter um fiat 147 ???

Claro que não né vc vai fazer de tudo pra ter a ferrari e o fusquinha vc vai acabar esquecendo pra la.

Acho que é isso...
avatar
sardinhasgb

Mensagens : 12
Data de inscrição : 19/09/2008
Idade : 31
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Inferno e salvação

Mensagem por Pe. Anderson em Qui Out 02, 2008 5:00 pm

Caro Cloverfield,
Segundo sua forma de pensar o medo do inferno enche as igrejas e sem o inferno não existiria religiões. Me parece que você não aceita as religiões, especialmente o Cristianismo, porque afirmam a existência do Inferno. Creio que você deve estar de acordo que assim como você, muitos não se dizem religiosos porque não querem crer na existência de um possível castigo para a vida humana. Dessa forma me parece que você diz que o Inferno é a causa da fé de muita gente e, ao memo tempo, é a causa da ausência de fé de muitos outros. Realmente, o inferno é algo terrível. Serve como base de fé e como base do ateísmo! Que coisa terrível!
Caro Cloverfield, você deve considerar que muitas religiões existem sem afirmar a existência do Inferno. As religiões orientais, por exemplo, buscam a salvação entendida como uma saída do ciclo das reencarnações. O Nirvana do Budismo, por exemplo, é uma volta ao nada. Para eles, o mau é o ser, e não o inferno, e isso enche os templos budistas de todo o mundo.
Nós cristão não dizemos que o mau está no ser, mas na ausência do ser. Esse é o mau absoluto, que Deus não dá ao homem. O que Deus dá é a possibilidade do homem viver sem Deus, livremente. Dizendo em outras palavras: há bem no Inferno! A bondade do Inferno é que Deus não envia suas criaturas á aniquilação e saber que Deus respeita a liberdade humana!
Me parece que você enxerga com muita profundidade a realidade do Inferno: mas creio que você o enxerga desconectado das outras realidades da nossa religião. O Catolicismo, antes de afirmar o Inferno, diz que Deus quer a salvação de todos, dá ajuda suficiente para que todos os homens se salvem, livremente e que, ao final, nem todos se salvam. O problema do Inferno é muito mais grave do que você consegue ver. Isso significa que Deus realmente fez o homem livre e respeita a liberdade humana até as suas últimas consequencias.
Creia, o Cristianismo afirma, desde a morte de Cristo na cruz que "o bem é mais poderoso na sua bondade que o mal na sua maldade" (Santo Tomás de Aquino). Pensar no inferno significa levar a sério a liberdade humana, isso não vai contra a bondade de Deus, nem contra a dignidade humana. Nós cristãos levamos a sério a liberdade humana.
Um abraço!
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

inferno

Mensagem por jonas em Seg Abr 20, 2009 11:17 pm

uma alma q foi para o inferno sera q la ela pode se arrepender e ser salva???
avatar
jonas

Mensagens : 2
Data de inscrição : 20/04/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Convidad em Sex Maio 01, 2009 10:16 am

Olá, Jonas, a Paz do Senhor Jesus Cristo...


Segundo a Escritura, o inferno é um lugar de tormento constante. É um lugar de completa distancia, completa separação de Deus. Segundo as Escrituras Sagradas, quem for ali jogado, estará em tormento para todo o sempre.

Mateus 25:46
46 E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna.

Apocalipse 14:11
E a fumaça do seu tormento sobe para todo o sempre; e não têm repouso nem de dia nem de noite


JEsus é o Único Meio pelo qual o homem poderá obter sua salvação. Ele é o Plano imaginado por Deus antes da fundação do mundo, para a redenção do homem. Só nEle pode o homem voltar a ter a comunhão, perdida em Adão, com o Altíssimo!

Que o Senhor nos abençoe

David

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por são vieira em Sex Jul 17, 2009 3:34 pm

inferno... qual a origem desta palavra... muito interessante
vem do latim. infernus... do grego:hades... e do hebraico: seol que significam simplesmente: sepultura comum da humanidade...

alguns textos têm sido mal interpretados sem analizar o contexto histórico e biblico.

se a biblia diz em ezequiel de que Deus não se agrada da morte dos iniquos pois aí já é tarde para eles pois não terão ressurreição será que se iria importar se estivessem a sofrer para sempre? claro que sim. ele é um pai amoroso mas justo e era injusto pagar uma curta vida de pecado por uma eternidade. nem os pais humanos para castigar põem o dedo do filho no fogo quanto menos Deus que é amor superlativo...

além do mais eclesiastes 9: 5-10 mostra-nos a condição real dos mortos... não sofrem...e romanos 6: 7 diz que quem morre é absolvido do pecado... ainda mais...no vers.23 diz que o salário ou a paga do pecado é a morte ou seja pagou com a vida o erro.

tormento eterno sim...deixar simplesmente de viver e não poder voltar, estar para sempre esquecido... é atormentador...

a geena que a biblia fala é equiparada ao vale de himon onde junto a Israel se depositava lixo, cadáveres, etc... e o que sobrevivia lá era o gusano e o fogo... simbolos de completa destruição dos elementos biológicos... daí a equivalência eterna de quem for mau e não se arrepender... ficará morto para sempre

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por são vieira em Dom Jan 17, 2010 4:35 am

só uma questão...

se o inferno é onde é exercida a justiça divina... estaria usando os demónios para o fazer?

Satanás não é mau pois faz parte do propósito de Deus castigar eternamente os iniquos e ele obedece a Deus, visto que desde sempre existe inferno assim como existe o céu, pois antes de existirem humanos já existiam anjos?

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Jan 20, 2010 6:24 am

Conceição (São Vieira) escreveu:
"Satanás não é mau pois faz parte do propósito de Deus... (...) desde sempre existe inferno assim como existe o céu..."
Vamos analisar por partes:
1.Satanás foi um anjo de luz criado por Deus para integrar o grupo dos querubins e que, mais tarde, rebelou-se e ostentou ocupar o lugar de Deus (Is 14,12-14; Ez 28,12-16), sendo por esta razão expulso do convívio celestial e se colocando como potestade oposta a Deus e inimiga dos homens (Zc 3,1; Jó 1,7-9; 2,1-3; 1Cr 21,1; Lc 18,10; Ap 12,9). Ele é descrito na Bíblia como serpente, demônio, diabo, tentador, malígno, príncipe do mundo, destruidor, acusador, dragão e homicida, dentre outros adjetivos que comprovam o seu ser maléfico (Gn 3,15; Sb 2,24; Jo 15,2; Mt 4,3; 1Tes 3,3; 1Jo 5,18-19; Jo 12,31; Ap 9,11; 12,9-12).
Satanás fez parte do propósito de Deus enquanto anjo de luz e integrante do grupo dos querubins. Até aqui está correto.
A partir do fato de rebelar-se contra Deus, tentar ocupar-lhe o lugar e tudo o que decorreu daí por diante, percebe-se que o propósito de Deus a respeito daquele querubim já não mais existe.
2 O Gênesis narra que no princípio Deus criou o céu e a terra (Gn 1,1). Não existiam demônios e, portanto, também não existia inferno. O Evangelho nos fala que, no juizo final, os maus serão lançados no inferno que foi preparado para o demônio, seus anjos e seus eguidores (Mt 25,41). Percebe-se, pois, que o inferno foi preparado depois da criação, depois da rebelião de Lúcifer. O inferno, portanto, bem como Satanás, nunca fez parte do propósito de Deus e não existiu sempre confo existe o céu, como afirma Vieira.
É cômico se afirmar que Satanás não é mau, quando as Sagradas Escrituras afirmam com tanta veemência e de várias formas exatamente o contrário: SATANÁS É MAU, MUITO MAU, MAU AO EXTREMO !
Afirmar que Satanás faz parte do propósito de Deus corresponde a dizer que Deus é também mau. Que absurdo! Que blasfêmia! Que aberrração!
É PRECISO TER CUIDADO COM AS HERESIAS !
ESTEJAMOS ATENTOS !
FIQUEMOS COM DEUS !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por são vieira em Qua Jan 20, 2010 8:15 am

concordo... mas assim como não acredito que satanás pela sua extrema maldade seja usado para atormentar pessoas depois da morte tb não acredito num Deus sádico...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sex Jan 22, 2010 9:27 pm

Cara Conceição,

Primeiro você afirma que "Satanás não é mau pois faz parte do propósito de Deus"...

Depois você qualifica Satanás como possuidor de "extrema maldade"...

Não dá para entender qual é a sua posição a respeito de Satanás, pois as suas duas afirmações são antagônicas, contrárias.
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por são vieira em Sab Jan 23, 2010 5:04 am

sr. flávio uma coisa é acreditar na primeira questão e outra coisa é usar a frase para raciocinio.

ao colocar a questão retórica tinha a finalidade de obter alguma resposta e não a sua postagem. tem de tentar ter mais calma e tentar perceber para além do obvio, por favor. em vez de procurar derrubar... construa. tenha longanimidade e bondade. gálatas 5:22

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Ralão em Dom Jan 24, 2010 2:40 pm

Boas,

"se a biblia diz em ezequiel de que Deus não se agrada da morte dos iniquos pois aí já é tarde para eles pois não terão ressurreição será que se iria importar se estivessem a sofrer para sempre? claro que sim. ele é um pai amoroso mas justo e era injusto pagar uma curta vida de pecado por uma eternidade. nem os pais humanos para castigar põem o dedo do filho no fogo quanto menos Deus que é amor superlativo..."

Concordo com esta parte, tenho dificuldade em enterder 1 castigo ETERNO, o que para uma entidade PURAMENTE BOA é difiçil de conciliar.

Contudo Cristo afirma que o inferno existe, que voiu satanás a cair como 1 relampago e a exurcitar os demónios.

Grande mistério este que ~me mete muita confusão.

José Ralão
avatar
Ralão

Mensagens : 92
Data de inscrição : 17/10/2009
Idade : 50
Localização : Portugal - Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por são vieira em Ter Jan 26, 2010 6:22 am

eu não acredito no inferno de fogo de tormento eterno.
vou explicar porquê.

Impossível atormentar os mortos; estão inconscientes

Ecl. 9:5, 10 “Os viventes estão cônscios de que morrerão; os mortos, porém, não estão cônscios de absolutamente nada . . . Tudo o que a tua mão achar para fazer, faze-o com o próprio poder que tens, pois não há trabalho, nem planejamento, nem conhecimento, nem sabedoria no Seol [“sepultura”, Al, “inferno” Douay ], o lugar para onde vais.”

Verdadeiro significado de “inferno” confundido pela falha de tradutores, de não diferenciar palavras nas línguas originais


Inferno (Hades) não é lago de fogo, mas é finalmente lançado no lago de fogo, significando destruição eterna

Rev. (Apo.) 20:14, 15 “A morte e o Hades [“inferno”, Al, Fi Soares] foram lançados no lago de fogo. este significa a segunda morte, o lago de fogo. Outrossim, todo àquele que não foi achado inscrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.”

o que é esse lago de fogo e enxofre- geena?

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por são vieira em Ter Jan 26, 2010 6:33 am

geena- Jesus Cristo associou o fogo com a Geena (Mt 5:22; 18:9; Mr 9:47, 48), assim como fez o discípulo Tiago, único escritor bíblico, além de Mateus, Marcos e Lucas, a usar esta palavra. (Tg 3:6)

O Vale de Hinom (Geena) ficava fora dos muros de Jerusalém. Por algum tempo foi o lugar de adoração idólatra, incluindo sacrifício de crianças. No primeiro século, a Geena era usada como incinerador para o lixo de Jerusalém.

Os corpos de animais mortos eram lançados no vale para serem consumidos pelo fogo, ao qual se acrescentava enxofre para alimentá-lo. Também os corpos de criminosos executados, considerados indignos de sepultamento num túmulo memorial, eram lançados na Geena.

Assim, em Mateus 5:29, 30, Jesus falou a respeito de ser lançado ‘todo o corpo’ da pessoa na Geena. Ao cair o corpo dentro do fogo, que era constantemente mantido aceso, tal corpo era consumido, mas se caísse numa saliência da profunda ravina, sua carne em decomposição ficava infestada dos vermes ou gusanos sempre presentes. (Mar. 9:47, 48)

Pessoas com vida nunca eram lançadas na Geena; portanto, não era um lugar de tormento consciente.

Em Mateus 10:28, Jesus avisou seus ouvintes a ‘temer aquele que pode destruir na Geena tanto a alma como o corpo’. Que significa isso? Notem que não se faz menção aqui de tormento no fogo da Geena; antes, ele diz para ‘temer aquele que pode destruir na Geena’.

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Inferno

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum