Jesus, o Nome sobre todo nome!

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por RenatoPaulo em Qui Fev 23, 2012 5:53 pm

Fabricio escreveu:Davi,
Meu caro, não me julgo douto muito menos fortalecido. Por isso não dou interpretação minha às Escrituras, e procuro seguir as orientações da Igreja, que é a coluna e sustentáculo da verdade!

Amigos,agora chegou a minha vez de escrever algo.

Fabricio,tenho ao longo de minha vida tentar seguir,aprender e ser fiel a Igreja Catolica.
Mas infelizmente,hoje reconheco que ao seguir as orientações da Igreja,nada aprendi.
Apenas aprendi a dizer centenas de Aves Marias,Credos e Pai Nossos...
Existe algo dentro de mim que me diz para eu seguir outro rumo...
E nestes ultimos dias resolvi seguir em frente sem a Igreja Catolica,sem medos,sem receios mas confiante em Jesus Cristo.
Sou livre,sou de Cristo por isso carregem vcs esses vossos fardos humanos que contribuem apenas para a "Igreja Edificio".
Nao contem mais comigo,porque eu estou fora das vossa redes.

Tudo o que sei o aprendi com Deus e nao na Igreja.
Tudo o que sei aprendi na Biblia e nao no catecismo Catolico.
Deus me revela muita coisa,embora eu seja um leigo sem estudos nenhuns...
Deus me revela certas coisas que ainda nao vi ninguem dentro da Igreja as conhecer...

A Igreja me da um terço para eu rezar,mas algo dentro de mim me diz que isso é uma arma que provoca a Deus...
Deus nao gosta de oracoes repetidas.

A Igreja me mostra um cruxifixo,mas algo dentro de mim me diz que isso apenas é uma exibicao de um objecto de tortura...
Se quero usar uma cruz,a devo usar sem a imagem de Cristo,pois Ele ressuscitou e ja nao esta na cruz...mas a Igreja insiste em mante-Lo na cruz...

Cristo nos falou em sinais que irao aparecer nos ultimos dias que enganarao ate os escolhidos e eu olhando para a Igreja apenas vejo aparicoes de Maria,hostias flutuantes,imagens de santos com coracoes de Cristo nas maos,setas,sangue,sinais no sol,etc,etc

Entro na Igreja e apenas vejo pessoas vaidosas,sem nunca terem lido a Biblia,a amarem mais a Maria do que o proprio Jesus Cristo,porque apenas desejam sorte e saude na vida carnal sem nunca pensarem no verdadeiro reino de Deus.

Isso para mim nao é Igreja de Cristo!
Fiquem vcs com as religioes e com as Igrejas que eu prefiro seguir Jesus espiritualmente.Sim espiritualmente porque infelizmente nos nossos dias ja nao se pode confiar em Igreja nenhuma.

Nao quero mais acreditar em Papas e para mim ja nao existe mais santos padres,porque os Papas para mim apenas praticam obras debaixo do sol,isto é para o mundo.
Fiquem la vcs com as vossas teorias e com os vossos teologos,porque eu prefiro ficar com Jesus Cristo.

Nunca mais me postarei em frente de uma imagem de santo,porque nada sinto por essa imagem e para ser sincero nunca senti.
Nunca mais rezarei a mortos,nem acenderei velas para mortos,porque onde eles estao nada mais posso fazer por eles,mas sim apenas Deus.

Agora apenas quero rezar com todo o meu amor e inocencia ao meu querido Deus e Seu Filho Jesus Cristo que me salvou do pecado.
A Ele sim tudo devo.
Sou de Cristo.Sou livre!

Amem!


RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Sex Fev 24, 2012 9:43 am

Olá Fabrício... Paz do Senhor esteja convosco


São Pedro é claro quando fala que as Escrituras são difíceis de se compreender. Não sei como alguém pode entender algo diferente nesta passagem.

Amigo, se fosse tão dificil, não existia testemunho de pessoas simples, com pouco conhecimento secular, entregando sua vida a Jesus Cristo unicamente através da leitura das Escrituras Sagradas! Para o vosso conhecimento, é através da Palavra de Deus que conehcemos a Jesus Cristo e toda a sua história. A partir de uma simples leitura, o Espírito Santo pode abrir os olhos, aquele que antes não conseguia ali, enxergar coisa alguma! E quando isso acontece, é um caminho sem volta.

Quanto à sua amiga física que dá risadas, peça a ela que consulte uma das fontes que lhe cito abaixo:

- THERMODYNAMICS AND AN INTRODUCTION TO THERMOSTATISTICS. CALLEN, H. B.

-STATISTICAL MECHANICS, MCQUAIRRE, D. A.

-AN INTRODUCTION TO STATISTICAL THERMODYNAMICS, HILL, T. L.

Se ainda sim ela conseguir fazer um experimento com um sistema perfeitamente isolado, recomendo que ela publique o trabalho (será séria candidata ao prêmio Nobel).

Ainda considerando o conceito de sistema isolado, o qual sua amiga física parece não ver problemas em reproduzir, gostaria de saber como ela e o senhor (que trabalha em uma universidade federal) fazem para anular o efeito de campo e reproduzir o estado de inérica do movimento uniforme. Isso também merece um prêmio nobel...

hahahaha.... Fabrício, voce só demonstra total ignorancia sobre física. Será que ao menos sabe o que é "inércia"? Amigo, a inércia é a tendencia que todos os corpos tem de permanecer como estão, ou em repouso ou em movimento retilineo uniforme! A simples experiencia de se ter copos em cima de uma mesa, e ao se puxar a toalha da mesa rapidamente e os copos permanecerem inertes, por sobre a mesa, já trasnformam essa teoria em lei! Amigo, não percebe que está demonstrando total desconhecimento em um assunto, mas mesmo assim procura mostrar que conhece? Aprenda um pouco, no link abaixo, pelo amor de Deus, para parar de falar bobagens!

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/leis-de-newton/primeira-lei-de-newton-9.php

Quanto a sua dificuldade em aceitar o conceito de tempo, sugiro que consulte um tratado qualquer de filosofia cosmológica. O conceito é tão básico que qualquer livro deve conter isso. Talvez você encontre em Regis Jóvilet - Tratado de Filosofia - Tomo I - Lógica e Cosmologia.

Voce tenta com a ciencia, explicar a dimensão espiritual! Não consegue perceber que a ciencia é tão somente o resultado da reflexão do homem sobre o acúmulo de conhecimento durante a história? Mas as coisas espirituais não são científicas. Para a ciência, após morrer, o corpo deve se decompor. Ora, é um absurdo científico, alguém que morreu, e já se decompondo, cheirando mal, voltar a viver!

Joa 11:39 - Disse Jesus: Tirai a pedra. Marta, irmã do defunto, disse-lhe: Senhor, já cheira mal, porque é já de quatro dias.

PAra a ciência o que aconteceu acima é impossível até mesmo de se explicar.

Ora, para a ciência existe a "LEI DA GRAVIDADE". Isso significa que qualquer corpo com massa, é puxado para baixo, ou seja, é atraído pelo planeta terra. Ora, é cientificamente impossivel para o homem, que tem peso específico maior do que o da água, andar por sobre a água e não afundar!

Mateus 14:25,29
25 Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar. 29 E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.



Isso acima é impossível para a ciência. Isso sem falar de várias outras passsagens, como a transformação de água em vinho, sem que qualquer elemento fosse adicionado a água para houvesse a transformação. Tambem segundo a ciencia, dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço, mas as Escrituras assseguram que mais de 1 legião de demônios cabem dentro de um corpo de ser humano...

Ora, amigo, esqueça a ciencia para explicar o espiritual. Use a ciencia para explicar o material e a criação que vemos com os nossos olhos. Assim, ela serve para explicar movimento dos planetas, , serve para explicar as gravidades dos planetas, assim como as transformações quimicas advinda da junção de gases. Mas nunca poderá ser usada para explicar o mundo espiritual. A ciência não explica um ser espiritual, razão porque muitos cientistas são ateus ou céticos!

Assim, amigo, esqueca isso de procurar a ciencia para explicar os anjos. O anjo teve um inicio. Veja abaixo e reflita na passagem!

Ezequiel 28:13-15
13 Estiveste no Éden, jardim de Deus; de toda a pedra preciosa era a tua cobertura: sardônia, topázio, diamante, turquesa, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e ouro; em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados.
14 Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas.
15 Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti.



A passagem acima mostra momentos que passaram na vida de alguém chamado, em latim, de "lúcifer". Ele era perfeito em seus caminhos. ELe estava no jardim do Eden. Ele foi criado... Amigo, deixe a soberba de lado e aceite em nome de JEsus Cristo! Mesmos os seres espirituais estão inseridos dentro de uma linha temporal, de modo que, se voltarmos nessa linha de momentos, chegaremos a um ponto em que nenhuma criatura existia.

Eu sei que algumas comunidades primitivas queriam agir a sua própria maneira. E entendo mais ainda que os apóstolos rejeitaram essa Babel, condenando o legalismo, o nicolaísmo e tantas outras heresias que surgiram já naqueles tempos... Não vejo em nenhum momento São Paulo elogiar os judaizantes, nem vi São João falar que não havia problemas nenhum com os nicolaítas. Os apóstolos não toleravam heresias. O que o senhor propõe é puro relativismo.

É justamente o que acontece com a igreja de Jesus hoje. Algumas tem doutrinas distorcidas que precisam ser removidas. A igreja de Jesus hoje precisa ser admoestada para andar segundo a Palavra de Deus. caso contrário:

Apo 2:5 - Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.


Esta foi a mensagem a igreja de Éfeso. Ela estava passando a trilhar por caminhos que a estava levando para distante dos ensinamentos dos Apóstolos. E a exortação era a de retorno, pois caso a igreja permanecesse naquele caminho, o Espírito santo se retiraria do meio daquela igreja, e não mais operaria ali. Esta é a mesmíssima exortação para muitas igrejas hoje. "quem tem ouvidos para ouvir, que ouça" e medite!

"Como é que voce crê que aquele que morre salvo está em paz, se vê tudo de ruim que acontrece hj?"
Se considerarmos sua lógica, vamos concluir que Deus não está em paz, pois Ele vê tudo de ruim que acontece hoje... Vê que conclusão absurda nos leva seu pensamento?

Amigo, não compare Deus a suas criaturas. Por mais excelentes que seja os anjos, ou mesmo o homem, Deus é incomparavel.

Mas esta é uma questão para a vossa reflexão: COmo poderiam estar em paz os que morreram salvos, se podem ver seus filhos, pai e mãe, e toda a família, caminharem num caminho oposto, indo para o fogo eterno, e ainda assim, permanecerem em paz? Amigo, o espírito dos que morreram não mais tem acesso aquilo que acontece aqui. Leia a passagem do rico e Lázaro, e medite. Essa passagem é bastante esclarecedora!

Desculpe, Davi. Mas para considerar o seu pensamento você simplesmente rejeita tudo e todos. Coloca-se acima de qualquer coisa. Considera apenas você e as Escrituras, como se fosse o único a entendê-las. Entende o caminho que está pegando?

Eu apenas mostro para vós as Escrituras Sagradas. Se a mensagem não produz efeito em vosso coração, não é por minha causa. O convencimento é obra do Espírito Santo de Deus. É Ele Quem convence o homem do pecado, da justiça e do juízo. Mas a semente está sendo lançada. QUando cai no bom solo, ela germina e frutifica, e o nome de Jesus é que acaba glorificado!

Medite em tudo isso e que o Senhor continue a vos abençoar


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Fabricio em Sex Fev 24, 2012 11:28 am

Ok, David

Vamos à inércia... sabia que em termos práticos é impossível provar experimentalmente que um corpo não pode alterar por si só seu estado de movimento uniforme? Sabes o por quê disso? Ora, é pelo simples fato de que é impossível isolar todas as interações e os efeitos de campo que agem sobre um corpo... Apesar disso, os físicos ainda hoje consideram a lei da inércia. Caro Davi, isso chama-se abstração, uma capacidade própria dos seres dotados de inteligência...mas deixa pra lá, se já está difícil falar sobre um conceito básico de física, não vamos entrar em conceitos de epistemologia...

David, não é muito educado rir das limitações dos outros... reconheço que não domino todos os ramos da física, mas o fato de eu ser doutor nesta área já há algum tempo me permite saber, além de outras coisas, o que é inérica. Além disto, para se obter um doutorado na área de física a gente tem que saber um pouquinho de método científico, lá a gente aprende que nem todas as leis têm demostração empírica. Conheço muitas dessas leis, mas não vale a pena perder tempo com isso aqui, não é mesmo?

Ora, mas se você não ouve a Igreja em questões teológicas, porque daria ouvidos a mim em questões de física? Afinal de contas, um título de doutor em ciências não significa nada... Se o senhor entende mais de Escrituras do que São Jerônimo e São Tomás de Aquino juntos, com toda certeza entende mais de física do que eu! (e depois eu é que sou o soberbo...)

No mais, continuas mergulhado na confusão. Noto no seu texto que ainda não conseguiu distinguir conceitos filosóficos de conceitos científicos, coloca tudo no mesmo saco... tenta contrapor questões científicas com milagres, quando em nenhum momento eu toquei nesse assunto, só está tornando o seu texto pouco objetivo, desviando o foco da questão...

Meu caro, só lhe dou um conselho: já que desconhece (ou despreza, não sei...) tanto a filosofia, não se arrisque na teologia. Vai acabar errando... Como já lhe falei, ninguém é obrigado a ser exegeta ou teólogo para ser cristão, antes deves praticar a virtude da obediência (Heberus, 13:17). Mas se quiser se arriscar neste ramo, tem que estudar (e muito!).

Fique com Deus

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por RenatoPaulo em Sex Fev 24, 2012 2:39 pm

Fabricio escreveu:
Meu caro, só lhe dou um conselho: já que desconhece (ou despreza, não sei...) tanto a filosofia, não se arrisque na teologia. Vai acabar errando... Como já lhe falei, ninguém é obrigado a ser exegeta ou teólogo para ser cristão, antes deves praticar a virtude da obediência (Heberus, 13:17). Mas se quiser se arriscar neste ramo, tem que estudar (e muito!).
Fique com Deus

Fabricio,vc nao pode dizer uma coisa dessas.
Digo isto porque se for vontade de Deus,ate mesmo um burro pode ficar a saber tanto ou mais que o maior teologo do mundo.

Por falar em Teologos...
Descobri ha algum tempo que S.Tomas de Aquino antes de sua morte,teve uma visao...
Depois dessa visao,ele simplesmente disse que tudo o que tinha dito nao passava de palha.
Ora isto pode ter pois a sua logica...

Alem disso Fabricio,penso que as coisas espirituais o homem nao as pode explicar,porque nao tem teoria nem palavras que cheguem para essas mesmas coisas espirituais.Pois nunca ninguem teve um contacto com um espirito de uma pessoa falecida.Se alguem pois falar de coisas espirituais e que sejam diferentes do relato Biblico,apenas o pode ter aprendido ou deixado influenciar pelos demonios...esses sim existem.
Ja que vc fala em questões teológicas da Igreja,eu de fato entendo esse pensamento,embora por vezes tenha de me esforcar para entender certas palavras dificeis.
Mas entendo-o!
Entendo-o,mas nao o quero praticar...
Nao o pratico,porque nao quero rezar a santos,mas sim quero me dirigir apenas a Jesus Cristo.
Ora,porque precisam pois os santos interceptarem pelos homens?
Precisa Deus de ajuda para conhecer bem o estado do homem?
Precisa Deus de ser aconselhado pelos santos?

Se Deus tudo conhece e mesmo os cabelos de minha cabeca Ele os tem contados,porque preciso eu da intercessao dos santos?
Nao conhece Deus o meu arrependimento?
Nao conhece Deus o meu amor que sinto por Ele?

Ora se as questões teológicas da Igreja são verdadeiras,porque entao não bradou o Papa Joao Paulo bem alto "JESUS CRISTO É O VERDADEIRO CAMINHO"quando visitou Jerusalem?
Não,ele não bradou alto,mas simplesmente tolerou a doutrina Judaica.
Ora manda-nos Jesus Cristo tolerar outra crencas?
Não!Jesus nos diz que apenas quem Nele acredita segue o verdadeiro caminho para o Pai.

E esse caminho eu quero seguir custe o que custar.Quero seguir Jesus Cristo e bradar bem alto para todos ouvirem o Seu nome por todo o lado e a toda a hora!

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Fabricio em Sex Fev 24, 2012 3:28 pm

Renato,
É certo que Deus capacita o homem, mas Ele não nos convidou à preguiça. É preciso estudar, e muito! É errado ficar esperando um sinal, isso é tentar a Deus. Quem cobrava de Jesus um sinal, uma revelação eram os fariseus... os cristãos devem trabalhar e crer!
Quanto à sua afirmação a respeito de São Tomás de Aquino, ela não consta em nenhuma das hagiografias que conheço. Favor me informe a fonte de onde tirou isso. Pelo que já li deste Santo tenho tudo para crer que essa afirmação seja falsa!
O senhor confunde tolerância com indiferença. Ora, se os judeus não querem ser converter, não podemos obrigá-los. Deus fez o homem livre para aceitá-lo ou rejeitá-lo.
Quanto à intercessão, lembremos o seguinte: Moisés intercedeu pelo povo de Israel. Ora, não conhecia Deus as intenções dos hebreus? São Paulo pedia orações em seu favor. Ora, não conhecia Deus o coração de São Paulo? O que se discute aqui não é a intercessão, mas sim a possiblidade daqueles que partiram na glória intercederem pelos homens. Nós católicos cremos que sim. Fundamentamos essa crença nas Escrituras e na Tradição. Já há outros tópicos aqui no fórum tratando deste assunto.
O homem pode explicar as coisas espiriturais na medida que lhe foram reveladas por Deus. Caso contrário, nenhum debate nesse fórum faria sentido.
Como já cansei de falar, ninguém precisa ser doutor em teologia para ser bom cristão. O que não podemos é querer ensinar o que não sabemos. Bem faz quem pratica as virtudes da humildade e da obediência.
Fique com Deus

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por RenatoPaulo em Sex Fev 24, 2012 3:55 pm

Fabricio olhe aqui:

"Seus escritos geniais: "palha"...

Entretanto, após uma visão que teve enquanto celebrava a Missa na capela de São Nicolau, em dezembro de 1273, não mais voltou a escrever. E àqueles que insistiram com ele para que terminasse sua obra, respondeu: "Não posso. Tudo quanto escrevi parece-me unicamente palha". É que, naquela visão, foram-lhe revelados mistérios e verdades tão altos, que tudo o mais lhe pareceu sem valor."

http://www.lepanto.com.br/dados/HagTomas.html

Sim Fabricio,uma pessoa precisa de estudar,mas existe coisas "invisiveis" e espirituais onde ninguem precisa de estudar para ficar a conhecer.Mais nao quero dizer.

Moisés intercedeu,porque fez sua obrigacao.Alem disso o povo estava debaixo da lei.
Agora temos apenas Jesus Cristo que intercede por todos o que Nele acreditar.

Quem pratica as virtudes da humildade e da obediência,apenas Deus o sabe.
No que me diz respeito,se sou humilde,Deus o sabe e se sou obediente,o tento ser apenas a Jesus Cristo.
Por isso neste mundo se alguem me mandar fazer algo que nao seja contra Deus,o fazerei...mas verdadeiramente obedeco porque Cristo me diz para obedecer.

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Sex Fev 24, 2012 4:56 pm

Vamos à inércia... sabia que em termos práticos é impossível provar experimentalmente que um corpo não pode alterar por si só seu estado de movimento uniforme?

Olá Fabrício... Paz do Senhor Jesus Cristo esteja convosco

Amigo, quando não conhecemos de algo, o melhor que fazemos é ficar calado, ou só falar, se for para perguntar!

A sua afirmação acima nos mostra que você não tem doutorado em física, pois desconhece os princípios mais elementares que são as leis de Newton! Não é “o corpo que altera por si só o seu estado de movimento”. Isso é básico! São as forças como resistência do ar, caso esteja acima do solo, que faz atrito, e diminui sua velocidade! Caso esteja junto ao solo, a gravidade, faz uma força “g” que também produz atrito do corpo com o solo!

No exemplo do cavaleiro, que cavalga com seu cavalo, temos o exemplo clássico que prova a teoria. O cavalo, ao parar repentinamente, “joga” o cavaleiro ao ar, com a mesmíssima velocidade em que vinha. Se não houvesse a “resistência do ar”, e a gravidade da terra, que o puxa para baixo, o cavaleiro continuaria com a velocidade em que vinha. Eu não procurei as várias experiências feitas por Newton, que transformaram sua teoria em lei, mas veja abaixo, que não é necessário tecnologia para prová-las.

http://www.feiradeciencias.com.br/sala05/05_01.asp

A física é uma ciência da natureza. Seu campo de prova é a natureza!

David, não é muito educado rir das limitações dos outros...

Não ri da vossa limitação, mas do vosso embuste, desprovido de humildade, para reconhecer que não conhece sobre assuntos de determinadas áreas. Isso não é a primeira vez que acontece. EM outra oportunidade, quando falava sobre os evangélicos Batistas, que é a igreja da qual faço parte, retrucou mais uma vez sobre algo que, claramente, você não conhecia.

Tentar ser sábio aos próprios olhos ou medir conhecimentos, não é o objetivo aqui. Acredito que estamos para crescermos juntos, no conhecimento da Palavra de Deus, e também do Saber Secular. Entretanto devemos ser humildes e admitir a falta de conhecimento, quando não sabemos sobre determinada área. Afinal, ninguém sabe de tudo!

Afinal de contas, um título de doutor em ciências não significa nada...

Amigo, eu não acredito que você tem o título de doutor em física, principalmente pelo vosso grau de desconhecimento que revelou até aqui. As leis de Newton são básicas para qualquer estudante de física!

Se o senhor entende mais de Escrituras do que São Jerônimo e São Tomás de Aquino juntos, com toda certeza entende mais de física do que eu! (e depois eu é que sou o soberbo...)

Os fariseus conheciam mais as Escrituras do que qualquer pessoa. Isso significa que saber e conhecer as Escrituras não são o essencial, mas vivê-las a cada dia. É triste que muitos dos que se dizem cristãos, confessam com a boca que existe a vida eterna. Entretanto vivem sua vida como se isso fosse “coisa de religião”. O que vos afirmo, é que a vida eterna é real, não é uma fantasia, nem uma ficção. E é isso que importa: Jesus Cristo vai voltar, e vai dar vida eterna a todo aquele que nEle crer!

No mais, continuas mergulhado na confusão. Noto no seu texto que ainda não conseguiu distinguir conceitos filosóficos de conceitos científicos, coloca tudo no mesmo saco... tenta contrapor questões científicas com milagres, quando em nenhum momento eu toquei nesse assunto, só está tornando o seu texto pouco objetivo, desviando o foco da questão...

Para mim o que vale é o que está escrito. AS “verdades” que estão fantasiadas de ciência são apenas motivo para as pessoas negarem a Palavra de Deus. É por isso que o Apóstolo foi tão claro, já em sua época, quando disse:

2Ti 4:3 - Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;


É certo que Deus capacita o homem, mas Ele não nos convidou à preguiça. É preciso estudar, e muito!

É agradável e bom que o homem medite nas Palavra do Senhor:

Sal 119:105 - Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.

É através da Palavra de Deus, que conhecemos a história de Jesus Cristo, e conhecemos seus ensinamentos. Mas mesmo aquele que é fisicamente cego, e não tem instrução para ler, se salvará, ao confessar publicamente que Jesus Cristo é único em sua vida pois reconhece a sua posição de miserável pecador e por isso precisa do Salvador! Não é necessário ter um certo nível de cultura secular, para ser salvo, mas somente confessar e crer que Jesus é o Messias de Deus enviado ao mundo para que o homem viva para sempre.

O senhor confunde tolerância com indiferença. Ora, se os judeus não querem ser converter, não podemos obrigá-los. Deus fez o homem livre para aceitá-lo ou rejeitá-lo.

Talvez o amigo imaginasse que os romanos, na época dos apóstolos, “queriam se converter”. Isso é tão falso, que os cristãos eram martirizados. Entretanto, apesar de não quererem, o evangelho era proclamado! Ora, Fabrício, tu achas mesmo muitas semlehança ente o papa e os apóstolos? Eram os apóstolos ricos? Andavam com tamanha pompa? Amigo, abra o olho!

Quanto à intercessão, lembremos o seguinte: Moisés intercedeu pelo povo de Israel. Ora, não conhecia Deus as intenções dos hebreus? São Paulo pedia orações em seu favor. Ora, não conhecia Deus o coração de São Paulo?

Paulo e Moisés fizeram o que eu precisamente tenho feito por vós, pelo Renato, e por outros colegas. Paulo e Moisés oraram e intercederam por outras pessoas enquanto estiveram vivos. Mas morto não intercede por ninguém, eles morreram para nós. So Jesus ressuscitou, e só Ele pode mediar entre o homem e Deus!

1Ti 2:5 - Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

O que se discute aqui não é a intercessão, mas sim a possiblidade daqueles que partiram na glória intercederem pelos homens. Nós católicos cremos que sim. Fundamentamos essa crença nas Escrituras e na Tradição.

Eu já “morri” de perguntar para todos os colegas católicos que conheço onde existe uma “listinha” dessa tal tradição, e ninguém sabe responder! Sabe porque? Porque não existe! Ela é tão somente uma “carta branca” para o clero católico fazer o que quiser, e os fiéis serem obrigados a aceitar, mesmo que contrarie a Palavra de Deus! Claro que essa listinha não pode está escrita nas Escrituras, pois é justamente esta, a “tradição escrita” e facilmente perceptível, a que aceito como dos apóstolos. E não algo que vem do “ouvi dizer”. Afinal, quem conta um conto, sempre aumenta um ponto!


QUe o Senhor nos abençoe


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Fabricio em Sex Fev 24, 2012 7:21 pm

Davi,

Quanto aos meus conhecimentos de física, os professores que avaliaram minha tese e resolveram sabe-se lá porque aprová-la e me dar o título de doutor pensam diferente do senhor. Bem, vou ficar com a opinião deles...

Meu caro, eu não aprendi física na internet... sei do que estou falando.

Veja a experiência do cavalo, por exemplo. Já viu quanto "se" tem nessa experiência. Pois é, meu caro. A gente não consegue fazer a experiência sem esses "se's" (gravidade, forças de arraste, forças de dispersão etc.), então o que nós cientistas fazemos? Abstraímos, imaginamos como seria se não houvessem esses "se"s. Mas a realidade, essa não podemos reproduzí-la. Concluindo: ninguém até hoje viu o cavalo parando e o cavaleiro mantendo sua condição de movimento, isso tudo são hipóteses fundamentadas na Lei de Newton. Se amanhã aparecer uma teoria mais sofisticada que contrarie a Lei de Newton, teremos que repensar nossos conceitos sobre inércia...

Meus alunos iniciantes também têm essa dificuldade de entender a ciência como um conjunto de abstrações, mas pelo menos eles prestam a atenção e acabam aprendendo... já o senhor, como dizia minha avó, "quer ensinar o padre a rezar missa"

Bem, não tenho tempo agora, mas tarde continuo...
Fique com Deus

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por RenatoPaulo em Sab Fev 25, 2012 9:50 am

Eu sempre amei Jesus Cristo e acredito que Ele me revela certas coisas,conforme a minha maneira de perceber as coisas.

Hoje olhei minha prateleira de livros e tirei um sobre a Irma Lucia.
Comecei a ler,mas nada me chamou a atencao...
Fechei o livro e reparei na capa,mais precisamente na foto da Lucia.
E foi quando vi um demonio...

Foto na capa original:


Foto recortada a meio para apenas deixar aparecer metada da cara de Lucia:




E pronto,eu sou assim...
Cada um pense como quiser.

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Sab Fev 25, 2012 9:57 am

Fabricio escreveu:Davi,

Quanto aos meus conhecimentos de física, os professores que avaliaram minha tese e resolveram sabe-se lá porque aprová-la e me dar o título de doutor pensam diferente do senhor. Bem, vou ficar com a opinião deles...

Olá fabrício, Paz do Senhor Jesus



Se o amigo tem mesmo algum doutorado, deve ser em ciências humanas, como filosofia ou sociologia. Em física, a cada mensagem vossa, eu me convenço que não é, nunca.

Meu caro, eu não aprendi física na internet... sei do que estou falando.

Olha, eu percebo que nem mesmo da internet é. Pois que tenta escrever aquilo que acha, e acaba por mostrar desconhecimento. Na internet, dá pra encontrar conceitos verdadeiros de física!

Veja a experiência do cavalo, por exemplo. Já viu quanto "se" tem nessa experiência. Pois é, meu caro. A gente não consegue fazer a experiência sem esses "se's" (gravidade, forças de arraste, forças de dispersão etc.), então o que nós cientistas fazemos? Abstraímos, imaginamos como seria se não houvessem esses "se"s.

Amigo, voce deveria ter seguido o meu conselho, e deveria ter parado de falar sobre este assunto. Acabou por escrever mais uma bobagem:

Física não é uma ciência humana, que é baseada em "se". Ela é uma ciência EXATA.

Como se calcula, teoricamente, o tempo que alguém deve levar viajando, de uma cidade a outra, conhecidos a distantcia e a velocidade média? Ora, é só dividir a distancia a ser percorrida pela velocidade média. Isso significa que se voce entrar em seu carro, e viaja a uma cidade distante 80 km, desenvolvendo uma velocidade média de 80 km/h, levará apenas 1 hora para chegar ao seu objetivo! Velocidade é distancia X tempo. Isso é exatidão, não tem "se".

Com relação a inérica, é o mesmo sentido. São forças que ao serem retiradas, o resultado apontado na teoria serão satisfeitos!

Seria bom que o amigo, como cristão que é, pudesse ser coerente, e dissesse que sua área de estudo é outra, e não física! Com certeza, deve ser para o lado de humanas!


Mas a realidade, essa não podemos reproduzí-la.

Os experimentos de física são facilmente verificáveis porque esta é uma "ciência da natureza". Ela é aplicada, de fato, no meio em que vivemos. O ar, causa atrito, e é por isso que corpos que entram em nossa atmosfera, queimam, devido a grande velocidade com vem desenvolvendo! As experiencias físicas são exatas, e foi por isso que Copérnico afirmou com tanta certeza sobre o movimento de translação da terra, em volta do sol, embora não possuísse uma espaçonave para enxergar os que os cálculos lhes asseguravam! E foi usando desse conhecimento que Galileu se valeu, e quase foi queimado pela igreja católica, que sustentava que era o sol quem girava em torno da terra!

Amigo, esqueçamos esse assunto!

Concluindo: ninguém até hoje viu o cavalo parando e o cavaleiro mantendo sua condição de movimento, isso tudo são hipóteses fundamentadas na Lei de Newton. Se amanhã aparecer uma teoria mais sofisticada que contrarie a Lei de Newton, teremos que repensar nossos conceitos sobre inércia...

hehehe... Eu me convenço que sua área de estudo definitivamente não é a de exatas! Vc deve estudar algo ligado filosofia, sociologia, ou quem sabe até linguas. Uma lei não muda! Isso significa dizer que: se voce percorrer 80 km em seu carro, com uma velocidade constante de 80 km/h, em 1 hora exata voce terá percorrido exatamente 80 km.

Se voce ferver a água, em qualquer parte do globo, a nivel do mar, a água ferverá a 100 graus Celsius. O ponto de ebulição da água em qualquer parte do planeta, ao nivel do mar, é de 100 graus celsius.

Se voce medir a acelaração da gravidade da terra, a nivel do mar, em qualquer parte do globo, encontrará o valor de 9,8 m/s2.

Que para dois corpos dotado de massa será sempre impossível que ambos ocupem o mesmo lugar no espaço.

Amigo... Mais uma vez: Esqueçamos esse asssunto para não vir mais bobagens! Voltemos para o título do tópico!

Que o Senhor continue a nos abençoar


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Sab Fev 25, 2012 10:28 am

Graça e Paz esteja convosco



Jesus Cristo é o único Nome pelo qual alguém pode ser salvo!

Ato 4:12 - E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

Não existe nenhum nome "debaixo do céu", entre os homens, que pode salvar. Isso significa que Paulo não salva, Maria não salva, PEdro não salva, mas unicamente Jesus Cristo. Ele é o único Advogado que pode defender os homens de seus pecados!

1Ti 2:5 - Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

Sem Jesus, não existe possibilidade de salvação para o homem, pois não existe "plano "b" para a salvação. Quem morrer sem Jesus cristo, estará um dia diante do Todo Poderoso, e irá pagar pessoalmente por seus pecados! Aqueles que morrem mais aceitaram pessoalmente a Cristo, são salvos pelos Méritos dEle, Jesus Cristo, e é por isso que não são julgados!

Joa 3:18 - Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

Por isso a urgencia de se falar de Jesus Cristo, pois as pessoas estão morrendo, e vão a segunda morte, caso não aceitem o Cordeiro que tira o pecado do mundo! Ele, Jesus Cristo, só roga, e intercede diante do Pai, por aqueles que publicamente confessam aceitá-lo como Único e Suficiente Salvador!

João 17:6-9
6 Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra.
7 Agora já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti;
8 Porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste.
9 Eu rogo por eles;
não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.

Só tem a mediação de Jesus Cristo, perante o Pai, aqueles que verdadeiramente o aceitam! Jesus só intercede por aquele que nEle CRER! Ele deve ser o único a quem o homem deve pedir a Deus, pois é Ele o único MEdiador, e é o único que ressucitou!

Jesus, o Messias, é o Nome que melhor representa o vocábulo "amor". Nenhuma outro nome de homem pode se comparar a este, e pode amar mais do que Ele.

A ELe toda honra, toda a glória, para todo o sempre!


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Fabricio em Seg Fev 27, 2012 7:37 am

Davi,

Não tenho doutorado na área de humanas, e sim na área da física. Para ser mais preciso fiz mestrado e doutorado em termodinâmica estatística.

Mas vamos lá, veja a que ponto chegou o senhor: é mais conveniente para o seu ego me chamar de mentiroso questionando meu título do que adimitir que está errado. E olha que nem estamos falando de Escrituras, onde o senhor julga-se "o iluminado"...

Pois é, meu caro, eu sei do que falo. Afinal, os anos de estudo nos bancos da Universidade serviram para alguma coisa. Tanto que graças aos meus conhecimentos de física é que ganho o meu sustento...

Davi, não me venha com essa física secundarista rasteira. A física vai muito além disso. Criarei um tópico para tratar do assunto em um lugar mais adequado...

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Seg Fev 27, 2012 9:05 am

Eu digo sem nenhum receio:

O amigo não tem mestrado e muito menos doutorado em física, e se tiver, desculpe-me, que a intenção não é vos ofender, mas deve ter sido em uma instituição paraguaia. Ora, as vossas pérolas estão postadas. Quiz até mesmo insinuar que uma lei física pode ser mudada. Ora, essas leis, não foram estabelecidas por homens, mas por Deus: O homem apenas apresentou cálculos que mostram que aquelas leis estão presentes, e que toda a criação está limitada a estas leis!

A gravidade, foi estabelecida por Deus, o homem apenas conseguiu uma forma de a medir e de explicá-la.

OS líquidos tem, cada um, o seu ponto de ebulição, à determinada condição de pressão. A ebulição da água, se dá, ao nivel do mar, a 100 graus Celsius. O homem apenas conseguiu uma forma de medir isso!

Em minha mensagem anterior digitei um erro, propositalmente. Um erro bastante elementar: Eu escrevi que velocidade é distancia X tempo. Isso é tão primário, que qualquer estudante inicial de física sabe que está errado, mas o colegas sequer percebeu. Velocidade é distancia / tempo. Isso não muda, é uma lei!

Os corpos sólidos, tem sua própria capacidade de dilatação: Eles se dilatam linearmente, superficialmente e volumetricamente, e isso é específico em cada material, e isso acontece devido ao aquecimento! É usando desses conhecimentos que, por exemplo, os trilhos dos trens, e grandes edifícios, precisam ser contruídos, caso contrário, a dilatação dos materiais pode fazer ruir a construção. Dizer que isso pode ser variável, é desconhecer completatente a física.

Amigo, se voce é de fato, professor de física, começo a compreender porque os estudos nos mostram que temos alunos tão deficientes nessas áreas. Eu não sou físico, mas em minha juventude, cursei os cursos de engenharia e computação, e no decorrer desses cursos, vi matérias como Fisica 1 e 2 e cálculos integral 1 e 2. EMbora não tenha concluído nenhum desses dois cursos, pois meu chamado sempre foi para outra coisa, assimilei alguns conhecimentos de forma que, aquilo que aqui tenho postado, com relação a esta matéria, corresponde a verdade.

Mas, como já disse, não quero, nem preciso mais ficar com esse assunto. Entretanto, creio que tudo nos trás lições, e esse assunto serviu para mostrar as motivações das pessoas que muitas vezes aqui chegam: Alguns querem tão somente manter uma idéia a todo custo, mesmo que custe negar a verdade.

Que o Senhor continue a nos abençoar


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Seg Fev 27, 2012 9:50 am

Fabricio escreveu: Davi, não me venha com essa física secundarista rasteira. A física vai muito além disso. Criarei um tópico para tratar do assunto em um lugar mais adequado...

Amigo...

Sua forma de escrever nos mostra total desconhecimento das bases da física. Até mesmo para se enviar foquetes e satélites, se não for usado desses conhecimentos, para se calcular a resistencia do ar, a força de gravidade, e até mesmo o peso da nave, para se saber qual a força é necessária para vencer a gravidade, nunca seria possível o envio desses ao espaço. Isso que voce chama de "rasteiro", o faz por desconhecê-los. A física é uma ciência que em que o homem passa a conseguir explicar a criação de Deus! Ela não faz "algo novo", mas apenas explica algo que Deus criou! É isso que voce chama de rasteiro.

avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Fabricio em Seg Fev 27, 2012 3:31 pm

Davi,

Por favor, então o senhor viu física 1 e 2 e acha que já sabe o suficiente para me dar aula? Mal aprendeu a andar e quer me ensinar a correr? Haja paciência! Se trata assim da física, imagina como trata da teologia, onde o senhor julga-se doutor?

Criei um novo tópico para discutir essa questão.

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t1098-os-limites-da-ciencia


Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Ter Fev 28, 2012 8:57 am

Pois é, amigo... Eram "quatro físicas", no total, eu vi a metade do conteúdo, ou seja, "duas físicas". Mas isso não importa.

O vosso texto não corresponde a realidade. PArece querer tratar a física, uma ciência exata, através de meios estatísticos. Esta não é exata principalmente por trabalhar, muitas vezes, com amostras.

Bem, não tenho interesse de falar sobre essas questões, e discordo de suas afirmações, principalmente naquilo que aqui, neste tópico, foi escrito.

Voltemos ao assunto do tópico

QUe o Senhor continue a nos abençoar


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Fabricio em Qua Fev 29, 2012 1:59 pm

Davi,

Não vou mais debater física aqui, já criei um tópico para o assunto. Mas o senhor agora escreveu muita “asneira”. E asneiras das grandes, dignas daquelas afirmações despretensiosas de pessoas leigas reunidas em um bato-papo de mesa de bar (só que geralmente essas pessoas permitem-se a si a hipótese de estarem erradas, o senhor não...). Mas o que mais me deixa perplexo nem é tanto as asneiras que o senhor escreve, mas sim a sua arrogância. Meu caro, eu convivi com cadeiras de física durante os 5 anos de graduação, 2 anos de mestrado, 5 anos de doutorado, sem falar em mais de 10 anos de profissão. E o senhor me apresenta metade de um curso de física básica, dois míseros semestres de um curso introdutório, achando que isso já lhe é suficiente para saber tudo...

Ora, o senhor poderia muito bem dizer que a física não é sua área, que não entende disso, que a discussão é sobre outro assunto. Mas não, seu ego não lhe permite imaginar que esteja errado, mesmo quando o seu oponente no debate tem muito mais conhecimento do assunto do que o senhor. E para proteger seu valioso ego me chama de mentiroso, questiona a qualidade do meu curso (que, aliás, é muito bem avaliado pela CAPES), e por aí vai...

Desanima-me assim continuar o debate, pois o senhor não quer debater, quer apenas um palanque para atender seu ego. Mas, em respeito às pessoas que por ventura possam estar acompanhando o debate, responderei seus questionamentos.

Primeiramente, vamos tentar clarear a questão debatida. Concordamos que o nome de Jesus Cristo está acima de qualquer outro, e que é através Dele que se dá a salvação. Também concordamos que a intercessão junto a Deus (ou a Jesus) é permitida, não diminui em nada a honra de Nosso Senhor. O ponto de discórdia reside em quem pode exercer essa intercessão. Nós cremos que a intercessão pode ser feita tanto pelos cristãos que se encontram neste mundo quanto por aqueles que partiram na glória, pois a morte não rompe a comunhão entre os membros da Igreja. O senhor acredita que somente aqueles que ainda se encontram na vida terrena, os ditos vivos, podem exercer a intercessão.

De certo que apenas os vivos podem interceder. Porém, há de se observar que as Escrituras afirmam categoricamente todo aquele que crê não morre, mas tem a vida eterna. Não é a toa que Nosso Senhor refere-se ao Pai como o Deus de Abraão, Isaac e Jacó, o Deus dos vivos! O senhor contra-argumenta dizendo que todos vivem para Deus. Ora, mas entre os vivos Nosso Senhor relaciona apenas nomes de justos, além disso, as Escrituras são claras quando dizem que aquele que partir no pecado experimentará a segunda morte. No Segundo Livro de Macabeus há um exemplo claríssimo de justos que já partiram na glória intercedendo por aqueles que ainda se encontram na vida terrena. Lutero convenientemente rejeitou os livros de Macabeus. Mas no livro de Apocalipse também há exemplos de “mortos” intercedendo junto a Deus. Lutero também rejeitava esse livro...

Enfim, as passagens das Escrituras que o senhor cita não nos convencem da sua crença, da mesma forma acredito que as passagens que lhe apresentamos também não convencem o senhor da nossa. Resta-nos, então, tentar descobrir como os cristãos dos primeiros séculos criam.

Consultemos primeiramente a narrativa de Eusébio de Cesaréia a cerca do martírio de Santa Potamiena, no ano 205:

“Enquanto ela falava, foi proferida a sentença e Basílides, um dos soldados a tomou e conduziu à morte. E como a multidão se esforçava por incomodá-la e insultá-la com palavras inconvenientes, ele afastava com ameaças os injuriadores e manifestava para com ela muita piedade e humanidade. Ela, porém, acolhendo a simpatia que lhe era demonstrada, exortava-o a ser corajoso, dizendo-lhe que o reclamaria, quando tivesse voltado para junto de seu Senhor e que, em pouco tempo, lhe retribuiria o que havia feito em seu favor.” (Eusébio de Cesaréia, HE, VI, 5).

Veja bem, a santa dizia ao soldado que intercederia por ele quando chegasse junto ao Senhor.

Vejamos também o que escreve Orígenes, proeminente teólogo que viveu entre os séculos II e III:

“O Pontífice (Cristo) não é o único a se unir aos orantes; os Anjos e as almas dos justos também se unem a eles na oração.” (About prayer, 11, § 1, in Migne, P.G., 11, 448.”)

“Eles [os santos] conhecem os que são dignos da amizade de Deus, e auxiliam os que querem honrá-lO.” (Contra Celsum, VIII, 64)

E para finalizar, escrevo abaixo os textos encontrados nas lápides das catacumbas cristãs dos primeiros séculos:

“Mártires santos, bons e benditos, ajudai a Ciríaco” (Catacumbas de São Pânfilo)

“Santos Mártires, lembrai-vos de Maria” (Catacumbas de Aquiléia)

“Vicência, pede em Cristo por Febe e seu esposo” (Catacumbas de São Calixto)

Pois bem, os santos que partiram na glória intercedem pelos que ainda se encontram aqui na Terra. E assim crêem os católicos, com a mesma fé de sempre, a mesma fé que nos foi passada pelos apóstolos, conversada a preço de sangue pelos mártires e santos da Igreja primitiva.

Fique com Deus

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Qua Fev 29, 2012 4:37 pm

Davi,

Não vou mais debater física aqui, já criei um tópico para o assunto.

Boa idéia que tenha criado um tópico de física. Mas será que o amigo tem, de fato, vontade de falar sobre esta questão, uma vez que demonstrou aqui desconhecer completamente a Física mais “rasteira”?

Mas o senhor agora escreveu muita “asneira”. E asneiras das grandes, dignas daquelas afirmações despretensiosas de pessoas leigas reunidas em um bato-papo de mesa de bar (só que geralmente essas pessoas permitem-se a si a hipótese de estarem erradas, o senhor não...).

Amigo, por favor... EU não escrevi nenhuma inverdade. Voce afirma falsamente acima, que eu afirmei algo errado, mas os textos estão postados e voce sequer pode citar algo do qual errei, com relação a este tema. Muito pelo contrário, digitei um erro, para vos testas. Mas voce sequer notou.

Assim, pare de escrever inverdades. Quem supostamente é “doutor” é você, e por isso, já devia ter mudado de assunto, pois assim, acaba por me fazer apontar as pérolas soltas por vós no decorrer deste tópico! Só para lembrar de algumas:

“sabia que em termos práticos é impossível provar experimentalmente que um corpo não pode alterar por si só seu estado de movimento uniforme?”

Não, Fabrício, não é o corpo quem altera o estado de movimento uniforme, a que venha a estar submetido, mas o atrito, representado pela a resistência do ar, ou por pela pressão sobre o solo, devido a gravidade. Qualquer estudante inicial de física sabe disso!
Segue outra pérola:

“Ainda considerando o conceito de sistema isolado, o qual sua amiga física parece não ver problemas em reproduzir, gostaria de saber como ela e o senhor (que trabalha em uma universidade federal) fazem para anular o efeito de campo e reproduzir o estado de inérica do movimento uniforme. Isso também merece um prêmio nobel...”

O Fabrício mostra tanto desconhecimento de física, que mostrei pra ele o exemplo de um homem em cima de um cavalo, e no momento em que o animal breca, bruscamente, o cavaleiro é “atirado ao ar”. Isso, segundo ele, deveria merecer o premio Nobel, pois não é um “sistema isolado”.

Amigo, você falou tanta besteira, que era melhor ter parado a muito tempo de falar sobre essas questões. Pois as suas asneiras foram tantas, que posso encher essa página.

Mais uma perola:

“ Concluindo: ninguém até hoje viu o cavalo parando e o cavaleiro mantendo sua condição de movimento, isso tudo são hipóteses fundamentadas na Lei de Newton.

Essa pérola é para qualquer um rir! “ninguém viu o cavalo parando e o cavaleiro mantendo sua condição de movimento...”. Eu so consigo crer, Fabrício, e digo isso sem intenção de ofender, é que o amigo não tem doutorado em física coisíssima nenhuma, mas se tiver, estudou muito pouco! EU creio, de verdade, que sua área de estudo é outra.

” Se amanhã aparecer uma teoria mais sofisticada que contrarie a Lei de Newton, teremos que repensar nossos conceitos sobre inércia...”

Amigo, as leis de Newton são leis, não porque foi aprovada por um presidente da república. Ela são leis, porque explicam certas características da criação de Deus. Essas leis não foram estabelecidas pelos homens, mas por Deus. O homem apenas conseguiu, através de cálculos entender e explicar o funcionamento de alguns elementos dessa criação. É por isso que a física explica o comportamento de, por exemplo, da eletricidade. Poderia testar o vosso conhecimento falando aqui de amperes, coulomb, resistências, mas vou poupá-lo de enrolar-se ainda mais.

Assim, as leis da natureza, por não ter sido aprovada por algum presidente ou por algum homem, não serão vencidas, e sempre teremos a gravidade na terra. E pra vencê-la, não só o homem, mas os animais também, precisarão sempre impor uma força “F” maior do que a gravidade!

Vou parar por aqui... sobre este assunto, pois é muita bobagem. Mas se quiser, ainda tenho dois parágrafos vosso, para a nossa reflexão.

Assim, mais uma vez vos conclamo, mudemos de assunto.

Mas o que mais me deixa perplexo nem é tanto as asneiras que o senhor escreve, mas sim a sua arrogância.

Qual foi a “asneira”? Isso é uma forma de tentar mostrar que você estava dizendo algo correto? Amigo, os textos estão postados!

Meu caro, eu convivi com cadeiras de física durante os 5 anos de graduação, 2 anos de mestrado, 5 anos de doutorado, sem falar em mais de 10 anos de profissão. E o senhor me apresenta metade de um curso de física básica, dois míseros semestres de um curso introdutório, achando que isso já lhe é suficiente para saber tudo...

Amigo, desculpe-me a franqueza: Voce não demonstrou conhecimento de quem estudou sequer um ano de física. EU ainda tenho em mente que a vossa área é humanas!


Ora, o senhor poderia muito bem dizer que a física não é sua área, que não entende disso, que a discussão é sobre outro assunto. Mas não, seu ego não lhe permite imaginar que esteja errado, mesmo quando o seu oponente no debate tem muito mais conhecimento do assunto do que o senhor. E para proteger seu valioso ego me chama de mentiroso, questiona a qualidade do meu curso (que, aliás, é muito bem avaliado pela CAPES), e por aí vai...

Quem está assumindo uma posição de orgulho não sou eu! Quem lê as nossas postagens, verá que sempre exemplifico as questões das quais defendo!

Quanto ao vosso curso, não foi minha intenção ofendê-lo, mas o conhecimento que demonstrou aqui, muitas vezes relutando em aceitar aquilo que é claro e comprovado, não condiz com o de um doutor. E digo isso, porque trabalho com mestres e doutores!


Desanima-me assim continuar o debate, pois o senhor não quer debater, quer apenas um palanque para atender seu ego. Mas, em respeito às pessoas que por ventura possam estar acompanhando o debate, responderei seus questionamentos.

Voce está enganado, amigo. A intenção é falar de Jesus Cristo. Ele é o Centro! Nossa troca de idéias rumou para esse outro lado, e o colega ficou desgostoso talvez por escrever algo do qual depois se arrependeu. Esqueçamos isso, e voltemos ao assunto!

Com relação ao restante da vossa postagem, estarei respondendo hj a noite... Agora estou no trabalho, razão pelo qual estou sem tempo para continuar...


Fiquemos na Paz


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Qua Fev 29, 2012 6:02 pm

Primeiramente, vamos tentar clarear a questão debatida.

Olá Fabrício... Paz do Senhor Jesus

Vamos lá, então...


Concordamos que o nome de Jesus Cristo está acima de qualquer outro, e que é através Dele que se dá a salvação.

Eu ainda acrescentaria a afirmação, da qual acredito que concordamos: “é através Dele que se da a salvação” e só por Ele pode alguém ser salvo!

Creio que concordamos nessa questão, então.

Também concordamos que a intercessão junto a Deus (ou a Jesus) é permitida, não diminui em nada a honra de Nosso Senhor.

A intercessão que concordamos é de pessoas humanas vivas. Assim, eu posso interceder por você, e voce pode interceder por mim. Estamos, ambos, vivos, e podemos clamar a Deus um pelo outro!

O ponto de discórdia reside em quem pode exercer essa intercessão.

Para mim, só um vivo pode interceder por um vivo. Jesus ressuscitou e intercede, junto a Deus, pelos seus!


Nós cremos que a intercessão pode ser feita tanto pelos cristãos que se encontram neste mundo quanto por aqueles que partiram na glória, pois a morte não rompe a comunhão entre os membros da Igreja. O senhor acredita que somente aqueles que ainda se encontram na vida terrena, os ditos vivos, podem exercer a intercessão.

O que o amigo está a afirmar, é que acredita na intercessão de espíritos! Digo isso baseado nas Escrituras, que nos asseguram que a ressurreição ainda não aconteceu.

Assim, o amigo entende que entrar em contato com um ser espiritual, através da solicitação de mediação é bíblico e agrada a Deus?


De certo que apenas os vivos podem interceder. Porém, há de se observar que as Escrituras afirmam categoricamente todo aquele que crê não morre, mas tem a vida eterna. Não é a toa que Nosso Senhor refere-se ao Pai como o Deus de Abraão, Isaac e Jacó, o Deus dos vivos!

O que o amigo está a dizer é que se os mortos estão vivos para Deus, então também estão vivos para si! Ora, você não é Deus...

Amigo, isso pedir a morto é abominação. Os que morreram, embora estejam vivos para Deus, estão mortos para nós! Os que morreram salvos, estão em paz, e não tem acesso ao que ocorre aqui na terra! Fuja dessa doutrina de pedir interecessão de morto. Não é difícil encontrarmos pessoas que pedem intercessão de morto,e coisas estranhas passam a acontecer em sua vida: Passam a ver vultos; passam a ver pessoas que morreram; passam a escutar o estalar de objetos , bem como pisadas de pessoas em sua casa... Amigo, abra o olho. Cada um prestará conta por si mesmo! O que Paulo e Pedro poderiam fazer por mim e por ti, só o podem fazer através dos escritos que nos deixaram! Sigamos os seus escritos!


O senhor contra-argumenta dizendo que todos vivem para Deus. Ora, mas entre os vivos Nosso Senhor relaciona apenas nomes de justos, além disso, as Escrituras são claras quando dizem que aquele que partir no pecado experimentará a segunda morte.

O que eu quero dizer com “todos estão vivos para Deus”, é que nem mesmo os que morrem perdidos, estão “escondidos” de Deus. Ou seja, o Todo Poderoso, claro, vê aquele que está no hades, e rumará a segunda morte. Logicamente que o sentido de “morte eterna”, nas Escrituras, indica separação eterna de Deus! Entretanto, creio que nem mesmo os perdidos, estão “escondidos”, de forma que seus espíritos estão ocultos aos olhos do Criador!

Tenha em mente, Fabrício, que o homem é formado de “duas partes”: Uma material e uma espiritual. Um corpo, em si mesmo, não é um homem, assim como um espírito também não o é. Um homem é um corpo, dotado de espírito! É essa a concepção bíblica de homem!

No Segundo Livro de Macabeus há um exemplo claríssimo de justos que já partiram na glória intercedendo por aqueles que ainda se encontram na vida terrena. Lutero convenientemente rejeitou os livros de Macabeus. Mas no livro de Apocalipse também há exemplos de “mortos” intercedendo junto a Deus. Lutero também rejeitava esse livro...

Minha missão é tão somente vos mostrar aquilo que as Escrituras afirmam. Se o amigo quer continuar pedindo a intercessão de espírito, ao invés de pedir ao Único que ressuscitou, fará pela própria conta e risco! Eu já vos exortei!

Enfim, as passagens das Escrituras que o senhor cita não nos convencem da sua crença, da mesma forma acredito que as passagens que lhe apresentamos também não convencem o senhor da nossa. Resta-nos, então, tentar descobrir como os cristãos dos primeiros séculos criam.


Amigo, a crença na ressurreição é antiga. Já os profetas falaram sobre ela. Sobre os perdidos, Isaías foi claro, quando disse:

Isaías 26:14
14 Morrendo eles, não tornarão a viver; falecendo, não ressuscitarão; por isso os visitaste e destruíste, e apagaste toda a sua memória.


Para os salvos, ele também profetizou claramente, quando disse:

Isaías 26:19
19 Os teus mortos e também o meu cadáver viverão e ressuscitarão; despertai e exultai, os que habitais no pó, porque o teu orvalho será como o orvalho das ervas, e a terra lançará de si os mortos.


Eu creio como Isaías, e essa é a crença do Novo Testamento, que tornou-se conhecida como ressurreição da carne.

Consultemos primeiramente a narrativa de Eusébio de Cesaréia a cerca do martírio de Santa Potamiena, no ano 205:

Eu preferiria não citar os chamados pais da Igreja. Principalmente porque precisamos manter coerência. Ora, se você cita Eusébio como referência, precisa então acreditar em tudo o que eu citar dele. E sei que o amigo não aceita tudo o que Eusébio escreveu. E também as citações dele não devem ser aceitas, principalmente se contradizer homens de Deus! EU prefiro mil vezes, ficar com os escritores bíblicos!


Vejamos também o que escreve Orígenes, proeminente teólogo que viveu entre os séculos II e III:

“O Pontífice (Cristo) não é o único a se unir aos orantes; os Anjos e as almas dos justos também se unem a eles na oração.” (About prayer, 11, § 1, in Migne, P.G., 11, 448.”)

Eu prefiro 10 bilhoes de vezes, ficar com o que escreveu o apóstolo Paulo:

Romanos 14:12
12 De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.


Ao morrer, o espírito do falecido está em paz, esperando pelo retorno do Messias a terra, pois será nesse momento em que ressuscitará, e receberá seu corpo glorificado! Ninguem, que morreu, pode pedir por alguém, pois cada um dá conta apenas de si próprio. O Único que roga pelos homens aqui na terra, é JESUS CRISTO! Por isso que se deve pedir somente a Ele!


Que o Senhor continue a nos abençoar


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por RenatoPaulo em Qua Fev 29, 2012 6:54 pm

@Fabricio os exemplos que vc deu como o de Orígenes,se passaram depois de Cristo ressuscitar.
Ora se mesmo Jesus Cristo foi tentado pelo demonio e saiu vitorioso,fica logico que o maligno tentou logo mudar a verdadeira doutrina de Cristo,apos a sua morte e ressureicao.

Quanto a intercessao dos mortos,eu nao acredito em nada disso,pois penso que os mortos ja nada teem a ver connosco,porque sao como os Anjos.
Aqui deixo um exemplo:
Mateus, 22
"Os saduceus afirmam que não existe ressurreição. Alguns deles aproximaram-se de Jesus e propuseram-Lhe este caso:
«Mestre, Moisés disse: "Se alguém morrer sem ter filhos, o irmão desse homem deve casar-se com a viúva a fim de que possam ter filhos em nome do irmão que morreu".
Pois bem, havia entre nós sete irmãos. O primeiro casou-se e morreu sem ter filhos, deixando a mulher para o seu irmão.
Do mesmo modo, aconteceu com o segundo e o terceiro e assim com os sete.
Depois de todos eles, morreu também a mulher.
Na ressurreição, de qual dos sete ela será mulher? De facto, todos a tiveram».
Jesus respondeu: «Estais enganados, porque não conheceis as Escrituras nem o poder de Deus.
De facto, na ressurreição, os homens e as mulheres não se casarão, pois serão como os anjos do Céu.
E, quanto à ressurreição, será que não lestes o que Deus vos disse:
"Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacob"? Ora, Ele não é Deus dos mortos, mas dos vivos»."

Ora se os mortos se tornam Anjos,como ficam entao todos os santos catolicos?Continuam a ter a mesma personalidade que tinham no mundo?
Ou sao Anjos?

Mudando outra vez de assunto...
Eu sai da Igreja porque realmente percebi que todas as religioes lutam todas para o mesmo..ou seja para o trabalho debaixo do sol.E debaixo do sol apenas existe confusao.
Aqui existe misterio e poucos sao os que percebem isso.
Mesmo nas suas palavras Fabricio eu noto apenas vaidade.Pode ser que vc nao tenha vaidade,mas de fato o fruto que vc produz,em mim se parecem com vaidades.

Tudo fica claro com agua transparente!!Por isso sempre disseram que Joao Paulo segundo foi quem trabalhou mais debaixo do sol...
Pois foi!Ele de fato trabalhou arduamente debaixo do sol.Mas nao trabalhou para Jesus Cristo!

Desde o momento que a Igreja Catolica e outras dizem para haver tolerancia religiosa...para mim isso significa um ato anti-Cristo.Porque Cristo nos diz que apenas Ele é o verdadeiro caminho.
O apostolo nos diz que evangelhos diferentes sao anatemas!
Quem tolera diversas religioes nao é digno de Cristo,porque esta anulando o que Cristo fez na cruz.

Religioes é coisas de homens...
Seguir Jesus Cristo sem temer as religioes,esse é o verdadeiro caminho.
Firmes na Fé em Cristo.


RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Fabricio em Qua Fev 29, 2012 9:47 pm

Davi,

Primeiramente mesmo para a mecânica clássica o formalismo de Newton é ultrapassado. Os formalismos de Lagrange e Hamilton é que são aplicados normalmente. Quando você fala tanto de termos secundaristas põe em cheque até mesmo as físicas 1 e 2 que você fez...

Mas vamos às suas asneiras, as quais o senhor tanto se surpreende quando falo:

PArece querer tratar a física, uma ciência exata, através de meios estatísticos

Aqui o doutor David entende então que física quântica e mecânica estatística não fazem parte da física. Coloca por água abaixo o princípio de incerteza de Heisenberg, a estatística de Boltzman, a teoria dos orbitais moleculares, a teoria do caos etc. Jogar fora todas as últimas descobertas da física só porque são tratadas estatisticamente? É isso mesmo? Mas espera aí: a própria estatística, um ramo da matemática, não seria também uma ciência exata? Francamente, senhor David, o senhor nem sabe o que quer dizer ciência exata.

Veja outra pérola do doutor Davi:

Amigo, as leis de Newton são leis, não porque foi aprovada por um presidente da república. Ela são leis, porque explicam certas características da criação de Deus. Essas leis não foram estabelecidas pelos homens, mas por Deus.

Ora, mas as leis de Newton falham quando são aplicadas a nível atômico. As leis de Newton não mencionam a dualidade partícula-onda do elétron... elas falham, e falham feio! As leis de Newton falham quando aplicadas a partículas submetidas a velocidades elevadas. Será que Deus estabeleceu uma lei falsa? Ou será que o doutor Davi não sabe do que fala?

Além do mais, se as leis da física são tão absolutas, por que considerar apenas a lei de Newton? Por que não levar em conta também a lei de Lavoisier? E a lei dos gases de Clapeyron? Seria preconceito com Lavoisier e Clapeyron, então vamos considerar essas leis também. Ora, mas a lei de Lavoisier erra feio quando há reações nucleares, e a lei dos gases erra feio na região de alta pressão! E aí? Estaria Deus estabelecendo leis falsas? Ou estaria Davi falando sobre o que não sabe?

Quando falo que é impossível anular o efeito de campo, vem o doutor Davi com a pérola:

O Fabrício mostra tanto desconhecimento de física, que mostrei pra ele o exemplo de um homem em cima de um cavalo, e no momento em que o animal breca, bruscamente, o cavaleiro é “atirado ao ar”. Isso, segundo ele, deveria merecer o premio Nobel, pois não é um “sistema isolado”.

Bem, Davi, em primeiro lugar eu disse que você merece o Nobel se reproduzir o sistema isolado. Pelo visto não o fez. Mas vamos lá, doutor Davi, a menos que na sua experiência o cavaleiro não tenha caído, esteja em movimento retilíneo uniforme até hoje, você não conseguiu anular o efeito de campo. Entendeu ou vou ter que desenhar?

Aliás, doutor Davi, o senhor parece não saber o que é um sistema isolado. Davi, por favor, entenda de uma vez por todas: sistema isolado é um sistema que não interage com nada. Seria o mesmo que você pegar o seu cavaleiro e isolá-lo da gravidade, da atmosfera, e, é claro, do cavalo!

Olha como o doutor Davi é confuso. Eu falei:

“sabia que em termos práticos é impossível provar experimentalmente que um corpo não pode alterar por si só seu estado de movimento uniforme?”

E o doutor Davi responde:

Não, Fabrício, não é o corpo quem altera o estado de movimento uniforme, a que venha a estar submetido, mas o atrito, representado pela a resistência do ar, ou por pela pressão sobre o solo, devido a gravidade.

Confuso Davi, você entendeu mesmo o que perguntei? Ver o corpo parando após um tempo é fácil. O que perguntei é se o senhor já levou seu cavaleiro para um lugar onde não tem atrito nem gravidade, deu um peteleco nele, e acompanhou o movimento dele por toda a eternidade. Já fez isso? Se fez é sério candidato ao Nobel.

Doutor Davi, no universo há muito mais coisas além do seu cavaleiro montado no cavalo.

Bem, parece que o senhor não leu nada do que escrevi no tópico sobre física. Ou se leu, não entendeu nada. Como falta-lhe humildade para perguntar, novamente me chama de mentiroso...

Quanto ao assunto em questão, lhe apresento nosso entendimento das Escrituars corroborado com o testemunho dos primeiros cristãos, e o senhor apresenta apenas o seu próprio entendimento, corroborado apenas pelo seu inflado ego. Não dá!

Fique com Deus

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Qui Mar 01, 2012 10:45 am

Davi,

Primeiramente mesmo para a mecânica clássica o formalismo de Newton é ultrapassado. Os formalismos de Lagrange e Hamilton é que são aplicados normalmente. Quando você fala tanto de termos secundaristas põe em cheque até mesmo as físicas 1 e 2 que você fez...

Como vai, Fabrício... Graça e Paz esteja convosco


Não vejo que essa nossa conversa venha a evoluir. Percebo que o amigo não admitirá suas deficiências e fará de tudo, até mesmo, o de se fazer entendido em algo do qual claramente demonstra não possuir conhecimento. Eu tenho tanta certeza daquilo que afirmo, que tenho passado a verificar as vossas mensagens no Google, digitando por lá, frases do vosso texto entre aspas, pois percebo que você tem recorrido a isso. Esse parágrafo acima mesmo é um exemplo disso. Voce fez uma paráfrase daquilo que está no Wikipédia, neste endereço: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mec%C3%A2nica_cl%C3%A1ssica

Fabrício, qual o endereço do vosso currículo lattes?

Amigo, os cálculos “newtianos” demonstra e explica leis que foram estabelecidas pelo Criador. Pode surgir alguém que “bote abaixo” os calculos de Newton, que explicam os fenomenos naturais e são claramente evidenciados no dia a dia? Não, não pode, pois não são os cálculos que tornam os fenômenos reais. Ora os fenômenos naturais existem, existam cálculos que o expliquem, ou não. O que pode acontecer, é surgir alguém que explique esses fenômenos de outra forma, ou até de forma mais detalhada. Sabemos que isso é possível. Por exemplo, aqui nós usamos o “grau Celsius”, em outras partes do mundo, se usa o “grau Fahrenheit” . Alguns problemas matemáticos, também são “desvendados” de formas diferentes, assim pode-se chegar a um mesmo resultado, seja usando-se de sistemas como o calculo vetorial, através de matrizes, ou pode-se usar um sistema de equações, para chegar-se ao mesmo resultado.

O que tenho a vos dizer, é que, por exemplo, os corpos tem seu próprio coeficiente de dilatação. Isso é característico entre corpos de mesma natureza. Assim um pedaço de ferro terá sempre o mesmo peso específico em qualquer parte do mundo. A inércia, conforme abordada pela “primeira lei newtiana”, será facilmente provada em qualquer parte do mundo, através dos cálculos sugeridos por este físico... Pode vir a surgir um chinês ou um americano, que venha a explicar isso através de outros cálculos? Pode sim. O que não pode são esses cálculos negarem o fenômenos, que existem, e são facilmente provados hj.

Mas vamos às suas asneiras, as quais o senhor tanto se surpreende quando falo:

Sabe o que é mais engraçado? É que você percebeu as bobagens que já digitou, e chegou, inclusive, a dizer que era “área da qual não era do vosso domínio”... Mas depois tomou de outra postura. Se há uma qualidade no ser humano, que é facilmente percebível, é a humildade. Esta é uma qualidade que percebemos nas pessoas em suas atitudes e até mesmo ao conversarmos. Mas esta não é vossa, que não consegue sequer admitir os vossos erros!

PArece querer tratar a física, uma ciência exata, através de meios estatísticos

Aqui o doutor David entende então que física quântica e mecânica estatística não fazem parte da física.

Os cálculos estatísticos podem ser utilizados em várias áreas científicas. Entretanto os resultados não refletem uma certeza. A estatística é baseada em probabilidades, em amostras, tem margem de erro. Isso é bem diferente de uma “lei estabelecida”. Ora, dizer que soltar um objeto, ao nível do mar, de uma certa altura, e afirmar que ele será atraído por uma aceleração de 9,8 m/s2 não é uma probabilidade, nem tem margem de erro, mas é uma certeza: O objeto será, com 100 por cento de certeza, atraído pela gravidade. Afirmar que a água ferverá, ao nível do mar, a 100 graus Celsius, pois este é o valor do seu ponto de ebulição, não é uma probabilidade, nem tem margem de erro. Espero que o amigo esteja somando conhecimentos com essa nossa conversa!

Mas espera aí: a própria estatística, um ramo da matemática, não seria também uma ciência exata? Francamente, senhor David, o senhor nem sabe o que quer dizer ciência exata.

O amigo demonstra, de fato, desconhecimento sobre aquilo que reflete exatidão, e aquilo que pelo qual o resultado não nos dá uma certeza. A estatística utiliza de probabilidades, amostragens, margens de erro, e outras características, que nos permitem afirmar que seus resultados, não refletem com exatidão aquilo que precisamente vai acontecer. Diferente da física, em que com exatidão conseguimos calcular a distancia percorrida por um automóvel, sendo dados o tempo e suas velocidades no trajeto. Espero que tenha percebido a diferença!

Veja outra pérola do doutor Davi:

Amigo, as leis de Newton são leis, não porque foi aprovada por um presidente da república. Ela são leis, porque explicam certas características da criação de Deus. Essas leis não foram estabelecidas pelos homens, mas por Deus.

Ora, mas as leis de Newton falham quando são aplicadas a nível atômico. As leis de Newton não mencionam a dualidade partícula-onda do elétron... elas falham, e falham feio! As leis de Newton falham quando aplicadas a partículas submetidas a velocidades elevadas. Será que Deus estabeleceu uma lei falsa? Ou será que o doutor Davi não sabe do que fala?

O amigo demonstra tanta falta de conhecimento, ou talvez seja apenas uma tentativa de mostrar que a minha postagem está equivocada, que acaba por escrever muita bobagem. Amigo a chamada “teoria da relatividade” de Einstein, hoje, de acordo com alguns, cientificamente comprovada e chamada por esses de “lei da relatividade” é uma verdade. Entretanto, por envolver super velocidades, como é o caso da velocidade da luz, ela é bem pouco usada, sendo usadas as “leis de Newton”. Esta, por sua vez, pode ser preterida, se o universo a ser adotado for minúsculo. É aquilo que estava a vos ensinar, sobre formas de se explicar um mesmo evento! Pode-se facilmente resolver problemas de diversas formas, utilizando-se do mesmo princípio. Reflita nisso!
Além do mais, se as leis da física são tão absolutas, por que considerar apenas a lei de Newton? Por que não levar em conta também a lei de Lavoisier? E a lei dos gases de Clapeyron? Seria preconceito com Lavoisier e Clapeyron, então vamos considerar essas leis também. Ora, mas a lei de Lavoisier erra feio quando há reações nucleares, e a lei dos gases erra feio na região de alta pressão! E aí? Estaria Deus estabelecendo leis falsas? Ou estaria Davi falando sobre o que não sabe?

O amigo mais uma vez parece querer, de alguma forma, complicar as coisas. Lavoisier com sua chamada “Lei da matéria” estabeleceu que “Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Isso nega algum outro princípio básico conhecido por nós como “lei”?

Voce não entendeu, ou parece fazer-se de desentendido com o que estou a dizer: O que quero dizer, amigo, é que os fenômenos naturais que conhecemos são imutáveis: A gravidade é a mesma, em qualquer parte do planeta, respeitados os pontos referenciais. O ponto de ebulição dos corpos, são os mesmos, também respeitados os pontos de referencias. A existência de atrito, de resistência do ar, também são evidentes, também respeitados seus referenciais. Assim, se alguém formula cálculos exatos, que explicam e são utilizados no nosso dia a dia com exatidão, esses cálculos passam a ser chamados de “leis”. Mas a lei, é de fato, o evento natural que foi estabelecido pelo Criador e a que todas as criaturas estão limitadas. O vácuo tem sua especificidade, e o homem o explica através de cálculos, mas não foi o homem quem estabeleceu o vácuo, ele apenas tenta explicá-lo!

Os foguetes que vão ao espaço, são fabricados de acordo com os cálculos criados para explicar as leis instituídas por Deus. Os carros de formula um, são projetados para “cortar” o ar, para diminuir sua resistência. Em tudo isso, leva-se em conta as leis naturais, pois elas de fato, EXISTEM. Os cálculos utilizados podem ser aquilo que chamamos de “Lei de Newton”. Mas pode ser outro sujeito, que utilize cálculos que leve as mesmas conclusões daquele. Chamamos a esses cálculos de leis, porque eles explicam esses fenômenos naturais que de fato, existem! Mas, literalmente falando, as leis são os fenômenos. Os cálculos são chamados de leis, porque explicam com exatidão esses fenômenos!

O Fabrício mostra tanto desconhecimento de física, que mostrei pra ele o exemplo de um homem em cima de um cavalo, e no momento em que o animal breca, bruscamente, o cavaleiro é “atirado ao ar”. Isso, segundo ele, deveria merecer o premio Nobel, pois não é um “sistema isolado”.

Bem, Davi, em primeiro lugar eu disse que você merece o Nobel se reproduzir o sistema isolado. Pelo visto não o fez. Mas vamos lá, doutor Davi, a menos que na sua experiência o cavaleiro não tenha caído, esteja em movimento retilíneo uniforme até hoje, você não conseguiu anular o efeito de campo. Entendeu ou vou ter que desenhar?

Aliás, doutor Davi, o senhor parece não saber o que é um sistema isolado. Davi, por favor, entenda de uma vez por todas: sistema isolado é um sistema que não interage com nada. Seria o mesmo que você pegar o seu cavaleiro e isolá-lo da gravidade, da atmosfera, e, é claro, do cavalo!

O curioso e até engraçado, é a sua tentativa de corrigir aquilo que escreveu antes! A sua afirmação foi no sentido de que, sem a existência do “sistema fechado”, seria impossível provar que as forças continuariam sobre o cavaleiro, após a “brecada” do cavalo. Segundo você, que parece desconhecer os cálculos físicos, isso é só uma “hipótese”. Ora, hipótese é algo que pode acontecer, ou não. Na área de humanas, o comportamento humano pode ser explicado através de várias hipóteses. Mas a inércia não é uma hipótese, ela é real e existe! Os cálculos explicam um fenômeno natural que é real, e dentro da nossa atmosfera não muda, assim, não são baseados em hipóteses!

Olha como o doutor Davi é confuso. Eu falei:

“sabia que em termos práticos é impossível provar experimentalmente que um corpo não pode alterar por si só seu estado de movimento uniforme?”

E o doutor Davi responde:

Não, Fabrício, não é o corpo quem altera o estado de movimento uniforme, a que venha a estar submetido, mas o atrito, representado pela a resistência do ar, ou por pela pressão sobre o solo, devido a gravidade.


Confuso Davi, você entendeu mesmo o que perguntei? Ver o corpo parando após um tempo é fácil. O que perguntei é se o senhor já levou seu cavaleiro para um lugar onde não tem atrito nem gravidade, deu um peteleco nele, e acompanhou o movimento dele por toda a eternidade. Já fez isso? Se fez é sério candidato ao Nobel.

Amigo, não tente remendar os rasgos dados por você. EM seu pensamento eram os corpos, que por si só, diminuíam a velocidade. Leia o que você mesmo escreveu:

sabia que em termos práticos é impossível provar experimentalmente que um corpo não pode alterar por si só seu estado de movimento uniforme?

Pra você, um corpo por si só poderia alterar o seu estado de movimento, so não era possível provar isso experimentalmente. Essa foi uma “bola fora” e muito feia. Seria melhor admitir que “essa área da física não é a sua”...

A não ser que o amigo continue com inverdades, não tenho mais intenção em continuar nesse assunto. Pois percebo que não edifica, e a intenção é falar do Senhor Jesus e não do conhecimento secular, que explica a criação de Deus.

Ele é o Centro de todas as coisas, e o motivo de nós virmos aqui, neste fórum, para participar. Assim, falemos dEle.

Que o Senhor nos abençoe


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Binhokraus em Qui Mar 01, 2012 2:59 pm

Amigo David, não quero defender o Fabrício, mas você comete um equívoco. Eu não sou físico, mas gosto de muitas coisas relacionadas ao mundo da física, e de fato o Fabrício está correto ao dizer que a mecânica clássica, ainda que sirva para explicar muitas coisas do mundo macro é completamente inútil para descrever o mundo micro. Ou seja, as leis de Newton tendem a cair em desuso. E você está equivocado ao dizer que mesmo que se façam novas descobertas, estas são só uma maneira diferente para se chegar ao mesmo resultado. Isso está completamente errado. A mecânica quântica descreve coisas de maneiras muito, mas muito diferentes mesmo da maneira clássica, de modo que entre os adeptos da teoria clássica e os adeptos da teoria quântica existem certos conflitos.

Basicamente para a física quântica um corpo atômico pode estar em dois lugares ao mesmo tempo, o que é impossível para a física clássica, que para poder exercer suas propriedades, precisa de um momentum, então não pode conceber em seus cálculos que um corpo esteja em dois lugares ao mesmo tempo. Tanto essa discussão é real, que ela já vem desde o tempo de Einstein, e perdura até os dias de hoje. De fato, as leis da física como a conhecemos tendem a ser totalmente revistas. Mas porque não ensinar nas escolas assim? Porque não divulgar. Ora, nem os físicos atuais compreendem essas coisas ainda, a única certeza que se tem, é que muito do que se acreditava, esta errado. Não quero me alongar, mas achei pertinente dizer isso. Permaneçam em Deus.

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por David em Qui Mar 01, 2012 3:40 pm

Amigo David, não quero defender o Fabrício, mas você comete um equívoco.

Fala Binho... Tudo bem contigo? Temos sentido sua falta na participação dos tópicos.

Não tenha receio de “tomar parte”. Afinal, num fórum sempre existirá uma idéia que está com a verdade, ou que está mais próxima dela. E devemos ser sinceros nisso, sempre. Pois a verdade é o que importa!

Eu não sou físico, mas gosto de muitas coisas relacionadas ao mundo da física, e de fato o Fabrício está correto ao dizer que a mecânica clássica, ainda que sirva para explicar muitas coisas do mundo macro é completamente inútil para descrever o mundo micro.

Da mesma forma, "num sentido mais macro”, deve se usar a “lei da relatividade”, e não os cálculos de Newton. O que defendo, não são os cálculos de Newton como “leis de Deus”, Binho. Não é isso. O que digo, é que esses cálculos procuram explicar fenômenos conhecidos por nós.

Na sua afirmação, que é correta; assim como os calculos de Newton não devem, e talvez nem sirvam, para ser utilizados num contexto “Micro”, o inverso também é verdadeiro, ou seja, não se deve usar aqueles cálculos usados lá, para medir a velocidade de um corpo, um pneu de avião, em queda livre.

Ou seja, as leis de Newton tendem a cair em desuso.
Não, não é que elas caiam em “desuso”. Elas não são é aplicáveis em algumas circunstancias, como no caso da velocidade da luz. Os cálculos de Einstein explicam bem melhor o fenômeno natural nesse patamar.

E você está equivocado ao dizer que mesmo que se façam novas descobertas, estas são só uma maneira diferente para se chegar ao mesmo resultado.

Talvez você não tenha entendido o que eu quis dizer. Veja bem:

“Todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças aplicadas sobre ele”

Não existirá descoberta que negue esse princípio acima!

Se um novo postulado for comprovado, deverá vir no mesmo sentido, ou seja, para explicitar e explicitar melhor, pois isso acima, descreve um evento natural, que não foi estabelecido pelos homens, mas por Deus! AS leis naturais foram estabelecidas pelo Criador. E os teoremas criados pelos homens apenas explicam esses fenômenos. Eles não o criam, mas apenas explicam. A inércia não será negada pois ela existe. O nome “inércia” foi criado pelos homens, mas o fenômenos a que nós estamos submetidos e chamamos de “inércia”, não!

Isso está completamente errado. A mecânica quântica descreve coisas de maneiras muito, mas muito diferentes mesmo da maneira clássica, de modo que entre os adeptos da teoria clássica e os adeptos da teoria quântica existem certos conflitos. Basicamente para a física quântica um corpo atômico pode estar em dois lugares ao mesmo tempo, o que é impossível para a física clássica, que para poder exercer suas propriedades, precisa de um momentum, então não pode conceber em seus cálculos que um corpo esteja em dois lugares ao mesmo tempo.

Olha, eu confesso que desconheço essa vossa afirmação. Creio que um mesmo corpo, ocupará sempre um lugar no espaço, e que dois corpos, não ocuparão um mesmo lugar! A partir do momento que a matéria puder está presente em vários espaços, o homem tornar-se-á onipresente.

Não quero me alongar, mas achei pertinente dizer isso. Permaneçam em Deus.

Os fóruns nos fazem crescer no conhecimento. E isso é bom. Voce é biólogo e tem o seu próprio conhecimento que, ao digitar seus textos, são compartilhados com os demais foristas. Isso faz com que todos nós cresçamos no conehcimento.

Que o Senhor nos abençoe


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Binhokraus em Qui Mar 01, 2012 4:18 pm

mas a dualidade onda particula é um fato. E nem por isso nos tornamos onipresentes como você pode percerber hehehehe... Por isso que as leis da física estão muito bagunçadas no meio dos físicos. Também tem a questão da não localização, e do principio dos pares entrelaçados também. Cada particula tem um correspondente gêmeo em algum lugar no espaço tempo, de modo que qualquer alterção em uma das particulas altera imediatamente a outra não importando a distancia. Se pusermos uma particula aqui na terra e a a outra a um milhão de anos luz daqui, qualquer alteração que aconteça aqui altera a particula a um milhão de anos luz instantaneamente, e isso significa uma comunicação de no mínimo um milhão de vezes a velocidade da luz. Enfim... são tantas coisas esquisistas. Tudo pra dizer que realmente a física clássica, ensinada nas escolas, e nas cadeiras de física 1 e física 2 das faculdades, só nos servem para descrever o macro, e em princípio só por mais algum tempo. E para terminar, eu não tenho certeza, mas os cálculos quânticos também servem para descrever o mundo macro, o que acontece é que eles são muito mais complexos do que os da física clássica, que servem bem a esse propósito de uma maneira bem mais simples, por isso ainda são utilizados.

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, o Nome sobre todo nome!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum