Casamento homossexual

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Casamento homossexual

Mensagem por Bernardo em Sab Ago 30, 2008 5:20 pm

Vamos lá.....

A Igreja condena o homossexualismo, mas diz que homossexualismo não é pecado, certo?

O problema é viver a castidade no namoro homossexual, já que a própria Igreja não permite o casamento homossexual.

Porque então a Igreja não permite o casamento homossexual ??
avatar
Bernardo

Mensagens : 20
Data de inscrição : 24/08/2008
Idade : 28

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por Juliana Correia em Sab Ago 30, 2008 5:47 pm

Oiii Bernardo!


Relativo a primeira questão...

Ter a tendência homossexual não é em si um pecado, mas a partir do momento em que a pessoa comete atos homossexuais o homossexualismo se torna sim um pecado. No caso, a Igreja condena os atos homossexuais, mas não condena a pessoa homossexual.

Também há textos bíblicos que deixam bem explícito que os atos homossexuais são abomináveis aos olhos de Deus, mas não me recordo qual...
Alguém sabe?

Sei que não respondi a questão totalmente, mas espero ter ajudado!


Abraços
avatar
Juliana Correia

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/08/2008
Idade : 28
Localização : Petrópolis/RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Sab Ago 30, 2008 11:32 pm

Vou responder essa questão com mais cuidado amanhã...

mas como a Ju pediu uma referência bíblica, vou deixar umas das que considero mais fundamentais para uma discussão teológia do assunto:
Rm 1, 18-32

até amanhã!!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Dom Ago 31, 2008 9:02 pm

Ola Bernardo,
Vamos tentar responder à sua pegunta...

Acho que houve uma pequena confusão na formulação da sua primeira questão. Vc disse:

A Igreja condena o homossexualismo, mas diz que homossexualismo não é pecado, certo?

Se a Igreja não considerasse o homossexualismo pecado não haveria motivo para condená-lo. Acredito que vc tenha querido dizer que a Igreja não considera que seja pecado a mera tendência ao homossexualismo. E isso está correto. Uma tendência não é pecado se não vier a se transformar em atos concretos. Isso vale para todo e qualquer área, não apenas para a sexual. Por exemplo: se alguém tiver uma grande tendência a mentir, mas se esforçar para falar a verdade não terá cometido um pecado. Muito pelo contrário!! Nossas fraquezas são degraus para a santidade...

Qto ao homossexualismo em si vale lembrar que a Igreja discorda de sua prática não apenas por motivos teológicos, mas filosóficos. A idéia é de que o homossexualismo é contra a natureza humana. Vale lembrar também que casamento não significa apena duas pessoas morarem juntas porque se amam. Há também a questão da fecundidade.

Kant, um filosófo que criou bastante problemas para a teologia cristã, dizia algo sobre a ética que julgo bastante interesssante. Para este pensador um dos critérios para se definir se um ato deveria ser considerado como moralmente correto era formulado da seguinte forma:
"Age de forma tal que teu agir por ser erigido em norma universal".
Isto significa o seguinte: que para julgar um ato deveríamos levantar a hipótese da universalidade de sua prática. No caso da universalização do homossexualismo (levando-se em conta apenas o caminho natural das coisas... Embarassed ) a humanidade seria extinta em uma geraçao.

Resumindo: A Igreja não se opõe apenas ao casamento homossexual mas a toda e qualquer prática homossexual.

Antes de terminar quero ainda fazer algumas reflexões.
O tema discutido neste tópico levanta bastante polêmicas por diversos motivos. Um deles é que, pelo que observo, muitas pessoas não fazem a distinçao entre discordar e ter preconceito.
Ter preconceito significa expressar opiniões previamente formuladas das quais eu não conheço os fundamentos. Além disso no linguajar comum se refere também a exclusão social.
Discordar significa apenas se posicionar contra determinada idéia ou prática.

é possível discordar sem ter preconceitos! pense numa mãe que discorda de determinadas atitudes de um filho, mas não o exclui e continua se relacionando com ele. ou um empregador que discorda do homossexualismo, mas tem e confia em um empregado homossexual.

no entanto, infelizmente temos que constatar que embora a doutrina cristã não seja preconceituosa, os cristãos muitas vezes o são. Ainda não temos uma postura acolhedora com os irmãos que vivem no homossexualismo e muitas vezes sofrem muito. Falo isso porque Jesus foi muito mais duros com aqueles que se consideravam puros e distribuiam condenações do que com os pecadores públicos.

Valeu pela pergunta e vamos continuar a reflexão

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por peter paul em Qui Set 18, 2008 11:07 am

Caro Bernardo
Penso que sua resposta talvez tenha sido respondida satisfatóriamente mas cabe lembrar que a Igreja diz que as pessoas que tenham tal tendencia pode chegar a santidade vivendo a castidade no seu estado homossexual. Lembre-se que não é possível um "namoro homossexual" casto, a opção correta é amadurecer o relacionamento afetivo da pessoa sem o contato relacional neste sentido de namoro. É preciso amadurecer antes de se assumir um relacinamento que abraja a alteridade entre homem e mulher. Consulte o Catecismo da Igreja Católica, traz um comentário interessamte. 8)
avatar
peter paul

Mensagens : 3
Data de inscrição : 18/09/2008
Idade : 27
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

CASAMENTO HOMOSSEXUAL

Mensagem por Qualira Friend em Qua Fev 18, 2009 4:18 pm

Caro amigo, posso te garantir que não é pecado a homossexualidade e o ato homossexual segundo a Bibia, infelizmente são interpretações homofóbicas.

O estudo científico da sexualidade teve início há cerca de um século. Hoje sabemos que a homossexualidade é um dos aspectos básicos da personalidade, provavelmente fixado na primeira infância, tem base biológica e afeta um parcela significativa da população em praticamente todas as culturas conhecidas. Não há evidências convincentes de que a orientação sexual possa ser mudada, e não há uma prova sequer de que a homossexualidade seja um fenômeno patológico em qualquer uma de suas formas. Desde a Segunda Guerra Mundial, uma comunidade gay vem se formando e ganhando voz em âmbito mundial. Dentro desta comunidade, e especialmente entre os gays e lésbicas que são religiosos, relacionamentos homossexuais amorosos e adultos têm se tornado uma preocupação importante.

Tudo isso é recente. Alguns destes fatos são absolutamente novos para a história da humanidade. Eles fazem parte de uma situação nunca imaginada pelos autores bíblicos, portanto não devemos esperar que a Bíblia expresse uma opinião sobre eles. O que pode ser esperado é o seguinte: quando a Bíblia menciona comportamentos sexuais entre pessoas do mesmo sexo, ela o faz tal como estes comportamentos eram compreendidos naquela época. Os ensinamentos da Bíblia só podem ser aplicados hoje na medida em que a antiga compreensão destes mesmos comportamentos ainda for válida.
Levítico 18:22 e 20:13



Não te deitarás com um homem como se deita com uma mulher. É uma abominação.” A primeira vista soa bastante radical. Porém nem tudo é como parece a primeira vista. O próprio Cap. 18 nos mostra o contexto desse texto no vs.3: “Não procedereis como se faz na terra do Egito, onde habitastes; não procedereis como se faz na terra de Canaã para onde os conduzo”. Sabemos hoje que a prática homossexual no Egito e em Canaan consistia de ritos de fertilidade que envolviam prostituição ritual – todo tipo de prática sexual era utilizada nesses rituais, incluindo sexo homoerótico.



Não devemos imaginar que o Levítico proibiria formas de relacionamento homossexual que não eram existentes na época, especialmente no forte contexto patriarcal-tribal que dependia da procriação. De fato muitos estudiosos judeus e cristãos hoje em dia pensam que isso se trata de uma condenação da substituição de natureza cúltica (como era prática entre os canaanitas) e assim simplesmente uma proibição de que heterossexuais pratiquem sexo homossexual com natureza substitutiva. A própria palavra traduzida como “abominação” é somente utilizada num contexto de idolatria em toda a Lei e especialmente no escrito sacerdotal. Exemplos de outras “abominações” são: Comer porco ou camarão (Dt 14:3-21), ou comer qualquer coisa com sangue (Dt 12).

Romanos 1:21-28



Esse texto parece ser difícil de ser interpretado já que é escrito num estilo de retórica desconhecido da maioria dos leitores modernos. Entretanto talvez esse seja o texto de mais fácil interpretação, graças a clareza de Paulo e seu estilo de argumentação. A pergunta que devemos nos fazer é se Paulo estava falando sobre qualquer tipo de relação homossexual ou ele tinha alguma relação específica em mente. Primeiramente vemos no v. 21 que tais pessoas “não o honraram como Deus” e nos vs 23-25 a clarificação do pecado como idolatria. Então lemos no v. 26-27 o abandono de sua paixão inata pelo sexo oposto numa busca irrefreada pelo prazer e finalmente uma vida de práticas desumanizadas.

Sendo assim é fácil ver que Romanos 1 é uma condenação ao heterossexual que pratica sexo gay simplesmente como uma forma de experimentar um novo conjunto de prazeres, porém que não tem essa orientação inata. Essa não é a experiência da maioria das pessoas GLBT na atualidade. Devemos também lembrar a quem essa carta é dirigida: à sociedade Romana, a qual era uma sociedade misógina e abusadora, e a forma de relação homoerótica existente era basicamente a relação desigual da pederastia

1 Co. 6:9-10 e 1 Tm 1:10



“Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas,nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus.” Nesta passagem temos dois termos que chamam a atenção. O primeiro é traduzido por “afeminados” na versão do Almeida. A Bíblia de Jerusalém já os traduz como “depravados”. O termo grego é malakoi e quer dizer literalmente “mole”. Essa palavra obviamente tem conotações diferentes de acordo com o contexto em que é utilizada.



Na cultura extremamente misógina do primeiro século, qualquer associação com a feminilidade era vista como negativa em termos morais e assim “mole como uma roupa de mulher” era uma descrição de qualquer tipo de comportamento de vaidade exacerbada e auto-indulgência, ou fraqueza de caráter. Alguns exegetas por outro lado levantam um argumento que malakoi se referiria a prostituição cúltica masculina, porém não existe consenso na tradução. Independentemente das duas possibilidades que o termo pode se referir, ele claramente não se refere a relacionamentos amorosos comprometidos ou consensuais entre adultos.



O próximo termo em questão é ainda mais obscuro e é traduzido como “sodomita” na versão de Almeida. Porém, só tornou-se um termo para se referir ao sexo homossexual na Idade Média! A Bíblia de Jerusalém mais coerentemente o traduz como “pessoas de costumes infames” em 1 Co e como “pederastas” em 1 Tm. Esse termo obscuro – arsenokoitai - não possui nenhum registro de utilização no grego antes de Paulo, parecendo ser um neologismo, e portanto o seu significado exato está provavelmente perdido, entretanto é possível levantarmos algumas hipóteses com base na etimologia da palavra “arsen” quer dizer macho e “koitos” quer dizer cama.

Sodoma e Gomorra (Gênesis 18-19)



Interpretações do pecado de Sodoma têm sido variadas pelos tempos. Somente na idade média surge com força a idéia de associar a história de Sodoma e Gomorra com práticas homossexuais, sendo assim uma leitura tardia feita para dentro do texto e não uma leitura do significado do texto.



Esse fato é demonstrado pela própria Bíblia quando ela mesma comenta a respeito dos pecados de Sodoma que são basicamente de inospitalidade e avareza como em Am. 4:11; Is. 1:9-19,13:19; Jr. 49:18; Lm. 4:6; Ez 16:46-56; Dt 29:22, 32:32. Do evangelho temos os exemplos de Mt. 10:12-13, Lc 10:10-12. Mesmo nos escritos apócrifos temos a mesma interpretação: Sir. 16:8; Sab 19:13-14. De fato no Talmud da Babilônia os rabinos dizem: “Os homens de Sodoma disseram: Porque devemos receber viajantes, que vem a nós apenas para acabar com nossa riqueza. Venham, vamos abolir a prática de hospedagem em nossa terra.” (Sanhedrin 109a).

A história real de Sodoma envolve uma multidão incitada pela xenofobia – repulsa a coisas ou pessoas estrangeiras -, medo e ódio, confrontando pessoas que eles não conhecem e as ameaçando com intimidação abuso sexual e estupro. Elas mostram a incapacidade de aceitar e agir com hospitalidade para com o diferente e tem reais paralelos com a homofobia de hoje. A igreja envolvida nesse tipo de atividade homofóbica nega sua hospitalidade para aqueles que procuram abrigo da multidão e assim perpetua o pecado de Sodoma na atualidade.


Em Jesus temos um Deus que sorri, que festeja, que come, que bebe, um Deus irmão que vai às festas, que participa de banquetes, um Deus humano e amigo de pecadores. Todavia, a maioria dos cristãos é avessa à celebração humana, são pessoas que não entendem a manifestação de Deus se desdobrando no plano horizontal, pessoas “perfeitas” demais, para admitirem a falta de um abraço, de um beijo, de um carinho, de uma mão amiga, de um convívio, de um companheiro, de uma companhia, essas sequer podem entender o amar ao próximo, sendo opostos a mensagem das escrituras: Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante. Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará? E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.” Ec 4:9-12.



Deus não fez o ser humano para andar só, para viver sozinho, o mais engraçado é que o texto em nenhum momento menciona melhor é serem “homem e mulher”, mas melhor é serem dois, é serem pessoas que se amam, que se gostam, que se curtem. Na bíblia vemos o exemplo de David - um homem segundo o coração de Deus - quando na morte de Jônatas demonstra ser conhecedor de um amor que transcendia essa obsessão criada de sexo para procriação “Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas; quão amabilíssimo me eras! Mais maravilhoso me era o teu amor do que o amor das mulheres.” II Sm. 1:26.

Numa resposta sobre o casamento, vemos Jesus explicitando que nem todos foram feitos para procriar “Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido. Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode receber isto, receba-o.” Mt 19:10-12, você pode perceber que os homossexuais se adequam perfeitamente nos “eunucos que nasceram assim”.

Qualira Friend

Mensagens : 1
Data de inscrição : 18/02/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por Thales em Qua Fev 18, 2009 10:38 pm

Olha, não vou responder ponto por ponto, como a questão merece ser respondida, mas vou fazer uns comentários iniciais.

Primeiro que essa "crítica bíblica" não se aplica ao catolicismo. Todas as passagens citadas vêm carregadas de uma interpretação própria e, para nós católicos, a interpretação da Bíblia se faz à luz da autoridade da tradição apostólica.

Segundo que é bem difícil de dar crédito a interpretação que foi feita. Apesar de parecer "sofisticada", em vários pontos a única coisa que o autor faz é dar um monte de voltas com alguma coisa que é bem óbvia. Fora que às vezes ele força muito a barra. Outra hora eu (ou outra pessoa) exploro mais esse ponto.

Terceiro que mesmo de acordo com a interpretação sugerida, a Bíblia se posicionaria mais "neutra" que favorável em relação ao "tipo" de relação homossexual defendido. O problema é que esse tema não é um artigo de fé: a própria filosofia nos ensina só pela razão que é errado praticar o homossexualismo em qualquer sentido. Vale a pena ler a resposta do Alessandro novamente. Desenvolvo esse tema melhor depois também.

É isso.

Desnecessário dizer que estamos abertos à discussão. =D

Abraços,

--
Thales
avatar
Thales
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 252
Data de inscrição : 08/08/2008
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Qua Fev 18, 2009 11:05 pm

além dos pontos levantados pelo Thales quero chamar a atenção que discordar da prática homossexual e ser homofóbico são coisas diferentes. seria o mesmo que dizer que todos os que discordam do fumo são "tabacofóbicos" ou preconceituosos para com quem fuma.

é possível discordar sem excluir.

quero chamar a atençao para o fato de que vivemos numa cultura hedonista e que há uma tendência de colocar os artigos da moral sexual de lado. ou seja, se a Biblia ou a lei natural são contra determinado ato, então o que temos que fazer eh forçar uma nova interpretação na qual aquele ato seja acomodado.

além disso o texto parece afirmar que a ciência já tem conclusões definitivas sobre o homossexualismo, o que não é verdade.

de qq forma, grato por ter levantado a questão.
um abraço e fique com Deus

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Qua Fev 18, 2009 11:20 pm

além disso gostaria de sugerir uma leitura atenta de romanos 1, 18-32

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

re. casamento homossexual

Mensagem por serchez em Sex Mar 13, 2009 12:25 pm

Li alguns dos pontos colocados a respeito do casamento homossexual.
estudando este tema, já a algun tempo, encontrei na biblia, não só os mesmo texto que usa para a condenação, como tambem muitos outros que os absolvem da culpa do pecado.
poderia aqui colocar todos os que traz lista de condenação ao homossexual, mas isso todos já sabem onde está escrito, não a necessidade. porém.
Muitas vezes falamos que até podem ser homossexual desde que não pratiquem o ato, mas se esquecem que o homossexual não resume a sexo, ele tem outras atitudes que faz justamente por ser homossexual, como ser mais sensível, mais respeitador, melhor filho, pois existe pais que abandonam os filhos homossexuais e depois na velhice vivem sobre os cuidados dos mesmo, pois os outros filhos heteros estão cuidando de suas proprias familias, e outras coisas mais.
Com isso não estou aqui incentivando e nem dizendo que não é pecado, entenda bem, é tão pecado como mentir, desrrespeitar aos pais, odiar ao proximo, logo sabemos, embora não somos mentiroso, caimos em ato de mentir quase todos os dias, mesmo que for uma mentirinha qualquer, ou para beneficiar alguem, ou para polpar alguem, enfim que se voce faz apenas uma vez por semana, já é uma prática, mas Deus não te perdoa? Vamos falar de filhos desobediente e respondão aos seus pais, isso é pecado para a morte, mas sabemos que mesmo cristão esse filhos desobedecem e respondem seus pais muitas veses em um dia, mas se fosse apenas uma vez por semana, tambem já seria uma prática, e Deus tambem perdoa, enfim qualquer pecado por um ou por outro cristão, está sendo cometido mais que algumas veses por sermana, já manifesta a prática, e acreditamos que Deus os perdoam, pois nos fins de semana nos encontramos louvando em nossa igreja participando da santa ceia.
Agora digamos um homossexual cristão, que não queira viver a vida na prática, mas ao longo de sua resistencia, ele cai em pecado com um hoje, depois da qui a 15 dias com outro e depois só daqui a um mes, isso manifesta uma pratica, certo, mas por ele não ter alguem fixo ele pode se esconder a meio aos outros em sua igreja que está tudo bem, Deus o perdoou, pois ele não assumiu sua homossexualidade, porém se ele tivesse um parceiro fixo, e fosse fiel a ele só , é isto que caracteriza a pratica? não, pois ele fazendo ou não, vivem sua homossexualidade, é o que seria melhor viver uma vida promíscua ou compromissada com alguem? esta pergunta deixo para voces responderem, ok.

então queridos temos que examinar melhor as escrituras, na parte da misericordia de Deus, da salvação pela graça, que é favor imerecido, na justificação de Cristo pelos pecadores, pois percebemos que todos nos , cada um em seu pecado somos totalmente dependente a isso para a salvação sem méritos a mais sobre um homossexual.

se eles estiverem errado, o proprio Deus em momento oportuno pode os tranformarem, ou libertarem, porem, o joio e o trigo cresceriam juntos e só Deus tem o poder de descenir quem é quem, Pois é Deus quem chama, que atrái para sí, quem escolhe a cada um, que sem Deus nada podemos fazer, somos totalmente dependente de Deus, não podendo acrescentar nada a nós mesmo.

Enfim, seja muito corajoso tire de sí mesmo esta roupa de santidade, e ponha a de pecador que veste melhor a cada um de nós, deixando toda a ascepção de pessoa e o preconceito, que são pecados graves que estão escondido dentro de nós em um lugar que não deixamos nem Deus tocar, pois este pecado nos cái muito bem, ele nós dá muito prazer, ele dá a falsa sensação de sermos super.
graça e paz a todos.

serchez

Mensagens : 1
Data de inscrição : 13/03/2009
Idade : 50

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Sex Mar 13, 2009 3:49 pm

ola caro amigo, antes de mais nada, seja bem vindo! obrigado por enriquecer nosso debate...

qto as ideias trabalhadas concordo que a Escritura mostra um Deus misericordioso disposto a perdoar qq percado e que o homossexualismo não é mais pecado que não honrar os pais, por exemplo.

no entanto a discussão do tópico não é sobre a forma que devemos tratar aqueles que possuem tendência ao homossexualismo, (o que daria um tópico muito interessante, visto que muitos cristãos pecam por falta de caridade nesse ponto), mas sobre a questão se o homossexualismo está de acordo com a escritura e com a lei natural e se o casamento homossexual deve ser aceito.

são questões interligadas, mas diferentes. afinal ninguem afirma que Deus perdoa alguém que mente não significa que não devamos julgar a prática da mentira como algo condenável.

um abraço fraterno

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Sex Mar 13, 2009 3:52 pm

outra coisa:

qto a discussão sobre a salvação acho tb interessante abrir outro tópico uma vez que é uma questão disputada entre católicos e protestantes

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por Thales em Qua Abr 15, 2009 11:41 pm

serchez escreveu:Muitas vezes falamos que até podem ser homossexual desde que não pratiquem o ato, mas se esquecem que o homossexual não resume a sexo, ele tem outras atitudes que faz justamente por ser homossexual, como ser mais sensível, mais respeitador, melhor filho, pois existe pais que abandonam os filhos homossexuais e depois na velhice vivem sobre os cuidados dos mesmo, pois os outros filhos heteros estão cuidando de suas proprias familias, e outras coisas mais.
Não há nenhuma ligação necessária entre esses dois pontos. Não é porque alguém tem tendências homossexuais que ele/ela vai ser melhor ou pior em outros aspectos da vida. Afirmar isso é querer justificar o pecado com o mérito ou generalizar a partir de exemplos particulares.

serchez escreveu:Com isso não estou aqui incentivando e nem dizendo que não é pecado, entenda bem, é tão pecado como mentir, desrrespeitar aos pais, odiar ao proximo, logo sabemos, embora não somos mentiroso, caimos em ato de mentir quase todos os dias, mesmo que for uma mentirinha qualquer, ou para beneficiar alguem, ou para polpar alguem, enfim que se voce faz apenas uma vez por semana, já é uma prática, mas Deus não te perdoa? Vamos falar de filhos desobediente e respondão aos seus pais, isso é pecado para a morte, mas sabemos que mesmo cristão esse filhos desobedecem e respondem seus pais muitas veses em um dia, mas se fosse apenas uma vez por semana, tambem já seria uma prática, e Deus tambem perdoa, enfim qualquer pecado por um ou por outro cristão, está sendo cometido mais que algumas veses por sermana, já manifesta a prática, e acreditamos que Deus os perdoam, pois nos fins de semana nos encontramos louvando em nossa igreja participando da santa ceia.
Deus é sumamente misericordioso: Ele perdoa a todos, isso é fato. Só que devemos tomar um cuidado aqui. Dizer que Deus perdoa primeiramente não significa que Deus automaticamente exime de culpa a todos que pecarem. Na verdade, o perdão divino só pode acontecer onde há arrependimento, pois Deus não viola a liberdade. Ou seja, Deus perdoa, mas só recebe seu perdão quem admite-se pecador, arrepende-se e confessa seus pecados, fazendo votos de mudança.

Em segundo lugar, não podemos justificar o pecado só porque Deus perdoa. Isso é em si um pecado muito maior, pois se aproveita da misericórdia divina e denota a intenção consciente de pecar contra Deus. Essa é uma tentação típica nos pecados marcados pelo hábito (e acredito ser essa uma das tentações prediletas do demônio). Mas digo: cuidado com esse pensamento. Entregar-se ao pecado só porque "Deus perdoa" ou porque "depois eu confesso" é algo bem grave e demonstra falta de propósito de santidade e falta de seriedade com a misericórdia de Deus.

serchez escreveu:Agora digamos um homossexual cristão, que não queira viver a vida na prática, mas ao longo de sua resistencia, ele cai em pecado com um hoje, depois da qui a 15 dias com outro e depois só daqui a um mes, isso manifesta uma pratica, certo, mas por ele não ter alguem fixo ele pode se esconder a meio aos outros em sua igreja que está tudo bem, Deus o perdoou, pois ele não assumiu sua homossexualidade, porém se ele tivesse um parceiro fixo, e fosse fiel a ele só , é isto que caracteriza a pratica? não, pois ele fazendo ou não, vivem sua homossexualidade, é o que seria melhor viver uma vida promíscua ou compromissada com alguem? esta pergunta deixo para voces responderem, ok.
Se alguém que lutra bravamente não resiste e peca, peca muito menos do que aquele que nem lutar lutou.

E a promiscuidade não tem conexão necessária com o homossexualismo, mas agrava o pecado, pois indica total entrega a ele. Por isso, responderia que tanto um (promíscuo) como outro (compromissado), desconsiderando-se as circunstâncias particulares, pecam muito gravemente, pois em ambos os casos há a conformidade com o pecado e o não-propósito de lutar.


serchez escreveu:então queridos temos que examinar melhor as escrituras, na parte da misericordia de Deus, da salvação pela graça, que é favor imerecido, na justificação de Cristo pelos pecadores, pois percebemos que todos nos , cada um em seu pecado somos totalmente dependente a isso para a salvação sem méritos a mais sobre um homossexual.
Concordo. Mas ninguém aqui está acusando ninguém ou se dizendo melhor ou pior. O problema é que temos que entender a nossa relação com o pecado como uma guerra, uma luta. E a única maneira de perder esta guerra é não dando todo sangue nela, se conformando com a derrota de uma batalha. E é justamente isto que eu percebo na sua argumentação.

serchez escreveu:se eles estiverem errado, o proprio Deus em momento oportuno pode os tranformarem, ou libertarem, porem, o joio e o trigo cresceriam juntos e só Deus tem o poder de descenir quem é quem, Pois é Deus quem chama, que atrái para sí, quem escolhe a cada um, que sem Deus nada podemos fazer, somos totalmente dependente de Deus, não podendo acrescentar nada a nós mesmo.
Mas é claro que Deus escolhe a cada um, que dá os meios necessários para a salvação de todos. Porém, Deus não salva ninguém contra a vontade do indivíduo. Nesse sentido, a salvação depende de nós sim.

Abraços,

--
Thales
avatar
Thales
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 252
Data de inscrição : 08/08/2008
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por são vieira em Sex Jul 17, 2009 4:06 pm

será que não leram o que diz 1cor. 6: 9-11 ou romanos 1:26,27... porque Deus condena o homossexualismo... obvio... traz muitas consequências psicol´ogicas e fisicas... mas será que se nasce com essa tendencia? não... o ADN que forma o sexo é bem claro: homem ou mulher... o problema muitas vezes é o meio em que se nasce e cresce e a sociedade que cada vez mais incita ao normal de um ato condenado por Deus... mas a biblia diz em corintios que podemos ser "lavados" desse modo de pensar e de agir por pensar do modo que Deus pensa... por tanto este mundo está cada vez mais afastado de Deus daí se não tivermos com os pés bem acentes na terra espiritualmente... vamos com o mundo alienado de Deus e aceitamos o que Deus odeia...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A SAGRADA ESCRITURA NÃO CONDENA PRATICAS HOMOSSEXUAIS, DESDE QUE ESTES SEJAM DE NASCENÇA.

Mensagem por Petrus Romanus em Sab Jan 22, 2011 3:55 pm

Apesar desse tópico ter sido escrito a anos atras, eu gostaria de deixar nele o meu ponto de vista.

Caríssimos irmãos,

Li algo no tópico sobre a tradição apostolica, é muito obvio que a Igreja siga o que dantes ja fora determinado pela tradição e pelas escrituras, mas creio eu, em minha pequenez, que os pais da igreja os doutores e os santos apostolos mesmo que inspirados pelo santo Espirito se limitaram a escrever e a dialogar até o ponto em que pudessem entender, logo as suas compreenções de mundo eram limitadas ao ponto em que podiam entender, por exemplo a evolução das especies que não foi escrita e nem dialogada por eles porque não era um assunto de suas compreensões, se tomarmos a tradição em ordem cronologica e seguirmos os fatos até a nossa era, veremos que a compreensao do genesis foi passando de um sentido literal até um sentido simbólico, era mais literal para os do começo e agora é mais simbolico para nós.

Nossa capacidade de aceitar a verdade deve sim reconhecer os fatos e alterar nossa compreensão de mundo, como no caso da evolução, para que não fiquemos presos em opiniões e raciocinios de pessoas que não possuiam os fatos que temos, até nossa compreensão da escritura deve mudar se esta esta contrariando a verdade do que é de fato um fato.

O caríssimo senhor "são vieira" nos disse:

[quote]o homossexualismo... obvio... traz muitas consequências psicol´ogicas e fisicas... mas será que se nasce com essa tendencia? não... o ADN que forma o sexo é bem claro: homem ou mulher

Queira me desculpar irmão, mas sua interpretação foi um tanto erronea neste aspecto; em 1993 o caro senhor Dean Hamer chegou a incrivel conclusão de que o gene Xq28 era o responsavel pela homossexualidade, é claro que tentaram desmoraliza-lo e conseguiram, mas para quem tiver realmente disposto a pesquisar verá que realmente ele estava certo, valendo que alem disso outros pesquisadores em todo o mundo chegaram aos mesmos resultados. A homossexualidade verdadeira em si não é adquirida e nem imposta pela sociedade.

Isso sem contar com as incriveis descobertas de Freud, para alguns estas de nenhum valor cientifico dispoem, mas ressaltando que vários conceitos de Freud foram submetidos a testes experimentais que obtiveram resultados satisfatorios. Uma análise envolvendo 2.500 estudantes de várias disciplinas como psiquiatria, psicologia, antropologia e outras examinou a credibilidade científica das formulações de Freud e alguns de seus pilares foram comprovados e confirmados pela ciencia, alguns foram alterados, lembrando que a ciencia de Freud não pode ser encarada de maneira subjetiva pois não trata de aspecots subjetivos da conciencia humana, ela trata de aspectos inconcientes objetivos que atuam de maneira direta na formação da pessoa em si.

Hoje a ciencia psicanalitica encara a homossexualidade assim:

Primeiro, Freud e Lacan demonstraram que não há inscrição da sexualidade no inconciente, porque as diferenças fisicas sexuais entre o homem e a mulher não são do nivel do inconciente, inconcientemente todos os seres humanos são bissexuais.
Segundo, a genetica que molda os seres humanos em fator conciente agira na formação do ego de cada um, a sociedade em que vive cada pessoa também trabalhará no processo, assim tal pessoa baseada em suas experiencias e em suas "indicações geneticas", formará uma barreira de recalcação desenvolvendo um super-ego, que definirá quais os impulsos da bissexualidade se tornaram manifestos na conciencia e quais serão recalcados. Vale lembrar que as "indicações geneticas" são mais fortes do que o ego social de cada um em si. Logo, um menino, por exemplo, que tenha nascido com tal tendencia genetica homossexual, mas que pela sociedade em que vive, muitas vezes religiosa, tal tendencia lhe é proibida, ele recalcará os desejos bissexuais que tendem a heterossexualidade pela influencia genetica, deixando que venham apenas os desejos homossexuais, então os recalcará a nivel de conciente pela sociedade em que vive, mas vale lembrar que os desejos heterossexuais foram barrados a niveis inconcientes, ou seja, este menino não sente e ñunca sentirá desejos por garotas, já os desejos homossexuais foram barrados por ele a niveis concientes, ou seja, ele sente atração por garotos, mas não se satisfaz por causa de seu ego-social.

Com base nesses fatos, minha interpretação das escrituras deve ser de um modo tal que: ela não contrarie a si propria e nem qualquer parte de outra parte das escrituras, e nem contrarie aquilo que sabemos ser verdade demonstrada.

Romanos 1:24-32

O texto em seu contexto já nos informa seu objetivo, note o versiculo 24 "...Por isso, Deus os entregou aos desejos dos seus corações, à imundície, de modo que desonraram entre si os próprios corpos." é muito clara a passagem quanto à "desejos de seus corações", caracterizando que o que será condenado será aquilo que seus corações desejaram, como sabemos, o inconciente e nem a genetica desejam alguma coisa, são sempre imutaveis em sua forma de agir, logo a condenação de Paulo a homossexualidade se restringe ao ego, o que significa que a homossexualidade que é desejada como forma de experimentar outros prazeres é que vai ser condenada (note, v.25 a palavra ""trocaram" a verdade de Deus"; v.27 as palavras "deixando o uso natural"; e nos versículos 28-32 Paulo explica porque aqueles que desejam experimentar prazeres contrarios a suas naturezas estão errados, mas em nenhum momento ele condena praticas entre homossexuais verdadeiros em si, ou seja, que sempre foram assim)

1 Corintios 6:9-10

Vale observar que a pratica do homossexualismo vem em conjunto com outras praticas condenadas. E que ele diz no versículo 11: "Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados...", se eles DEIXARAM de ser é porque tiveram escolha, o que por sua vez se restringe a uma area conciente, não condenando os que o são no inconciente. (Obs: algumas traduções vertem o versiculo para "...alguns de vós têm sido, mas fostes lavados...", ora se alguns mudaram seu jeito de ser (lavados), ou poderam mudar seu jeito (que é o conselho de Paulo), mais uma vez o homossexualismo condenado é o que se restringe à escolha.

1 Timóteo 1:10

O contexto é claro quando diz que: "... a lei não foi feita para o justo, mas para os transgressores e os rebeldes...". Ora sejamos sensatos. É muito óbvio que o homossexualismo aqui descrito é da ordem do rebelde, por dizer que a lei não é do justo, condena o homossexualismo relacionado a rebeldia, portanto aqueles que se rebelam contra a ordem estabelecida da natureza, o homossexualismo não vem condenado em lei, ele vem condenado com rebeldia e para os injustos.

O texto de levítico é sem duvida irrelevante, pois esta claro que Deus tinha tres objetivos: Proteger os israelitas das religiões pagãs, dando-lhes ordem de regimento para se estabelecerem de acordo com a lei; os preservar entre as demais nações, isso se ve no fato da proibição de se comer carne de porco, pois estavam no deserto, o que provalvelmente traria serias consequencias se fosse realizado, a lei de enterrar os escremento humanos, o que provavelmente salvou milhares, na lei da proibição de praticas homossexuais, o que provavelmente traria contaminações entre o povo, devido as condições precarias de higiene, dentre diversas outras leis; e o ultimo e principal objetivo era nos profetizar a salvação do mundo em Cristo.

Fica bastante claro que a condenação a praticas homossexuais, desde que estes sejam assim desde sempre, não é e nunca foi proibida, mas alguns levantam a hipotese de estes homossexuais se entregarem ao celibato, mas vamos ressaltar alguns pontos:

"ele que formou o coração de cada um e está atento a cada uma de suas ações." (Salmos 33:15)_ É por ordem e criação de Deus que tais homossexuais são assim

"Jesus, porém, lhes respondeu: Nem todos são aptos para receber este conceito, mas apenas aqueles a quem é dado. Porque há eunucos de nascença; há outros a quem os homens fizeram tais; e há outros que a si mesmos se fizeram eunucos, por causa do reino dos céus. Quem é apto para o admitir admita." (Mateus 19:11-12) _ Ou seja nem todos são aptos para serem celibatarios

"Mas, se vocês não podem dominar o desejo sexual, então casem, pois é melhor casar do que ficar queimando de desejo." (1 Coríntios 7:9)[NTLH]

Eu vos pergunto: "O que deve fazer um homossexual, que nasceu assim, e não é apto para o celibato porque não consegue conter seu desejo sexual?"
"Deus infinito em amor, poderia fazer acepção de pessoas, de maneira que constituisse uns para ter amor conjugal e outros que não conseguem conter seus desejos, mas são homossexuais nascentes para a destruição eterna?"

"Se compreenderdes estas coisas, sereis felizes, sob condição de as praticardes." (João 13:17)

"Ele respondeu: Ai também de vós, doutores da lei, que carregais os homens com pesos que não podem levar, mas vós mesmos nem sequer com um dedo vosso tocais os fardos." (Lucas 11:46)

"Com efeito, por que razão seria regulada a minha liberdade pela consciência alheia?" (1 Coríntios 10:29)

A bondade de Deus, a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, a comunhão do espírito santo e o amor de Maria, estejam convosco.
[b]
avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 26
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Dom Jan 23, 2011 4:56 pm

Ola Petrus,

quero apenas lembrar a doutrina tradicional da Igreja quanto a responsabilidade por um pecado. Talvez ajude.

Diz o catecismo que para algo ser pecado mortal são necessários três "componentes":

consciência, liberdade e matéria grave.

No seu texto vc busca absolver os homossexuais que não tem escolha quanto a sua orientação. Deixo a questão da escolha de lado, por julgar que é uma questão deveras complicada e com vários pontos de vista. Freud e Lacan não deram a palavra final...Nem mesmo a psicnálise e uma unaminidade. (vale lembrar que o próprio Freud não considerava a homossexualidade com os mesmos que os psicanalistas contemporâneos)

bom...voltemos a questão. vou conceder a vc que alguns podem ser desprovidos da liberdade. De acordo com a doutrina que apresentei acima isso apenas toca a responsabilidade não diminui a gravidade da matéria.

Da mesma forma alguém que assassine outro tomado pela loucura não é responsável por seu ato. Isso, no entanto não torna matar algo correto.

obs: quero salientar que não chamei um homossexual de louco, apenas fiz uma analogia.

abraço fraterno


_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Quanto a gavidade da matéria em relação à lei de Deus

Mensagem por Petrus Romanus em Seg Jan 24, 2011 1:05 pm

Olá Alessandro, que a paz do Senhor esteja contigo.

Caríssimo irmão, três quesitos nos são apresentados para definirmos pecado mortal: "...o conhecimento do caráter pecaminoso do ato, de sua oposição à lei de Deus. Envolve também um consentimento suficientemente deliberado para ser uma escolha pessoal. [e a gravidade da matéria, o que torna o ato pecaminoso e à sua oposição à lei de Deus]", como vc mesmo tinha dito

Quanto ao homossexualismo nascente, é bom deixar claro que as opiniões de Freud e de Lacan foram postas somente com o intuito de deixar clara a relação dos genes com a definição do ser, o que já há muito tempo foi demonstrado pela genética, o mais importante é o gene referente a caracteres homossexuais no individuo, descoberto por varias pessoas, quase ao mesmo tempo; é claro que isso destitui a liberdade de escolha de quem nasceu assim.

Quanto a gravidade da matéria, eu já havia empreendido uma discussão a fim de nos levar a crer que a escritura não condena as praticas homossexuais entre nascentes assim, como deixa claro São Paulo ao dizer: "Mas, se vocês não podem dominar o desejo sexual, então casem, pois é melhor casar do que ficar queimando de desejo." (1 Coríntios 7:9)[NTLH] e disse se depreende o fato: "O que deve fazer um homossexual, que nasceu assim, e não é apto para o celibato porque não consegue conter seu desejo sexual?"; logo não creio de maneira alguma que o homossexualismo entre as pessoas que nasceram assim seja algum pecado e muito menos tenha alguma gravidade quanto à lei de Deus

Como já foi depreendido, para tais homossexuais não há liberdade de escolha, e como não há matéria grave em seu assunto, a conciencia de pratica-lo se torna IGUAL a conciente de um homem que desposa uma mulher.

Um abraço em Cristo.

avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 26
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por Alan em Seg Jan 24, 2011 3:12 pm

Olá a todos

Pelo que percebi do tema, temos a visão de que a homosexualidade é um pecado exceto na condição de ele ser genético. Em relação e essa teoria recomendaria a leitura desse artigo do site Doutrina Católica: http://www.doutrinacatolica.com/modules/news/article.php?storyid=6692

Obs.: A homosexualidade não é uma doença mas sim um comportamento, segundo os psicólogos. A principio, creio eu, comportamentos podem mudar

Fiquem com Deus. Pax et Bonum!
avatar
Alan

Mensagens : 230
Data de inscrição : 05/06/2009
Idade : 30
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O homossexualismo é genetico

Mensagem por Petrus Romanus em Seg Jan 24, 2011 9:56 pm

Caríssimo irmão Alan,

Em primeiro lugar, o campo de estudos da pediatria, campo que realizou tal pesquisa, se limita a especialidade médica e de enfermagem dedicada à assistência à criança e ao adolescente, nos seus diversos aspectos, sejam eles preventivos ou curativos. Os aspectos preventivos envolvem ações como aleitamento materno, imunizações (vacinas), prevenção de acidentes, além do acompanhamento e das orientações necessárias a um crescimento e desenvolvimento saudáveis (puericultura). Já os curativos correspondem aos diversos procedimentos e tratamentos das mais diversas doenças exclusivas ou não da criança e adolescente.

É lógico concluir que médicos pediatras ao tratar crianças e adolescentes, ao observarem o surgimento de caracteres homossexuais nos mesmos cheguem a conclusão de que tais caracteres surgem "...por uma combinação de influências familiares, ambientais, sociais e biológicas" (note que ele indiretamente não discarta a influencia biologica), por tratarem absolutamente do exterior do individuo não consideram seu interior, que é o controlador do exterior, não consideram seu funcionamento e aplicação no exterior, estes mesmos médicos não tem bagagem suficiente para falar do sistema controlador do individuo, e por tal coisa tendem a dar como causa de um fenomeno exterior (homossexualismo) uma outra coisa exterior (a sociedade).

Não os acuso de negligencia na pesquisa, mas vale ressaltar quatro pontos: primeiro, pediatras não não formados para avaliarem e nem estudarem o funcionamento da mente humana (interpretada como sendo a união dos genes causadores da personalidade e o instinto); segundo, a pesquisa não fornece os fatos que os levaram a conclusão, ou porque simplesmente são de carater exteriormente observavel ou porque é falsa; terceiro, crianças e jovens em transição à adolescencia não são confiaveis em opiniões por serem muito inconstantes, sendo portanto de facil manipulação, ou seja, em qualquer assunto em que não foram muito aconselhados tendem a aceitar a primeira opinião que lhes é apresentada mesmo que essa viole aquilo que são, devido estarem no momento de descobrirem quem são em si, por não saberem ainda o que de fato querem, logo a pesquisa realizada em escolas, que obteve seus 85% de "cura" é irrelevante; quarto, a estrutura da divulgação foi feita de maneira grotesca, o que garante sem sombra de duvida que ela é de carater subjetivo

Para esclarecer qualquer sombra de duvida em relação a genetica da homossexualidade...
Em 1991 o neurocientista anglo-americano Simon LeVay, anunciou ter encontrado diferenças em cérebros de homens gays e héteros. LeVay examinou o hipotálamo, zona-chave da sexualidade no cérebro, e descobriu que a região chamada INAH-3 era entre 2 e 3 vezes menor nos gays, alguns acusaram que a objetividade da pesquisa foi interferida, pois o neurologista sabia que varios gays da pesquisa tinham aids, mas provou-se depois que a aids não afetava tal area do cerebro. Era a primeira indicação da origem biológica da homossexualidade.
Em 1993 com as pesquisas de Dean Hamer, do Instituto Nacional do Câncer, nos EUA. Hamer percebeu que dentro das famílias havia muito mais gays do lado materno. A descoberta atraiu sua atenção para o cromossomo X (mulheres têm dois cromossomos X, enquanto os homens têm um X e um Y). Em seguida, a descoberta: usando um escâner, Hamer viu que uma região do cromossomo X, a Xq28, era idêntica em muitos irmãos gays. O que ele descobriu não foi propriamente um único gene gay, mas uma tira de DNA transmitida por inteiro.
Em 2006 na Academia Americana das ciencias (PNAS), nos EUA, pesquisadores suecos divulgaram a decoberta de que os cérebros dos homossexuais não reagem do mesmo modo que os dos heterossexuais aos hormônios sexuais masculinos e femininos, mas esta diferença é menos pronunciada nas lésbicas do que nos homens gays. A reação cerebral das lésbicas a um hormônio feminino se assemelha mais à dos homens heteros do que à das mulheres heteros, explicou Ivanka Savic, do Hospital Universitário Karolinka, em Estocolmo, e co-autora desta pesquisa. Ela acrescentou, porém, que a reação não é tão parecida como é a dos homossexuais homens em relação às mulheres heterossexuais, no que diz respeito a um hormônio masculino. Este mesmo grupo de pesquisadores descobriu, em trabalhos realizados há um ano, que o cérebro dos homens homossexuais tinha uma resposta similar à das mulheres heterossexuais a um hormônio sexual masculino. Em ambos os casos, os estudos ressaltam a origem biológica da homossexualidade.
Em 2002 um estudo de pesquisadores da Universidade de Saúde e Ciências de Oregon, OHSU (EUA) coordenados por Kay Larkin e divulgado em encontro da Society for Neuroscience em Orlando (EUA). Segundo a pesquisa, há uma diferença em parte do cérebro (no núcleo preoptico do hipotálamo) que diferencia os homossexuais. Geralmente, essa parte do cérebro tem o dobro do tamanho nos homens, na comparação com as mulheres, mas os pesquisadores descobriram que entre os homossexuais masculinos ele tem o mesmo tamanho encontrado nas mulheres. (Obs, a mesma pesquisa foi feita com animais, sendo que a com seres humanos foi pouco divulgada, devido relutancia por parte de alguns cientistas em aceitar o fato; a pesquisa chegou nos mesmos resultados em que chegou o senhor LeVay em 1991)
Em 2005, um pesquisa coordenada pela doutora Ivanka Savic, publicada na revista VEJA (18/05/05, pág. 100), conclui que a atração sexual nos seres humanos também se regula pelos feromônios (Os feromônios, são substâncias que emitem uma menssagem que, captadas por animais da sua espécie, transmite e excita o desejo sexual alheio, sem que ele se de conta disto. Os feromônios excretados são capazes de suscitar reações específicas de tipo fisiológico e/ou comportamental em outros membros que estejam num determinado raio do espaço físico ocupado pelo excretor). A reportagem nos informa que os homens, ao sentir o cheiro de amostras de hormônio estrógeno, extraído da urina das mulheres, apresentam um aumento de atividade no hipotálamo região do cérebro, associada às emoções e aos impulsos sexuais. Nas mulheres, a mesma região foi ativada quando elas sentiram o odor do hormônio testosterona, retirado pelos cientistas do suor masculino. Até ai não há muita novidade. Nunca houve dúvidas de que havia uma química entre homens e mulheres. A novidade é que a pesquisa realizada pelo Instituto Karolinska, de Estocolmo, incluiu um terceiro grupo de pessoas: os homossexuais masculinos. O resultado surpreendeu os pesquisadores, a reação do cérebro dos integrantes desse grupo ao serem expostos aos odores foi exatamente a mesma das mulheres, ou seja, seus hipotálamos só reagiram à testosterona do suor de homens . O estudo também foi feito com lésbicas, mas, segundo a médica Ivanka Savic, os dados nesse caso ainda não são conclusivos.

A implicação disso é óbvia: Numa sociedade em que o talento para a música e as artes plásticas fosse vista como fundamental, alguém com imenso talento e disposição apenas para a prática de luta de boxe, seria visto como anormal e deveria ser curado?. O contrário seria perfeitamente verdadeiro. Tudo se resume em querer ou não respeitar outros seres humanos diferentes de nós. Isso sim pode ser ensinado ou não. Pode ser aceito ou não de acordo com as conveniências e interesses de cada um.

E por ultimo: segundo o caro senhor Alan e sua doutrina, "o estilo de vida homossexual, especialmente para os homens, gera graves riscos de saúde".

"sinceramente não sei se devo lamentar ou rir"_São Jerônimo

Muitos jovens têm receio de se identificar ou assumir como homossexuais (lésbicas ou gays), porque os que o fazem muitas vezes sofrem de isolamento social, incompreensão e hostilidade de colegas, amigos e até familiares, chegando mesmo à violência, muitos casos levaram ao suicídio. Devido a isto, muitos sentem que têm de esconder as suas preferências e atividades sexuais, e não falar delas. Em um ponto de vista da psicologia e da psicanalise, não há um concenso sobre as origens do homossexualismo, apesar de a maioria achar que provem de fatores do inconciente, mas há um concenso exato em três pontos: Independentemente da origem, esconder-se de si mesmo é o maior fardo humano, o que em suma pode levar a: assumir outro ser de representação e não relacionar-se com aquilo que gostamos em sua maior simplicidade tais como uma verdura, levando o ser que não aceita sua homossexualidade a muitas vezes desenvolver multipla-personalidade ou uma impersonalidade, gerada pela aversão que pensamentos anti-homossexuais causam, sabendo-se que uma impersonalidade causa profunda depressão, odio a si e a outros e consequentemente grande tristeza, que segundo alguns, podem causar varios sintomas patologicos e levar a morte ou por estes ou por suicidio. Segundo, recalcar o desejo homossexual, talvez por achar que este seja de alguma forma errado ou prejudicial causa muitas solidão, isolamento social, tristeza e rebeldia, que podem afetar tanto os familiares e proximos quanto a propria pessoa. Terceiro se um individuo que porventura não consiga controlar seu desejo for informado e persuadido de que este lhe é prejudicial, ele irá praticá-lo mesmo sabendo que lhe é prejudicial, descobrirá que não é, o que pode causar aversão a leis e ao amor, ou impersonalidade, levando a violencia ou timidez, morte na cadeia ou morte por suicidio.

Me parece, não sei se só a mim, que não assumir posição homossexual, sendo, é mais prejudicial do que ser homossexual assumido pelo menos para si.

"Mas, se vocês não podem dominar o desejo sexual, então casem, pois é melhor casar do que ficar queimando de desejo." (1 Coríntios 7:9)[NTLH]

Eu vos pergunto: "O que deve fazer um homossexual, que nasceu assim, e não é apto para o celibato porque não consegue conter seu desejo sexual?"
"Deus infinito em amor, poderia fazer acepção de pessoas, de maneira que constituisse uns para ter amor conjugal e outros que não conseguem conter seus desejos, mas são homossexuais nascentes para a destruição eterna?"

Que a bondade de Deus, a misericordia de Cristo, a comunhão do espirito santo e o amor de Maria estejam com todos.
avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 26
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Ter Jan 25, 2011 11:59 am

vejo os seguintes problemas na argumentação do Petrus:

1 - Diz que há homossexuais que nascem assim quando não há provas disso. Há teorias, especulações...Não foi encontrado nenhum gene do homossexualismo

ou seja o determinismo biológico é um problema.

2 - parece afirmar que se algo é biologicamente determinado logo é certo. então se por algum motivo nascer alguém que seja biologicamente determinado a matar matar deixará de ser errado...

3 - Diz que o texto bíblico não é contra o homossexualismo de nascença, sendo que não há nenhuma distinção deste tipo.

Bom, além do que penso que mesmo que a tendência venha a ser genética (o que não é impossível), a consumação do ato é uma escolha. Mais uma vez vou fazer um exercício de imaginação: digamos que uma pessoa é geneticamente disposta à promiscuidade e se torna cristã. A luta por se superar trará algum tipo de compensação, não concorda?

Quero também levantar a questão política da discussão genética x não genética.

Hà certo tempo atrás quem defendia que o homossexualimo era genético eram aqueles que eram contra. ser biológico singnifica doença...

os gays lutaram contra isso. hoje quem defende que é biológico são os homossexuais. pq? ser biológico significa que não é escolha...

ops....penso que aqueles que são contra poderiam voltar ao discurso anterior sem problemas. (digo isso embora eu mesmo veja a questão de outro modo)

abraços

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Heterossexualidade e homossexualidade no mesmo patamar, o da igualdade no amor, em Deus

Mensagem por Petrus Romanus em Ter Jan 25, 2011 1:58 pm

Caríssimo alessandro,
Respondendo às suas indagações,

1-O gene existe, é a parte q28 do cromossomo X, e alias não é um unico, os caracteres homossexuais estão numa faixa de DNA, que dentre as caracteristicas biologicas, se encontra a de captar feromonios de companheiros de mesmo sexo, mas isso eu já havia dito

2- Vc nos disse: "parece afirmar que se algo é biologicamente determinado logo é certo", eu não disse isso em qualquer momento, só que em questão de sexualidade a homossexualidade e a heterossexualidade se encontram na mesma posição, ambas são determinadas biologicamente por fatores. A homossexualidade não deve ser comparado a matar, por exemplo, por serem assuntos divergentes, ela deve ser comparada a assuntos que convergem na mesma origem. Por que ninguem diz que ser hetero é errado se ambos provem de mesmo fator?

3- São Paulo faz uma clara distinção sim, como em:
"...extraviaram-se em seus vãos pensamentos" (Romanos 1:21)
"...deixando o uso natural da mulher" (Romanos 1:27)
Note que esta claro que são somente aqueles que EXTRAVIARAM-SE EM SEUS PENSAMENTOS e DEIXARAM o uso natural que são condenados, pois DECIDIRAM tal coisa em seus pensamentos, não lhes veio com eles.
Não vou colocar todos os versiculos, eu ja havia posto, para não tornar cansativa a resposta.

4- Ninguém disse que a consumação do ato não é escolha, eu disse que é falta de escolha! Lembro mais uma vez a frase de Paulo: "Mas, se vocês não podem dominar o desejo sexual, então casem, pois é melhor casar do que ficar queimando de desejo." (1 Coríntios 7:9), " "O que deve fazer um homossexual, que nasceu assim, e não é apto para o celibato porque não consegue conter seu desejo sexual?" "Deus infinito em amor, poderia fazer acepção de pessoas, de maneira que constituisse uns para ter amor conjugal e outros que não conseguem conter seus desejos, mas são homossexuais nascentes para a destruição eterna?"

5- Eu já havia dito que resistir a si mesmo não tras nenhuma recompensa para o individuo, a não ser o odio a Deus e a si mesmo, num cansativo discurso sobre as consequencias de se lutar contra vc mesmo, portanto não tornarei a responder, pois já respondi.

6- Ninguém, nem mesmo quem era contra, no inicio como vc diz, defendia que o homossexualismo era genetico porque era uma doença, dizer isso é o mesmo que dizer que a heterossexualidade é também, e além do mais, como todos achavam que o homossexualismo era questão de comportamento, se alguém alegasse que era doença, todos afirmariam que a doença se pegava...
Hoje como vc disse, são os homossexuais que defendem que isto é biologico porque siginifica que não é escolha, não, eles defendem que é biologico, creio, porque simplesmente ser biologico significa ser igual perante Deus no amor conjugal, é dizer e defender que Deus não faz acepção de pessoas, por permitir a todos a felicidade e não banir esta de alguns ao dizer que tal concepção é errada perante ele

"É Deus quem forma a mente deles e quem sabe tudo o que fazem."(Salmos 33:15)

Abraços!
avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 26
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Ter Jan 25, 2011 4:16 pm

1-O gene existe, é a parte q28 do cromossomo X, e alias não é um unico, os caracteres homossexuais estão numa faixa de DNA, que dentre as caracteristicas biologicas, se encontra a de captar feromonios de companheiros de mesmo sexo, mas isso eu já havia dito

Pode me dar livros e artigos para que possa me informar melhor sobre o assunto?

6- Ninguém, nem mesmo quem era contra, no inicio como vc diz, defendia que o homossexualismo era genetico porque era uma doença, dizer isso é o mesmo que dizer que a heterossexualidade é também, e além do mais, como todos achavam que o homossexualismo era questão de comportamento, se alguém alegasse que era doença, todos afirmariam que a doença se pegava...
Hoje como vc disse, são os homossexuais que defendem que isto é biologico porque siginifica que não é escolha, não, eles defendem que é biologico, creio, porque simplesmente ser biologico significa ser igual perante Deus no amor conjugal, é dizer e defender que Deus não faz acepção de pessoas, por permitir a todos a felicidade e não banir esta de alguns ao dizer que tal concepção é errada perante ele.

Talvez eu tenha sido ambíguo em minhas palavras. vamos melhorar: durante o século XX várias pessoas apontaram o homossexualismo como doença. essas pessoas apelaram ou para o psiquismo ou para o aspecto biológico para defender essa posição. ou seja, se era de nascença era uma doença, ainda que não transmissível.

muitos do movimento gay trabalharam para minar essa posição.

o fato de ser biológico não quer dizer que é necessariamente correto, como já disse antes. usando o que vc disse: caso um ser humano nasça com um tendência a sentir desejo por cachorros (podendo captar seu feromônios), a zoofilia passará a ser correta? Acredito que não, será considerada uma anolmalia.

São Paulo faz uma clara distinção sim, como em:
"...extraviaram-se em seus vãos pensamentos" (Romanos 1:21)
"...deixando o uso natural da mulher" (Romanos 1:27)
Note que esta claro que são somente aqueles que EXTRAVIARAM-SE EM SEUS PENSAMENTOS e DEIXARAM o uso natural que são condenados, pois DECIDIRAM tal coisa em seus pensamentos, não lhes veio com eles.
Não vou colocar todos os versiculos, eu ja havia posto, para não tornar cansativa a resposta.

como todo respeito, acho a interpretação bastante forçada. são paulo não está fazendo um juízo direto sobre indivíduos, mas relacionando homossexualismo e idolatria. ou seja, o afastamento de Deus, levou a uma negação da natureza humana.


para acrescentar mais alguns pontos ao debate:
bom, sei que não é universalizável, mas alguns do homossexuais com quem conversei foram molestados na infância e ou tiveram experiências muito ruins com o pai que possuía o mesmo sexo. ou seja, era possivel perceber uma gênese psíquica...

até hoje a tradição católica e o magistério são unânimes na condenação do homossexualismo. isso não conta nada?

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

"É Deus quem forma a mente deles e quem sabe tudo o que fazem." (Salmos 33:15)

Mensagem por Petrus Romanus em Ter Jan 25, 2011 8:33 pm

Caríssimo irmão alessandro,

É obvio que posso te passar livros e artigos sobre os fatores geneticos da homossexualidade, temos esses fatores comprovados pela zoologia, pela neurociencia, pela biologia, pela sociologia, entre outros, então vamos lá:

O biológo americano Bruce Bagemihl, lançou na década passada nos EUA o livro "Exuberância Biológica - homossexualidade Animal e Diversidade Natural", (Biological Exuberance - Animal Homosexuality and Natural Diversity. St. Martin´s Press, New York, 1999) onde analisa as manifestações homossexuais em todos os animais, incluindo o homem de uma maneira da biologia, tomarei uma citação do livro: "...a homossexualidade foi observada na natureza e documentada como comportamento padrão em centenas de espécies. Os macacos bonobos também fazem sexo homossexual, inclusive casais de machos apresentam um padrão comportamental semelhante aos humanos (...) Portanto, a natureza possui uma diversidade sexual fantástica e o Ser Humano é parte desta natureza."
A pesquisa científica recente (1991) de maior repercussão sobre homossexualidade e neurociência foi de Simon Le Vay (2), do Instituto Salk da Califórnia - EUA, uma das frases desse artigo: "A descoberta de que um núcleo difere em tamanho entre homens heterossexuais e homossexuais ilustra que a orientação sexual nos humanos é receptível ao estudo em nível biológico...", essa pesquisa se encontra no artigo-livro "'A Difference in Hypothalamic Struture Between Heterosexual and Homosexual Men', Science, 30.08.1991"
De um ponto de vista da sociologia; o sociólogo Frederick L. Whitam, da Universidade do Arizona - EUA, comparou experiências de 375 homens homossexuais na Guatemala, Brasil, Filipinas, Tailândia, Peru e Estados Unidos. Esta pesquisa originou o trabalho "Características Culturalmente Invariáveis da homossexualidade Masculina", onde se é declarado: "...A homossexualidade como modalidade de orientação sexual é universal, surgindo em todas as sociedades (...) a indicação desses aspectos estão acima do poder de controle de qualquer sociedade, levando-nos a considerar fortemente a etiologia (origem) biológica da orientação sexual.". Esta pesquisa foi apresentada em novembro de 1994 na Sociedade de Estudo Científico da sexualidade em Miami - EUA.
A Academia Americana das ciencias (PNAS), publicou, se não me engano, em maio de 2006, o estudo dos feromonios e o sexo, se quiser olhe na pagina online, pesquisa tbm publicada pela revista VEJA (18/05/05, pág. 100).
Em relação aos genes, temos os livros: "A ligação entre marcadores de DNA do cromossomo X e orientação sexual masculino", do próprio autor da pesquisa, quero te pedir para que leias o resumo do livro (http://www.sciencemag.org/content/261/5119/321). Temos tbm "A Ciência do Desejo: A busca para o gene gay e a Biologia do comportamento(Simon and Schuster, 1994)". Vivendo com os nossos genes: "Eles importam mais do que você pensa,com Peter Copeland (Âncora, 1999). E mais dezenas de livros.

Caríssimo amigo, seu exemplo da zoofilia é irrelevante simplesmente pelo fato de ser impossivel, pois feromonios só são captados por seres de mesma especie (intraespecifica) o que permite o reconhecimento sexual dos individuos. Logo sua questão de "só porque é biologico não quer dizer que seja permitido" é um tanto falta, pois como podem duas coisas que possuem a mesma origem biologica possuirem diferentes permissões se atuam nos mesmos campos? (a saber heterossexualidade e homossexualidade).
E além disso não se deve considerar anomalia nenhum ser, por este apenas ser diferente de nós, pois não esqueça nós somos resultado de milhares de "anomalias" (como vc diz) em animais. Cada um deve ser e ter permissão para ser aquilo que é, e não aquilo que as pessoas impoem, pois é essa a vontade de Deus, creio eu que ele não criaria carceres em nós mesmos, pois se Deus é por nós, quem será contra nós? Nós mesmos?

Sobre a questão da interpretação biblica, não me parece forçado interpretar as palavras "deixaram o uso" como alguem que larga (deixa) de usar alguma coisa, indicando que tal pessoa quis deixar de usar, e deixou. Te parece? Também não me parece nenhum pouco forçado interpretar as palavras "foram" ou "fostes" (1 Corintios 6:11) como alguém que era uma coisa e não é mais. Parece isso forçado? Se isto for forçado, então o que será da nossa interpretação católica da virgindade perpetua de Maria?

Outro ponto, eu nunca disse que todos os homossexuais tinham origem biolgica, eu disse "alguns", pois é claro que existem aquele que o são por escoolha, ou seja, por comportamento, podendo escolher entre deixar o uso da mulher, do contrario, se estes não existissem, porque Paulo os condenaria?

Sobre a tradição, me parece muito claro que a Igreja não faz vista grossa em relação a ciencia, como exemplo disso: a teoria da evolução, me desculpe se eu estiver enganado, mas desde sempre a Igreja tinha uma posição em relação ao genesis literal, mas com as descobertas, não só de Darwin, ela passou a interpretar a escritura de uma maneira mais "forçada", como vc diz, usando o simbolismo, eu te pergunto, a tradição e o magistério sempre tiveram uma posição lieteral em relação a tal assunto, isso não conta? A Igreja por ser a Igreja de Deus, é inspirada pelo espirito da verdade, como nos disse Jesus, mas o espirito da verdade se manifesta de acordo com a capacidade de interpretação dos homens, nossa capacidade vai aumentando, pois Deus permite que as coisas sejam descobertas, dai vai em escutar e aceitar a voz do espirito santo, pois quem tem ouvidos que ouça, o que o espirito diz a igreja (Apocalipse 2:29)

"Ninguém busque o seu interesse, mas o do próximo. Com efeito, por que razão seria regulada a minha liberdade pela consciência alheia? (1 Corintios 10:24,29)

Caríssimo irmão, posso estar enganado, e se estiver me desculpe, mas pareceu-me que o senhor não havia lido todas as minhas postagens neste tópico, em comparações a perguntas cujas respostas já haviam sido relevantes e feitas. Se eu estiver certo, peço-lhe que as leais, se eu estiver errado, perdoe a minha ignorancia.

Um abraço.



avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 26
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por alessandro em Qua Jan 26, 2011 7:23 pm

ola, pelo menos as últimas eu li. acho que a primeira fiz apenas uma leitura diagonal...Peço desculpas e garanto que não ocorrerá mais.

qto aos seus últimos comentários:

De um ponto de vista da sociologia; o sociólogo Frederick L. Whitam, da Universidade do Arizona - EUA, comparou experiências de 375 homens homossexuais na Guatemala, Brasil, Filipinas, Tailândia, Peru e Estados Unidos. Esta pesquisa originou o trabalho "Características Culturalmente Invariáveis da homossexualidade Masculina", onde se é declarado: "...A homossexualidade como modalidade de orientação sexual é universal, surgindo em todas as sociedades (...) a indicação desses aspectos estão acima do poder de controle de qualquer sociedade, levando-nos a considerar fortemente a etiologia (origem) biológica da orientação sexual.". Esta pesquisa foi apresentada em novembro de 1994 na Sociedade de Estudo Científico da sexualidade em Miami - EUA.

Pelo menos qto a essa eu posso comentar, pois sou cientista social de formação. No âmbito das ciênciais sociais, um estudo deste tipo que proclame universalidade é olhado,com no mínimo desfiança, visto a dificuldade de coletar dados e fazer generalizações do tipo.

além disso, os valores do pesquisador incidem muito sobre a pesquisa, principalmente qto a questões deste tipo.

Sobre a tradição, me parece muito claro que a Igreja não faz vista grossa em relação a ciencia, como exemplo disso: a teoria da evolução, me desculpe se eu estiver enganado, mas desde sempre a Igreja tinha uma posição em relação ao genesis literal, mas com as descobertas, não só de Darwin, ela passou a interpretar a escritura de uma maneira mais "forçada", como vc diz, usando o simbolismo, eu te pergunto, a tradição e o magistério sempre tiveram uma posição lieteral em relação a tal assunto, isso não conta? A Igreja por ser a Igreja de Deus, é inspirada pelo espirito da verdade, como nos disse Jesus, mas o espirito da verdade se manifesta de acordo com a capacidade de interpretação dos homens, nossa capacidade vai aumentando, pois Deus permite que as coisas sejam descobertas, dai vai em escutar e aceitar a voz do espirito santo, pois quem tem ouvidos que ouça, o que o espirito diz a igreja (Apocalipse 2:29)

A comparação com a teoria da evolução é no mínimo enganosa, visto que ela não discute princípios morais. além do que a discussão sobre a interpretação alegórica da Biblia existe desde os primeiros séculos,vide a escola de Alexandria e autores como orígenes.

Outro ponto, eu nunca disse que todos os homossexuais tinham origem biolgica, eu disse "alguns", pois é claro que existem aquele que o são por escoolha, ou seja, por comportamento, podendo escolher entre deixar o uso da mulher, do contrario, se estes não existissem, porque Paulo os condenaria?

Sinceramente, nos caso que citei não vejo a tendência homossexual como uma escolha, mas como algo que foi gerado por alguns traumas psíquicos. A pessoa sente atração não porque escolheu, mas porque em alguns casos, foi violentada.
usei esse exemplo para dizer que nem sempre algo que não é escolhido pela pessoa se torna correto.

Caríssimo amigo, seu exemplo da zoofilia é irrelevante simplesmente pelo fato de ser impossivel, pois feromonios só são captados por seres de mesma especie (intraespecifica) o que permite o reconhecimento sexual dos individuos. Logo sua questão de "só porque é biologico não quer dizer que seja permitido" é um tanto falta, pois como podem duas coisas que possuem a mesma origem biologica possuirem diferentes permissões se atuam nos mesmos campos? (a saber heterossexualidade e homossexualidade).

Não acho o exemplo irrelevante na medida em que modalizei. perguntei se a zoofilia for genética se tornará correta?

abraço fraterno

qto aos artigos, assim que tiver tempo darei uma olhada

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Uma conclusão: "Cristo nos libertou para a liberdade..."

Mensagem por Petrus Romanus em Sex Jan 28, 2011 8:45 pm

Ola, que a paz de Deus guarde a todos,

Caríssimo alessandro,

Sobre a desconfiança relativo ao estudo social da homossexualidade, me parece, eu posso estar enganado, que ele toca não só a sociologia, mas também os comportamentos do reino animal sobre esse assunto, ferindo de perto a zoologia-ecologia, (é digno de nota, que as interações dos animais ao ambiente são equivalentes em sentido animal-instinto às interações do homem com o ambiente, por serem ramos do mesmo processo evolutivo).
Responderei do modo de ver de varios animais em seus nichos ecologicos, se isso não se adequar a nossa sociedade, poderá haver falhas substancias em nosso modo de interpreta-la

1) A homossexualidade como condição sexual surge em todas as populações e comunidades (de um ver ecologico)
2) A porcentagem de homossexuais em todas as comunidades parece ser a mesma e permanece estável, independentemente do tempo. Em todo a biosfera, a quantidade de homossexual parece compreender não mais que 5% do total das comunidades.
3)Mesmo em diferentes comunidades, os homossexuais se parecem em relação a certos interesses comportamentais e escolhas ocupacionais de seus respectivos nichos ecologicos.

Agora sobre os seres humanos, me parece logico acrescetar, tanto com base em psicanalise quanto na sociedade evoluitiva:

4) As normas sociais nem impedem nem facilitam o surgimento da condição sexual. Os homossexuais estão presentes com a mesma freqüência nas sociedades que os reprimem quanto nas que são permissivas. A repressão apenas reduz o manifestar-se de uma condição sexual, não sua existência.
5) Subculturas homossexuais surgem em todas as sociedades, desde que haja suficientes conjuntos de pessoas
6) Todas as sociedades produzem conjuntos similares de homossexuais assumidos, masculinos e femininos.

Sobre a comparação com a teoria da evolução, seu unico objetivo foi levar á crença de que a Igreja se rende ao espirito da verdade, deixando de lado pré-conceitos milenares.

Sobre os traumas psiquicos que levam a homossexualidade, quero dizer que existem sim e em muitos casos, mas que são trataveis, de tal modo de depois de tratados os traumas à eles se deve dizer a escritura: "... por que isso alguns de vós FOSTES..."

E sobre a zoofilia, apesar da minha relutancia em dizer que tal fato é de tal forma impossivel, é bom deixar claro que devemos aceitar a pessoa assim como ela veio pelo consentimento de Deus, para ela e somente para ela seria correto tal pratica, notando mais uma vez sua origem da parte biologica, inlutavel, pois sabemos que toda a condenação sobre a zoofilia, se baseia mais uma vez na escolha, em abandonar o uso natural e faze-lo abominavelmente, eu proporia a esta tal pessoa totalmente imaginaria, para que ela não abandonasse a castidade que há em Cristo relativa a interespecies, antes aceitasse o celibato, mas se ela se enquadrasse no exemplo de Paulo, sobre não puder conter-se, que faça aquilo que Deus designou para seu coração (Salmos 33:15)

Que o amor de Maria projete-se nos corações que o querem!

avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 26
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Casamento homossexual

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum