João é mãe de Deus?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

João é mãe de Deus?

Mensagem por oandarilho01 em Ter Maio 01, 2012 12:26 am

NOTA DA MODERAÇÃO: Tópico aberto com o seguinte teor: "Todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe (São Mateus 12,50). João fez a vontade de Deus, escreveu um Evangelho, três Cartas e o Apocalipse. Ele pode, por inferência do texto acima, ser considerado não só irmão de Jesus, mas também irmã e mãe dele. Ao ser considerado mãe, isso implica apenas o cuidado maternal ou também a ascendência e autoridade?

Responderá o Rei: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a mim mesmo que o fizestes (São Mateus 25,40);
E ele responderá: - Em verdade eu vos declaro: todas as vezes que deixastes de fazer isso a um destes pequeninos, foi a mim que o deixastes de fazer (São Mateus 25,45)."
_______________________________________

Simples: você citou 3 versículos só nesta postagem, e enumerou os textos bíblicos de autoria de João.
 
Você pode, por inferência desta sua participação, ser considerado cristão. Mas é bem assim mesmo? Parece que não...
 
Ah! Você poderia ser considerado mãe , irmão ou irmã de João também, dado o seu conhecimento sobre ele.
avatar
oandarilho01

Mensagens : 41
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ver perfil do usuário http://oandarilho01.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por oandarilho01 em Ter Maio 01, 2012 11:53 am

Não pode dizer, ainda mais baseado nisso, pois Tiago não era irmão consanguíneo de Jesus. Tiago era primo de Jesus. Acompanhe o raciocínio (fonte: Veritatis, artigo "Quem são os irmãos de Jesus?"):


5. Quem é o Tiago referido na carta aos Gálatas?

São Paulo chama um dos "Tiagos" de "irmão do Senhor" (cf. Gl 1,19). Vimos ele ou é um dos filhos de Zebedeu ou Alfeu, e não de José, portanto, não é irmão de sangue do Senhor Jesus.

Quem é este Tiago a quem o Santo Apóstolo se refere? O Maior (filho de Zebedeu e irmão de João) ou o Menor (filho de Alfeu e irmão de Judas)?

Em Atos lemos que o Tiago, irmão de João foi morto após perseguição de Herodes:

"Por aquele mesmo tempo, o rei Herodes mandou prender alguns membros da Igreja para os maltratar. Assim foi que matou à espada Tiago, irmão de João" (At 12,1-2) (grifos meus).

Isto aconteceu depois que São Paulo esteve em Jerusalém para ver os Apóstolos, pois o seu relato em Gl 1,18-19 é o mesmo evento narrado por São Lucas em Atos 9:

"Chegando a Jerusalém, [Paulo] tentava ajuntar-se aos discípulos, mas todos o temiam, não querendo crer que se tivesse tornado discípulo. Então Barnabé, levando-o consigo, apresentou-o aos apóstolos e contou-lhes como Saulo vira o Senhor no caminho, e que lhe havia falado, e como em Damasco pregara, com desassombro, o nome de Jesus. Daí por diante permaneceu com eles, saindo e entrando em Jerusalém, e pregando, destemidamente, o nome do Senhor" (At 9, 26-28).

Assim, quando São Paulo esteve em Jerusalém para conhecer os apóstolos, os dois "Tiagos" estavam vivos, mas se prestarmos atenção na seqüência entre os capítulos 1 e 2 da carta aos Gálatas, veremos que o Tiago referido em Gl 2,9 parece ser o mesmo de Gl 1,19. O capítulo 2 da carta aos Gálatas se refere ao Concílio de Jerusalém, narrado em At 15, quando o Tiago, filho de Zebedeu já havia sido morto (cf. At 12,1-2).

Com efeito, Rufino ("Comentário ao Credo dos Apóstolos", 37) e Eusébio de Cesaréia ("História Eclesiástica", II,23), ambos historiadores da Igreja Antiga, registraram a Tradição Apostólica que identifica Tiago, autor da Epístola de Tiago, como irmão do Senhor. É sabido que o autor da Epístola a Tiago, é o Tiago filho de Alfeu, irmão de Judas Tadeu (cf. Jd 1,1), o autor da Epístola de Judas.

6. Identificando os "irmãos" de Jesus

Vimos que São Paulo dá testemunho da Tradição Apostólica de identificar Tiago, filho de Alfeu, como irmão do Senhor Jesus. Lembremos que este Tiago tem com irmãos Judas Tadeu e José.

Ora, exatamente os nomes Tiago, Judas e José que encabeçam a lista dos "irmãos" de Jesus na lista dos Evangelistas, lembremos:

"Não é ele o carpinteiro, o filho de Maria, o irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? Não vivem aqui entre nós também suas irmãs? E ficaram perplexos a seu respeito" (Mc 6,3) (grifos meus).

"Não é este o filho do carpinteiro? Não é Maria sua mãe? Não são seus irmãos Tiago, José, Simão e Judas?" (Mt 13,55) (grifos meus).

7. Identificando a mãe dos "irmãos" de Jesus

Para ficar ainda mais claro que Tiago, José e Judas são primos de Jesus, vamos identificar mãe deles.

Os evangelistas relataram que além da Mãe de Jesus, outras mulheres estavam próximas ao calvário. Vejamos:

"Havia ali [no Calvário] também algumas mulheres que de longe olhavam; tinham seguido Jesus desde a Galiléia para o servir. Entre elas se achavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago e de José, e a mãe dos filhos de Zebedeu" (Mt 27,55-56) (grifos meus).

Segundo São Mateus eram elas: Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e José e a mãe dos filhos de Zebedeu. Com efeito, Tiago e José que também são irmãos de Judas Tadeu tem por mãe uma Maria que não é a mãe do Senhor. Os filhos de Zebedeu são Tiago Maior e São João, cuja mãe também estava na cena da crucificação.

"E também estavam ali algumas mulheres, olhando de longe. Entre elas estavam Maria Madalena e Maria, mãe de Tiago o menor e de José, e Salomé" (Mc 15,40).

São Marcos eram elas: Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e José que também são irmãos de Judas e Salomé. Em concordância com São Mateus, Salomé só pode ser a mãe dos filhos de Zebedeu, isto é, a mãe de Tiago Maior e São João. Novamente a Maria mãe de Tiago, Judas e José não é a Maria mãe de Jesus. Esta Maria tinha por marido Alfeu.

"Estavam junto à cruz de Jesus sua mãe, a irmã de sua mãe, Maria [esposa] de Cleofas, e Maria de Mágdala" (Jo 19,25).

São João identifica Maria esposa de Cleofas como tia de Jesus, isto é, irmã de Santa Maria. Ora, sabemos que Tiago Maior e São João não são primos de Jesus, caso contrário seriam chamados "irmãos do Senhor"; assim, Salomé não é a Maria esposa de Cleofas.

Esta Maria, esposa de Cleofas, é a mãe de Tiago, José e Judas. Portanto, estes "irmãos" de Jesus, são na verdade seus primos, filhos de Maria, tia de Jesus.

Como na antiguidade os homens normalmente eram conhecidos por dois nomes, alguns acreditam que Cleofas é o outro nome de Alfeu. Outros sustentam a tese de que Cleofas é o marido de um segundo casamento de Maria, tia de Jesus. Com efeito, somente Tiago é referido como filho de Alfeu (ver item 2 deste artigo), enquanto se diz apenas que Judas e José são seus irmãos.

Sendo Alfeu e Cleofas, a mesma pessoa ou não, isso não oferece qualquer problema, pois de fato Tiago, Judas e José, são filhos de Maria, tia de Jesus; não importando se Tiago Menor é filho de Alfeu e Judas e José filhos de Cleofas.

***

As palavras irmão e irmã na bíblia possuem o significado mais amplo, abrangendo vários graus de parentesco. Um exemplo, início da bíbla:
"Taré gerou Abrão, Nacor e Arão; e Arão gerou a Lot" (Gn 11,27). Sendo assim, Lot era sobrinho de Abrão, mas em trechos mais adiante Lot é referido na bíblia como "irmão" de Abrão:
"Abrão disse a Lot: 'Rogo-te que não haja discórdia entre mim e ti, nem entre nossos pastores, pois somos irmãos.'"

avatar
oandarilho01

Mensagens : 41
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ver perfil do usuário http://oandarilho01.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por oandarilho01 em Ter Maio 01, 2012 6:47 pm

Hmm.. você então é um tipo de protestante "irmão" dos "testemunhas de Jeová", não é isso?
Rapaz, a confusão e as dúvidas em torno da dupla natureza de Jesus, humana e divina foi resolvida a muito tempo atrás. Muito mesmo. Os primeiros cristãos trabalharam esta questão nos primeiros concílios ecumênicos. Para ser mais preciso, no concíio de Caledônia (451 d.C.). Disse-nos o Papa Leão Magno:
“Ensinamos e professamos um Único e idêntico Cristo... em duas naturezas, não confusas e não transformadas, não divididas, não separadas, pois a união das naturezas não suprimiu as diferenças; antes, cada uma das naturezas conservou as suas propriedades e se uniu com a outra numa Única pessoa e numa Única hipóstase”.

Assim, o Cristo Jesus gozava de natureza humana e da natureza divina. Quis ser igual a nós em tudo - menos no pecado. Assumiu nossa natureza limitada e dignificou-a através da Sua ressurreição, destruindo a morte que é nossa pena desde o pecado original. Para que possamos nascer de novo para Deus, precisamos morrer e renascer em Cristo. E para curar-nos da mancha do pecado, Deus fez-se homem para, uma vez em nosso lugar, pudesse vencer o pecado, sendo incorruptível, sendo santo. E sendo a vítima última pela expiação dos pecados de toda a humanidade.

Professar que Jesus foi menos divino que humano, ou pior: que não foi divino coisa nenhuma é blasfemar contra Deus, e limitar o Seu infinito poder. Não siga por este caminho.
avatar
oandarilho01

Mensagens : 41
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ver perfil do usuário http://oandarilho01.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por oandarilho01 em Qua Maio 02, 2012 10:11 pm

ricardo_gabriel escreveu:Os homens fazem hierarquia entre si, exaltam um irmão ou irmã acima ou em detrimento do outro. Jesus não ensinou à Igreja dar mais honra a um santo do passado do que a um santo (irmão) de hoje.

Hmm.. Aquela bobagem toda de "João é mãe de Deus, blablabla" era só pra encher o saco com o culto idólatra aos santos? Sério?......
De qual hierarquia você está falando? Da hierarquia da Igreja? da Política?
A hierarquia é essencial para que se mantenha a Verdade imaculada. Com uma igualdade e isonomia irresponsavelmente aplicada, só o que se consegue é a relativização dos conceitos acerca de qualquer coisa.
Um exemplo que eu dei recentemente é de que os protestantes, por recusarem (mais ou menos, né...) a hierarquia ficam a mercê de arroubos de inovação tremendamente ruins, como a criação de seitas exclusivamente para acolher homossexuais, etc. Nós, católicos, na figura do Papa, temos em quem confiar a preservação do depósito da Fé que recebemos de Jesus Cristo.

Se a hierarquia não fosse importante, se uma pessoa não ganhasse importância pelo que faz, pela missão que recebe e se a desempenha corretamente, que importância teria para a obra de Deus estabelecer os seus 12 apóstolos? E basta estudar a história da igreja primitiva para ver o quanto os 12 apóstolos (depois de substituir Judas Iscariotes por Matias(cf. At 1, 15-26)) foram improtantíssimos naqueles tempos.

Então, você crê, em sua "santa" humildade, que podemos (e talvez até devamos!) dar mais atenção a você, Ricardo, do que a São Sebastião, ou São Francisco de Assis??? Crê que o seu exemplo de vida é mais animador para os cristãos do que o exemplo de tantos santos e mártires do passado? Mas que implicância doentia! Isso beira a inveja, rapaz... tome cuidado!

ricardo_gabriel escreveu:Se você admira muito a santidade de alguém, saiba que isso vem do Senhor e não do ser humano.

Ah.... claro! Puxa, Ricardo, que bom que existem pessoas como você para ensinar a nós católicos que não se deve olhar os santos com adoração, mas apenas com respeito. Quase fui pro inferno por causa disso! hahaha.
Fala sério, Ricardo!
avatar
oandarilho01

Mensagens : 41
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ver perfil do usuário http://oandarilho01.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por oandarilho01 em Qui Maio 03, 2012 1:36 pm

ricardo_gabriel escreveu:Falo da hierarquia do amor. Um homossexual vai à Igreja, devemos tratá-lo com menor honra? Um rico político vai à Missa, devemos tratá-lo com um decoro maior?

Bem, você está se desviando do assunto.
O que você quer dizer com "menor honra" ou "maior honra". Por acaso orientar um homossexual, informando-lhe que está em pecado e que deve abandonar as práticas pecaminosas que ofendem a Deus é desonrar o gay? Você por acaso acha que é agredir (psicologicamente, moralmente) a pessoa o ato de indicar (com amor, obviamente) os erros gritantes, por amor principalmente a Deus e a seus mandamentos (antes até do que por amor àquela pessoa)?

E quanto ao político, pra começar, nem todo político é "rico". Não compreendo o porquê de ser tão específico. O que você enxerga como "decoro maior"? Já viu por acaso alguém ser proibido de sentar no primeiro banco da igreja pra dar lugar a um político?
Não tem fundamento esse questionamento.

ricardo_gabriel escreveu:Bem, se você acha que São Francisco de Assis merece honras tal a qual se dá à sua representação em escultura, faça o mesmo com as pessoas que seguem os seus passos. De outro modo, se eu acho que os santos que não conheci mereciam algum tratamento humano de minha parte, devo praticá-lo a quem vive em santidade nos meus dias.

Algo como comemorar o dia "dos franciscanos" ao invés de comemorar o dia de São Francisco de Assis só para satisfazer o Ricardo Gabriel do fórum "quemtembocavaiaroma" e seu desejo de equidade? Saquei... sua sugestão foi registrada.
No mais, duvido que você sugira de coração que alguém elogie um franciscano por ele seguir o exemplo de vida de S. Francisco de Assis. Para mim, é mais provável que você vá até o franciscano e diga que ele está errado por ser franciscano, quando deveria ser simplesmente "de Cristo".

ricardo_gabriel escreveu:Se você conseguir enxergar santos vivos sobre a terra, saiba que estes é que verão a Deus

Não sou eu que tenho que tentar enxergar algo em algum lugar. São aqueles que não crêem na comunhão dos santos que precisam ficar mais atentos no uso dos "olhos da fé".
avatar
oandarilho01

Mensagens : 41
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ver perfil do usuário http://oandarilho01.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por oandarilho01 em Qui Maio 03, 2012 9:42 pm

ricardo_gabriel escreveu:Não estou mudando de assunto. A questão é: tratar João lá da igreja do meu bairro como eu trataria Maria, a mãe de Jesus, é errado?

Como eu disse, você está tentando confundir quem conversa com você.
O "João" da igreja do seu bairro não é S. João Evangelista, ou S. João Crisóstomo, não é? É, literalmente, um "João-ninguém", é isso? Você pode tratar a qualquer pessoa da maneira que você quiser. Faz sentido celebrar a vida e a obra de um dos santos já festejados pela Igreja? Faz, porque assim temos mais oportunidades de testemunhar para as pessoas o que é ser um bom cristão. É obrigatório um cristão participar de tais festejos? Não. Faz sentido ser contra, considerando que a verdadeira veneração, o verdadeiro respeito aos santos não afasta o cristão de Jesus, muito pelo contrário? Não.
Tanto Jesus como os apóstolos citaram as figuras judaicas históricas em um ou outro momento. Que importa se eles não faziam romarias, não faziam festas específicas para um ou outro profeta? Só porque não era da cultura deles, não significa que seja proibido.
O problema é que quando os cristãos de verdade se voltam para o exemplo dos santos e dos mártires, sobretudo pelo fato de suas vidas serem fatos históricos que conservam a linearidade da trajetória da Igreja Católica, a verdadeira Igreja de Cristo, mais difícil fica para incutir neles o veneno protestante do "sola scriptura, sola fide, sola-etc".

Faz sentido fazer uma procissão pelo seu "João-ninguém", não tendo ele feito qualquer coisa de interessante pelo Reino dos Céus, não sendo? Não. Você pode até fazer, mas estará provavelmente sozinho.

Já que você gosta tanto de ter a segurança do texto bíblico, ele pode responder a você se é errado ou não tratar o seu "João-ninguém" como tratamos a Santíssima Virgem Maria:
"E Maria disse: "Minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo." - Lc 1, 46-49

Logo, como Deus não realizou qualquer maravilha de relevo para a humanidade no seu "João-ninguém", nem há na bíblia sugestão para que proclame bem-aventurado o seu João-ninguém, fica respondido. Veja bem: para que se PROCLAME. Ele pode até ser um ótimo cristão, reto, justo, bondoso e piedoso. Mas para o bem da Igreja, como exemplo para as nações, ele não é. Sinto muito.

Deve ser muito invejável para o protestantes o respeito que temos pelas figuras importantes da Igreja. Mesmo alegando que para eles "só Jesus é Deus", eles se corroem de inveja, só pode ser! Se algum papa biruta tivesse canonizado Martinho Lutero, seria menos um tópico de divergência...


ricardo_gabriel escreveu:
Meus irmãos, na vossa fé em nosso glorioso Senhor Jesus Cristo, guardai-vos de toda consideração de pessoas.
Suponde que entre na vossa reunião um homem com anel de ouro e ricos trajes, e entre também um pobre com trajes gastos;
se atenderdes ao que está magnificamente trajado, e lhe disserdes: Senta-te aqui, neste lugar de honra, e disserdes ao pobre: Fica ali de pé, ou: Senta-te aqui junto ao estrado dos meus pés,
não é verdade que fazeis distinção entre vós, e que sois juízes de pensamentos iníquos?
São Tiago 2,1-4
A visão a que me refiro é ver a presença de Deus nos filhos dele: seu amor, sua graça, seu cuidado por nós.

O que vemos é que o trecho que você citou não se refere à "visão a qual você está se referindo". Você veio, com este tópico, queixar-se da veneração dos santos (e não tem nem a honestidade de admitir, de ser direto) e usa uma passagem que adverte para a diferença no tratamento entre as pessoas daquela comunidade, contemporâneas. Consegue perceber o despautério? É como se você se preocupasse de algum católico burro tirar o lugar de um outro católico no primeiro banco da igreja para colocar "sentado" uma estátua de gesso ou madeira de, por exemplo, Santo Antônio. Vê como é bobagem? Não faz nenhum sentido a sua comparação. Simplesmente não é a mesma coisa. Não tem ninguém "dando privilégios" à alma/memória de um santo em detrimento de um "Joãozinho da paróquia lá do bairro". Sua metáfora não faz o menor sentido.

Novamente parece que você não repudia, lá no fundo, o culto aos santos do passado. Você quer é que as pessoas busquem santos de hoje em dia para cultuar. QUem sabe você não chega a ser um deles, né...

ricardo_gabriel escreveu:Em vez de gastar 10 ou 15 reais comprando velas, fogos de artifício e uma imagem esculpida de seu santo de devoção, por que você não faz a mesma coisa que ele faria com esse dinheiro (ajudando os pobres, por exemplo)?

E baseado em quê você sugere que as pessoas que compram "velas, fogos de artifício e imagens esculpidas dos santos" fazem isso ao invés, no lugar de praticar um ato de caridade, de dar esmolas? Só se você "viu isso com os próprios olhos" e, de novo, não serve para comparar nada. Inclusive, seguindo pelo teu raciocínio, se os católicos comprarem só estátuas de jesus Cristo, então, passam até a ter chance de serem "absolvidos" pelos protestantes, já que assim estarão "amando mais Jesus que qualquer outra pessoa".

ricardo_gabriel escreveu:Será que Maria tem tanto ódio dos evangélicos que pregam em nome de seu filho? Entre a mãe e o Filho, você ama mais quem?

Veja o festival de bobagens que é esta partezinha final:
Se quanto a você ou eu, que somos cristãos e seguimos a Jesus Cristo procurando imitá-Lo, é esperado que não tenhamos ódio de ninguém, o que passa pela sua cabeça a ponto de formular uma pergunta tão cretina como essa, a saber se Maria tem ódio de alguém? Quem foi que, renegando o passado da religião cristã abandonou, entre outros costumes, o respeito por Maria Santíssima, chegando ao ponto de odiá-la (como por exemplo o sujeito que chutou a imagem de N. S. Aparecida) e de obsessivamente procurar diminuí-la, questionando sua Imaculada Conceição e até a castidade e abstinência sexual do casamento com S. José? Foram os protestantes, que dizem pregar em nome do filho dela. Numa expressão chula, alguns protestantes já "pregaram em nome de Jesus" pretendendo que Ele "é um cara legal, apesar de ter a mãe que tem".

Sendo assim, entre o Filho e mãe, eu certamente fico com o Filho. E, sem pestanejar, entre a mãe do meu Salvador e vocês protestantes, eu fico com ela!
avatar
oandarilho01

Mensagens : 41
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ver perfil do usuário http://oandarilho01.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por Fabricio em Sex Maio 04, 2012 7:41 am

Senhores,

Vejo que os ânimos aqui estão exaltados...rs

Permitam-me fazer apenas uma intervenção. Vi que o senhor ricardo_gabriel chegou a defender o igualitarismo:

Para mim, todos somos iguais. Ninguém está acima dos outros, todos estão abaixo de Deus

É bem verdade que devemos proceder da mesma forma com as pessoas, tratando bem tanto as mais proeminentes como as menos conhecidas. Também é verdade que a grandeza de muitos permanece oculta aos homens e revela-se somente a Deus. Também é verdade que para ser grande é necessário fazer-se pequeno. É verdade ainda que os bons exemplos devem ser exaltados, o mundo precisa de deles para ter um norte (o próprio São Paulo apresentava-se como exemplo a ser seguido). Mas é mentira que os homens sejam todos iguais.... o próprio Jesus disse que há homens que são maiores que outros:

"Pois vos digo: entre os nascidos de mulher não há maior que João. Entretanto, o menor no Reino de Deus é maior do que ele." (São Lucas, 7:28)


Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por Administrador em Sex Maio 04, 2012 1:23 pm

Quero advertir que a cortesia e o respeito são regras no fórum. Não toleraremos que um membro, independente de seu credo ou sua raça seja insultado, ou que seja deferidas palavras que possam atentar contra a honra de quem quer que seja. Seja de forma direta ou indireta disfarçada de cordialidade. Por isso peço que controlem seus impulsos e retomem o foco da problemática. Estou sem tempo para acompanhar o fórum com mais afinco, mas não estou totalmente ausente. E não exitarei em bloquear ou banir caso permaneçam com essa postura. Seja lá quem for.

Permaneçam em Deus.

Administrador

Mensagens : 74
Data de inscrição : 11/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por oandarilho01 em Sex Maio 04, 2012 6:36 pm

ricardo_gabriel escreveu:Vou citar a Constituição Federal de 1988, a qual não devemos ignorar aqui (...)

Sobre o verso citado por Fabricio, nas palavras do Senhor Jesus, ele exalta João na humanidade dele e o humilha na sua espiritualidade (final do versículo). Ele disse que João era maior que todos os homens, inclusive ele mesmo e sua mãe, porém no Reino de Deus somos libertos dessa dimensão humana e somos tratados de modo superior.
Por isso, nascer de novo é um critério para ver o Reino de Deus. Até esse dia, vemos as pessoas apenas com os olhos naturais, sem a dimensão espiritual.

ricardo_gabriel escreveu:É estranho, não? Muitos santos foram humilhados aqui na terra e receberão sua recompensa no céu. Tratar alguém que está longe com honra e quem está perto com desprezo é insensato. Amar o irmão que viveu há 1500 anos e humilhar o seu contemporâneo é incompreensível.

Como eu ja apontei, o Ricardo esta tentando misturar os conceitos. Notem como o objetivo do topico dele eh criticar o culto aos santos. Mas para isso ele levanta um axioma inveridico de que ao celebrar a memoria dos santos estamos menosprezando os demais cirstaos obrigatoria e automaticamente. Se nao fosse sua intencao fazer a sua opiniao ser entendida desta forma, que outro motivo teria, visto que se nao menospreza outros cristaos, nem os afasta do verdadeiro Cristo, nem ofende a Deus, nao ha motivo para se condenar isso.

E ai ele tenta tracar um paralelo que nao cabe, como eu ja comentei tambem, de um suposto tratamento diferencial por questao de classe social que poderia estar sendo praticado nos dias de hoje. Ainda que isto existisse, em nada se relacionaria ao culto aos santos.
Outra evidencia desta confusao intencional foi a citacao da CF. Nao contribui em nada com a negacao ou aprovacao do culto ao santos. Saindo do panorama espiritual, perde-se todo o sentido da discussao ate mesmo no sentido de se condenar o ato, a menos que o Ricardo nao faca distincao entre vivos e mortos no mundo real.
Enfim, a discussao da forma como o Ricardo conduz eh inutil. Por isso faz-se necessario apontar que nao ha mais foco, ja que a relacao de importancia das figuras biblicas, que eh o que poderia - com MUITO boa vontade - ser inferido da pergunta inicial do Ricardo, ja foi respondido.
avatar
oandarilho01

Mensagens : 41
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Ver perfil do usuário http://oandarilho01.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por Fabricio em Seg Maio 07, 2012 7:38 am

ricardo_gabriel,

A Igreja está sobre a face da terra há 2 mil anos. Ela já presenciou essas aspirações por igualitarismo. E sabe o resultado isso. A Igreja sobreviveu as guilhotinas da Revolução Francesa, os gulags da URSS, ao Kmer vermelho... viu coisas que nós não vimo... Exatamente por saber o resultado do igualistarismo a Igreja o condena.

Mostro-lhe: o senhor citou-me o artigo 5º da Constituição Federal para defender o igualitarismo. Vamos destacar o inciso I:

I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos
termos desta Constituição;

Baseando-se nesta passagem, os doutrinadores do Direito defendem o "casamento homossexual", e, pior ainda, a adoção de crianças por pares homossexuais. Sabes por quê? Porque, segundo eles, se não há diferenças entre homem e mulher, então não se pode limitar o casamento entre homem e mulher. Ora, por que somente um homem teria direito a se casar com uma mulher? Isso não seria discriminatório? Se a mulher é igual ao homem perante a lei, então também ela teria direito a se casar com uma mulher. E mais? Por que um homem não pode exercer o papel de mãe? Seria discriminatório proibí-lo de tal direito, afinal homens e mulheres são iguais! Então, não se pode proibir um par homossexual de adotar uma criança, pois as figuras paterna e materna podem ser exercidas por 2 homens.

Vê o resultado do igualitarismo?

E o senhor diz, sobre João:

ele exalta João na humanidade dele e o humilha na sua espiritualidade (final do versículo)

Discordo completamente. Vejamos o testemunho de Jesus a cerca de São João:

"Tendo eles partido, disse Jesus à multidão a respeito de João: Que fostes ver no deserto? Um caniço agitado pelo vento?Que fostes ver, então? Um homem vestido com roupas luxuosas? Mas os que estão revestidos de tais roupas vivem nos palácios dos reis. Então por que fostes para lá? Para ver um profeta? Sim, digo-vos eu, mais que um profeta. É dele que está escrito: Eis que eu envio meu mensageiro diante de ti para te preparar o caminho (Ml 3,1). Em verdade vos digo: entre os filhos das mulheres, não surgiu outro maior que João Batista. No entanto, o menor no Reino dos céus é maior do que ele." (São Mateus, 11:7-10)

Vê que Nosso Senhor não exalta aspectos humanos de São João. Pelo contrário, ele exalta exatamente a qualidade de São João como profeta. Ora, mas o que é um profeta se não aquele que traz a mensagem de Deus? Quer maior traço de espiritualidade?
Outro erro:
Ele disse que João era maior que todos os homens, inclusive ele mesmo e sua mãe
Jesus coloca São João entre os profetas. Embora São João seja dito grande pelo próprio Cristo, ele não foi chamado "kecaritwmenh " como Nossa Senhora, muito menos foi posto como "Cordeiro de Deus". Não tomemos versículos isolados...

Os homens são diferentes. Uns seguem a Deus com mais zelo, outros nem tanto. Uns são bons exemplos de cristãos, outros não. Se negamos esta diferença, seremos injustos. Não podemos tratar um doente e um homem são com o mesmo zelo. Estaríamos sendo injustos com o doente, que merece muito mais cuidados. Não podemos exaltar o exemplo do criminoso e do homem honesto ao mesmo tempo. Estaríamos sendo injustos, até mesmo com o criminoso, por não apontar-lhe o erro e exortar-lhe a seguir o exemplo do homem honesto.

Que Deus nos livre do igualitarismo

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por Fabricio em Seg Maio 07, 2012 1:15 pm

Ok, meu caro, eu não disse o contrário... só para refrescar-lhe a memória, transcrevo aqui o que já postei anteriormente:

É bem verdade que devemos proceder da mesma forma com as pessoas, tratando bem tanto as mais proeminentes como as menos conhecidas. Também é verdade que a grandeza de muitos permanece oculta aos homens e revela-se somente a Deus. Também é verdade que para ser grande é necessário fazer-se pequeno. É verdade ainda que os bons exemplos devem ser exaltados, o mundo precisa de deles para ter um norte (o próprio São Paulo apresentava-se como exemplo a ser seguido). Mas é mentira que os homens sejam todos iguais.

O fato de exaltarmos bons exemplos é totalmente distinto de fazer acepção de pessoas.

Diz o senhor:
Quem é digno de honra e glória é o Senhor.

Concordo. Nosso Senhor é digno de toda honra, ocupa o posto mais alto nas considerações da Igreja. Mas isso não exclui o reconhecimento da santidade de outras pessoas (é claro, estando elas abaixo de Deus). Ora, por acaso estariam as Escrituras sendo injustas quando axaltam Abraão, Moisés e os profetas? Por um acaso não haveriam outros personagens na história da Israel? Estariam as Escrituras sendo injustas por não citá-los? De certo que não! Desculpe, meu caro, mas seu argumento é absurdo.

Fique com Deus

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por Pe. Anderson em Sab Ago 18, 2012 12:57 pm

Caramba, esse tópico é ilegível! Uma confusão total.

Evidentemente somente Maria foi Mãe de Jesus. Como disse Santo Tomás de Aquino "os seus privilégios provem do fato que somente Ela e Deus Pai puderam chamar a Jesus Cristo de 'meu Filho'".

O versículo bíblico da discussão inicial diz somente que quem se esforça por fazer a vontade de Deus passa a fazer parte da sua família, na qual Maria é um membro excelente, pois foi sempre a "escrava do Senhor", que sempre meditou a Palavra de Deus no seu coração.

Grande abraço a todos.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 34
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por Pe. Anderson em Seg Set 17, 2012 3:43 pm

Caro Ricardo Gabriel,

Não consigo entender sua última postagem. Não percebi qual é sua dúvida.

Reveja o outro tópico, acho que dou resposta a todas as questões que voce levanta aqui. Na verdade, não entendo bem sua dúvida aqui.

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t1220-maria-foi-salva?highlight=maria+salva

Grande abraço.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 34
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por MSPP em Seg Dez 10, 2012 2:19 pm

O sr. «padre» não compreendeu BEM o que o «ricardo_gabriel» quer chegar!
Contudo eu compreendi muito bem!
Se usarmos, apenas a lógica, para provarmos isto e aquilo, dá no que dá!
Assim se uma «igreja» que tem uma hierarquia que derivou a bem ou a mal, inventada, ou não, de uma frase (ou frases de Yeshua) para provar que é a igreja do Cristo, também seria lógico, mais logico ainda que coisas que quase tocam o absurdo postas por «ricardo_gabriel» sejam ainda mais verdadeiras, pois apesar de tudo, parecem ser ainda mais claras.
Assim, podemos concluir: O que nos interessa está certo; mas o que não nos interessa não está. O «ricardo_gabriel» está a usar analogias para não pôr as coisas mais claras, porque então poderiam «ofender» (penso eu) os que no catolicismo se ofendem com essas questões quando as mesmas são levantadas.
Peço desculpa por ser tão direto!
avatar
MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 73
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: João é mãe de Deus?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum