Eucaristia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Eucaristia

Mensagem por diogo0912 em Sab Maio 19, 2012 1:45 pm

Olá, pessoal do fórum.

Muito de vocês já me conhecem e devem lembrar minha estória, mas como faz tempo que a proferí, lembrarei, rapidamente, vocês. Isso é necessário para que minha dúvida seja contextualizada.

Fui de muitas religiões. Primeiro, pentecostal da igreja mundial da paz. Por influência do meu irmão, virei ateu. Depois de muito estudar, voltei a ser cristão. Congreguei na igreja protestante assembleia de Deus. Depois de algumas coisas "feias" que eu vi lá (questão doutrinaria), e de estudar com os testemunhas de Jeová, tornei-me uma delas. Pelo mesmo motivo saí de lá (incompatibilidade doutrinária). Depois, voltei a ser católico, estudei muito, li o catecismo, me informei bastante sobre a doutrina. Estudei um bom período de tempo com os adventistas do sétimo dia. Quase fui coagido a tornar-me um (outra história a parte). Todavia, isso não aconteceu por eu notar várias lacunas e absurdos na doutrina adventista, que é muito supersticiosa (também uma discussão a parte).

Como citei no parágrafo acima, estudei bastante sobre a doutrina católica. Ingressei no grupo dos focolares, e por muito tempo fui as reuniões. Hoje, estou um pouco afastado, entretanto, continuo indo a missa, me confessando, orando bastante, e exercendo o que Deus me deu como missão: falar sobre Nosso Senhor e sua santa igreja para as pessoas sem fé.

Entretanto, desde que me tornei católico de verdade (houve um tempo que me considerava católico mas não o era de fato...), ainda não comunguei verdadeiramente sequer uma vez. Quando eu era ateu, estudei num colégio católico chamado nossa senhora das neves. Lá, em algumas ocasiões, eu comí da hóstia sem saber bem o que estava fazendo. Então, eu estou meio perdido num ponto: Já comunguei quando não era pra comungar. Sei que qualquer batizado que esteja ciente das responsabilidades, da sã doutrina, e de sua fé no sacrifício do Nosso Senhor Jesus pode comungar. Mas não sei se já fiz a primeira comunhão (quando eu fiz, não tinha fé...), se devo comungar (me sinto apreensivo quanto a isso por causa do que aconteceu no colégio), etc...

Gostaria que me dissessem o que devo fazer. Nesse sentido, estou meio perdido. O padre da igreja que frequento, só vem no dia da missa (que ocorre num sábado). Exceto esse dia, ele não está na igreja (que é uma igrejinha bem pequena), e por isso, muitas vezes sinto falta de apoio espiritual. E sempre antes da missa, há uma longa fila para se confessar... logo, não da para falar com ele, exceto no horário da confissão (que é um horário para se confessar).

Não sei se é relevante, mas não sou crismado. Pretendo me crismar o próximo ano. Mas, mesmo assim, gostaria de receber o sacramento da eucaristia, uma vez que entendo o seu significado, e sei sua importância.

Uma abraço a todos, e obrigado pela compreensão,

Diogo
avatar
diogo0912

Mensagens : 64
Data de inscrição : 06/02/2011
Idade : 25
Localização : Natal/RN

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eucaristia

Mensagem por Lucas B. em Dom Maio 20, 2012 2:28 pm

Saudações Diogo
Primeiramente considero como muitos o ambiente de forum muito bom para troca de conhecimento e ajuda mutua entre os participantes, e nesse espírito deixo como dica que em seus questionamentos procure evitar termos como: "o que devo fazer?" Não que de si traga um caráter reprovável, ou que em certas ocasiões não haja outra forma que não sua utilização, é que simplesmente pode tanto para quem pergunta como para quem lê e alguns que respondem, desvirtuar-se de seu sentido e ser entendido como um simples ordenamento expresso, ou uma esquiva da própria responsabilidade ultima que tomamos por nossas decisões. Acredito que muitos aqui se propões à - com sua participação - fornecer experiências e esclarecimento sobre questões, com o que poderemos nos embasar mais adequadamente nas nossas tomadas de decisões.

Então repito, nesse espírito espero poder ajudá-lo.
ainda não comunguei verdadeiramente sequer uma vez
Acredito que talvez não tenha se expresso da melhor forma, se você recebeu a Eucaristia, você realmente "comungou verdadeiramente", mas certamente o que quis exprimir foi o fato de que à época, não possuia a verdadeira "disposição" para a recepção do Sacramento, isto é: o estado de graça ou como diria São Paulo "sem distinguir o Corpo do Senhor".
Mas não sei se já fiz a primeira comunhão (quando eu fiz, não tinha fé...)
Nesse ponto alguns costumam fazer uma confusão. Existem os Sacramentos não renováveis: batismo, confirmação e ordem. Possuem o caráter de "selo" indelével do Cristão Católico, são únicos e não podem ser reiterados ou retirados. Questionamento? E o matrimônio, também não possui esse caráter? O matrimônio embora também seja um Sacramento da vida do Cristão, possui previsões que poderiam torná-lo nulo, de qualquer forma possui um caráter temporal "até que a morte os separe", ao que poderia ser justificadamente renovável com um novo matrimônio.

Alguma pessoas confundem o Sacramento da Eucaristia com o ritual da preparação para a primeira comunhão, que acontece como os demais, pontualmente no tempo. Como você já bem citou, os pré-requisitos para recepção desse Sacramento são:

Primeiramente estar em plena comunhão com a Igreja de Cristo através do Batismo valido, infelizmente já vi pessoas não batizadas de outros credos que por algum motivo presentes à uma missa, tomam os ritos como simples convenção social, uma pena pois só podemos lembrar daquelas palavras do Apóstolo sobre tal irresponsabilidade. É necessário ser batizado na Igreja Católica (ou alguma que tenha reconhecido como válido pela mesma o seu batismo) para receber a Eucaristia.
Segundo, o conhecimento do que se trata este Sacramento (o mais importante de todos), para isto existem os serviços de catequistas nas paróquias, embora caiba às dioceses a elaboração das formas em que isso ocorre e a execussão também à comunidade, isto se coloca de forma "não criterial", isto é, via de regra não há uma obrigatoriedade oficial de que o fiel que deseja o recebimento do Sacramento deva necessáriamente se submeter a algum "processo" formal de catequese paroquial ou comunitária, desde de que seja capaz de ser conferida sua faculdade de reconhecimento deste Santo Mistério. Não se trata de que os serviços de catequese sejam dispensados (logicamente não seria uma boa forma de demostrar estar em comunhão com a Igreja logo desobedecendo a instrução de seus Ministros, Parocos e/ou Bispos) mas de que o fiel não seja excluído do Sacramento pela falta de organização de um serviço formal.
Terceiro, o "Estado de Graça", que é reflexo do segundo. Conhecendo o fato de que estará diante do próprio Deus na sua forma Eucarística, certamente deve nos levar a busca de nos apresentarmos ao mesmo da melhor maneira possível, qual seria "irrepreensíveis diante do Senhor", para isso temos disponível o Sacramento da Reconciliação.

Então se em outros momentos recebeu a Eucaristia de forma não recomendável, deve procurar agora apenas recebê-la da forma adequada, não se fazendo necessários oficialmente qualquer rito como o da "primeira eucaristia" novamente.
Sei por experiência o quanto é dificil para algumas comunidades uma vivência plena de todos os Sacramentos por motivos diversos (por exemplo, em algumas comunidades bem afastadas, onde não é constante a presença Sacerdotal, os mesmos são por vezes ministrados em forma de "multirão", batizados, matrimônios, etc.), impedindo acompanhamentos mais "aprofundados", mas que por isso não podem ser tomadas como inferiores em qualquer aspecto, cabe também à comunidade o zelo pela Fé que aceitou. Madai operários para messe Senhor!
Não sei se é relevante, mas não sou crismado. Pretendo me crismar o próximo ano. Mas, mesmo assim, gostaria de receber o sacramento da eucaristia, uma vez que entendo o seu significado, e sei sua importância.
É totalmente relevante para o Cristão o Sacramento da Confirmação:
Juntamente com o Batismo e a Eucaristia, o sacramento da Confirmação constitui o conjunto dos "sacramentos da iniciação crista cuja unidade deve ser salvaguardada. Por isso, é preciso explicar aos fiéis que a recepção deste sacramento é necessária à consumação da graça batismal. Com efeito, "pelo sacramento da Confirmação [os fiéis] são vinculados mais perfeitamente à Igreja, enriquecidos de força especial do Espírito Santo, e assim mais estritamente obrigados à fé que, como verdadeiras testemunhas de Cristo, devem difundir e defender tanto por palavras como por obras". (CIC §1285)
Então entendo que como já participaste do Sacramento anteriormente, com maior razão poderia agora recebê-lo desde que atento aos "requisitos" do mesmo. Espero ter ajudado.

Vinde Senhor Jesus!

Lucas B.

Mensagens : 95
Data de inscrição : 03/05/2012
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eucaristia

Mensagem por diogo0912 em Dom Maio 20, 2012 8:06 pm

Muito obrigado pela resposta.

Não se preocupe, seguirei sua dica, e descupem se me expressei mal. De modo algum estou fazendo uma ordenação. Somente gostaria de opiniões. Novamente, descupe-me se fui presunçoso, não era meu objetivo.


Acredito que talvez não tenha se expresso da melhor forma, se você recebeu a Eucaristia, você realmente "comungou verdadeiramente", mas certamente o que quis exprimir foi o fato de que à época, não possuia a verdadeira "disposição" para a recepção do Sacramento, isto é: o estado de graça ou como diria São Paulo "sem distinguir o Corpo do Senhor".

Sim, comunguei verdadeiramente, mas novamente me expressei mal. Obrigado pela correção.


É totalmente relevante para o Cristão o Sacramento da Confirmação

Claro, entendo essa necessidade. Não questionei-a. Novamente, me expressei mal. Entendo a importancia do sacramento da confirmação. Por isso mesmo optei por esperar até o inicio do próximo ano, quando terei tempo para me dedicar verdadeiramente a tal labuta. O que questionei era se interferia o fato de não ser crismado em receber a eucaristia. Quanto a isso, nada achei no catecismo, então presumí que nada tinha demais. Estou certo?


Você me ajudou bastante. Muito obrigado mesmo. Tirou quase que completamente minhas dúvidas. Very Happy

Que a paz do Nosso Senhor Jesus esteja com todos,
Diogo
avatar
diogo0912

Mensagens : 64
Data de inscrição : 06/02/2011
Idade : 25
Localização : Natal/RN

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eucaristia

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Maio 30, 2012 6:26 am

Grande Diogo,

Que a paz de Jesus esteja sempre no seu coração !!!

Depois de tudo que o Lucas escreveu, acredito que nos resta pouca coisa no sentido de ajudá-lo a compreender essa realidade. Entretanto, é muito importante estudar bastante sobre a Eucaristia, tendo como referencial as Sagradas Escrituras e o nosso catecismo.

É necessário conhecer o testemunho da Igreja nos documentos inerentes ao seu magistério, nos escritos dos santos e nas experiências até mesmo dos cristãos do nosso tempo, onde há todo um acervo e toda uma riqueza que expressam experiências vividas por muitos cristãos que nos levam a uma fé inabalável ca comunhão com o Corpo e com o Sangue do Senhor.

Quando falo no testemunho dos santos, o faço porque deles podemos aprender muito, como nos exortam as Sagradas Escrituras, nos ensinando a imitar os santos, espelharmo-nos nos seus exemplos e imitarmos as suas virtudes. Com efeito, aquilo que foi bom para eles, também é bom para nós.

Estarei à sua disposição para partilhar o conhecimento, as experiências e a vivência da fé.

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Eucaristia

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum