Gestos e posições durante a missa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gestos e posições durante a missa

Mensagem por gleidsonmacedo em Sab Dez 29, 2012 12:13 am

Pessoal, sou novo no fórum, mas tenho gostado muito de ler alguns tópicos aqui, esse assunto já foi tema de outro tópico mas lá não achei minha resposta por isso resolvi perguntar novamente, durante a missa faço os seguintes gestos e posições:

Fazer o sinal da Cruz:
- com água benta ao entrar na igreja.
- junto com o sacerdote no começo da Missa.
- quando o sacerdote diz “Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós...”
- quando o padre aspergir água em sua direção (se houver rito de aspersão).
- com o polegar na cabeça, nos lábios e no coração quando o ministro anuncia o evangelho
- na conclusão do Credo
- após ter receber a Comunhão
- durante a bênção final, quando o sacerdote invoca a Trindade.
- com água benta ao sair da igreja

Unir as mãos:
- no Pai Nosso

Bater no Peito:
- no “mea culpa(s)” (“por minha culpa, minha tão grande culpa”) no Confiteor.
- às palavras “Tende pedade de nós” no Agnus Dei
- ao dizer: “Domine, non sum dignus... (“Senhor, eu não sou digno...”).

Fazer genuflexão:
- antes de se dirigir ao banco.
- ao sair do banco para deixar a Igreja

Fazer inclinação de cabeça:
- quando o crucifixo na procissão de entrada passa (caso tenha Bispo, quando ele passar)
- quando o sacerdote diz “Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós...”
- ao dizer o “Senhor, tende piedade de nós” no Kyrie.
- a cada menção do nome de Jesus e a cada vez que a Doxologia [“Glória ao Pai...”] for rezada ou cantada. Também quando pedir que o Senhor receba a nossa oração. (“Senhor, escutai a nossa prece” etc, e ao fim das orações presidenciais: “Por Cristo nosso Senhor” etc.)
- ao turiferário quando ele fizer o mesmo, tanto antes como depois da incensação do povo.
- ao Dizer o nome da Virgem Maria
- No momento da Consagração de cada espécie
- no Pai Nosso
- ao dizer "Senhor eu não sou digno..."
- quando o crucifixo passar na procissão de saída (caso tenha Bispo, quando ele passar)

Fazer inclinação profunda:
- ao altar quando entrar na Igreja, quando não há sacrário ou não é visível
- quando o sacerdote faz genuflexão após a consagração de cada espécie
Ficar de Pé:
- para a procissão de entrada
- para os ritos iniciais
- para o evangelho
- para o credo
- quando o sacerdote disser “Orai, irmãos e irmãs...” na liturgia eucarística até o final do "Santo, Santo, santo"
- No Pai Nosso
- nos ritos finais
- na procissão de saída

Ficar Sentado:
- na leitura das escrituras
- na homilia
- no ofertório
- após a oração depois da comunhão

Ficar de Joelhos:
- ao chegar no banco para oração privada antes do início da Missa.
- no natal e na anunciação durante o Incarnatus no Credo
- depois do Santo, Santo, Santo ficando de joelhos durante toda oração eucarística
- ao fim do Agnus Dei
- para receber a comunhão
- antes de sentar depois de receber a comunhão para oração privada
- quando o sacrário é aberto
- depois da missa para oração privada

minha duvida é: está certo esses gestos e posições? quais deles são obrigatórios, quais são opcionais e quais não devo fazer? Onde (que documento da Igreja) encontro mais informações sobre o assunto?
Obrigado

PS. Também guardo o costume de ir para missa em jejum, comungar em jejum de pelo menos 2h, e também não como nada por umas 2h depois de comungar (aprendi isso pequenininho da minha mãe), tem alguma recomendação sobre isso também?
avatar
gleidsonmacedo

Mensagens : 38
Data de inscrição : 09/12/2012
Idade : 34
Localização : Abreu e Lima - PE

Ver perfil do usuário http://arautodejesuscristo.blogspot.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Mar 23, 2013 9:07 pm

Caro Gleidson,

Antes de tecer os comentários a cada um dos momentos em que fazemos o sinal da cruz, revisitando as Sagradas Escrituras, sabemos que este sinal se fundamenta nas palavras de São Paulo:

"Quanto a mim, não pretendo jamais, gloriar-me, a não ser na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo" (Gl 6,14).

Fazer o sinal da cruz é, antes de tudo, uma manifestação do cristão que, a exemplo de São Paulo, se gloria da cruz de Cristo, uma forma de demonstração do amor e da participação no sacrifício do Salvador, uma maneira de pregar a importância da mesma cruz como meio de salvação.

Fazer o sinal da Cruz com água benta ao entrar ou ao sair da igreja, nos cerimoniais litúrgicos, nas nossas casas e em qualquer circunstância é um ato de relembrar o nosso batismo, invocando as três pessoas da Santíssima Trindade. É um ato que diz respeito a, relembrando o nosso batismo, professar a fé nas suas promessas e assumir cada vez mais os compromissos dele decorrentes.

Fazer o sinal da cruz junto com o sacerdote no início e no término da Missa e dos demais cerimoniais da Igreja, bem como durante as nossas orações diárias, é uma manifestação de que tudo o que fazemos, o fazemos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Fazer o sinal da cruz quando o sacerdote diz “Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós...” faz parte do rito penitencial. Na celebração da Eucaristia e em outras celebrações, esta oração do sacerdote é um rito de absolvição dos pecados. O gesto do sacerdote neste caso, é o mesmo que acontece no confissionário, e o sinal da cruz que alí fazemos é a confirmação do nosso sim, do nosso amém a bênção que nos etá sendo dada.

O rito de aspersão é sempre uma recordação do nosso batismo, como também é alusivo ao perdão dos nossos pecados: "Limpa-me do pecado com hissopo, lava-me até eu ficar mais branco do que a neve". Novamente, o sinal da cruz é a nossa resposta a Deus, o nosso sim, o nosso amém.

O sinal da cruz na conclusão do credo, de outras orações e imediatamente após a comunhão, embora não seja um elemento próprio da liturgia, acontece por iniciativa própria. Trata-se de uma manifestação da fé que alguem o fez pela primeira vez e que as pessoas foram aprendendo umas das outras, de maneira que em muitos lugares se tornou uma tradição.

O persignar-se, com o polegar na cabeça, nos lábios e no coração quando o ministro anuncia o evangelho, é um momento de consagração da nossa mente, da nossa boca e do nosso coração, para que a nossa mente possa assimilar as Sagradas Palavras, para que o nosso coração se plenifique destas mesmas Palavras, e para que a nossa bocapossa falar abertamente daquilo que o nosso coração está plenificado.

Em todos estes momentos, o sinal da cruz é sempre uma forma de gloriarmo-nos na cruz de Nosso Senhor.

Penso que estas questões estão devidamente respondidas. No entanto, se houver alguma dúvida, aqui estamos nós.

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por MSPP em Qua Mar 27, 2013 3:42 pm

Caro Flávio,

Permita-me e desculpe-me que lhe lembre que as palavras de Paulo em relação à CRUZ não se referem a uma ação gestual, mas a uma vivência da vida.
Assim, tal como Paulo poderemos gloriarmos-nos apenas na CRUZ do CRISTO.
http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Gl+6
14Quanto a mim, porém, de nada me quero gloriar, a não ser na cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.:
E por coincidência, Paulo estava a criticar e a desvalorizar os simples gestos visíveis na carne como o da « circuncisão», apesar de Paulo ter realmente sido circuncidado ao 8º dia, como manda a Lei de YHWH.

http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Fl+3#5
(Filip. 3:5)
avatar
MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 73
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Mar 27, 2013 4:53 pm

Sr. Manuel,

Concordo com o senhor quando afirma que as palavras de São Paulo em relação a Cruz de Nosso Senhor têm uma relação muito estreita com a vivência dos cristãos. Entretanto, se ao sinal da cruz, São Paulo não faz qualquer referência, também não o condena, visto que, da mesma maneira que Jesus afirma no Evangelho que a boca fala daquilo que o coração está cheio, da mesma forma, o sinal da cruz é uma manifestação do amor pela cruz de Cristo que está impregnado no coração do homem.

Em outras palavras, se com a nossa boca testemunhamos a respeito das Palavras Sagradas que estão grafadas nos nossos corações, na da impede de que os nossos gestos sejam também um testemunho daquilo que guardamos nos nossos corações (a cruz de Cristo), o que está muito claro.

Naturalmente, ninguem está obrigado a fazer o sinal da cruz. Se alguem, mesmo sem fazer o sinal da cruz, se gloria da Cruz de Cristo, faz muito bem. E se alguem que se gloria da cruz de Cristo faz o sinal da cruz, FAZ MELHOR AINDA.

A ultima parte do seu comentário me parece equivocada quando confrontada com o sinal da cruz.

A circuncisão não é um gesto tão visível como o senhor pontua, pois se trata de um sinal na carne (incisão ou remoção de parte do prepúcio) que é visto pela pessoa que o executa, pela pessoa que a ela submete, bem como pela pessoa que desposa o circuncidado.

Não conheço qualquer relato de que os circuncidados andassem a mostrar suas genitálias circuncidadas de palmo em palmo, em cada rua, em cada esquina e em cada praça no senido de mostrar que a circuncisão é um gesto visível na carne.

São Paulo se refere a ineficácia da circuncisão do ponto de vista cristão, considerando que os cristãos são marcados pelo batismo e não pela circuncisão.

Um grande abraço !!!




avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por MSPP em Qui Mar 28, 2013 12:24 pm

Caro Flávio,

Sinais são sinais.
Também podem ter o nome de marcas.
Eu não condeno qualquer sinal, pois faz parte de uma linguagem gestual e uma linguagem é uma linguagem.
Mas não louvo as pessoas que usam sinais (ou marcas), sejam quais forem, dando aos mesmos um significado claramente supersticioso. E isso tanto acontece num sinal gestual como numa marca física como a circuncisão e ainda pior nas marcas que agora estão na moda e que se chamam de «tatuagem».
No entanto, uma forma exagerada de usar sinais, como os usados na missa poderia ter grande valor entre povos de diversas línguas, já que os sinais fazem parte de uma linguagem universal.
Quanto a serem usados numa comunidade homogénea de uma só língua é opção dessa comunidade desde que esses sinais sejam a verdadeira expressão do que lhes vai na alma e não se transformem numa simples rotina. Eu sou apologista de que cada comunidade use os sinais que ela mesmo livremente escolher em vez de usar sinais tidos como obrigatórios, mas cada comunidade é livre de se expressar por sinais usando mesmo regras impostas.
avatar
MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 73
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qui Mar 28, 2013 3:20 pm

É verdade, Sr. Manuel,

Os sinais são manifestações da comunicação e têm o seu significado em cada caso específico, não existindo simplesmente por existir.

Em relação as incisões na carne e as tatuagens, a Bíblia nos apresenta algumas proibições. Mas isso seria objeto de estudo em um tópico específico.

Um grande abraço !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Abr 27, 2013 5:07 pm

Caro Gleidson,

Inicialmente peço desculpas pela demora em responder aos seus questionamentos, como também peço a sua compreensão, considerando que os demais membros da equipe de tira-dúvidas e administradores do nosso fórum "estão de férias", de maneira que estou sozinho para fazer o trabalho que deveria ser de todos. Assim, o meu tempo está bem curtinho.

Em relação a genuflexão, devemos observar o seguinte:

A genuflexão, que se faz dobrando o joelho direito até ao solo, significa adoração; é por isso reservada ao Santíssimo Sacramento e à santa Cruz desde a solene adoração na Acção litúrgica da Sexta-Feira da Paixão do Senhor, até ao início da Vigília pascal.

Na Missa, o sacerdote celebrante faz três genuflexões: após a ostensão da hóstia, após a ostensão do cálice e antes da Comunhão.

Mas, se o sacrário com o Santíssimo Sacramento estiver no presbitério, o sacerdote, o diácono e os outros ministros genuflectem, quando chegam ao altar, ou quando se afastam dele, não, porém, durante a própria celebração da Missa.

Aliás, todos os que passam diante do Santíssimo Sacramento genuflectem, a não ser quando se vai em procissão.

Os ministros que levam a cruz processional ou os círios, em vez de genuflectirem fazem uma inclinação de cabeça.

Mais tarde coloco mais alguma coisa, se Deus me permitir.

Um grande abraço !!!

avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Abr 27, 2013 6:51 pm

CONTINUANDO...

Sobre a inclinação, devemos observar o seguinte:

A inclinação significa a reverência e a honra que se presta às próprias pessoas ou aos seus símbolos. As inclinações são de duas espécies: inclinação de cabeça e inclinação do corpo.

1. A inclinação de cabeça faz-se ao nomear as três Pessoas divinas conjuntamente, ao nome de Jesus, da Virgem Santa Maria e do Santo em cuja honra é celebrada a Missa.

2. A inclinação do corpo, ou inclinação profunda, faz-se:

2.1. Ao altar; às orações Purificai o meu coração (Munda cor meum) e De coração humilhado (In spíritu humilitátis);

2.2. No Símbolo às palavras E encarnou pelo Espírito Santo (Et incarnátus est);

2.3. No Cânone Romano às palavras Humildemente Vos suplicamos (Supplices te rogamus).

2.4. Também o diácono faz inclinação profunda ao pedir a bênção, antes da proclamação do Evangelho.

2.5. Além disso, o sacerdote faz uma pequena inclinação enquanto diz as palavras do Senhor, na consagração.

CONTINUO MAIS TARDE...

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Abr 28, 2013 7:31 am

CONTINUANDO...

Outros gestos e atitudes corporais são comuns na Igreja e na vida dos cristãos.

Os gestos e atitudes corporais, tanto do sacerdote, do diácono e dos ministros, como do povo, visam conseguir que toda a celebração brilhe pela beleza e nobre simplicidade, que se compreenda a significação verdadeira e plena das suas diversas partes e que se facilite a participação de todos.

Para isso deve atender-se ao que está definido pelas leis litúrgicas e pela tradição do Rito Romano, e ao que concorre para o bem comum espiritual do povo de Deus, mais do que à inclinação e arbítrio de cada um.

A atitude comum do corpo, que todos os participantes na celebração devem observar, é sinal de unidade dos membros da comunidade cristã reunidos para a sagrada Liturgia: exprime e favorece os sentimentos e a atitude interior dos presentes.

Os fiéis estão de pé:

1. Desde o início do cântico de entrada, ou enquanto o sacerdote se encaminha para o altar, até à oração colecta, inclusive;

2. Durante o cântico do Aleluia que precede o Evangelho;

3. Durante a proclamação do Evangelho;

4. Durante a profissão de fé e a oração universal;

5. Desde o invitatório “Orai, irmãos”, antes da oração sobre as oblatas, até ao fim da Missa, exceto nos momentos adiante indicados.

Estão sentados:

1. Durante as leituras que precedem o Evangelho;

2. Durante o salmo responsorial;

3. Durante a homilia;

4. Durante a preparação dos dons ao ofertório;

5. Durante o silêncio sagrado depois da Comunhão (se for oportuno).

Estão de joelhos durante a consagração, exceto se razões de saúde, a estreiteza do lugar, o grande número dos presentes ou outros motivos razoáveis a isso obstarem. Aqueles, porém, que não estão de joelhos durante a consagração, fazem uma inclinação profunda enquanto o sacerdote genuflecte após a consagração.

Compete, todavia, às Conferências Episcopais, segundo as normas do direito, adaptar à mentalidade e tradições razoáveis dos povos os gestos e atitudes indicados no Ordinário da Missa. Atenda-se, porém, a que estejam de acordo com o sentido e o caráter de cada uma das partes da celebração. Onde for costume que o povo permaneça de joelhos desde o fim da aclamação do Sanctus até ao fim da Oração eucarística, é bom que este se mantenha.

Para se conseguir a uniformidade nos gestos e atitudes do corpo na celebração, os fiéis devem obedecer às indicações que, no decurso da mesma, lhes forem dadas pelo diácono, por um ministro leigo ou pelo sacerdote, de acordo com o que está estabelecido nos livros litúrgicos.

Entre os gestos contam-se também:

1. As ações e as procissões do sacerdote ao dirigir-se para o altar com o diácono e os ministros;

2. Do diácono, antes da proclamação do Evangelho, ao levar o Evangeliário ou Livro dos evangelhos para o ambão;

3. Dos fiéis ao levarem os dons e ao aproximarem-se para a Comunhão. Convém que estas ações e procissões se realizem com decoro, enquanto se executam os cânticos respectivos, segundo as normas estabelecidas para cada caso.

CONTINUO MAIS TARDE...

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Abr 28, 2013 7:55 am

Caro Gleidson,

Penso que as questões que motivaram as suas indagações na liturgia da Igreja estão, de certa forma, respondidas. De qualquer forma, se houver necessidade, aqui estamos nós...

Em relação as perguntas do final de sua postagem: "Está certo esses gestos e posições? Quais deles são obrigatórios? Quais são opcionais? Quais não devo fazer?", devo repetir que:

1. Os gestos e atitudes corporais, tanto do sacerdote, do diácono e dos ministros, como do povo, visam conseguir que toda a celebração brilhe pela beleza e nobre simplicidade, que se compreenda a significação verdadeira e plena das suas diversas partes e que se facilite a participação de todos.

2. Deve atender-se ao que está definido pelas leis litúrgicas e pela tradição do Rito Romano, e ao que concorre para o bem comum espiritual do povo de Deus, mais do que à inclinação e arbítrio de cada um.

3. A atitude comum do corpo, que todos os participantes na celebração devem observar, é sinal de unidade dos membros da comunidade cristã reunidos para a sagrada Liturgia: exprime e favorece os sentimentos e a atitude interior dos presentes.

Em relação a sua ultima pergunta, a Constituição Sacrosanctum Concilium do II Concílio Vaticano II e o documento da Congregação do Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, Instr. Varietates legitimae, 25 de Janeiro 1994 são muito ricos e nos ensinam muito sobre estas e outras questões.

Por ultimo, agradeço de coração pela sua participação e me coloco a sua disposição para aquilo que, sendo necessário, esteja ao meu alcance, e aproveito a oportunidade para parabenizá-lo pelo BLOG ARAUTOS DE CRISTO.

Um grande abraço !!!




avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Jul 14, 2013 5:32 pm

Caro Ricardo,

Não compete a ninguém julgar quem tenta ou não julgar a rebeldia ou a hipocrisia de outrem. O juízo pertence unicamente a Jesus enquanto Senhor e Juiz.

Quanto ao fato de as pessoas estarem caladas no templo, seja sentadas, de pé, ou de joelhos, nada as impede que assim o sejam fora da igreja, ou que sejam de outra maneira. A grande questão é que quem vai ao templo para louvar a Deus ou para contemplar-lhe os mistérios ou as palavras, têm normalmente uma postura diferente daquelas que são comuns nos meios sociais.

Ao contrário do que você questiona, é o culto interior que, de certa maneira, deve moldar o exterior. É algo como aquela famosa frase de Jesus: "A boca fala daquilo que o coração está cheio". Com efeito, da mesma maneira que a boca deve externar o que abunda o coração, os vários gestos das pessoas na liturgia podem e devem (MESMO QUE ISSO NÃO SEJA OBRIGATÓRIO) expressar aquilo que está no seu interior, o que normalmente é muito prazeroso para os que o fazem com o devido respeito e consciência.

Se no céu existem regras, eu não posso precisar, já que estou ainda caminhando neste mundo. Entretanto, vejo muito radicalismo nessa sua crítica que não se trata, para quem o conhece, de uma simples questão de alguém que busca o conhecimento. Mas sei que os que estão no céu não cessam de cantar que o Senhor é SANTO! SANTO! SANTO!

Um grande abraço !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Seg Jul 15, 2013 5:55 am

É verdade, Ricardo,

"a missa não representa a devoção espontânea de todos". Ela não foi criada como devoção espontânea por ninguém, uma vez que é uma determinação que Jesus nos deixou desde a Santa Ceia por Ele instituída, e de forma coletiva. Logo, não pode ser nem representar uma devoção espontânea nem no sentido a que você se referiu no seu texto, nem em outro sentido qualquer. O que nela se torna espontâneo, é o desejo de participação daqueles que entendendo, creem em tão grande sacramento, em tão grande mistério.

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Gestos e posições durante a missa

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum