O fim dos “evangélicos”?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por Halmenara em Sab Jan 19, 2013 7:58 pm

O presente artigo visa desmascarar a lenda de que “crescem” as seitas protestantes, evangélicas, crentes, ou seja lá como gostam de serem chamadas.

Presidente da sociedade teológica evangélica retorna à Igreja Católica:



WASHINGTON DC, 08 Mai. 07 (ACI).- Francis Beckwith renunciou esta semana a seu cargo de Presidente da Sociedade Teológica Evangélica (ETS). O motivo: retornou à Igreja a Católica onde cresceu e que abandonou para abraçar o protestantismo. Beckwith relata que começou sua volta à fé em que cresceu, quando decidiu ler alguns bispos e teólogos dos primeiros séculos da Igreja. “Em janeiro, por sugestão de um amigo querido, comecei a ler os Padres da Igreja assim como alguns trabalhos mais sofisticados sobre a justificação em autores católicos. Comecei a convencer-me que a Igreja primitiva é mais católica que protestante e que a visão católica da justificação, corretamente compreendida, é bíblica e historicamente defensável”. Por isso, em 28 de abril passado recebi o sacramento da Confissão”.Veja a notícia

Igreja Católica para de perder fiéis no Brasil:

Para a desgraça geral dos evangélicos, mais recentemente, pouco antes da vinda do Papa Bento XVI, em 2007, a Fundação Getúlio Vargas divulgou em pesquisa, que: A Igreja Católica parou de perder fiéis no Brasil. Na década de 1990, o número diminuía cerca de 1% a cada ano. A partir de 2000, não houve mais queda.Veja a notícia aqui



As pesquisas do IBGE acontecem a cada 10 anos, veja que contrariando a falsa notícia de que o número de católicos é cada vez menor, provamos que o número de católicos, é, e sempre foi, cada vez maior que na pesquisa da década anterior, confira:
Segundo o IBGE, em 1940 no Brasil havia 39,2 Milhões de católicos; em 1950, 48,6 Milhões; em 1960, 65,3 Milhões; em 1970, 85,5 Milhões; em 1980, 105,9 Milhões; em 1991, 121,8 Milhões; em 2003, 139,24 Milhões. Este é todo compêndio de pesquisas feita desde 1940 pelo IBGE. (Fonte: IBGE).
Nos USA cai vertiginosamente o número de evangélicos e cresce o de católicos:
Um estudo feito pelo instituto Gallup indicou que, desde a Segunda Guerra Mundial, o número de católicos subiu de 20% para 27% da população norte-americana, enquanto os protestantes diminuíram de 69% para 59% e os judeus caíram de 5% para 1%.

O número de católicos nos Estados Unidos ultrapassa o de evangélicos no Brasil:

No maior país evangélico do mundo, que são os Estados Unidos, os católicos lá, conta 66 milhões e 400 mil católicos, com um incremento anual de 2%, índice igual ao crescimento demográfico. Este número é quase três vezes o número de evangélicos aqui no Brasil, e nunca os católicos, pilheriaram dizendo que os Estados Unidos são uma “nação católica”. Fonte

O papa João Paulo fez crescer o número de católicos no Brasil e no mundo:

Veja a evolução do número de católicos no Brasil e no mundo, conforme dados da ONU e IBGE: quando João Paulo II iniciou seu pontificado, a Igreja Católica tinha 757 milhões de católicos, ao fim de seu pontificado tem 1 Bilhão e 98 milhões de católicos. Nos Estados Unidos o número de Católicos saltou para 74 milhões (esse número é quase três vezes maior que o número de evangélicos no Brasil). No Brasil, quando o Papa João Paulo II assumiu, em 1978, tinha 85,5 milhões, agora tem 125 milhões de católicos. O Papa ampliou a presença da Igreja de 110 para 180 países. (Fontes: IBGE, ONU).

Outra notícia espetacular acaba de ser divulgada:

Cresce número de católicos no mundo Fonte

Escândalos de padres desviados não afastam fiéis nos Estados Unidos. A Igreja Católica cresce e o protestantismo definha:

Noticiou o jornal O Correio: Os vários casos de padres pedófilos não interromperam o aumento na quantidade de fiéis da Igreja de Roma nos Estados Unidos. Segundo dados do Vaticano, o país tem hoje mais de 74 milhões de católicos. Um estudo feito pelo instituto Gallup indicou que, desde a Segunda Guerra Mundial, o número de católicos subiu de 20% para 27% da população norte-americana, enquanto os protestantes diminuíram de 69% para 59% e os judeus caíram de 5% para 1%.

Diz site evangélico: “Há algo errado com o povo chamado evangélico”



Quando Paulo Romeiro escreveu ‘Evangélicos em Crise’ em meados da década de 90, ele apenas tocou em uma das muitas áreas em que o evangelicalismo havia entrado em colapso no Brasil: a sua incapacidade de deter a proliferação de teologias oriundas de uma visão pragmática e mercantilista de igreja, no caso, a teologia da prosperidade. Fica cada vez mais claro que os evangélicos estão atualmente numa crise muito maior, a começar pela dificuldade – para não falar da impossibilidade – de ao menos se definir hoje o que é ser evangélico. (Augustus Nicodemus Lopes)fonte

Católicos partem para ser maioria na Inglaterra

LONDRES, 2007-02-16 (ACI).- Os católicos no Reino Unido aumentam cada dia mais, devido à intensa imigração dos últimos anos, sobre tudo dos países do leste europeu como a Polônia, e poderiam chegar a superar o número de anglicanos no país. Assim o assinala um relatório do instituto Von Hugel, de Cambridge, que foi publicado ontem no jornal The Times, segundo o qual as paróquias católicas vêem crescer fortemente o número de fiéis. Enquanto em alguns lugares, a Igreja Católica respondeu positivamente a esse fenômeno, em outros se viu “afligida” pela magnitude do desafio que representa a maciça afluência de novos fiéis, explica o relatório.Veja a notícia
Grupo de anglicanos solicita ingressar “em massa” à Igreja Católica: fonte

Luteranos finlandeses querem voltar ao catolicismo:

Os Luteranos finlandeses manifestaram a intenção de fazer parte da Igreja Católica. Após o apelo à unidade lançado por Bento XVI na sua primeira viagem do Pontificado, a Bari, o Bispo luterano de Helsínquia explicou que a verdadeira intenção de Martinho Lutero “não era fundar uma nova Igreja, mas renová-la”.
D. Eero Huovinen, que também participou no Congresso Eucarístico Nacional Italiano de Bari, afirmou à Agência Ecclesia que “nós, os Luteranos finlandeses, queremos fazer parte da Igreja Católica de Cristo”, numa declaração de intenções que poderá ter consequências nos próximos tempos.
Uma delegação desta Igreja visita todos os anos o Vaticano por ocasião da Festa de S. Henrique, patrono do país. “Junto com os irmãos e irmãs católicos, rezamos para poder ser uma só carne em Cristo”, conclui D. Huovinen, líder da Igreja a que pertencem cerca de 85% dos finlandeses. Fonte: Jaime Francisco de Moura – CN em 26 Maio de 2005./Zenit/. Fonte

Converte-se ao catolicismo o maior espalhador de calúnias contra a Igreja:



Dr. Scott Hahn ex-pastor presbiteriano, hoje é professor na Franciscan University of Steubenville – Ohio. Tornou-se um dos maiores pregadores católicos dos EUA. Ele foi um ferrenho aliciador de jovens católicos para o protestantismo, tendo distribuído inúmeras cópias do livro Roman Catholicism, de Loraine Boettner , conhecido como a bíblia do anti-catolicismo, mais de 450 páginas contendo todo o tipo de distorções e mentiras sobre a Igreja Católica. O cd do seu testemunho de conversão atingiu o maior número de cópias distribuídas em todos os tempos. O seu testemunho pode ser acessado pelo site: www.chnetwork.org/scotthconv.htm ou em português no site:Veja a notícia
Grande grupo de pastores se converte ao catolicismo:
A revista norte-americana Sursum Corda Special Edition 1996, noticiou que nos últimos anos, cinqüenta pastores protestantes se converteram ao Catolicismo, sendo que outros mais estão a caminho da Igreja Católica. O artigo respectivo, da autoria de Elizabeth Althau, tem por título Protestant Pastors on the Road to Roma, (pp. 2-13).
Alan Stephen Hopes, “ex-pastor” e “bispo” Anglicano, convertido ao Catolicismo, foi nomeado Bispo auxiliar de Westminster por João Paulo II, após ter sido padre por vários anos. (Para ver os testemunhos destes “ex-pastores” e outros mais, leiam o livro: “Por que estes ex-protestantes se tornaram Católicos”. Editora ComDeus – São José dos Campos.
TV católica está convertendo os norte-americanos:
Marcus Grodi – ex-pastor presbiteriano convertido ao catolicismo, nos Estados Unidos, tem um programa às segundas-feiras, às 20h, na televisão EWTN (católica) com uma ótima audiência, no qual sempre entrevista um ex-protestante convertido. Muitos ligam durante o programa para perguntar algo e terminam dizendo que já estão se convertendo. Saltou para 74 Milhões o número de católicos nos Estados Unidos, esse número é quase três vezes maior que o de evangélicos no Brasil.
Para constatar a corrida dos evangélicos para a Igreja Católica de Jesus Cristo, consulte o Livro: “Porque estes ex-protestantes se tornaram católicos! “ Autor: Jaime Francisco de Moura Editora COMDEUS Págs: 52-54.

Essa foi ótima:

Ex-protestante convertido aponta 150 razões por ter virado católico: Veja aqui

Outra notícia maravilhosa: Igreja Pentecostal Maranata decide se tornar católica:

Acesse: http://agnusdei.50webs.com/testm12.htm e veja os testemunhos fantásticos do pastor, de sua família e dos ex-protestantes dessa igreja, que viraram católicos depois de descobrir qual a verdadeira igreja de Cristo.
Em meio a estas notícias espetaculares para os católicos, os sites evangélicos confessam:
Igrejas evangélicas “pedem socorro”, com tanto “pastor” pornográfico.
Veja a notícia “64% dos pastores evangélicos e evangélicos são pornográficos e 25% são adúlteros:



Patrick Means, em seu livro Men’s Secret Wars (As Guerras Secretas dos Homens), numa pesquisa entre os “evangélicos” destaca: 64 por cento dos “pastores evangélicos” e leigos têm problemas com vício sexual, inclusive pornografia e outras atividades sexuais secretas. Especificamente, 25 por cento confessaram ter cometido adultério depois de casados e depois de se tornarem “evangélicos”. Diz o Artigo de Julio Severo, no site evangélico: Veja a notícia
Na Europa e nos USA já estão vendendo as igrejas evangélicas:
Já aflorou até uma liquidação de venda de igrejas protestantes. Na páginahttp://www.property.org.uk/unique/ch.html é possível ver várias. Algumas já foram convertidas em residências particulares ou hotéis.
Na Suécia, Dinamarca, Grã-Bretanha, Alemanha e Holanda, dezenas de templos protestantes, foram convertidos em bancos, supermercados, museus e repúblicas estudantis em razão da perda de fiéis e dos escassos meios econômicos.
Enquanto isso, o Islã espera converter-se na segunda religião na próxima década, logo atrás do Catolicismo. As confissões alemãs precisam de dinheiro para manter sua burocracia; no entanto, este dinheiro torna-se escasso em razão da diminuição de fiéis e paralisação econômica, fatores que repercutem no chamado imposto religioso, isto é, uma quantidade que o Estado retira dos cidadãos e repassa para a igreja a que pertence cada contribuinte. Por isso, os pastores têm optado pela venda dos templos. Na Alemanha, berço do protestantismo, 50% dos alemães já não crêem em Deus. (Fontes consultadas: La Razón – 21.01.2004), (Instituto Emnid), (Popular/Quentinhas do site Terra 31/01/2006).
Depois de experimentar o enxofre das seitas, como o filho pródigo, voltam os dispersos a casa do Pai.

Fonte:
Bíblia Católica News via Caiafarsa.

Halmenara

Mensagens : 105
Data de inscrição : 01/02/2012
Idade : 58
Localização : São Bernardo do Campo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por Halmenara em Sab Jan 19, 2013 11:12 pm

http://www.cps.fgv.br/simulador/site_religioes2/Clippings/jc202.pdf

http://www.exibirgospel.com.br/2012-04-30-21-00-19/449-dizimo-por-que-devo-dar.html

http://www.folhaevangelica.kit.net/portal/edicao_97/97m001.htm

http://theoway.blogspot.com.br/2011/08/catolicos-contestam-estudo-da-fundacao.html

http://www.eca.usp.br/babel/index3.php?tema=Espera&id=13


Halmenara

Mensagens : 105
Data de inscrição : 01/02/2012
Idade : 58
Localização : São Bernardo do Campo - SP

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por MSPP em Seg Jan 21, 2013 1:38 pm

Meus amigos!
O que me interessa, não é o crescimento de uma ou outra denominação cristã, mas do crescimento da dedicação que as pessoas, quer individualmente quer no seu conjunto total chamado de HUMANIDADE, têm ao colaborarem com os propósitos de YHWH.

Estatísticas, números e competições são reprováveis a meu ver!

MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 72
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por mazzzo em Ter Jan 22, 2013 3:21 pm

Individualismo doentio dos "sem igreja" também é reprovável.

Divisão dos cristãos também é reprovável.


mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por mazzzo em Ter Jan 22, 2013 3:23 pm

Os evangélicos adoram atirar pedras, atacando os outros.
Mas como todos sabem que já não tem moral para isso, alguns deixam de se identificarem como evangélicos e passam a se identificar com "cristãos" e assim pensam que podem continuar a jogar pedras...

mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por MSPP em Qua Jan 23, 2013 3:17 pm

Cristo tinha razão quando disse:
34*Não penseis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer a paz, mas a espada. 35Porque vim separar o filho do seu pai, a filha da sua mãe e a nora da sua sogra; 36de tal modo que os inimigos do homem serão os seus familiares.
37*Quem amar o pai ou a mãe mais do que a mim, não é digno de mim. Quem amar o filho ou filha mais do que a mim, não é digno de mim.
http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Mt+10#34
mas o que ELE queria era ter trazido o AMOR entre os seus discípulos (e entre todos).

34*Dou-vos um novo mandamento: que vos ameis uns aos outros; que vos ameis uns aos outros assim como Eu vos amei. 35Por isto é que todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros.»
http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=Jo+13#35

MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 72
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Abr 24, 2013 10:35 pm

Caros Amigos,

Jesus afirma no Evengelho que "TODO REINO DIVIDIDO, CONTRA SI MESMO SERÁ DESTRUIDO" (Mt 12,25). Ele deixou a sua Igreja aqui na terra prometendo a assistência do Espírito Santo (Jo 14,17.26;15,26;16,13) e garantindo que as potências do inferno não prevalescerão contra ela (Mt 16,18).

Foi a partir da "reforma" que se formou uma nova seita que, de acordo com a Palavra de Jesus (Mt 12,25) foi se dividindo e vai se dividindo cada vez mais simplesmente PORQUE A PALAVRA DE JESUS NÃO FALHA. Com efeito, se Jesus afirmou que se dividirão até chegar a destruição, isso é apenas uma questão de tempo.

Quem não conhece, revisitando a história do protestantismo, o dilema encontrado por Lutero, Calvino e Zwinglio por conta da Eucaristia? Quem não conhece a outra divergência existente entre Lutero e Calvino no que diz respeito a justificação pela fé e a predestinação? Quem não conhece a história do grande desapontamento dos mileristas e dos adventistas do sétimo dia?

Se formos perquirir toda a história, vamos encontrar muitos panos para as mangas, muito café no bule e muito assunto prá Candinha. O fato é que aqueles que dividiram ou fragmentaram o Corpo Místico de Cristo que é a Igreja nunca se imaginaram na verdadeira babilônia que edificaram. A cada dia surgem novas "igrejas" que, por incrível que pareça, se dizem corretas.

Uma das principais características da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo é a UNIDADE... QUE TODOS SEJAM UM... QUE TODOS DIGAM A MESMA COISA...

Aqui na minha cidade se abre uma "igreja nova a cada dia". Mas também se fecha muitas delas por falta de proventos para sustentar os seus ministérios e os seus pastores. Em outras palavras, são muitas as "igrejas", e o dinheiro arrecadado pelos dízimos já não é suficiente para prover as necessidades financeiras dessas igrejas que estão se auto-destruindo a cada dia.

Acredito que essa realidade é muito fácil de ser percebida e que só não a percebe quem não quer.

Volto a repetir: ISSO É UMA APENAS QUESTÃO DE TEMPO...

UM GRANDE ABRAÇO !!!



Última edição por Flávio Roberto Brainer de em Qui Abr 25, 2013 8:56 pm, editado 1 vez(es)

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por mazzzo em Qui Abr 25, 2013 7:56 pm

Ricardo, então o número dos católicos está caindo e dos evangélicos está se elevando cfe. o site que você citou ?

A explicação para isso você mesmo deu:

ricardo_gabriel escreveu:Há muitas coisas a serem observadas aqui: destacarei 3, a princípio.

O fim dos tempos de modo algum será uma época em que a maioria estará certa ou ao lado de Deus, antes, estará mais unida CONTRA Deus.

Está se elevando o numero dos contra Deus. Foi ótima a sua explicação !!!!!

mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por camiloabc em Ter Abr 30, 2013 1:21 pm

Os protestantes têm um problema muito grave e apesar das aparências, que podem iludir mais no Brasil que em Portugal o seu futuro não me parece promissor.

Crescem em número, mais que os católicos, mas...
Entre os grupos com alguma profundidade teológica, os praticantes são poucos, e estes grupos diminuem substancialmente em número de adeptos.

Os que crescem são os novos grupos, na sua grande maioria pentecostais e ligados à teologia da prosperidade. São grupos que na sua quase totalidade não têm a menos profundidade teológica. Têm a altura de uma árvore de grande porte, mas as raízes de uma flor do campo.

Provavelmente o seu papel na américa latina será parecido ao que foi na europa, as regiões que abandonaram o catolicismo há séculos, para passarem a ser protestantes são hoje as regiões menos religiosas do mundo, aonde o número de crentes em Deus é dos mais baixos do mundo.

A primeira geração de protestantes é de cristãos fervorosos, a 2ª geração é agnósticos.

camiloabc

Mensagens : 67
Data de inscrição : 06/03/2013
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por mazzzo em Qua Maio 01, 2013 10:12 am

Ricardo,

No pensamento evangélico: se são os evangélicos que estão crescendo, isso é obra de Deus, etc... mas se são católicos, isso é porque é o fim dos tempos e a maioria estará contra Deus ????????
Vocês manipulam o entendimento que dão aos fatos da mesma maneira que manipulam o entendimento que dão à Bíblia.

E os cristãos estão divididos sim ! E muito !!!! E esse é um escanda-lo tremendo e os responsáveis estão em pecado gravíssimo !

mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por mazzzo em Qua Maio 01, 2013 10:13 pm

ricardo_gabriel escreveu:Mazzzo, sua pergunta é boa, mas lembre-se que nem todo evangélico é evangélico realmente. Nem toda obra que é atribuída a Deus glorifica o nome dele. Se há um crescimento exponencial em determinado movimento (que anda em desacordo com a Palavra de Deus), então há o que Cristo chamou de porta larga e espaçoso caminho que leva à perdição. Não tenho que defender grupo algum pois em cada um deles existem judas-iscariostes modernos.

A questão que quis evidenciar não era isso mas sim que os evangélicos usar argumentos que lhes convém... se os evangélicos estão crescendo, dizem que é obra de Deus, se são os católicos é porque no fim do mundo a maioria será contra Deus.... Se um milagre ocorre entre os evangélicos, é coisa de Deus. Se ocorre entre os católicos, é do diabo... e assim vai.... argumentos que não valem nada.

mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Maio 04, 2013 8:56 pm

Aqui em Gravatá o número de igrejas protestantes não para de crescer. Muitas igrejas que apareceram repentinamente, de repente também têm desaparecido. Mas o fato mais notório é que elas vão surgindo de desentendimentos dentro das igrejas maiores, de maneira que a cada desetendimento um dos envolvidos abre uma nova igreja retirando adeptos da anterior. Assim, o número de igrejas tem aumentado, mas a queda do número de "crente" é uma realidade incontestável.

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por mazzzo em Sab Maio 04, 2013 9:38 pm

ricardo_gabriel escreveu:Sim, mazzzo, Rolling Eyes eu sei que tem uns malas sem alça que têm te perturbado. Mas Deus não faz esse tipo de diferença entre as pessoas. Ele salva qualquer um que o invocar com sinceridade.

Ricardo, desculpe-me, mas argumentos como aquele que você usou para contestar a questão de imagens:

"Da mesma forma, uma imagem pintada, desenhada, conduzida por outros, comercializada, inanimada, não passa de um ícone sem vida.
Falar com um objeto é loucura, e não fé."(Ricardo)


são argumentos tipo "mala sem alça" .... e são super comuns no meio evangélico... Os evangélicos aprendem argumentos desse tipo para contestar a Fé Católica mas são argumentos que não valem nada, são ridículos. Onde já se viu pensar que quando oramos diante de uma imagem nós estamos falando com a imagem ou que pensamos que a imagem é coisa viva ou que a imagem tenha poder em si mesma, etc....

Os evangélicos são treinados em promover acusações desse jeito...


mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Maio 05, 2013 4:19 am

É verdade, Mazzo,

Eu fiz a proeza de me infiltrar por longo período nas escolas dominicais das igrejas Batista e Assembleia de Deus, e em ambas, constatei esse fato que, na prática, funciona como uma verdadeira lavagem cerebral.

Nessa prática, eles "ensinam" como combater os católicos e, neste ensinar, apresentam várias hipóteses que podem ser utilizadas pelos católicos, como também já apresentam as respostas protestantes "ENLATADAS" para o consumo.

É triste, mas é verdade !!!

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por mazzzo em Dom Maio 05, 2013 10:20 am

Pois é... isso que você disse é nítido e uma certeza que você tem pela sua experiência de participar de escola dominical e eu tenho por participar de foruns evangélicos por muitos anos e constatar o treinamento (que eu chamo de envenenamento).... É muito triste que semeiam a discórdia e não a verdade. A verdade iria dar motivos para união. O veneno busca o contrário... A verdade está a serviço da justiça e de Jesus, o veneno a serviço do pai das divisões e das discordias...

mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O fim dos “evangélicos”?

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:34 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum