Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por Apologética Católica em Seg Jul 29, 2013 4:04 pm

Aquilo que fisicamente e visualmente externiza a nossa fé, deve emanar de uma devoção intima, tendo como principio os valores Cristãos onde o AMOR e a pratica na vida cristã, possam ser vistos mesmo sem agir ou falar. Como já diz o ditado "Uma imagem vale mais que mil palavras." Mas nunca a fé deve ter como principio essa exteriorização, há um limite entre os objetos que mostram nossa fé e a fé nos objetos.
É isso que por muitas vezes nossos irmãos protestantes rotulam a fé católica naquilo que fisicamente nos mostram uma mensagem e "enfeitam" os nossos templos. A fé católica está muito além daquilo que se pode ver, as vestimentas, crucifixo, terços, escapulários, etc, para muitos é essencial, para outros não importa.
E você o que pensa dos objetos que os católicos usam como forma de exteriorizar a fé? Qual o limite para isso?
avatar
Apologética Católica

Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/01/2013
Localização : Gravatá-PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por Yohanan em Ter Jul 30, 2013 6:28 pm

A Fé tem que ser posta sobre Aquele que tanto nos amou que deu a sua vida por nós, não devemos reverenciar a cruz romana pois ela não simboliza nada, não devemos reverenciar os pregos na mão de Yeshua o Messias (Jesus Cristo) ou a estatuetas que tentam emular uma imagem desconhecida, devemos antes reverencia-lo a Ele pelo que nos é dádo a conhecer nas escrituras e no nosso coração.
Adoremos ao Pai Elohim Yahweh (Deus) cujo a Face nunca foi vista por ninguém senão por Moisés.
As cruzes são madeira e apodrecem, as estátuas racham e partem, os pregos enferrujam e os colares são esticados até partir e por vezes não cabem no pescoço ou pulso de quem os usa.
Mas o amor de Deus e de Seu Filho, ao contrário destes objectos não apodrece, não parte, não enferruja e cabe no coração de todos.
Os objectos de nada servem irmãos, quando uma pessoa baseia o seu amor e Fé em Deus num objecto essa pessoa com o tempo acaba por reverenciar esses objectos vendo-os como a escapatória dos problemas, como é óbvio os seus corações esquecem Deus e o Filho.
Deus foi muito claro quando falou sobre objectos com os Judeus:

“Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não as adorarás, nem lhes darás culto; porque eu sou o SENHOR, teu Deus, Deus zeloso” (Êxodo 20:4-5). Mas depois ele disse: “Farás dois querubins de ouro, de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório” (Êxodo 25:18).


Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura.


Nem mesmo o templo que Deus mandou construir podia ser Adorado, nem mesmo a Arca da Aliança e os seus querubins podiam ser adorados!
Paulo disse:

“Portanto, meus amados, fugi da idolatria” (1 Coríntios 10:14).

E para finalizar gostaria de que o próprio Yeshua respondesse aqueles que pensam que rezar o Pai Nosso 50 vezes os salvará:

“Ao orares, não digas as mesmas coisas vez após vez, assim como fazem os das nações, pois imaginam que serão ouvidos por usarem de muitas palavras.”* — Mateus 6:7.

Yeshua considerava (Deus considerava) que o acto da repetição durante a oração é visto como algo pagão, nós quando falamos com o Nosso Pai não dizemos "PAI AMO-TE!" "PAI AMO-TE!" "PAI AMO-TE!" isto faz com a oração seja algo sem sentido e sem amor, não estamos a manter uma relação de Pai e filho se as nossas orações forem repetidas pois garanto que quem reza 50 vezes não pensa sequer nas rezas que diz e está já a em outras coisas.

Esta é a minha opinião.
avatar
Yohanan

Mensagens : 12
Data de inscrição : 30/07/2013
Localização : Almada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por Apologética Católica em Qua Jul 31, 2013 10:43 am

Que bom ver a participação dos irmãos aqui neste tópico,
Gostei muito das colocações de Yohanan que fez uma cuidadosa lista de atos que os católicos graças a Deus os católicos não cometem, e coisas que não existem na Igreja Católica:
"estatuetas que tentam emular uma imagem desconhecida"
"baseia o seu amor e Fé em Deus num objecto"
"reverenciar esses objectos vendo-os como a escapatória dos problemas"
(Não sei em que sentido usou a palavra reverenciar, porque nas escrituras que eu saiba não é pecado reverenciar cujo significado é venerar, tratar com respeito, a bíblia não proibe tratar ninguém com respeito, é claro)
"é óbvio os seus corações esquecem Deus e o Filho" "É obvio"?? qual a certeza que você tem Yohanan que o coração do outro está esquecido de Deus, pensei que o intimo do coração do homem só fosse visto por Deus.
"rezar o Pai Nosso 50 vezes os salvará"

Oração por si só não salva ninguém, só quem salva é aquele que já nos salvou!
Embora saiu um pouco do assunto do tópico, na questão das orações repitidas, foi boa sua colocação, mostrou que conhece de alguns assuntos também daqueles que a Igreja católica também condena, ninguém adora objetos, como o nome já diz Objetos de devoção, representam fisicamente de alguma forma a devoção e não o Deus!
Deus te abençoe!
avatar
Apologética Católica

Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/01/2013
Localização : Gravatá-PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Eis o que eu digo.

Mensagem por Yohanan em Qua Jul 31, 2013 5:43 pm

Caro/a irmão/ã sinto muito se a insultei de alguma maneira, a si e aos que seguem estas discussões amigáveis.
No entanto não posso deixar de sublinhar alguns problemas com o que disse, adorei a maneira como analisou o que eu disse, e digo isto do fundo do meu coração e antes de dar inicio ao que vou assinalar, só quero dizer que todos aqueles que amam o Nosso Pai e ao Nosso Messias Filho do Senhor Yeshua (Jesus) são eles amados por mi também.
Primeiro acho que nunca referi qualquer denominação religiosa quando referi os meus argumentos assim como as sagradas escrituras, nunca referi Católico, protestante ou baptista.
Eu próprio não tenho denominação para aquilo que acredito, sigo as escrituras com a minha vida (Desde o Torah até ao testamento dos Apóstolos) , pratico os feriados Judeus (Pois Yeshua foi Judeu e eu próprio tenho sangue Judeu, mas creio que os Judeus à muito que deixaram de ser o povo escolhido, que o Senhor me perdoe se estiver errado), sigo as regras do amor, paz e respeito dadas por Yeshua como a nova lei e claro sou servo do Deus altíssimo, são estas coisas que nunca necessitaram de denominação, o judaísmo jamais foi incompatível com o que muitos chamam cristianismo, a culpa aqui nem foi dos romanos mas do fariseus, enfim aqui já estou a divagar.
Só quero dizer que para amar a Deus e ao Filho não necessitamos de dizer "Eu sou judeus, cristão...(não conto os muçulmanos e penso que sabem porquê)" Deus não pertence a uma equipa de soccer, o amor não precisa de denominação, as escrituras são tão explicitas que se todas a intenções de formar uma nova religião com novas crenças torna-se fútil (E aqui refiro-me às testemunhas de Jeová, um culto de loucos selvagens por dinheiro).
O irmão/ã tem que saber que a a sua denominação já foi culpada por muitas heresias como "A mãe de Deus" "A mãe do céu" a beatificação de padres culpados de crimes horrendos que não irei sequer referir e claro a criação de ídolos.
De certeza que conhece a história da criação do catolicismo, muitos dirão que Yeshua criou o catolicismo quando disse a Pedro:

"Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja (lembramos que a palavra igreja não existia ainda, a palavra igreja vem de Ecclesia, significa os separados ou abrigo de ovelhas)." (Mt 16,18)"

Muitos dirão que Pedro foi o primeiro papa e outros dirão que Pedro foi o primeiro pastor, pois em verdade lhe digo caro/a nem foi um nem outro, essa percepção de papa e pastor surgirão mais tarde, ele papa não foi pois não existiam ainda ligação entre os romanos, o imperador e os cristãos e claro pastor muito menos pois o Pastor já tinha partido quando Pedro se tornou a pedra, o pilar que segurou os primeiros Cristãos durante as tribulações que se seguiram.
O começo da igreja católica começa com Constantino I imperador e seguidor de apolo o considerado "deus" do sol pelos gregos e mais tarde pelos romanos, (jamais usarei letras maiúsculas para me referir a um deus falso)reza a lenda que Constantino I viu no céu a palavra "esta guerra é tua" ou "esta guerra ganharás" (Se foi Yeshua ou não, não sei nem comento no entanto se foi Yeshua devo dizer que Constantino não fez um bom trabalho com o que lhe foi dado) e entres essas letras dizia "Cristus" (o escolhido ou Messias).
Isto fez com que o imperador criasse um decreto que fazia com que o cristianismo fosse a religião do império, mas algo é esquecido, Constantino jamais deixou de ser adorador de apolo ou seja muitos continuaram a ser pagãos e muita da cultura romana pagã passou para o que muitos hoje chama sagrado.
O hallo, ou alo, é um simbolismo da adoração ao sol, outra coisa é a imagem de Yeshua comparada com a de apolo, nem o próprio Yeshua nem os apóstolos algumas vez falaram da fisionomia e feições do Messias, nunca tal coisa foi declarada, no entanto a partir de apolo o império romano arranjou uma forma de criar uma face, e essa face dura até hoje como o típico romano loiro de cabelos longos, nariz fino e olhos azuis, atributos dados antes a apolo o falso "deus" e até ridículo, assim como todos os "deuses" excepto o Único e Verdadeiro Deus que é mais que um Deus e que provou ser o tal com amor, respeito, profecias, registos e claro com o seu Filho o nosso Amado Messias que um dia virá para nos retirar do sofrimento desta maldita sociedade ateia e pagã!
Continuando, não foi só isto que passou da cultura romana, até mesmo a imagem de Deus nunca antes vista senão por Moisés o qual nunca referiu nada sobre o que viu e mesmo este nunca viu a sua face como um homem vê a face de outro, mas o que fizeram os romanos porque é que Deus passou a ser visto de maneira diferente?
Os romanos deram a imagem de zeus a Deus nosso Pai, esta é a imagem da capela sistina criada por Miguel Ângelo e que foi mandada e apreciada pelos lideres católicos da época.
E para mi esta é a maior heresia, Deus nunca mostrou a sua face por duas razões:

1-Quem o vê sem Ele querer morrerá.
2-Para que nunca ninguém adorasse a imagem e não a ele. (Não vejo os judeus a adorar o arbusto que ardia).


Dar a imagem de um deus falso ao Deus verdadeiro é algo horrendo é uma heresia sem limites, eu desejo ver Deus como qualquer um, mas imaginar como um deus falso barbudo, não isso nunca, por causa de isso somos gozados pelos incultos dos ateus que nem sequer fazem a pesquisa que muitos de nós fazemos!
A igreja católica não condena estátuas senão não a teria como adornos espirituais nas igrejas, não teria livros com rezas para santos, histórias sobre santos que curam (Quando é Adonai (Deus) que cura).
Os santos como são chamados, por mi são grandes pessoas que morreram por Deus, mas muitos deles nem por Deus morreram, mas enfim merecem respeito, no entanto não merecem ser veneradas, isso é idolatria e nós sabemos o que Deus disse sobre Idolatria:

"Não se voltem para os ídolos nem façam para vocês deuses de metal. Eu sou o ­Senhor, o Deus de vocês.
Levítico 19:4
Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria; a arrogância, como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do Senhor, ele o rejeitou como rei".
1 Samuel 15:23
Os ídolos deles, de prata e ouro, são feitos por mãos humanas. Têm boca, mas não podem falar; olhos, mas não podem ver; têm ouvidos, mas não podem ouvir; nariz, mas não podem sentir cheiro; têm mãos, mas nada podem apalpar; pés, mas não podem andar; e não emitem som algum com a garganta. Tornem-se como eles aqueles que os fazem e todos os que neles confiam.
Salmos 115:4-8
Algumas das autoridades de Israel vieram e se sentaram diante de mim. Então o Senhor me falou: "Filho do homem, estes homens ergueram ídolos em seus corações e puseram tropeços ímpios diante de si. Devo deixar que me consultem? Ora, diga-lhes: Assim diz o Soberano, o Senhor: Quan­do qualquer israelita erguer ídolos em seu coração e puser um tropeço ímpio diante do seu rosto e depois for consultar um profeta, eu o Senhor, eu mesmo, responderei a ele conforme a sua idolatria. Isto farei para reconquistar o coração da nação de Israel, que me abandonou em troca de seus ídolos. "Por isso diga à nação de Israel: Assim diz o Soberano, o Senhor: Arrependa-se! Desvie-se dos seus ídolos e renuncie a todas as práticas detestáveis! "Quando qualquer israelita ou qualquer estrangeiro residente em Israel separar-se de mim, erguer ídolos em seu coração e puser um tropeço ímpio diante de si e depois for a um profeta para me consultar, eu, o Senhor, eu mesmo, responderei a ele. Voltarei o meu rosto contra aque­le homem e farei dele um exem­plo e um objeto de zombaria. Eu o eliminarei do meio do meu povo. E vocês saberão que eu sou o Senhor. "E, se o profeta for enganado e levado a proferir uma profecia, eu, o Senhor, terei enganado aque­le profeta e estenderei o meu braço contra ele e o destruirei, tirando-o do meio de Israel, o meu povo.
Ezequiel 14:1-9
Por isso, meus amados irmãos, fujam da idolatria.
1 Coríntios 10:14
Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti: Aqueles que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.
Gálatas 5:19-21
Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria.
Colossenses 3:5
"Não terás outros deuses além de mim. "Não farás para ti nenhum ídolo, ne­nhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra.
Êxodo 20:3-4
Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis.
Romanos 1:22-23
Outros Versículos encontrados:

Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria; a arrogância, como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do Senhor, ele o rejeitou como rei".
1 Samuel 15:23
Quando Jorão viu Jeú, perguntou: "Você vem em paz, Jeú?" Jeú respondeu: "Como pode haver paz, enquanto continuam toda a idolatria e as feitiçarias de sua mãe, Jezabel?"
2 Reis 9:22
mas sim nos caminhos dos reis de Israel, levando Judá e o povo de Jerusalém a se prostituírem na idolatria como a família de Aca­be. E ainda assassinou seus próprios irmãos, membros da família de seu pai, homens que eram melhores do que você.
2 Crônicas 21:13
Ora, diga-lhes: Assim diz o Soberano, o Senhor: Quan­do qualquer israelita erguer ídolos em seu coração e puser um tropeço ímpio diante do seu rosto e depois for consultar um profeta, eu o Senhor, eu mesmo, responderei a ele conforme a sua idolatria.
Ezequiel 14:4
Vocês sofrerão o castigo de sua cobiça e as consequências de seus pecados de idolatria. E vocês saberão que eu sou o Soberano, o Senhor".
Ezequiel 23:49
Por isso, meus amados irmãos, fujam da idolatria.
1 Coríntios 10:14
idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções
Gálatas 5:20
Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria.
Colossenses 3:5
No passado vocês já gastaram tempo suficiente fazendo o que agrada aos pagãos. Naquele tempo vocês viviam em libertinagem, na sensualidade, nas bebedeiras, orgias e farras, e na idolatria repugnante.
1 Pedro 4:3


Em Israel Deus ordenou que se fizesse a Arca da Aliança ele ordenou que não adorassem à Arca pois simbolizava a Aliança entre Deus e Israel, e só poderão construí-la porque Deus assim o mandou:

Quando vocês aumentarem e se multiplicarem na sua terra naqueles dias", declara o Senhor, "não dirão mais: 'A arca da aliança do Senhor'. Não pensarão mais nisso nem se lembrarão dela; não sentirão sua falta nem se fará outra arca."
Jeremias 3:16


A Bula da indulgência acho que nem vale a pena falar, é algo que mais depressa leva ao inferno do que ao Paraíso.

O purgatório não existe nem é referido nas escrituras, o mais parecido que existe nas escrituras é o Sheol, local sem criação afundado nas trevas antes do Paraíso ser aberto onde as Almas dos mortos quer bons, maus, crentes e não crentes iam.
Mas apenas a vontade de Deus tirou de lá os mortos para o Paraíso ou Inferno,  o purgatório nunca existiu e foi um invenção católica, ninguém por pagar à igreja salvará uma alma, ninguém por oferecer os seus bens a um "pastor" salvará uma alma, apenas Yeshua e Acima de TUDO Deus podem salvar uma alma e como Yeshua disse:

“Afastai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.” Ele também disse que esses “irão para o castigo eterno”. — MATEUS 25:41, 46,"

O purgatório católico é também local de crianças não baptizadas, bom nada disso vem nas escrituras e quanto crianças que falecem Yeshua diz:

"Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas".
Lucas 18:18


As crianças quando jovens são como Adão e Eva no inicio antes da cobra que era o acusador, na sua forma de ver o mundo não existe maldade nas crianças, são ingénuas e apenas corrompidas por nós os adultos, a elas pertence o reino de Deus Yeshua disse que devemos ser como as crianças, puras e simples, apreciando a vida sem maldade, sendo ou não baptizadas, o baptismo significa receber Deus, é quando uma pessoa se sente pronta a receber a Deus e Yeshua na sua vida, ora uma criança não compreende isso e na minha opinião uma criança deveria tornar-se adulta e no seu coração aceitar Yeshua e então pedir o baptismo, quantas crianças foram baptizadas e cresceram para se tornarem em ateus hereges?
O baptismo foi tratado como ritual pagão pela igreja católica assim como outras coisas, hoje em dia muitos consideram o vaticano local sagrado, até hoje não sei porquê, se existe local SAGRADO é JERUSALÉM, só porque um senhor que nem é escolhido por Deus vive lá não quer dizer que seja sagrado, mas já vou falar do Papa mais tarde vou só sublinhar mais alguns porque não quero abusar.
Os feriados que antes eram pagãos foram tornados em feriados "santos", até mesmo o natal o suposto nascimento de Yeshua que é celebrado em 25 de Dezembro não faz sentido, o nascimento de Yeshua não foi nesse dia e nem sequer é referido dia algum nos testamentos sobre a sua Vida.
A data 25 de Abril é uma data pagã com uma história horrenda e pecaminosa por trás e claro mais uma vez ligado a apolo sendo que o que nós hoje chamamos natal os romanos pagãos chamvam de Dies Natalis Solis Invicti, procure o nome no Google (que não posso mandar Links ainda, peço imensa desculpa).
O papa, essa figura que controlou o mundo, um simples homem, um mortal, o termo papa significa um termo carinhoso para pai (Papá ou paizinho), esse termo na minha opinião é egocêntrico pois PAI só EXISTE UM, mas esse não é o único problema, o problema é simplesmente o facto de esse homem ser venerado e ser muitas vezes visto como um género de apostolo ou messias da época moderna, estes homens não são escolhidos por Deus mas sim por cardeais que se vão juntar num único ou variados locais para discutir o próximo líder da Igreja.
Estes papas causaram guerras, foram injustos, cometeram actos horrendos, foram corruptos e despertaram a dor no coração de muitos, vivendo no luxo enquanto Yeshua viveu na pobreza, e esse é outro problema com o vaticano a riqueza que eles têm enquanto Yeshua o pouco dinheiro que tinha dava aos pobres os papas mantêm as suas riquezas rindo e comendo o melhor com a sua imagem inspirada pelos imperadores romanos.
Além disso desde o Torah até ao Testamento de Yeshua nunca se disse "Terá de haver entre vós um único líder (até já houveram 2) ele controlará reis e terras", ora se nem os sacerdotes de Israel que receberam o poder directamente de Deus tinham tanto poder como o papa então algo está errado, vejamos Samuel o Profeta nossa Amado Profeta, foi ele que ungiu David como Rei de Israel e antes de Samuel ungiu a Saul e claro que isto não foi a escolha de Samuel mas sim de Deus.
Nem Saul nem David tiveram de pagar grande somas de ouro para se tornarem reis, como se fazia durante o controlo dos papas, papas esses que estavam acima dos reis, leia o caso de D.Afonso Henriques nosso primeiro rei.
A proibição das escrituras, estas proibições faziam com que ninguém tivesse acesso às escrituras senão a igreja, mas Deus no seu eterno Amor não queria isto e hoje Graças a Adonai Deus Pai temos todos acesso às escrituras, longe estão os dias da Bíblia em latim com a sua tradução horrenda, hoje todos podem ler a escrituras e descobrir Deus e Yeshua e adora-los assim como está escrito vendo que não pede igrejas de pedra mas sim a Adoração do homem pois Yeshua disse:

“Não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.” (I Cor. 6:19–20)

E para finalizar vou referir mais um vez as estátuas que são uma herança do império romano, se reparar verá que cada santo representa algo, existem santos para tudo, para cegueira, para dores no coração, para alegria etc...
Muitos fieis passam as suas vidas a chamar, a clamar aos santos em vez de clamarem a Deus, estas estátuas, estes santos são semelhantes aos "deuses" do império romano pois cada um tendo a sua estátua e "dom", baco o "deus" do vinho e da festa, para esse hoje em dia temos o seu equivalente s.Isidro e claro o que antes eram os arraiais romanos hoje são as festas dos santos populares onde existe mais pecado do que amor a Deus e a Yeshua.
No final de tudo não vou deixar de referir que o vaticano mudou os 10 mandamentos passaram a ser:

1°) AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS
2°) NÃO TOMAR SEU SANTO NOME EM VÃO
3°) GUARDAR DOMINGOS E FESTAS DE GUARDA
4°) HONRAR PAI E MÃE
5°) NÃO MATAR
6°) NÃO PECAR CONTRA A CASTIDADE
7°) NÃO ROUBAR
8°) NÃO LEVANTAR FALSO TESTEMUNHO
9°) NÃO DESEJAR A MULHER DO PRÓXIMO
l0°) NÃO COBIÇAR AS COISAS ALHEIAS


Mas o que é que dizia os 10 mandamentos na sua forma original?

Não terás outros deuses além de mim.
Não farás para ti nenhum ídolo, ne­nhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor,o teu Deus, sou Deus zelo­so, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam, mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e obedecem aos meus man­damentos.
Não tomarás em vão o nome do Senhor, o teu Deus, pois o Senhor não deixará impune quem tomar o seu nome em vão.
Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo. Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos, mas o sétimo dia é o sábado dedicado ao Senhor,o teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teus filhos ou filhas, nem teus servos ou servas, nem teus animais, nem os estrangeiros que morarem em tuas cidades. Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou.
Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor,o teu Deus, te dá.
Não matarás.
Não adulterarás.
Não furtarás.
Não darás falso testemunho contra o teu próximo.
Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença.


Leia o segundo mandamento e verá que é proibida a construção de ídolos, estátuas, eu podia ir mais longe mas sinceramente estaríamos aqui 40 dias 40 noites, não posso deixar de dizer que o catolicismo proporcionou coisas boas como os Missionários mas muito do que fez foi mau e não tem Honrado a Deus com todo o orgulho possível, Amar a Deus requerê muito e quando não reconhecemos isso nem nos achamos capazes de o fazer temos de estudar e não vir em frente até que se tenha a noção do que está escrito, eu não sei o coração de cada um mas Deus sabe e quando digo que o coração do homem que venera ídolos ama o ídolo e não a Deus é porque quando o homem reza ao ídolo não está a rezar a Deus seja esse ídolo uma "suposta imagem" de Yeshua ou de um santo, durante anos Deus e Yeshua foram adorados sem NINGUÉM os ter visto (depois dos Apóstolos e Paulo que viram a Yeshua).
E quanto ao santos foram uns boas pessoas outros pessoas normais e outros maus, mas existem aqueles que merecem ser relembrados não por estátuas mas por livros e tradição oral, como António de Lisboa, bom frade de grande coração pelo qual tenho consideração.
Eu próprio fui católico mas decidi deixar fazer algo, por o paganismo de parte e adoração a um homem comum para apenas deixar ficar o bom, e esse bom está nas escrituras e no Amor que Deus e Yeshua me dão todos os dias o qual sinto e me regozijo, medos morreram, maldade apodreceu mas o amor, o amor fica e durará para sempre pois Yeshua disse:

"Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai.
João 10:29"


Não sou a favor de nenhuma religião pois aquilo que devemos ser para com Deus e Yeshua não é religião mas sim amor, uma relação de Amor.
Religião têm os pagãos mas aquele que crê em Deus e Yeshua, num só Deus e na ressurreição esse não tem religião mas tem a verdade e o amor e esse já estará salvo se cumprir o que foi dito por Deus e dado a Yeshua.
Que diferença existe entre um católico que reza a uma estátua ou entre um hindu que reza aos seus "deuses" ridículos que não existem e não têm poder?
Não sou pagão não sou protestante, judeu ou católico, mas sou de Deus e de seu Filho e eles dirão de mi o que sou.
Irmão desculpe o tamanho do texto de certeza que terá argumentos contra os meus e se os tiver partilhe que eu os lerei com gosto, só peço que pense e que não engane o seu coração nem a Deus.
Um grande Abraço e obrigado por ler.
avatar
Yohanan

Mensagens : 12
Data de inscrição : 30/07/2013
Localização : Almada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por Yohanan em Qua Jul 31, 2013 6:07 pm

Yohanan escreveu:Caro/a irmão/ã sinto muito se a insultei de alguma maneira, a si e aos que seguem estas discussões amigáveis.
No entanto não posso deixar de sublinhar alguns problemas com o que disse, adorei a maneira como analisou o que eu disse, e digo isto do fundo do meu coração e antes de dar inicio ao que vou assinalar, só quero dizer que todos aqueles que amam o Nosso Pai e ao Nosso Messias Filho do Senhor Yeshua (Jesus) são eles amados por mi também.
Primeiro acho que nunca referi qualquer denominação religiosa quando referi os meus argumentos assim como as sagradas escrituras, nunca referi Católico, protestante ou baptista.
Eu próprio não tenho denominação para aquilo que acredito, sigo as escrituras com a minha vida (Desde o Torah até ao testamento dos Apóstolos) , pratico os feriados Judeus (Pois Yeshua foi Judeu e eu próprio tenho sangue Judeu, mas creio que os Judeus à muito que deixaram de ser o povo escolhido, que o Senhor me perdoe se estiver errado), sigo as regras do amor, paz e respeito dadas por Yeshua como a nova lei e claro sou servo do Deus altíssimo, são estas coisas que nunca necessitaram de denominação, o judaísmo jamais foi incompatível com o que muitos chamam cristianismo, a culpa aqui nem foi dos romanos mas do fariseus, enfim aqui já estou a divagar.
Só quero dizer que para amar a Deus e ao Filho não necessitamos de dizer "Eu sou judeus, cristão...(não conto os muçulmanos e penso que sabem porquê)" Deus não pertence a uma equipa de soccer, o amor não precisa de denominação, as escrituras são tão explicitas que se todas a intenções de formar uma nova religião com novas crenças torna-se fútil (E aqui refiro-me às testemunhas de Jeová, um culto de loucos selvagens por dinheiro).
O irmão/ã tem que saber que a a sua denominação já foi culpada por muitas heresias como "A mãe de Deus" "A mãe do céu" a beatificação de padres culpados de crimes horrendos que não irei sequer referir e claro a criação de ídolos.
De certeza que conhece a história da criação do catolicismo, muitos dirão que Yeshua criou o catolicismo quando disse a Pedro:

"Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja (lembramos que a palavra igreja não existia ainda, a palavra igreja vem de Ecclesia, significa os separados ou abrigo de ovelhas)." (Mt 16,18)"

Muitos dirão que Pedro foi o primeiro papa e outros dirão que Pedro foi o primeiro pastor, pois em verdade lhe digo caro/a nem foi um nem outro, essa percepção de papa e pastor surgirão mais tarde, ele papa não foi pois não existiam ainda ligação entre os romanos, o imperador e os cristãos e claro pastor muito menos pois o Pastor já tinha partido quando Pedro se tornou a pedra, o pilar que segurou os primeiros Cristãos durante as tribulações que se seguiram.
O começo da igreja católica começa com Constantino I imperador e seguidor de apolo o considerado "deus" do sol pelos gregos e mais tarde pelos romanos, (jamais usarei letras maiúsculas para me referir a um deus falso)reza a lenda que Constantino I viu no céu a palavra "esta guerra é tua" ou "esta guerra ganharás" (Se foi Yeshua ou não, não sei nem comento no entanto se foi Yeshua devo dizer que Constantino não fez um bom trabalho com o que lhe foi dado) e entres essas letras dizia "Cristus" (o escolhido ou Messias).
Isto fez com que o imperador criasse um decreto que fazia com que o cristianismo fosse a religião do império, mas algo é esquecido, Constantino jamais deixou de ser adorador de apolo ou seja muitos continuaram a ser pagãos e muita da cultura romana pagã passou para o que muitos hoje chama sagrado.
O hallo, ou alo, é um simbolismo da adoração ao sol, outra coisa é a imagem de Yeshua comparada com a de apolo, nem o próprio Yeshua nem os apóstolos algumas vez falaram da fisionomia e feições do Messias, nunca tal coisa foi declarada, no entanto a partir de apolo o império romano arranjou uma forma de criar uma face, e essa face dura até hoje como o típico romano loiro de cabelos longos, nariz fino e olhos azuis, atributos dados antes a apolo o falso "deus" e até ridículo, assim como todos os "deuses" excepto o Único e Verdadeiro Deus que é mais que um Deus e que provou ser o tal com amor, respeito, profecias, registos e claro com o seu Filho o nosso Amado Messias que um dia virá para nos retirar do sofrimento desta maldita sociedade ateia e pagã!
Continuando, não foi só isto que passou da cultura romana, até mesmo a imagem de Deus nunca antes vista senão por Moisés o qual nunca referiu nada sobre o que viu e mesmo este nunca viu a sua face como um homem vê a face de outro, mas o que fizeram os romanos porque é que Deus passou a ser visto de maneira diferente?
Os romanos deram a imagem de zeus a Deus nosso Pai, esta é a imagem da capela sistina criada por Miguel Ângelo e que foi mandada e apreciada pelos lideres católicos da época.
E para mi esta é a maior heresia, Deus nunca mostrou a sua face por duas razões:

1-Quem o vê sem Ele querer morrerá.
2-Para que nunca ninguém adorasse a imagem e não a ele. (Não vejo os judeus a adorar o arbusto que ardia).


Dar a imagem de um deus falso ao Deus verdadeiro é algo horrendo é uma heresia sem limites, eu desejo ver Deus como qualquer um, mas imaginar como um deus falso barbudo, não isso nunca, por causa de isso somos gozados pelos incultos dos ateus que nem sequer fazem a pesquisa que muitos de nós fazemos!
A igreja católica não condena estátuas senão não a teria como adornos espirituais nas igrejas, não teria livros com rezas para santos, histórias sobre santos que curam (Quando é Adonai (Deus) que cura).
Os santos como são chamados, por mi são grandes pessoas que morreram por Deus, mas muitos deles nem por Deus morreram, mas enfim merecem respeito, no entanto não merecem ser veneradas, isso é idolatria e nós sabemos o que Deus disse sobre Idolatria:

"Não se voltem para os ídolos nem façam para vocês deuses de metal. Eu sou o ­Senhor, o Deus de vocês.
Levítico 19:4
Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria; a arrogância, como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do Senhor, ele o rejeitou como rei".
1 Samuel 15:23
Os ídolos deles, de prata e ouro, são feitos por mãos humanas. Têm boca, mas não podem falar; olhos, mas não podem ver; têm ouvidos, mas não podem ouvir; nariz, mas não podem sentir cheiro; têm mãos, mas nada podem apalpar; pés, mas não podem andar; e não emitem som algum com a garganta. Tornem-se como eles aqueles que os fazem e todos os que neles confiam.
Salmos 115:4-8
Algumas das autoridades de Israel vieram e se sentaram diante de mim. Então o Senhor me falou: "Filho do homem, estes homens ergueram ídolos em seus corações e puseram tropeços ímpios diante de si. Devo deixar que me consultem? Ora, diga-lhes: Assim diz o Soberano, o Senhor: Quan­do qualquer israelita erguer ídolos em seu coração e puser um tropeço ímpio diante do seu rosto e depois for consultar um profeta, eu o Senhor, eu mesmo, responderei a ele conforme a sua idolatria. Isto farei para reconquistar o coração da nação de Israel, que me abandonou em troca de seus ídolos. "Por isso diga à nação de Israel: Assim diz o Soberano, o Senhor: Arrependa-se! Desvie-se dos seus ídolos e renuncie a todas as práticas detestáveis! "Quando qualquer israelita ou qualquer estrangeiro residente em Israel separar-se de mim, erguer ídolos em seu coração e puser um tropeço ímpio diante de si e depois for a um profeta para me consultar, eu, o Senhor, eu mesmo, responderei a ele. Voltarei o meu rosto contra aque­le homem e farei dele um exem­plo e um objeto de zombaria. Eu o eliminarei do meio do meu povo. E vocês saberão que eu sou o Senhor. "E, se o profeta for enganado e levado a proferir uma profecia, eu, o Senhor, terei enganado aque­le profeta e estenderei o meu braço contra ele e o destruirei, tirando-o do meio de Israel, o meu povo.
Ezequiel 14:1-9
Por isso, meus amados irmãos, fujam da idolatria.
1 Coríntios 10:14
Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti: Aqueles que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus.
Gálatas 5:19-21
Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria.
Colossenses 3:5
"Não terás outros deuses além de mim. "Não farás para ti nenhum ídolo, ne­nhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra.
Êxodo 20:3-4
Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis.
Romanos 1:22-23
Outros Versículos encontrados:

Pois a rebeldia é como o pecado da feitiçaria; a arrogância, como o mal da idolatria. Assim como você rejeitou a palavra do Senhor, ele o rejeitou como rei".
1 Samuel 15:23
Quando Jorão viu Jeú, perguntou: "Você vem em paz, Jeú?" Jeú respondeu: "Como pode haver paz, enquanto continuam toda a idolatria e as feitiçarias de sua mãe, Jezabel?"
2 Reis 9:22
mas sim nos caminhos dos reis de Israel, levando Judá e o povo de Jerusalém a se prostituírem na idolatria como a família de Aca­be. E ainda assassinou seus próprios irmãos, membros da família de seu pai, homens que eram melhores do que você.
2 Crônicas 21:13
Ora, diga-lhes: Assim diz o Soberano, o Senhor: Quan­do qualquer israelita erguer ídolos em seu coração e puser um tropeço ímpio diante do seu rosto e depois for consultar um profeta, eu o Senhor, eu mesmo, responderei a ele conforme a sua idolatria.
Ezequiel 14:4
Vocês sofrerão o castigo de sua cobiça e as consequências de seus pecados de idolatria. E vocês saberão que eu sou o Soberano, o Senhor".
Ezequiel 23:49
Por isso, meus amados irmãos, fujam da idolatria.
1 Coríntios 10:14
idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções
Gálatas 5:20
Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria.
Colossenses 3:5
No passado vocês já gastaram tempo suficiente fazendo o que agrada aos pagãos. Naquele tempo vocês viviam em libertinagem, na sensualidade, nas bebedeiras, orgias e farras, e na idolatria repugnante.
1 Pedro 4:3


Em Israel Deus ordenou que se fizesse a Arca da Aliança ele ordenou que não adorassem à Arca pois simbolizava a Aliança entre Deus e Israel, e só poderão construí-la porque Deus assim o mandou:

Quando vocês aumentarem e se multiplicarem na sua terra naqueles dias", declara o Senhor, "não dirão mais: 'A arca da aliança do Senhor'. Não pensarão mais nisso nem se lembrarão dela; não sentirão sua falta nem se fará outra arca."
Jeremias 3:16


A Bula da indulgência acho que nem vale a pena falar, é algo que mais depressa leva ao inferno do que ao Paraíso.

O purgatório não existe nem é referido nas escrituras, o mais parecido que existe nas escrituras é o Sheol, local sem criação afundado nas trevas antes do Paraíso ser aberto onde as Almas dos mortos quer bons, maus, crentes e não crentes iam.
Mas apenas a vontade de Deus tirou de lá os mortos para o Paraíso ou Inferno,  o purgatório nunca existiu e foi um invenção católica, ninguém por pagar à igreja salvará uma alma, ninguém por oferecer os seus bens a um "pastor" salvará uma alma, apenas Yeshua e Acima de TUDO Deus podem salvar uma alma e como Yeshua disse:

“Afastai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos.” Ele também disse que esses “irão para o castigo eterno”. — MATEUS 25:41, 46,"

O purgatório católico é também local de crianças não baptizadas, bom nada disso vem nas escrituras e quanto crianças que falecem Yeshua diz:

"Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas".
Lucas 18:18


As crianças quando jovens são como Adão e Eva no inicio antes da cobra que era o acusador, na sua forma de ver o mundo não existe maldade nas crianças, são ingénuas e apenas corrompidas por nós os adultos, a elas pertence o reino de Deus Yeshua disse que devemos ser como as crianças, puras e simples, apreciando a vida sem maldade, sendo ou não baptizadas, o baptismo significa receber Deus, é quando uma pessoa se sente pronta a receber a Deus e Yeshua na sua vida, ora uma criança não compreende isso e na minha opinião uma criança deveria tornar-se adulta e no seu coração aceitar Yeshua e então pedir o baptismo, quantas crianças foram baptizadas e cresceram para se tornarem em ateus hereges?
O baptismo foi tratado como ritual pagão pela igreja católica assim como outras coisas, hoje em dia muitos consideram o vaticano local sagrado, até hoje não sei porquê, se existe local SAGRADO é JERUSALÉM, só porque um senhor que nem é escolhido por Deus vive lá não quer dizer que seja sagrado, mas já vou falar do Papa mais tarde vou só sublinhar mais alguns porque não quero abusar.
Os feriados que antes eram pagãos foram tornados em feriados "santos", até mesmo o natal o suposto nascimento de Yeshua que é celebrado em 25 de Dezembro não faz sentido, o nascimento de Yeshua não foi nesse dia e nem sequer é referido dia algum nos testamentos sobre a sua Vida.
A data 25 de Abril é uma data pagã com uma história horrenda e pecaminosa por trás e claro mais uma vez ligado a apolo sendo que o que nós hoje chamamos natal os romanos pagãos chamvam de Dies Natalis Solis Invicti, procure o nome no Google (que não posso mandar Links ainda, peço imensa desculpa).
O papa, essa figura que controlou o mundo, um simples homem, um mortal, o termo papa significa um termo carinhoso para pai (Papá ou paizinho), esse termo na minha opinião é egocêntrico pois PAI só EXISTE UM, mas esse não é o único problema, o problema é simplesmente o facto de esse homem ser venerado e ser muitas vezes visto como um género de apostolo ou messias da época moderna, estes homens não são escolhidos por Deus mas sim por cardeais que se vão juntar num único ou variados locais para discutir o próximo líder da Igreja.
Estes papas causaram guerras, foram injustos, cometeram actos horrendos, foram corruptos e despertaram a dor no coração de muitos, vivendo no luxo enquanto Yeshua viveu na pobreza, e esse é outro problema com o vaticano a riqueza que eles têm enquanto Yeshua o pouco dinheiro que tinha dava aos pobres os papas mantêm as suas riquezas rindo e comendo o melhor com a sua imagem inspirada pelos imperadores romanos.
Além disso desde o Torah até ao Testamento de Yeshua nunca se disse "Terá de haver entre vós um único líder (até já houveram 2) ele controlará reis e terras", ora se nem os sacerdotes de Israel que receberam o poder directamente de Deus tinham tanto poder como o papa então algo está errado, vejamos Samuel o Profeta nossa Amado Profeta, foi ele que ungiu David como Rei de Israel e antes de Samuel ungiu a Saul e claro que isto não foi a escolha de Samuel mas sim de Deus.
Nem Saul nem David tiveram de pagar grande somas de ouro para se tornarem reis, como se fazia durante o controlo dos papas, papas esses que estavam acima dos reis, leia o caso de D.Afonso Henriques nosso primeiro rei.
A proibição das escrituras, estas proibições faziam com que ninguém tivesse acesso às escrituras senão a igreja, mas Deus no seu eterno Amor não queria isto e hoje Graças a Adonai Deus Pai temos todos acesso às escrituras, longe estão os dias da Bíblia em latim com a sua tradução horrenda, hoje todos podem ler a escrituras e descobrir Deus e Yeshua e adora-los assim como está escrito vendo que não pede igrejas de pedra mas sim a Adoração do homem pois Yeshua disse:

“Não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.” (I Cor. 6:19–20)

E para finalizar vou referir mais um vez as estátuas que são uma herança do império romano, se reparar verá que cada santo representa algo, existem santos para tudo, para cegueira, para dores no coração, para alegria etc...
Muitos fieis passam as suas vidas a chamar, a clamar aos santos em vez de clamarem a Deus, estas estátuas, estes santos são semelhantes aos "deuses" do império romano pois cada um tendo a sua estátua e "dom", baco o "deus" do vinho e da festa, para esse hoje em dia temos o seu equivalente s.Isidro e claro o que antes eram os arraiais romanos hoje são as festas dos santos populares onde existe mais pecado do que amor a Deus e a Yeshua.
No final de tudo não vou deixar de referir que o vaticano mudou os 10 mandamentos passaram a ser:

1°) AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS
2°) NÃO TOMAR SEU SANTO NOME EM VÃO
3°) GUARDAR DOMINGOS E FESTAS DE GUARDA
4°) HONRAR PAI E MÃE
5°) NÃO MATAR
6°) NÃO PECAR CONTRA A CASTIDADE
7°) NÃO ROUBAR
8°) NÃO LEVANTAR FALSO TESTEMUNHO
9°) NÃO DESEJAR A MULHER DO PRÓXIMO
l0°) NÃO COBIÇAR AS COISAS ALHEIAS


Mas o que é que dizia os 10 mandamentos na sua forma original?

Não terás outros deuses além de mim.
Não farás para ti nenhum ídolo, ne­nhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor,o teu Deus, sou Deus zelo­so, que castigo os filhos pelos pecados de seus pais até a terceira e quarta geração daqueles que me desprezam, mas trato com bondade até mil gerações aos que me amam e obedecem aos meus man­damentos.
Não tomarás em vão o nome do Senhor, o teu Deus, pois o Senhor não deixará impune quem tomar o seu nome em vão.
Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo. Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos, mas o sétimo dia é o sábado dedicado ao Senhor,o teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teus filhos ou filhas, nem teus servos ou servas, nem teus animais, nem os estrangeiros que morarem em tuas cidades. Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou.
Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor,o teu Deus, te dá.
Não matarás.
Não adulterarás.
Não furtarás.
Não darás falso testemunho contra o teu próximo.
Não cobiçarás a casa do teu próximo. Não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seus servos ou servas, nem seu boi ou jumento, nem coisa alguma que lhe pertença.


Leia o segundo mandamento e verá que é proibida a construção de ídolos, estátuas, eu podia ir mais longe mas sinceramente estaríamos aqui 40 dias 40 noites, não posso deixar de dizer que o catolicismo proporcionou coisas boas como os Missionários mas muito do que fez foi mau e não tem Honrado a Deus com todo o orgulho possível, Amar a Deus requerê muito e quando não reconhecemos isso nem nos achamos capazes de o fazer temos de estudar e não vir em frente até que se tenha a noção do que está escrito, eu não sei o coração de cada um mas Deus sabe e quando digo que o coração do homem que venera ídolos ama o ídolo e não a Deus é porque quando o homem reza ao ídolo não está a rezar a Deus seja esse ídolo uma "suposta imagem" de Yeshua ou de um santo, durante anos Deus e Yeshua foram adorados sem NINGUÉM os ter visto (depois dos Apóstolos e Paulo que viram a Yeshua).
E quanto ao santos foram uns boas pessoas outros pessoas normais e outros maus, mas existem aqueles que merecem ser relembrados não por estátuas mas por livros e tradição oral, como António de Lisboa, bom frade de grande coração pelo qual tenho consideração.
Eu próprio fui católico mas decidi deixar fazer algo, por o paganismo de parte e adoração a um homem comum para apenas deixar ficar o bom, e esse bom está nas escrituras e no Amor que Deus e Yeshua me dão todos os dias o qual sinto e me regozijo, medos morreram, maldade apodreceu mas o amor, o amor fica e durará para sempre pois Yeshua disse:

"Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai.
João 10:29"


Não sou a favor de nenhuma religião pois aquilo que devemos ser para com Deus e Yeshua não é religião mas sim amor, uma relação de Amor.
Religião têm os pagãos mas aquele que crê em Deus e Yeshua, num só Deus e na ressurreição esse não tem religião mas tem a verdade e o amor e esse já estará salvo se cumprir o que foi dito por Deus e dado a Yeshua.
Que diferença existe entre um católico que reza a uma estátua ou entre um hindu que reza aos seus "deuses" ridículos que não existem e não têm poder?
Não sou pagão não sou protestante, judeu ou católico, mas sou de Deus e de seu Filho e eles dirão de mi o que sou.
Irmão desculpe o tamanho do texto de certeza que terá argumentos contra os meus e se os tiver partilhe que eu os lerei com gosto, só peço que pense e que não engane o seu coração nem a Deus.
Um grande Abraço e obrigado por ler.

Peço desculpa pelos erros ortográficos mas como o texto é tão grande escaparam alguns ao meu olhar, peço desculpa.
Ainda por cima isto não me está a deixar editar, oh bem, por favor ignore.
avatar
Yohanan

Mensagens : 12
Data de inscrição : 30/07/2013
Localização : Almada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por Apologética Católica em Qui Ago 01, 2013 10:26 pm

Primeiramente agradeço a sua preocupação em editar o texto para possíveis correções, atitude exemplar.
Seu texto foi longo, mas não tem problema to acostumado em enfrentar longos textos, eu li e analisei tudo, letra por letra e você argumentou muito bem, defendendo seu ponto de vista, notei que tem certa formação, mas suas colocações estão um tanto distante da realidade da Igreja Católica, seus argumentos são os mesmos dos ensinados pelo protestantismo (que você afirmou que não é), Confesso que posso lhe mostrar o lado católico e que pra mim e pros grandes históriadores é verídico, mas iria me distanciar muito do tema do tópico, você tratou do papa, do batismo de crianças, da mesquinha "historinha" da fundação da Igreja católica por Constantino, você pode até encontrar videos do padre Paulo Ricardo e excelentes artigos de Dom Estevão Bettencourt grande teologo que até traduziu alguns livros da Bíblia de Jerusalém, explicando sobre essa confusão histórica elaborada pelas mentes de alguns que tentam a mais de um milênio destruir a Igreja, Falou do Vaticano, dos Santos e de muitos outros assuntos, cujo assunto distanciou do tema abordado neste tópico, não sei se é novo no fórum, mas as regras não permitem que esse tipo de coisa aconteça, porque sobre esses temas já existem outros tópicos disponíveis.
Se você tiver disposto em conhecer o lado católico posso lhe mandar por e-mail, ou esperar o surgimento de outros tópicos. Observei no seu relato que você abandonou o catolicismo e optou a não seguir nenhuma confissão (é uma escolha sua e eu respeito com toda certeza), mas na maioria das vezes quando abandonamos a Igreja começamos a ouvir e a buscar defeitos nela, e quem procura acha, a Igreja é pecadora, mas junto com os verdadeiros defeitos vêem também os falsos, as falsas acusações, as supostas teorias históricas, não sei se você já teve a oportunidade de fazer um curso de história da Igreja, mas nas universidades protestantes são ensinados horrores e até os históriadores laicos desmentem essas histórias, lhe aconselho que procure em boas fontes e dúvidar e questionar aquilo que lhe ensinam.

Deus te abençoe, e estude, estude mesmo a história da Igreja, ela não esconde verdades, como dizem por ai, apenas as pessoas muitas vezes por preguiça não buscam aprofundar-se e ficam apenas beirando as margens das histórias.
A Igreja Católica acolhe aos estudiosos, e se alegra com a sede de conhecimentos que eles a chegam.
Peço algumas desculpa aos moderadores do fórum por te também me distanciado um tanto do assunto abordado.
A Paz do Senhor Jesus esteja convosco!
avatar
Apologética Católica

Mensagens : 40
Data de inscrição : 24/01/2013
Localização : Gravatá-PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por Yohanan em Sex Ago 02, 2013 8:03 pm

Apologética Católica escreveu:Primeiramente agradeço a sua preocupação em editar o texto para possíveis correções, atitude exemplar.
Seu texto foi longo, mas não tem problema to acostumado em enfrentar longos textos, eu li e analisei tudo, letra por letra e você argumentou muito bem, defendendo seu ponto de vista, notei que tem certa formação, mas suas colocações estão um tanto distante da realidade da Igreja Católica, seus argumentos são os mesmos dos ensinados pelo protestantismo (que você afirmou que não é), Confesso que posso lhe mostrar o lado católico e que pra mim e pros grandes históriadores é verídico, mas iria me distanciar muito do tema do tópico, você tratou do papa, do batismo de crianças, da mesquinha "historinha" da fundação da Igreja católica por Constantino, você pode até encontrar videos do padre Paulo Ricardo e excelentes artigos de Dom Estevão Bettencourt grande teologo que até traduziu alguns livros da Bíblia de Jerusalém, explicando sobre essa confusão histórica elaborada pelas mentes de alguns que tentam a mais de um milênio destruir a Igreja, Falou do Vaticano, dos Santos e de muitos outros assuntos, cujo assunto distanciou do tema abordado neste tópico, não sei se é novo no fórum, mas as regras não permitem que esse tipo de coisa aconteça, porque sobre esses temas já existem outros tópicos disponíveis.
Se você tiver disposto em conhecer o lado católico posso lhe mandar por e-mail, ou esperar o surgimento de outros tópicos. Observei no seu relato que você abandonou o catolicismo e optou a não seguir nenhuma confissão (é uma escolha sua e eu respeito com toda certeza), mas na maioria das vezes quando abandonamos a Igreja começamos a ouvir e a buscar defeitos nela, e quem procura acha, a Igreja é pecadora, mas junto com os verdadeiros defeitos vêem também os falsos, as falsas acusações, as supostas teorias históricas, não sei se você já teve a oportunidade de fazer um curso de história da Igreja, mas nas universidades protestantes são ensinados horrores e até os históriadores laicos desmentem essas histórias, lhe aconselho que procure em boas fontes e dúvidar e questionar aquilo que lhe ensinam.

Deus te abençoe, e estude, estude mesmo a história da Igreja, ela não esconde verdades, como dizem por ai, apenas as pessoas muitas vezes por preguiça não buscam aprofundar-se e ficam apenas beirando as margens das histórias.
A Igreja Católica acolhe aos estudiosos, e se alegra com a sede de conhecimentos que eles a chegam.
Peço algumas desculpa aos moderadores do fórum por te também me distanciado um tanto do assunto abordado.
A Paz do Senhor Jesus esteja convosco!


Amado irmão/a, agradeço do fundo do meu coração ter-me ofertado um pouco do seu tempo.
Peço desculpa, eu sou novo mas conheço as leis deste tipo de forums e acredite já me dei conta que os nossos amigos moderadores são bem rígidos, mais um vez peço perdão mas tenho de terminar esta discussão amigável.
Primeiro, a igreja não é perfeita a única Igreja perfeita é a Espiritual Criada pelo Messia Yeshua e Governada pelo Pai Deus, jamais poderá dizer que o catolicismo é perfeito pois não, eles empregam todo o tipo de pessoas para trabalharem como sacerdotes, tem que haver algo de errado com a Igreja quando:

1-Existe um numero tão grande de padres que cometem atrocidades contra crianças.
2-Uma convivência no luxo quando o Messias viveu com e como os pobres.
3-Quando existe um lobby para homossexuais no interior do vaticano.
4-Quando os papas voltam a dizer que só eles podem ler e compreender as escrituras.
5-Um passado espalhando o medo.

Não vou entrar em detalhes até porque estou a sair de tópico mas acho que as discussões são mesmo assim, são como estradas que levam a vários caminhos e não só a roma.
Não podemos negar que a "santa" inquisição matou muitos que viam a fé de maneira diferente do catolicismo, mas não deixarei de admitir que a "santa" inquisição matou muitos praticantes de bruxarias e pagãos que faziam os seus rituais em florestas, ai acho muito bem e sem dúvida recorreram à lei de Moisés, mas no entanto mataram bons crentes cujo o coração não era pagão, nem feiticeiro.
Não esquecendo que todos nós devemos ter direito ás escrituras, nem todos nós sabemos latim e ir a uma missa sem se compreender o que o sacerdote diz sobre a lei e as escrituras é o mesmo que ouvir Deus e ignorar, a minha avozinha que Deus Nosso Senhor já levou ainda é desse tempo, um tempo em que as pessoas não percebiam as missas e na terra ninguém tinha a Bíblia pois o senhor "padre" dizia que era pecado ler a Bíblia sem se ser da igreja.
Eu sai do catolicismo por várias razões, um delas, alias duas e mais uma vez a minha avozinha que Deus levou, era uma senhora com uma fé católica incrível como muitos não têm, em sua casa um típico altar católico com Fátima (cujo o nome provém de uma das filhas de Mohammed conhecido como Maomé, o nome da filha foi dado à terra da actual fátima pois os mouros controlaram essa mesma região, quando chamamos fátima chamamos a filha de Maomé mas eu não acredito nesse dito milagre e muitos "padres" partilham esta minha não crença, enfim fica para um outro tópico), e uma estatueta de Yeshua (estatueta essa que reside em minha casa e a minha mãe a guarda com amor, não vou mentir planei-o ver-me livre da estátua assim que minha mãe falecer, não quero aquele item em minha casa pois Deus pediu para que não houvessem ídolos nas nossas casas nem para decoração, e isso eu cumprirei), e sob os esses ídolos as típicas velinhas.
Todos os domingos lá estava ela na igreja do Porto Brandão, uma vila pequena cuja a igreja ainda se mantém de pé, a igreja a s.José, era uma mulher de fé e claro um dia foi a Fátima e quis oferecer um colar de ouro (um ritual romano antigo) a uma estátua de Maria mãe terrena do Messias, o sacerdote claro na sua gula e avareza disse "Porque não troca o colar por dinheiro e oferece antes o dinheiro à santinha?", a minha avozinha horrorizada rejeitou e não ofereceu esse colar de ouro a ninguém.
Outro caso foi a minha mãe que quis benzer um crucifixo e pediu ao senhor "padre" da paróquia perto da zona para benzer o dito objecto, este claro apenas com uns movimentos rápidos benzeu e com um tom de despacho disse "em nome do Pai e do Filho, já está, boa tarde".
Estas foram algumas razões que me levaram a pesquisar o porque da igreja aceitar esta gente como sacerdotes que guiam o povo, mas conforme fui mais fundo nesse buraco vi coisas que destruíram a minha visão católica, ainda lutei, queria ser católico cresci a ser ensinado que os santos salvam e curam, cresci a ser ensinado que Deus não castiga e que é só um com Yeshua (isso é discutível mas fica para outro tópico).
Uma noite decidi ler as escrituras, fiz download grátis das escrituras para o meu telemóvel pois acredito que não devo pagar pela palavra de Deus.
O que eu li esmagou a minha noção da vida, e da igreja que tanto estimava pensado ser perfeita e a noiva de Deus.
Não era, mudou os mandamentos, usava ídolos, tomou o pagão e fez dele santo fardado, não ensinava o que Deus e Yeshua pregaram ou seja milhares de anos de pregação esquecidos e reinventados por mortais.
Mas depois procurei outra igreja e fui-me informar sobre os chamados "protestantes" esses comiam das mesmas mentiras só que mais loucas e mais fundadas sobre o luxo.
Fiquei confuso, mas parecia que Deus me dizia "Tu és o meu templo", e depois lembrei-me do que Yeshua disse:

Mateus 6:5-15
5 E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. 6 Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. 7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. 8 Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. 9 Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10 Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; 11 O pão nosso de cada dia nos dá hoje; 12 E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; 13 E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém. 14 Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; 15 Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.


Para quê os templos de pedra e calcário? Para que preciso eu de sacerdotes ou de a bênção de homens que pecam mais que eu?
O meu primeiro baptismo foi numa igreja por um padre, tinha 5 ou 6 anos, mas com 17 decidi aceitar Yeshua como meu Salvador e Messias, um dia na praia mergulhei a cabeça e pedi ao Senhor que me aceitasse no seu rebanho.
Hoje estou livre de missas, hóstias, vinho, saudar por obrigação.
Hoje oro com Deus e Yeshua por mi mesmo, como pão, bebo água e beijo por amor, sou mais feliz do que era, não preciso de pastores Yeshua chama por mi e eu reconheço a sua voz e caminho para ele!
Agradeço querer-me ajudar mas não posso aceitar tal gentileza eu sai da igreja por vi a corrupção e ouvi a corrupção, não procurei mais vencer o que já estava morto.
Não tenho que prestar culto a santos nem a homens, presto culto a Adonai e a Yeshua mas respeito o profetas e os mártires.
E ao contrário da igreja eu lembro-me de Abraão e Moisés, é neles que viram Deus e falaram ao povo, é em Deus e neles que me baseio não em "padres", frades e bispos que escreveram alguns livros.
Eu estudei muito meu amado/a irmão/ã senão não estaria aqui a falar destes pontos todos, seria eu um simples ignorante hipócrita.
Eu vi o bom e o mau, e sinceramente existe mais mau que bom tanto no protestantismo como no catolicismo, e aquilo que o amigo chama de "argumentos protestantes" são apenas argumentos históricos registados porque quem quis ler as escrituras e não podia com medo de ser morto.
A igreja matou Galileu por este defender algo que não era segundo os olhos da igreja, Deus no entanto apenas disse que a terra era redonda ou esférica nunca referiu que a terra era o centro o sol era o centro, no entanto com medo de perderem dinheiro e não fieis mataram e silenciaram milhares dizendo que estes estavam a desrespeitar as escrituras.
Não só simples argumentos protestantes são argumentos certos, ou vai dizer que a Bula da indulgência nunca existiu, ou que o vaticano não faz negócio com fátima tornando Yeshua numa mascote de marketing?
A igreja teve gente boa por detrás dela, mas eram poucos e muitos deles foram mortos pela sua bondade.
Irmão eu até falava do protestantismo mas se o fizesse estávamos aqui o dia todo, e penso que sabe que eles são pessoas de fé tal como você e eu mas que estão a ser cegos guiados por cegos, e cego quando guia cego caiem os dois num buraco e isto aplicasse com a sua igreja, muitos foram para o inferno por causa dela.
Lembre-se da guerra dos 100 anos, lembre-se de Joana D'ark, ela falava com Deus e foi ela que pôs fim a essa guerra entre franceses e ingleses, apenas Deus poderia ter feito isso, no entanto a igreja fez o mesmo que os fariseus fizeram a Yeshua, mataram o, neste caso a escolhida, Yeshua foi o Messias e será sempre MAIOR que qualquer escolhido mas o papel de Joana foi importante.
Desculpe mais uma vez, se houverem erros é porque já é tarde e estou cansado, obrigado, amo-o muito pois sei que tem muita fé, se precisar de algo nunca hesite em perguntar.
Que Deus e o seu Filho estejam consigo.
avatar
Yohanan

Mensagens : 12
Data de inscrição : 30/07/2013
Localização : Almada

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por RenatoPaulo em Sab Ago 03, 2013 6:04 pm

Eu quando era catolico,costumava pendurar um terço no espelho do meu automovel.
Para proteger pensava eu...
Quase todos os anos comprava um terço novo...
Mas nunca rezei com o terço.
Imagens da senhora de Fatima,nunca gostei delas.Desde crianca que essa crença mariana nunca me fascinou.

Algo estava errado comigo...quando ia a missa o padre levantava a hostia e eu ajoelhava-me porque via os outros tambem se ajoelharem...
Nao sentia nenhuma Fé com todos esses utensilios religiosos e apenas desejava ler a Biblia porque pensava apenas em Jesus.

Demorou mas tomei uma decisao.Nao quero ser catolico.
O que aconteceu comigo prefiro nao o dizer aqui.Pois cada um sabe de si.

Mas voltando aos objetos de devoção....os meus foram todos parar ao fundo de um rio.Tercos,imagens de santos,medalhinas benzidas ou por benzer...tudo foi para o fundo do rio.
Nao preciso dessas coisas.
Tenho a Biblia e chega para me ensinar.

Tambem nao sou protestante!Porque estou aprendendo a nao protestar.
Apenas estou contando o que se passou comigo e com esses objectos de devocao.
Para mim esta vossa igreja nada tem a ver com Deus e com Seus ensinamentos.Por esse motivo eu fuji de vcs.

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 43
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por mazzzo em Sex Ago 09, 2013 11:49 am

RenatoPaulo escreveu:Eu quando era catolico,costumava pendurar um terço no espelho do meu automovel.
Para proteger pensava eu...


Você pensava que o objeto terço iria te proteger como se ele tivesse algum poder para proteger você ? Ou era um gesto/sinal de que você queria a proteção de Deus para seu veiculo ?


Mas nunca rezei com o terço.

Crying or Very sad 






Imagens da senhora de Fatima,nunca gostei delas. Desde crianca que essa crença mariana nunca me fascinou.
Algo estava errado comigo...quando ia a missa o padre levantava a hostia e eu ajoelhava-me porque via os outros tambem se ajoelharem...
Nao sentia nenhuma Fé com todos esses utensilios religiosos e apenas desejava ler a Biblia porque pensava apenas em Jesus.


O que você diz é contraditório pois fala como se a "crença mariana" fosse algo alheio à Bíblia e concorrente de Jesus. E não é de jeito nenhum.
Só para você entender, é como se você dissesse:
" a Bíblia nunca me fascinou pois eu pensava somente em Jesus". Tem sentido isso ? A Bíblia é concorrente de Jesus ? não ! Por acaso Maria é concorrente de Jesus ? Não !


.

mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por RenatoPaulo em Sab Ago 10, 2013 6:51 am

Vc ainda esta muito "verde"para debater sobre as Escrituras.
Deve primeiro ficar maduro...

De momento vc diz coisas sem sentido nenhum e tudo confunde

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 43
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por mazzzo em Dom Ago 11, 2013 10:43 am

RenatoPaulo escreveu:Vc ainda esta muito "verde"para debater sobre as Escrituras.
Deve primeiro ficar maduro...

De momento vc diz coisas sem sentido nenhum e tudo confunde
E parece-me que você nem chegou a amadurecer.... de verde passou para podre e assim está.
Podre de achar-se muuuuuuuito mais do que realmente é...
Tadinho.... mais um que se vez igual ao Inri Christ...

Eu posso ser até verde em meus conhecimentos... o pouco que conheço já me dá convicção: sou Católico e jamais abandonarei a Igreja !!!!! O que esses, que já se acham maduros ? Babaquice !!!! Nem verdes como eu eles são... de verdes passaram a podres sem amadurecer.... se deixaram estragar com suas pretensões ridículas, com seus subjetivismos idolatra de si mesmos, e com suas mentiras tipo: que seguem a Bíblia (quando seguem a si mesmos), que confiam em Deus (quando confiam cegamente em si mesmos), etc.... que palhaçada ridícula ! Se fossem humildes e quisessem entender como os outros pensam mereceriam o meu respeito, mas desse jeito, achando-se mais do que os outros.... só posso considera-los Inri Christ....


mazzzo

Mensagens : 415
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Pinhalcity

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Ter Jan 14, 2014 10:09 am

Caro Yohanan,

Que a paz de Nosso Senhor esteja sempre no seu coração !

Perquirindo o conteúdo das suas postagens neste tópico, facilmente se percebe vários equívocos provenientes de uma interpretação atravessada das Sagradas Escrituras e da falta de conhecimento da história, como o Heli deixou transparente nas suas missivas.
No seu texto você se refere a alguns temas que, fugindo do objeto de estudo deste tópico, não correspondem as regras do nosso fórum, dentre os quais, a devoção a Virgem Maria e aos santos, a origem da Igreja, as indulgências, o primado de São Pedro e o calendário litúrgico, dentre outras questões que já foram abordadas em outros tópicos e que por esta razão não devem ser mencionadas aqui. Entretanto, algumas citações dos seus escritos estão desprovidas da verdade, de maneira que, embora fugindo um pouco das regras do nosso fórum no que diz respeito ao conteúdo de cada tópico, farei algumas observações que aqui estarão numeradas de acordo com as suas disposições no meu texto.


OBSERVAÇÃO 01

Está muito claro no seu texto que você não tem conceitos bem definidos a respeito de objetos de devoção e amuletos e, que por esta razão, não consegue fazer distinção entre uma e outra coisa. Neste sentido, a única vez que se referiu no seu texto ao objeto de estudo, o fez de forma equivocada e desprovida da verdade. Enquanto as Sagradas Escrituras nos exortam a “não anularmos a cruz de Cristo” (1Cor 1,17), a “nela nos gloriarmos” (Gl 6,14) e a “comportarmo-nos como seus amigos” (Fp 3,18), você afirma que “NÃO DEVEMOS REVERENCIAR A SANTA CRUZ E QUE ELA NÃO SIMBOLIZA NADA”. Assim, o seu pensamento aqui apresentado é antagônico ao que descrevem as Sagradas Escrituras.


OBSERVAÇÃO 02

No sentido de condenar as imagens e afirmar a idolatria como prática da Santa Igreja Católica, você afirma que “A FACE DE DEUS NUNCA FOI VISTA POR NINGUÉM SENÃO POR MOISÉS”.  É preciso verificar, no seio da Igreja que é detentora da  assistência infalível da Espírito Santo como Paráclito e Mestre da Verdade, qual o significado de ver a face de Deus no contexto do que está descrito a respeito de Moisés (Ex 3,16; 33,11; Nm 12,8; Dt 34,10) e, para além dele, as pessoas de Abraão (Gn 12,7; 17,1;18,1), Isac (Gn 26,2) e de Jacó (Gn 35,9), dentre outros personagens.

As mesmas Escrituras, na riqueza de seu conteúdo inspirado pelo Espírito Santo de Deus, afirma que Deus disse a Moisés: “Não me poderás ver a face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá (...) Então tirarei a minha mão e você verá as minhas costas, mas a minha face ninguém poderá ver” (Ex 33,20.23). Estas palavras do livro do Êxodo são referendadas no Novo Testamento por São João: “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito (Jesus), que está no seio do Pai, é quem O revelou” (Jo 1,18), numa demonstração inequívoca de que aquela “visão” que Moisés teve de Deus não diz respeito  ao sentido estritamente literal das Sagradas Escrituras.


OBSERVAÇÃO 03

Você afirma que “DEUS CONSIDERA QUE O ATO DA REPETIÇÃO DURANTE A ORAÇÃO É VISTO COMO ALGO PAGÃO E GARATE QUE QUEM REZA REPETIDAS VEZES NÃO PENSA NO QUE DIZ E JÁ ESTÁ EM OUTRAS COISAS”.  

Este seu pensamento também é contrário ao que nos ensinam as Sagradas Escrituras. No Salmo 135, por exemplo, a expressão “porque é eterna a sua misericórdia” é repetida por 25 vezes, valendo salientar que os Salmos são orações!!! As mesmas Escrituras descrevem que os santos, “nem de dia nem de noite descansam, dizendo: Santo, Santo, Santo, Senhor Deus todo poderoso, Aquele que é, que era e que será...” (Ap 4,8). Assim, de acordo com o seu pensamento, me parece existir um equívoco muito grande, uma vez que percebe-se que que Davi repetia as suas orações diante de Deus, e que os santos louvam a Deus de maneira ininterrupta repetindo a mesma oração. Por outro lado, neste seu colóquio,  salvo engano de minha parte, você parece atribuir a si mesmo a capacidade de perscrutar os corações dos homens e sondar-lhes os pensamentos, o que é atributo do Espírito Santo de Deus.


OBSERVAÇÃO 04

Você afirma que a “A IGREJA CATÓLICA TEVE O SEU INÍCIO COM O IMPERADOR CONSTANTINO I”  e afirma ainda que se fundamenta nos escritos da história. Entretanto, a história registra que o imperador Constantino I adotou o cristianismo como religião oficial do império romano no ano de 313, promulgando leis que, dentre outros aspectos, protegiam os sacerdotes cristãos contra as injúrias dos hereges, proibiam a morte de escravos pelos seus senhores e coibiam o adultério e o concumbinato. De maneira antagônica ao seu pensamento, o termo “IGREJA CATÓLICA” está historicamente documentado na Epístola aos Esmirniotas escrita por Santo Inácio de Antioquia entre os anos 68 e 107, no mínimo 196 anos antes do decreto de Constantino I que tornou o cristianismo religião oficial do império romano. Assim, percebe-se que as fontes históricas que fundamentam sua pesquisa estão com no mínimo quase dois séculos de atraso.


OBSERVAÇÃO 05

Você afirma que “A IGREJA MATOU GALILEU”, e isso não é verdade, embora que os protestantes tenham um grande interesse nesta afirmação, uma vez que a maneira mais fácil que encontram para angariar novos adeptos é denegrir a imagem da Igreja Católica e dos seus membros compósitos.  

É verdade que Galileu teve que ser inquirido em duas ocasiões e que depois de inquirido foi condenado ao confinamento no palácio do embaixador grão-duque de Toscana em Roma, sendo em seguida transferido para cumprimento do restante de sua pena na casa do arcebispo Piccolomini em Siena. Posteriormente retornou para a sua casa de campo em Arcetri onde morreu naturalmente rodeado de alguns dos seus discípulos e de sua filha Maria Celeste, sendo o seu corpo sepultado na Basílica de Santa Cruz em Florença. (VER: Section of room VII – Galilean iconography and relics).


OBSERVAÇÃO 06

Por ultimo, você afirma que “TEM QUE HAVER ALGO DE ERRADO COM A IGREJA”. Até certo ponto, não posso discordar dessa sua afirmação. Jesus fundou a sua Igreja se servindo de doze homens pecadores aos quais chamou de apóstolos. Não por acaso Felipe duvidou que o Pai e o Filho são um só !  Não por acaso Tomé duvidou da aparição de Jesus ressuscitado !  Não por acaso Pedro negou Jesus por três vezes e cortou a orelha de Malco !  Não por acaso Judas Isacriotes traiu Jesus com um beijo !  Não por acaso, com excessão de São João, todos os apóstolos se acovardaram e sumiram a partir da prisão de Jesus nos seus ultimos momentos !

Assim, percebemos com toda clareza que Jesus fundou a sua Igreja e a confiou a homens repletos de falhas, de pecados, e de tudo aquilo que concerne a natureza humana corrompida pelo pecado. E isso não foi por acaso, mas por exemplo!  Não foi por acaso que Jesus afirmou que “as potências do inferno não prevaleceriam contra a sua Igreja” (Mt 16,18).  Ao contrário, a  Igreja, enquanto não ascender aos céus, será perseguida e o inimigo investirá contra ela dentro e fora dos seus átrios. As Sagradas Escrituras nos mostram que a abominação adentrará o lugar sagrado (Mt 24,15), e muito do que estamos vendo no decorrer dos tempos, nada mais é do que a confirmação das palavras do Devino Salvador a respeito de sua Igreja. Portanto, muitos são os que, estando no seio da Igreja, erram e conduzem outras pessoas ao erro. Mas isso não significa que a Igreja esteja errada, uma vez que os erros são humanos. Muitas são as pessoas que erram, mas os seus erros, embora sendo reprováveis, não podem ser atribuidos a Igreja de forma generalizada. Por outro lado, muitos são os membros compósitos da Igreja que vivem retamente e que são verdadeiros exemplos a serem seguidos. Entretanto, os inimigos da Igreja não os observam pelo simples fato de não lhes interessar, uma vez que, na condição de inimigos da Igreja, fecham os olhos o que é santo e se preocupam de forma exclusiva em abrirem a boca para propagação do que é errado. O joio e o trigo permanecerão juntos até o dia da colheita quando o Senhor os separará e os enviará aos seus destinos definitivos.


OBSERVAÇÃO 07

Lamento que você tenha sofrido com erros de padres na Igreja, com maus exemplos e com contra-testemunhos das mais variadas modalidades. Mas lamento também e compreendo que, a exemplo dos protestantes de milhares de denominações, por não se apegar com todas as forças a Jesus, você tenha se deixado levar pelos ventos do protestatismo  para chegar a posição que chegou. Costumo afirmar para as pessoas que encontro nas minhas peregrinações que SE APEGUEM A CRISTO E NÃO AS PESSOAS, POIS QUANDO NOS APEGAMOS EXAGERADAMENTE AS PESSOAS CORREMOS O RISCO DE NOS DECEPCIONARMOS COM OS SEUS ERROS E, PIOR DO QUE ISSO, CAIMOS NO ERRO DE ACABAR POR NEGAR A JESUS E A SUA IGREJA POR CONSIDERARMOS AS ATITUDES HUMANAS MAIS IMPORTANTES QUE OS EXEMPLOS E AS PALAVRAS DO DIVINO SALVADOR.
_______________________________

Que Deus o abençoe e o reconduza ao aprisco do Divino Salvador !!!

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Objetos de devoção? ou Amuletos da sorte?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum