O Pai-Nosso na Missa

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Pai-Nosso

Mensagem por Bárbara em Qua Set 03, 2008 6:45 pm

Boa Noite!
Quando terminamos a oração do Pai-Nosso na missa não dizemos amém. Por quê?

Bárbara

Mensagens : 49
Data de inscrição : 13/08/2008
Idade : 28
Localização : Petrópolis/RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por alessandro em Qua Set 03, 2008 11:06 pm

Porque a oração continua....ou seja, nao se encerra com o "livrai-nos do mal"

alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Bri Pinho em Seg Out 13, 2008 2:32 pm

Complementando a resposta do Alessandro...
Também tinha essa dúvida até q me deram a resposta a seguir:

Durante a missa rezamos o Pai-Nosso sem finalizar com o “Amém”, porque a oração não acaba no “livrai-nos do mal” (como disse, corretamente, o Alessandro).
Em continuidade a oração, o celebrante fala: “Livrai-nos de todos os males, ò Pai e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador”.
Com isso, respondemos: “Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre”. E essa resposta equivale ao “Amém”.

Espero que você tenha entendido tal como eu entendi... Qualquer questionamento a mais estou aqui para ajudar.

Beijos...

Bri Pinho

Mensagens : 8
Data de inscrição : 13/10/2008
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Oração da Paz

Mensagem por Angelus Gautama em Seg Out 13, 2008 3:11 pm

Além disso, nós dizemos "Amém" após a oração da paz (Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz...).

Logo, se você entende que o Pai Nosso é um conjunto de pedidos a Deus, então você pode incluir essa oração "dentro" do Pai Nosso.

Lembrando que algumas pessoas gostam de rezar a oração da paz junto com o padre, o que contraria o rito litúrgico, salvo se o próprio padre convidar a assembléia a acompanhá-lo.

Angelus Gautama

Mensagens : 2
Data de inscrição : 13/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai nosso...

Mensagem por Davison em Seg Out 13, 2008 7:45 pm

Olá, o termo usado para a continuação da oração é "embolismo" que é feito somente pelo padre. Quanto ao "Amém" no final do Rito da Paz não tem muito a ver, pois é um outro momento, é o Rito da Paz, e o Pai Nosso termina após o embolismo com a doxologia, portanto o amém do rito da paz não tem nada a ver aqui.

Outro ponto é que não podemos mesmo que o padre mande, incentive, falar partes da Missa que são próprias dele, vale lembrar que esses padres que assim procedem estão errando, contrariando normas litúrgicas, estas por sua vez são o meio pelo qual a Igreja guarda a integridade do Mistério de conotações dúbias e até sacrílegas, e isso não é ser liturgista!!! A Sacrosanctum Concilium ao falar de participação ativa não fala de mudanças de papéis, leigo é leigo e exerce seu sacerdócio comum, padre é padre e exerce seu sacerdócio ministerial.

Vale indikar komo leitura o documento: Redemptionis Sacramentum, ele diz assim: n°4 "... não podem passar em silêncio os abusos contra a natureza da liturgia e dos sacramentos"

Abç!!!

Davison
Tira-dúvidas oficial: Liturgia

Mensagens : 154
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 28
Localização : Petrópolis RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Redemptionis Sacramentum

Mensagem por larissa em Qua Out 15, 2008 7:51 pm

Redemptionis Sacramentum:

http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/ccdds/documents/rc_con_ccdds_doc_20040423_redemptionis-sacramentum_po.html

larissa

Mensagens : 41
Data de inscrição : 10/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Paulinho Hernandes em Ter Dez 09, 2008 6:33 pm

eu tenho uma duvida de muito q esta comigo a muito tempo
em algumas paroquias no momento de rezar o Pai Nosso
os fies dao as maos uns aos outros,
e em outras paroquias elis elevam as maos ao alto.
qual que esta certa?

obrigado

fik na santa pax de Cristo Very Happy

Paulinho Hernandes

Mensagens : 4
Data de inscrição : 08/12/2008
Idade : 27
Localização : Surui/ RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pai Nosso na Santa Missa

Mensagem por Carlos Henrique em Qui Mar 12, 2009 11:51 pm

O Pai Nosso na Santa Missa não termina no "mas livrai-nos do mal". O celebrante faz uma "interrupção", dizendo "livrai-nos de todos os males, ó Pai...". Depois disso, dizemos: "pois Vosso é o poder...". Aí sim, terminamos a oração do Pai Nosso na Santa Missa. Very Happy

Carlos Henrique

Mensagens : 3
Data de inscrição : 12/03/2009
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Pai Nosso.

Mensagem por Carlos Henrique em Sex Mar 13, 2009 2:04 pm

O Pai Nosso é nossa oração dirigida a Deus. Levantamos as mãos para pedirmos, suplicarmos. Na oração do Pai Nosso, levantamos as mãos por isso.

Carlos Henrique

Mensagens : 3
Data de inscrição : 12/03/2009
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Tiago Rodrigues em Qua Mar 18, 2009 10:21 am

Paulinho Hernandes escreveu:eu tenho uma duvida de muito q esta comigo a muito tempo
em algumas paroquias no momento de rezar o Pai Nosso
os fies dao as maos uns aos outros,
e em outras paroquias elis elevam as maos ao alto.
qual que esta certa?

obrigado

fik na santa pax de Cristo Very Happy

Paulinho, estes dois gestos: Levantar ou dar as mãos na hora do Pai-nosso são gestos populares e que não são especificados nos livros liturgicos. Trata-se de uma tradição popular. Em alguns lugares como na Europa nenhum desses gestos são feitos, até mesmo em alguns lugares do Brasil, por exemplo no Rio de Janeiro.

Tiago Rodrigues

Mensagens : 10
Data de inscrição : 29/10/2008
Idade : 29
Localização : Petrópolis - RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Davison em Qua Mar 18, 2009 9:13 pm

Olá, a questão é interessante, por isso a divido:

1° Lembro que o tema "por que não falamos amém?" já foi previamente respondido, convido a dar uma olhadinha lá;

2° A questão propriamente, isto é, os gestos na Oração do Pai Nosso. Assim como o Tiago mencionou, não há, pelo menos nas fontes que conheço, nenhuma indicação quanto a essa postura "dar as mãos ou erguê-las", por isso, tentarei desenvolver por outro lado. Os gestos expressam segundo a IGMR a unidade dos fiéis, por isso, a Igreja salvaguarda não uma postura uniforme, mas que ao mesmo tempo não seja diferente ao ponto de parecer que cada pessoa está numa prática diferente. Para isso, lembro a dupla finalidade da liturgia: "Glorificação de Deus e santificação dos homens", assim, de tal modo nossas atitudes corporais devem ser que revelem nossa consciência naquilo que tomamos parte.

Portanto, por ora digo que se o padre nos convidar a dar as mãos que o façamos, se não, sigamos o costume desde que não contradiga as normas vigentes.

abç.

Davison
Tira-dúvidas oficial: Liturgia

Mensagens : 154
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 28
Localização : Petrópolis RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Alan em Qua Out 21, 2009 6:48 pm

Davison escreveu:Outro ponto é que não podemos mesmo que o padre mande, incentive, falar partes da Missa que são próprias dele, vale lembrar que esses padres que assim procedem estão errando, contrariando normas litúrgicas, estas por sua vez são o meio pelo qual a Igreja guarda a integridade do Mistério de conotações dúbias e até sacrílegas, e isso não é ser liturgista!!! A Sacrosanctum Concilium ao falar de participação ativa não fala de mudanças de papéis, leigo é leigo e exerce seu sacerdócio comum, padre é padre e exerce seu sacerdócio ministerial.

Entendo perfeitamente mas vejo de modo diferente , posso até estar errado e gostaria de um opinião em cima do que vou falar. Quando um Padre nos convida a orar junto com ele a Oração pela Paz eu não vejo como uma mudança de papéis mas uma soma destes, pois ele não passa a ouvinte pois continua fazendo o que normalmente faz, porém convida os irmãos a se juntarem a ele nesse pedido pela paz a Deus. Obviamente isso deve ser feito sempre com cuidado, pois as pessoas podem achar que podem participar de qualquer parte da missa na qual somente o celebrante fala e também discernimento por parte do Sacerdote para um cuidado ao convidar a assembléia na participação de momentos litúrgicos.

Paz e Bem

Alan

Alan

Mensagens : 230
Data de inscrição : 05/06/2009
Idade : 29
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Davison em Dom Out 25, 2009 9:10 pm

Amado irmão, nós tomamos parte na oração por meio da sagrado silencio, não nos ´e permitido fazer aquilo que é próprio do sacerdote ministerial.

Abç .

Davison
Tira-dúvidas oficial: Liturgia

Mensagens : 154
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 28
Localização : Petrópolis RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por são vieira em Seg Out 26, 2009 3:59 am

“Disse-lhe certo dos seus discípulos: ‘Senhor, ensina-nos a orar.’” — LUCAS 11:1.

uma oração muito importante e como tal referido contém pontos muito importantes...Jesus ensinou-nos a orar e a pedir as coisas mais importantes...

Ele lhes disse que deviam dirigir-se a seu Deus e pai como “Pai nosso, que estais nos céus”. (Mateus 6:9)




O pedido inicial estabelece logo as prioridades. Declara: “Santificado seja o teu nome.” (Mateus 6:9)
a santificação do nome de Deus deve ser de máxima importância para nós, porque o amamos e odiamos todo o vitupério que se lançou sobre o seu nome. Quando Satanás se rebelou e induziu o primeiro casal humano a desobedecer a Deus, caluniou o nome dele por questionar o modo em que Deus exerce a sua soberania universal. (Génesis 3:1-6) qual o nome então que devemos santificar por meio das nossas acções se "Deus" é apenas um titulo?

O segundo pedido na oração-modelo é: “Venha o teu reino.” (Mateus 6:10)
Ansiamos ver a vinda do Reino de Deus contra o iníquo sistema de coisas de Satanás, porque significará a santificação do nome sagrado de Deus que em português é usualmente Jeová e a eliminação de todos os que se opõem à soberania divina.

A seguir, Jesus ensinou os seus discípulos a orar: “Realize-se a tua vontade, como no céu, assim também na terra.” (Mateus 6:10)

Ao orarmos para que se cumpra a vontade de Deus, estamos pedindo, em outras palavras, que Jeová cumpra seu propósito original para a terra. Além disso, mostramos também que ansiamos ver a vontade divina feita em todo o Universo. Esforçamo-nos a evitar qualquer coisa que sabemos ser contra a vontade de Deus, Jeová.
no céu... foi feita desde o momento em que os anos (demónios) deixaram de ter acesso ás suas posições originais e foram confinados ao tártaro( escuridão espiritual quanto aos propósitos de Deus)

Na oração-modelo, Jesus mostrou que a nossa preocupação primária deve estar relacionada com o nome e a vontade de Deus.

“O pão nosso de cada dia nos dá hoje” (Mateus 6:11)
Em harmonia com o Pai-Nosso, podemos orar com fé que Deus providencie as nossas necessidades diárias, se o amarmos e lhe obedecermos.pois temos uma garantia e Deus não mente :

- mateus 6 26 Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?
27 E qual de vós poderá, com todos os seus cuidados, acrescentar um côvado à sua estatura?
28 E, quanto ao vestuário, por que andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam;
29 E eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.
30 Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?
31 Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
32 (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;
33 Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
34 Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

salmo 37: 25 Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão.

“E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;” (Mateus 6:12)
No registro que Lucas fez do Pai-Nosso, essas “dívidas” se referem aos “pecados”. (Lucas 11:4) Será que Jeová Deus realmente perdoará os nossos pecados?
Nosso Pai celestial está “pronto a perdoar” os pecados dos que o invocam arrependidos. Com a mesma certeza de que uma dívida pode ser totalmente cancelada, da mesma forma Jeová Deus pode perdoar completamente os nossos pecados.
No entanto, Jesus mencionou uma condição: para sermos perdoados por Deus temos de perdoar os outros. e perdoar não significa esquecer pois humanamente isso não é possivel mas não voltar a mencionar mais aquele erro mesmo que volte a pecar contra nós... é como se nunca tivesse acontecido...

“E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.” (Mateus 6:13)

Jeová não nos abandona numa tentação, nem nos faz cair no pecado. Sua Palavra declara: “Por coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova ele a alguém.” (Tiago 1:13) Deus permite que sejamos tentados, mas ele pode livrar-nos do Grande Tentador — o “mal” ou o "iniquo", conhecido como Satanás, o Diabo. e no fim da oração se diz amém...nas escrituras...

para quem não sabe o que significa "Amém"..é "certamente", "assim seja"... ou seja, concordamos plenamente com a oração que foi proferida... por isso temos de prestar muita atenção ás orações para dizermos ou não que concordamos...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 35
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Alan em Seg Out 26, 2009 10:32 am

são vieira escreveu:“E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.” (Mateus 6:13)
..... e no fim da oração se diz amém...nas escrituras...

Esse seu trecho de Mateus está no mínimo esquisito, pois, não achei em nenhuma tradução com o versículo similar ao que colocastes. E vale ressaltar também que Jesus quando ensinou o Pai Nosso não usou o "Amém" ao final da oração conforme as escrituras

[b]Mt 6, 9-13[b]
Eis como deveis rezar: PAI NOSSO, que estais no céu, santificado seja o vosso nome;
venha a nós o vosso Reino; seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
perdoai-nos as nossas ofensas, assim como nós perdoamos aos que nos ofenderam;
e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.


Paz e Bem

Alan

Alan

Mensagens : 230
Data de inscrição : 05/06/2009
Idade : 29
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Alan em Seg Out 26, 2009 11:04 am

Davison escreveu:Amado irmão, nós tomamos parte na oração por meio da sagrado silencio, não nos ´e permitido fazer aquilo que é próprio do sacerdote ministerial.

Abç .

Olá Davison

Lendo o Sacrosanctum Concilium eu mudei de opinião e concordo contigo. Está explícito no texto a seguir o porquê do Sacerdote não poder fazer esta alteração:



A autoridade competente
22. § 1. Regular a sagrada Liturgia compete ùnicamente à autoridade da
Igreja, a qual reside na Sé Apostólica e, segundo as normas do direito, no
Bispo.
§ 2. Em virtude do poder concedido pelo direito, pertence também às
competentes assembleias episcopais territoriais de vário género legitimamente
constituídas regular, dentro dos limites estabelecidos, a Liturgia.
§ 3. Por
isso, ninguém mais, mesmo que seja sacerdote, ouse, por sua iniciativa,
acrescentar, suprimir ou mudar seja o que for em matéria litúrgica.
A participação do povo também subentende o conceito do texto anterior :



A participação do povo
30. Para fomentar
a participação activa, promovam-se as aclamações dos fiéis, as respostas, a
salmodia, as antífonas, os cânticos, bem como as acções, gestos e atitudes
corporais. Não deve deixar de observar-se, a seu tempo, um silêncio sagrado.

31.
Na revisão dos livros litúrgicas, procure-se que as rubricas tenham em conta a
parte que compete aos fiéis.


Grato pela ajuda Davison


Paz e Bem


Alan

Alan

Mensagens : 230
Data de inscrição : 05/06/2009
Idade : 29
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por são vieira em Seg Out 26, 2009 1:21 pm

mencionei ferreira de almeida... uma das traduções mais usadas

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 35
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por alessandro em Ter Out 27, 2009 3:17 pm

ola vieira,
a tradução ferreira de almeida não é usada por católicos.

abraços

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!

alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por são vieira em Qua Out 28, 2009 4:55 am

alessandro, já não é, pois em portugal á se deixou de editar tal tradução mas é interessante que conheço católicos , pessoas conhecidas que têm essa tradução desde a quarta geração e é católica...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 35
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por alessandro em Qua Out 28, 2009 8:31 pm

nesta tradução não estão contidos os livros deuterocanônicos por exemplo.

no Brasil é de uso praticamente exclusivo dos protestantes.

abraços

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!

alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Alan em Qui Nov 05, 2009 7:56 pm

Voltando ao tema do tópico, estava a ler o IGMR e me deparei com essas duas instruções

IGMR n.153. Terminada a Oração do Senhor, o sacerdote, de mãos estendidas, diz sozinho, o embolismo: Livrai-nos de todos os males, no fim do qual o povo aclama: Vosso é o reino.
IGMR n.154. Em seguida, o sacerdote, de mãos estendidas, diz em voz alta a oração Senhor Jesus Cristo, dissestes; terminada esta, estendendo e unindo as mãos, voltado para o povo, anuncia a paz, dizendo: A paz do Senhor esteja sempre convosco. O povo responde: O amor
de Cristo nos uniu. Depois, conforme o caso, o sacerdote acrescenta: Meus irmãos e minhas irmãs, saudai-vos em Cristo Jesus.
O sacerdote pode dar a paz aos ministros, mas sempre permanecendo no âmbito do presbitério, para que não se perturbe a celebração. Faça o mesmo se por motivo razoável quiser dar a paz para alguns poucos fiéis. Todos, porém, conforme as normas estabelecidas pela Conferência dos Bispos, expressam mutuamente a paz, a comunhão e a caridade.
Enquanto se dá a paz, pode-se dizer: A paz do Senhor esteja sempre contigo, sendo a resposta: Amém.

A instrução número 154 não está tão explícita como a número 153 ao dizer "diz sozinho", talvez por isso alguns sacerdotes interpretem como sendo de opcional a participação ou não do povo mesmo estando dizendo "o Sacerdote", apesar de que para retirar essa dúvida eu usaria o texto do Sacrosanctum Concilium que citei acima

A participação do povo
30. Para fomentar
a participação activa, promovam-se as aclamações dos fiéis, as respostas, a
salmodia, as antífonas, os cânticos, bem como as acções, gestos e atitudes
corporais. Não deve deixar de observar-se, a seu tempo, um silêncio sagrado.

31.
Na revisão dos livros litúrgicas, procure-se que as rubricas tenham em conta a
parte que compete aos fiéis.

Então ao meu ver não é que o Sacerdote terá uma crise vocacional porque os fiéis falam a oração pela paz com ele, porém é sempre bom que se respeite as ordens vindas da Santa Sé, pois não somos donos da Sagrada Liturgia para que possamos mudar ela conforme os nossos desejos e opiniões.

Paz e Bem

Alan

Alan

Mensagens : 230
Data de inscrição : 05/06/2009
Idade : 29
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Yuri07 em Sex Nov 06, 2009 10:14 am

A liturgia é da Igreja e não de cada pessoa em particular, por isso é importante que sigamos as normas litúrgicas, inclusive para não corrermos o risco de nos desviar do seu sentido e do mistério que estamos celebrando.

Alessandro, mesmo uma tradução que não contenha os livros deuterocanônicos pode ser usada por nós católicos, desde que essa tradução não tenha desviado o verdadeiro sentido das Escrituras originais.

Yuri07

Mensagens : 173
Data de inscrição : 30/10/2009
Idade : 25
Localização : Recife, PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Ju Maria em Sex Nov 06, 2009 11:48 am

Yuri07 escreveu:Alessandro, mesmo uma tradução que não contenha os livros deuterocanônicos pode ser usada por nós católicos, desde que essa tradução não tenha desviado o verdadeiro sentido das Escrituras originais.

Oi Yuri!

Acho que o Alessandro não quis dizer que nós não podemos usar essa tradução. Ele quis dizer que ela não é muito usada por nós Católicos justamente por não conter os livros acima citados e que são usados em nossa Liturgia.

= )

Fiquem com Deus!!!

Ju Maria

Mensagens : 81
Data de inscrição : 01/09/2008
Idade : 30
Localização : Magé - RJ

Ver perfil do usuário http://twitter.com/jumariarj

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por alessandro em Sex Nov 06, 2009 9:28 pm

tópico editado para facilitar retorno ao tema.

abraços

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!

alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Davison em Qua Nov 11, 2009 9:07 pm

Olá amigos, creio que a questão do embolismo e de que os ritos devem ser observados assim como estão nos livros tem sido objeto constante de minhas reflexões, por isso podíamos encerrar esta discussão.

Só mais um ponto, um irmão falou que o pe. não teria uma crise pelo fato do povo fazer tal oração, tão pouco nós, os leigos participaremos mais porque nos deram mais uma parte.

Lembro que ali, na oração da Paz é o sacerdote, e lembremos a sagrada doutrina In persona Christi que pede, suplica pela Paz. O nosso mediador, aquele que oferece em nosso favor o Santo Sacrifício.

Abç.

Davison
Tira-dúvidas oficial: Liturgia

Mensagens : 154
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 28
Localização : Petrópolis RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Pai-Nosso na Missa

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:09 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum