Jesus, um marco histórico

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Jesus, um marco histórico

Mensagem por Juliana Correia em Qua Dez 10, 2008 7:37 pm

Oi Levi!!

Tenho uma curiosidade!!!

Quando aderiram esse tipo de contagem dos anos que utilizamos hoje, marcado como A.C. e D.C.? Quem decidiu isso?
A vinda de Jesus ao mundo é um fato tão especial para nós cristãos, mas houve alguma resistência de religiões não-cristãs quanto a contagem baseada no nascimento de Cristo?

acho que é isso...

Abraços
bounce
avatar
Juliana Correia

Mensagens : 22
Data de inscrição : 25/08/2008
Idade : 28
Localização : Petrópolis/RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por Rafaela Botelho em Qui Dez 11, 2008 7:37 pm

Oi Juliana.
Tudo bem?
Não sei se está correto, deixo para o Levi confirmar depois, mas pelo que li...

Esse sistema foi desenvolvido em Roma pelo monge Dionísio, em 527, que foi consequência de seu trabalho no cálculo da data da Páscoa Cristã.
O 'd.C.', é o Anno Domini ou Ano do Senhor, designado por "Era Cristã" ou "Era Comum" para os que evitam referências religiosas.
Nessa forma é utilizada a datação dos calendários Juliano e Gregoriano.

Judeus e Muçulmanos não utilizam essa forma. Mas, é padrão internacional, sendo reconhecida até pela ONU (Organizações das Nações Unidas) e/ou a União Postal Universal. Isso tanto pelo peso da tradição ocidental, quanto pelo fato de que o Calendário Gregoriano foi, durante muito tempo, considerado astronomicamente correto.

Fiquem com Deus
Very Happy
avatar
Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por Rafaela Botelho em Seg Dez 15, 2008 8:36 am

Ops... Organização*
avatar
Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por M.Levi em Qua Jan 07, 2009 12:29 am

Voltei, bem é isso mesmo que a Rafaela disse, em História temos o que chamanos de convenção, muito comum é só para facilitar na uniformidade na coleta e observação dos dados, e na verdade um dos calendários mais utilizados é o cristão, em deixar de existir tantos outros, ai é um ramo muito amplo, quando se trabalha com calendários, existe a sobreposição desses, quais medidas são utilizadas, se são solar ou lunar, etc.
Fica com Deus
avatar
M.Levi
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 147
Data de inscrição : 24/08/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por Vinicius em Qua Jan 07, 2009 11:58 am

Vale afirmar que no Oriente, China, Japão tem seus calendários, e no caso de uma relação internacional se usa o calendário cristão ocidental por uma força política, ou seja, os últimos impérios que dominaram a história pólitica, econômica e cultural foram ocidentais e cristãos. Hoje como sabemos presidente dos Estados Unidos manda na ONU e ela governa as relações internacionais, e os EUA são de origem prostestante ou seja cristã. Abraços
P.s.: veremos se isso vai mudar se o Império Chinês dominar o mundo. rsrs

Vinicius

Mensagens : 21
Data de inscrição : 07/01/2009
Idade : 34
Localização : Petrópolis, São José - Juiz de Fora

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por são vieira em Ter Jul 21, 2009 11:25 am

é interessante que A:D e D.C. indicam que o nascimento de jesus marcou duas épocas, ou seja nasceu no ano zero... mas é interessante que pela cronologia dos acontecimentos bíblicos mostra que jesus nasceu no ano 2 antes de nossa era, para além de que na numeração romana não existe zero... portanto as eras sao correctamente denominadas como AEC- antes da era comum e EC- era comum... o que sugere que o surgimento de Cristo não interferiu no calendário...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por alessandro em Ter Jul 21, 2009 1:10 pm

acredito que o amigo não conhece tão bem a história.

o marco zero é o nascimento de Cristo. o que acontece é que no momento em que foram feitos os cálculos houve um erro.
além disso não há como precisar exatamente o nascimeto de Cristo no ano 2 aC.

vários estudiosos apontam para uma data entre quatro e oito anos a. C.

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por são vieira em Ter Jul 21, 2009 2:04 pm

então explico melhor...

DETERMINAÇÃO PRECISA DO ANO


Um modo de se determinar o ano do nascimento de Jesus é considerar a profecia divinamente inspirada das “setenta semanas”, ou “setenta semanas de anos”, registrada em Daniel 9:24-27. (Matos Soares, 32.a ed.; veja a versão dos Missionários Capuchinhos, 6.a ed., nota ao pé da página; Tradução do Novo Mundo, nota ao pé da página na edição em inglês.) O anjo Gabriel disse ao profeta hebreu Daniel: “Desde a saída da palavra para se restaurar e reconstruir Jerusalém até o Messias, o Líder, haverá sete semanas, também sessenta e duas semanas [de anos, ou 483 anos].” — Dan. 9:25; Núm. 14:34; Eze. 4:6.

Quando começaram estes 483 anos? No outono (setentrional) de 455 A. E. C., durante o 20.° ano do Rei Artaxerxes, quando este monarca persa decretou que Jerusalém e suas muralhas deviam ser reconstruídas. (Nee. 2:1-8) Por conseguinte, este período de 69 “semanas” (483 anos) terminou no outono (setentrional) de 29 E. C. Foi então que o Messias surgiu em cena, pois foi neste ano que Jesus foi baptizado por João Baptista e tornou-se o Ungido ou Cristo, por ser ungido com o espírito santo de Deus. (Mat. 3:13-17) Incidentalmente, Lucas 3:1-3 indica que João iniciou sua actividade baptismal no “décimo quinto ano de Tibério César”, ano que se estendia de 17 de Agosto de 28 E. C. a 16 de Agosto de 29 E. C.

Que idade tinha Jesus ao ser baptizado? As Escrituras respondem: “O próprio Jesus, ao principiar a sua obra [logo depois de ser batizado], tinha cerca de trinta anos de idade.” (Luc. 3:21-23) Se contamos 30 anos para trás, partindo do batismo de Jesus em 29 E. C. (e devemos lembrar-nos de que não há ano zero entre os períodos A. E. C. e E. C. da cronologia), verificamos que ele nasceu em 2 A. E. C.

Esta data é apoiada pela profecia das “setenta semanas de anos”. Ela indica que o Messias seria morto, assim ‘fazendo cessar o sacrifício e a oferenda’, como não mais necessários, no meio da 70.a “semana”. (Dan. 9:27; Rom. 6:14; Heb. 7:26-28) Isto significa que o ministério de Cristo durou três anos e meio. Iniciou-se no seu baptismo em 29 E. C. e terminou com a sua morte no tempo da Páscoa de 33 E. C. (Luc. 22:7-20) Contarmos para trás 33 1/2 anos (a duração da vida terrena de Jesus) também nos ajuda a calcular o ano de seu nascimento com tendo sido 2 A. E. C.

QUE DIZER DO DIA?

Conforme notamos, Jesus morreu no tempo da Páscoa, que ocorreu por volta de 1.° de abril de 33 E. C. (Mat. 26:17-30) Visto que Cristo tinha cerca de 30 anos de idade quando iniciou sua obra, e seu ministério durou três anos e meio, ele tinha 33 1/2 anos de idade por volta do tempo da Páscoa, ou aproximadamente em 1.° de abril de 33 E. C. Cristo teria tido 34 anos de idade seis meses mais tarde, por volta de 1.° de outubro. Novamente contando para trás, temos de concluir que Jesus não nasceu em 25 de dezembro, mas por volta de 1.° de outubro do ano 2 A. E. C.

NÃO NASCEU NO INVERNO

O inverno não se ajusta às circunstâncias que cercavam o nascimento de Jesus 30 anos antes, em Belém. A estação chuvosa e fria, na Palestina, começa em fins de outubro e dura vários meses. Por volta de dezembro, Belém, igual à vizinha Jerusalém, tem freqüentes geadas à noite. E quão frio podia chegar a ser? Lemos sobre o Rei judeu Jeoiaquim: “O Rei estava sentado na casa de inverno, no nono mês [quisleu, correspondendo a novembro-dezembro], havendo um braseiro aceso diante dele.” (Jer. 36:22) Ele precisou deste calor para manter-se aquecido. Além disso, na Jerusalém pós-exílica, o povo que Esdras reunira a céu aberto durante o mesmo mês hibernal estava “tiritando por causa do assunto [em consideração] e por causa das chuvadas”. (Esd. 10:7, 9, 13) Merece ser notado que o mês seguinte, tebete (dezembro-janeiro), tinha as temperaturas mais baixas do ano, caindo ocasionalmente neve nas regiões montanhosas.

Augusto César ordenou um registro que resultou em coincidir com o tempo do nascimento de Jesus. Mas, acha que o imperador romano teria provocado desnecessariamente seus súditos judaicos, amiúde rebeldes, por decretar que deviam ir registrar-se na sua cidade natal durante o mês hibernal chuvoso e frio de dezembro, quando a viagem seria especialmente difícil? De modo algum.

Havia pastores cuidando dos seus rebanhos “ao ar livre” na noite em que Jesus nasceu. (Luc. 2:8-14) Mas a estação chuvosa começava no mês outonal de bul (outubro-novembro). (Deu. 11:14) Na última parte de outubro, quando começava o mês de bul, os animais já teriam sido levados a abrigos para passar a noite. Portanto, a presença de pastores nos campos abertos, durante a noite, harmoniza-se com outras evidências indicando que Jesus nasceu no começo do mês outonal (setentrional) de etanim (setembro-outubro).

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por M.Levi em Sab Jul 25, 2009 11:29 pm

Boa noite são vieira, seja muito bem-vindo, no que precisar manda aew.
Então são vieira, esse assunto é muito bom, gosto muito dessa temática e o quanto ela rende, até.
Em História se usa um termo chamado convenção, que está ligado à idéia de generalizações, para facilitar o estudo, a que se considerar a sobreposições de calendários e mesmo os usos políticos desses, como no caso da Revolução Francesa e Revolução Russa, onde por diversas vezes precisamos fazer transposições de datas, o quanto mais distante e menos importantes para o seu tempo, note que de maneira alguma estou desmerecendo a data do nascimento de Cristo, lógico que a data precisa do nascimento do Cristo é um Graal e isso não é uma ressalva, no entanto, o que importa é a mensagem trazida e mantida até nossos dias, por isso o quanto mais distante no evolver mais complicado se torna esse estudo.
Do concreto, sabemos que a Bíblia não é na concepção um documento histórico, não sou leviano a ponto de dizer que não há fatos históricos documentados na Bíblia, no entanto, no Estudo Histórico, uma fonte prescinde de algo externo a própria fonte que a determine como fato e ou documento. Nesse ínterim temos diversas lacunas bíblicas do ponto de vista historiográfico, pelo menos por enquanto, nenhuma dessas lacunas é ligada a fé. Notar que nesse mesmo ponto a tradição judaico-cristã inaugura o novo viés no devir histórico o que ainda é pertinente nessa questão do nascimento do Cristo, todavia, o que é a novidade trazida pela tradição judaico-cristã? A linearidade do tempo, um exemplo: Moisés vai ao monte em Êxodo 24, Deus chama Moisés, tudo muito bem, lá foi Moisés, ou seja, um encontro com Deus, tempo depois Moisés desse o monte e o que encontra em Êxodo 32, o famoso bezerro de ouro que o povo havia feito, de onde pode se concluir que enquanto Moisés estava com Deus o tempo seguiu, isso é o que chamamos linear ou também se usa em História o conceito de devir em tempo, ahhhh que grande novidade os leitores podem pensar de forma irônica né heheheheh. Na Historia hindu em determinada guerra, um deus precisa intervir na guerra para evitar que irmão matasse irmão, então o que ele faz ? Convida um dos príncipes para um agradável chá das cinco!!!! NÂO, ele para(stop) o tempo e em um miasma de tempo avisa ao príncipe que no exercito inimigo havia seu irmão !!!. Agora dá para perceber que nesse caso uma intervenção do deus foi paralela, ou seja, na compreensão das temporalidades, a História hindu não é linear e sim, cíclica, pq uma intervenção divina poderia alterar o ciclo, para que isso não acontece, a saída é a parada do tempo. O que isso tem haver com o nascimento do Cristo( Na sua condição de Deus), que Ele que veio para todos podem estar associado a um temporalidade especifica judaico-cristã, mesmo sua mensagem sendo universal, de onde se conclui que não importa a data e sim a mensagem como já havia escrito no começo do texto. Dando seguimento, graças ao monge Dionísio o Pequeno que baseado no calendário Juliano foi regulamentar as datas da Páscoa a pedido do Para João I, dando origem ao Liber de Paschate, o erro fica por conta da confusão no calculo, baseado em Lc 3,1 Jesus começou sua pregação no décimo quinto ano do governo de Tibério e em Lc 3,23 que diz que Jesus começou a pregar com cerca de 30 anos, isso quer dizer 782 da fundação de Roma, logo, ele, Dionísio subtraiu os cerca de 30 anos dos 782, chegando a ao de 753 ( Pq na verdade considerou que Jesus tinha 29 anos completos), onde está o erro ? Dionísio não levou em consideração outras pistas bíblicas para o nascimento de Cristo ( por isso chamei de Graal no começo do texto) a melhor indicação para a datação do nascimento de Cristo fica em Mateus, quando relata o recenseamento, sabemos que Herodes morreu em 750 a partir da fundação de Roma, ora, se Jesus nasceu em 753, sendo assim Herodes morreu em 4 a.C. Como Herodes pode ter feito o recenseamento em 749 ou 750, fato : Herodes fez o recenseamento, de onde se conclui que Jesus não nasceu em 753, eu acho hehehe, as dificuldades matemática e astronômicas para a datação era muitas, resolvida só no século XVI com a ajuda dos Jesuítas. Segundo o grande mestre D. Estevão, são diversos estudos, vou citar alguns que estou baseado em um texto de D. Estevão segundo as tentativas de datação :

ano de 742 a.U.c.¹ = 12 a.C.: sentença defendida por A. STENTZEL, Christus und sein Stern (Cristo e sua estrela). Hamburgo 1913; F. WESTBERG, Zur neutestamentlichen Chronologie, pp. 37-49.

744 a.U.c. = 10 a.C.: VAN BEBBER, Zur Chronologie des Lebens Jesu, Münster 1898, pp. 137-143; ARGENTIERI, Nuova determinazione della Cronologia neotestamentaria, Aquila 1914, pp. 5-9.

745/6 a.U.c. = a.C.: E. POWER, Biblica 9 (1928) p. 280.

746 a.U.c. = 8 a.C.: VILECKY, Quando Christus mortuus est? Pragae 1892, p.8.

746/7 a.U.c. = 8/7 a.C.: G. MACKINLAY, Expositor VIII/14 (1917 II), pp. 362-76.

747 a.U.c. = 7 a.C.: MANN, Of the true Years of the Birth and of the Death of Christ. London 1733, pp. 46. 75; D. HANEBER, Geschichte der Offenbarung. Regensburg 1876, p. 537; H.H. KRITZINGER, Der Stern der Weisen, Gütersloh 1911, pp. 98.. 104; O. GERHARDT, Der Stern des Messias, Leipzig 1922, pp. 105. 110; L. FONCK, Verbum Domini 7 (1927), p. 370.

747/8 a.U.c. = 7/6: W. BEYSCHLAG, Leben Jesu, Halle 1902, 1, 144; J. LEBRETON, La vie de Jésus-Christ, Paris 1931, pp. 868.

747/9 a.U.c. = 7/5 a.C.: DIDON, Jésus-Christ, Paris 1891, p. 390.448; L. MECHINEAU, Vita lesu Christi, Paris 1895, p. 28.

749 a.U.c. = 5 a.C.: NATALIS ALEXANDER, Historia Ecclesiastica 3 (1730), p. 74; J.H. FRIEDLIEB, Geschichte des Lebens Jesu, Breslau 1853, p. 91; P.F. HENRY, Les Deux Grandes Dates de l’Histoire, Avignon 1930, pp. 1-7; M. J. LAGRANGE, Synopse des quatre Evangiles, Paris 1927, p. 35; LAGRANGE, L’Evangile de Jésus-Christ, Paris 1928, p. 44.

752 a.U.c. = 2 a.C.: CH. E. CASPARI, Chronologisch-geographische Einleitung zum Leben Jesu, Hamburg 1869, p. 51; M. HETZENAUER, Theologische Quartalschrift 49 (1896), pp. 72-80; HENNEN, Pastor Bonus 44 (1933) p. 23s.

754 a.U.c. = 1 d.C.: K. HASE, Geschichte Jesu, Leipzig 1876, p. 209.

Abraço e Fica com Deus
avatar
M.Levi
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 147
Data de inscrição : 24/08/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por M.Levi em Sab Jul 25, 2009 11:34 pm

Isso para questão do ano e do dia 25....
avatar
M.Levi
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 147
Data de inscrição : 24/08/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por são vieira em Dom Jul 26, 2009 4:13 am

peço desculpa mas não percebi nada dessas contas...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por M.Levi em Dom Jul 26, 2009 7:19 am

Olá, Não precisa pedir desculpa. Em relação a quais contas vc se refere ?
A primeira foi a feita por Dionísio para a determinação do ano de nascimento do Cristo e a posterior confusão do ano. As outras citações são referentes a pesquisas que foram feitas para aproximar a data levando em conta outros fatores que não em Lucas Lc 3,1 e Lc 3,23
avatar
M.Levi
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 147
Data de inscrição : 24/08/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por são vieira em Dom Jul 26, 2009 10:21 am

independente do calendário que eventualmente se basearam existe a questão de Jesus ter nascido dia 25 dez. mas o relato biblico mostra que não podia ter sido nessa altura mas uns meses antes e que esta data só foi atribuída ao nascimento de Cristo por Constantino, o imperador e era para agradar tanto a "cristãos" como pagãos, visto que constantino era pagão e dia 25 dez. comemoráva-se o celesticio do inverno decidiu cristianizar tal festa... tanto que o natal que conhecemos por tradição tem bastantes semelhanças áos rituais lá realizados pelas pessoas...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por M.Levi em Seg Jul 27, 2009 1:37 am

Não foi Constantino I que atribui o dia 25 de dezembro, parece ter sido São João Crisóstomo em 379/380, só que isso não é importante, a famosa festa “Nascimento do Sol Invicto” foi fundada em 274/275 por Aureliano, que queria fazer uso político dessa data, pois estava em franca decadência o paganismo romano, em virtude de o próprio Império ir mal das pernas. Estudos proeminentes sugerem (nota: “sugerem”) que vários cristãos procuraram datar o nascimento de Cristo, bem antes de Constantino I, e até mesmo antes de Aureliano. Fato tem razão nas suas premissas quando relata a questão do clima (sucessão habitual de estado do tempo) de onde se conclui que dificilmente Cristo nasceu no dia 25 de dezembro.
avatar
M.Levi
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 147
Data de inscrição : 24/08/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jesus, um marco histórico

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum