“Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

“Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por frei anderson em Qua Dez 24, 2008 6:37 pm

Minha colega de teologia fez este trabalho e gostaria de saber se alguém tem um pensamento diferente:

http://www.itf.org.br/index.php?pg=artsuzana

Introdução
Este tema – o justo que sofre – não
é um assunto novo, ele remonta até cerca de 2000 anos antes de Cristo,
a época dos sumérios .
Neste trabalho de pesquisa do Livro de Jó vamos perceber que a temática
do justo que sofre é colocada de encontro com a teologia da
retribuição, pois, de acordo com esta, o sofrimento era fruto do pecado
daquele que sofre e o justo, ao contrário, teria a garantia de Deus de
que ficaria livre de qualquer sofrimento .
A partir de Jó, brota a “crise da sabedoria”, pois este sistema
teológico não funcionava e com isto, “o próprio sistema é colocado em
xeque” .
Através deste trabalho exegético sobre o livro de Jó tentaremos extrair
de que forma o sofrimento não interfere na fidelidade ao Deus único e
que os questionamentos que surgem a respeito do sofrimento podem nos
dar impulso em direção a uma mudança na realidade que nos cerca e na
forma como nos relacionamos com as pessoas e com Deus.
Faremos, então, uma pequena abordagem em relação à teologia da
retribuição e nas considerações finais faremos uma atualização da
mensagem do livro de Jó onde iremos verificar que lições nós podemos
tirar para a nossa vida pessoal e pastoral.

Maiores informções:
http://www.itf.org.br/index.php?pg=artsuzana

frei anderson

Mensagens : 4
Data de inscrição : 24/12/2008
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Pe. Anderson em Sab Jan 03, 2009 5:24 pm

Caro frei Anderson,

Seja muito bem-vindo no nosso fórum. Temos uma imensa alegria em poder compartir nossos conhecimentos sobre a nossa fé e assim podermos aprofundar no tesouro da nossa fé.

Eu li rapidamente o trabalho que voce nos apresentou e me pareçe muito bom. Está bem de acordo com o que eu estudei na Teologia e nao tenho uma opiniao distinta sobre a tese geral do trabalho. Mas nao sei se voce gostaria de debater alguma idéia específica do trabalho ou que nós aqui tentemos aprofundar algum aspecto da questao do sofrimento na Bíblia. Portanto, se for o caso, especifique um pouco mais sua questao e talvez possamos ter um interessante debate aqui.

Muito obrigado por sua participaçao, esperamos poder ajudar em algo com nossos irmaos na fé. Um abraço.

Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 34
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Rafaela Botelho em Qui Jan 15, 2009 12:40 pm

Olá
Como vão?

Eu li o trabalho tem dias, mas...
Bom, pelo que entendi (e aguardo confirmação do autor do tópico, frei Anderson) ele quis dizer que Jó não "merecia" o sofrimento, e que este não intefere na fidelidade de Deus. Mas, ele gostaria de saber se alguém pensa o contrário... Se alguém pensa que o justo realmente não deve sofrer.

É isso?

Fiquem com Deus
Very Happy

Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Seg Nov 09, 2009 11:27 pm

Meu Caro Frei Anderson,

Ainda não fiz a leitura do trabalho, entretanto, ao ler sua introdução, lembrei-me de uma palavra que recebí no confissionário quando era seminarista capuchinho: "Meu filho, se entrares para o serviço de Deus, (...) prepara a tua alma para a provação (...) Pois é pelo fogo que se experimentam o ouro e a prata, e os homens agradáveis a Deus, pelo caminho da humilhação" (Eclo 2,1-5)

Vemos Jesus afirmar: "No mundo tereis aflições. Coragem! Eu venci o mundo" (Jo 16,33).

Penso o sofrimento do justo como algo que redime a si mesmo e aos outros.

Esta semana, no primeiro horário de folga, vou ler o trabalho.

Um abraço,

EM JESUS E MARIA

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Ter Nov 17, 2009 4:43 am

Como entender o sofrimento humano e, de modo especial, o sofrimento do justo ?
De maneira primária, entender o sofrimento e a provação enviados por Deus ao homem, nos leva a revisitar a sua origem nas Sagradas Escrituras. No livro do Gênesis, vamos encontrar o sofrimento como herança do pecado (Gn 3,17-19). Entretanto, numa analogia mais profunda, o sofrimento se manifesta como sinal do amor de Deus, como algo que purifica o justo de suas imperfeições, dando-lhe momentos para experimentar a virtude e caldear a fortaleza moral na luta constante contra as dificuldades da vida, sabendo que o sofrimento é redentor e que edifica o homem até o seu derradeiro momento (Eclo 2,1-6).
O problema do sofrimento, sobretudo do sofrimento do justo, considerando o contraste com a felicidade dos maus, é exacerbadamente exposto nas Sagradas Escrituras, e de modo mais específico, no livro de Jó.
As angústias e as inquietudes sentidas pelas almas piedosas em face ao espetáculo da felicidade dos ímpios é descrita nos salmos 37, 38, 48, 72 e 91. Se por um lado, nestes salmos, fica clara a angústia e um certo inconformismo humanos, fica também transparente a crença dos antigos hebreus numa retribuição imediata da fidelidade que contraria o pensamento em uma vida futura monótona e triste na habitação dos mortos. Diante do espetáculo da felicidade dos ímpios, o salmista permanece inquieto. É como se questionasse o porquê do sofrimento dos justos. Sua incerteza não se dissipa enquanto não se coloca diante do santuário onde se depara com os segredos dos santos conselhos divinos, pois é diante do santuário que ele compreende a diferença entre a sorte dos ímpios que serão dispersos e a recompensa dos reservada para os justos que florecerão como a palmeira e elevar-se-ão como o cedro do Líbano. Neste sentido, comentando sobre a questão do sofrimento humano, afirma Podechard: "Se Deus dava aos homens a intensa sensação da vaidade do mundo presente, é que lher queria reservar outro mundo, e se os convidava a medir a pequenez das alegrias terrestres, é que lhes preparava outras bem maiores." (Podechard, E. L'Ecclésiaste, Paris, 1912, p. 197)
CONTINUO MAIS TARDE !
Fiquemos com Deus !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por são vieira em Ter Nov 17, 2009 6:57 pm

cito...De maneira primária, entender o sofrimento e a provação enviados por Deus ao homem

há uma grande diferença entre permitir e causar...

tiago 1:13-Ninguém, quando for tentado, diga: É Deus quem me tenta. Deus é inacessível ao mal e não tenta a ninguém.

a questão de Jó é que ele não sabia quem estava por traz do seu sofrimento mas nós sabemos pelo relato do cap. 1 e 2- foi Satanás quem afligiu Jó até ao limite... e por falta de seu conhecimento atribuiu o seu sofrimento a Deus

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 35
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Ter Nov 17, 2009 10:14 pm

Meu Caro Vieira,

Que a paz do Senhor esteja com você !

Concordo com você quando afirma que há uma grande diferença entre permitir e causar. Entretanto não posso concordar quando, ao citar Tg 1,13, você iguala o sofrimento ou a provação com a tentação, quando são coisas completamente distintas.

Como o texto a que me referi foi Gn 3,17-19, retrocedendo ao versículo anterior, encontramos o seguinte: "E a mulher (o Senhor Deus) disse: multiplicarei sobremodo os sofrimentos da tua gravidez; em meio às dores darás à luz filhos" (Gn 3,16).

Observe-se que o Senhor Deus diz que multiplicará os sofrimentos e não que os permitirá (muito embora que os permita também).

Poderia citar outras passagens das Sagradas Escrituras, o que não fiz por considerar o exemplo de Gn 3,16 muito claro e esclarecedor neste sentido.

Fiquemos com Deus !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por são vieira em Qua Nov 18, 2009 5:09 am

Flávio, o que Tiago mostra é que muitas vezes o que nos causa sofrimento são as nossas escolhas e isso pode trazer sofrimento mas a tendência é culpar Deus pelas coisas más que nos acontecem...

como regra geral, o funcionamento imperfeito do corpo traria dor.

Concordemente, Deus disse (uma vez que, com frequência, as coisas que Ele permite são mencionadas como sendo feitas por ele): “Aumentarei grandemente a dor da tua gravidez; em dores de parto darás à luz filhos.” — Gên 3:16.

ambos deixaram de ter a bênção de Deus quer seja a gerar filhos e quer seja a cultivar a terra..e isto traz uma lição...

se não levarmos em conta aos mandamentos de Deus, não teremos a sua bênção na nossa vida e ela será muito mais difiultada...

um exemplo... todos nós lutamos para ter o pão de cada dia, mas se não colocarmos o 1ºmandamento na nossa vida alcançarmos essa provisão poderá ser difícil mas se estivermos a colocar a Deus mesmo acima de nós mesmos e isso significa abdicar de muita coisa, temos a garantia de que o pão de cada dia, o essencial para sobrevivermos, não faltará mesmo em tempos difíceis...vejam o exemplo de Jeremias, da viuva de Elias, etc... e leiam o salmo 37:25...é maravilhoso.

agora a questão é: será que confiamos plenamente em Deus ou nas nossas próprias forças?

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 35
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Seg Dez 28, 2009 5:02 am

Vieira escreveu: "Muitas vezes o que nos causa sofrimento são as nossas escolhas".
ISSO É VERDADE, MAS NÃO É UMA REGRA.
O pensamento de SãoTiago, repito, não tem este sentido. Sofrimento é uma coisa e tentação é outra completamente diferente, não existindo nada semelhante entre amabas.
Fiquemos com Deus !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por são vieira em Seg Dez 28, 2009 5:10 am

existem mais factores e isso concordo plenamente

(Eclesiastes 9:11) . . .Retornei para ver debaixo do sol que a corrida não é dos ligeiros, nem a batalha dos poderosos, nem tampouco são os sábios os que têm alimento, nem tampouco são os entendidos os que têm riquezas, nem mesmo os que têm conhecimento têm o favor; porque o tempo e o imprevisto sobrevêm a todos eles. . .

(1 João 5:19) . . .Sabemos que nos originamos de Deus, mas o mundo inteiro jaz no [poder do] iníquo

a biblia diz qual é a causa do sofrimento de jó

(Jó 1:6-12) . . .Ora, veio a ser o dia em que os filhos do [verdadeiro] Deus entraram para tomar sua posição perante Jeová, e até mesmo Satanás passou a entrar no meio deles. 7 Jeová disse então a Satanás: “Donde vens?” A isto respondeu Satanás a Jeová e disse: “De percorrer a terra e de andar nela.” 8 E Jeová prosseguiu, dizendo a Satanás: “Fixaste teu coração no meu servo Jó, que não há ninguém igual a ele na terra, homem inculpe e reto, temendo a Deus e desviando-se do mal?” 9 Então respondeu Satanás a Jeová e disse: “Acaso é por nada que Jó teme a Deus? 10 Não puseste tu mesmo uma sebe em volta dele, e em volta da sua casa, e em volta de tudo o que ele tem? Abençoaste o trabalho das suas mãos, e o próprio gado dele se tem espalhado pela terra. 11 Mas, ao invés disso, estende tua mão, por favor, e toca em tudo o que ele tem, [e vê] se não te amaldiçoará na tua própria face.” 12 Por conseguinte, Jeová disse a Satanás: “Eis que tudo o que ele tem está na tua mão. Somente contra ele próprio não estendas a tua mão!” De modo que Satanás saiu de diante da pessoa de Jeová.

Deus permitiu que satanás mostrasse a veracidade da sua teoria mas Deus conhecia bem o intimo de Jó que era recto e permitiu até certo ponto que satanás o afligisse...




são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 35
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Jan 02, 2010 6:42 am

Cara Conceição,
Nós somos protegidos por Deus. Ele coloca em nossa volta uma muralha de proteção (Jó 1,10), de modo que nenhum mal nos atingirá, uma vez que o Senhor nos manda seus anjos para nos guardarem em todos os nossos caminhos (Sl 90,10-11).
É de caráter imprescindível observar a conduta de Jó que, aos olhos de Deus, era uma pessoa justa, fiel, reta e irrepreensível. Porquanto, enquanto não houve a permissão de Deus, Satanás não teve qualquer poder sobre nenhum dos seus haveres.
Como você afirmou anteriormente, "se não levarmos em conta aos mandamentos de Deus, não teremos a sua bênção na nossa vida e ela será bem mais dificultada", o que não foi o caso de Jó, pois ele era irrepreensível aos olhos de Deus.
Aqui percebemos que toda essa história de Jó se constituiu em uma excessão de regra. Nela, o objetivo de Satanás era levar Jó ao desespero e à consequente blasfêmia contra Deus, o que absolutamente não conseguiu.
Devemos observar que, uma vez protegido por Deus, Satanás não teve poder algum sobre Jó por causa da sua fidelidade ao Senhor. Se somos fiéis, o Diabo não tem poder algum sobre nós, como não teve contra Jó.
Assim, Deus nos mostra que, como pela sua fidelidade, Jó não deu espaço para o Diabo, da mesma maneira, nós, pela nossa fidelidade, não damos também este espaço ao inimigo.
Sabemos que o fato a que nos referimos em relação a Jó, repito, foi uma excessão de regra, o que não nos acontece.
Dar entrada ao Diabo é algo que está submetido ao nosso livre arbítrio e não a Deus. Deus não interfere neste sentido.
O sofrimento humano faz parte da vida humana, como herança do primeiro pecado, mas a tentação é outra história, tem outro sentido, outra finalidade. Se resistimos ao Diabo, ele foge de nós (Tg 4,7); se nos aproximamos de Deus, Ele se aproxima de nós (Tg 4,8).
O sofrimento do justo é, pois, necessário. Se em Cristo fomos crucificados, o sofrimento que passamos ganha sentido na sua cruz. Se na Cruz de Cristo fomos redimidos, o nosso sofrimento vivido com resignação, é também redentor e, como diz São Paulo, completa na nossa carne o sofrimento de Jesus crucificado.
Grande abraço !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

LIVRO DE JÓ

Mensagem por Marcelo Ribeiro dos Santo em Dom Jan 03, 2010 3:34 pm

Caro frei anderson, boa tarde.

Gosto miuto do livro de Jó e estarei pesquisando sobre o assunto para postar minha opinião, espero ajudá-lo em algum esclarecimento ou até mesmo aprender sobre o mesmo.

Grato.

Marcelo Ribeiro dos Santo

Mensagens : 17
Data de inscrição : 03/01/2010
Localização : Jundiai - SP - BRASIL

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Marcelo Ribeiro dos Santo em Dom Jan 03, 2010 3:47 pm

Uma pergunta apenas quanto a questão: TEOLOGIA DA RETRIBUIÇÃO

Pelo titulo acima leva-nos a pensar que recebemos de acordo com nossos atos, se isto for verdade qual o ato de Jó que o levou a tanto sofrimento?
No cap.2 o próprio DEUS testemunha sua integridade, talves devemos nos atentar que por permissão divina Jó passou por tanto sofrimento e no final foi restitido sem ter mudado seu comportamento para com DEUS.
Então onde fica a TEOLOGIA DA RESTITUIÇÃO?
Obs: não consegui acessar o endereço do trabalho.

Marcelo Ribeiro dos Santo

Mensagens : 17
Data de inscrição : 03/01/2010
Localização : Jundiai - SP - BRASIL

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

"Adimpleo ea quae desunt passionum Christi in carne mea"

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qui Fev 04, 2010 9:26 pm

Amados Irmãos no Senhor Jesus
O sofrimento do justo, em um primeiro momento, nos parece algo que é imensamente injusto, da mesma forma que Cristo, sendo santo, justo e verdadeiro, injustamente sofreu na cruz pelos nossos pecados, para que deles fossemos redimidos.
Aqui me recordo de Dimas, o bom ladrão que, crucificado ao lado de Cristo o declara inocente e confessa não somente a sua fé no Divino Salvador que lhe garantiu estar naquele mesmo dia com ele no paraíso, mas ao mesmo tempo, declarando-se um grande pecador, confessa também ser merecedor do tal sofrimento e da tal morte. Revendo o texto bíblico a que me reporto, percebemos nele outra realidade que se configurou no outro ladrão que alí fora crucificado. Ele blasfemava fortemente, ele desafiava Jesus e o injuriava aínda mais perante os que presenciavam tão horrenda sena.
Fica muito claro que o sofrimento, como conseqüência do pecado, é para todos, sejam eles justos ou injustos. Entretanto, é a maneira com que se recebe o sofrimento que faz a diferença.
Se Cristo, sendo Deus, humilhou-se até a morte de cruz, seu exemplo nos convence de que o sofrimento é redentor, a partir do momento que o recebemos com resignação.
Aceitar o sofrimento não é fácil, mas compreendê-lo é possível e uma vez compreendido deve ser abraçado como bênção. Assim, o nosso sofrimento se torna redentor tal qual o sofrimento de Cristo, cujo único e perfeito sacrifício se complementa em nós como nos ensina São Paulo: "Adimpleo ea quae desunt passionum Christi in carne mea... Ego stigmata Domini Jesu in corpore meo porto" [Col 1,24; Gal 6,17] ("Cumpro na minha carne o que resta padecer a Jesus Cristo... Eu trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus").
Que o Senhor nos nos dê a sua bênção e nos encoraje para sabermos abraçar a cruz por amor !
Grande Abraço !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por são vieira em Seg Fev 15, 2010 12:16 pm

caro flávio, Deus não põe uma sebe á nossa volta e isso foi provado com Jó e incluindo com Jesus e todos os servos seus, como Estevão.

Jó 1:11, mateus 4:1-10, Atos 7:60, hebreus 11:37

Deus não nos protege de tudo pois só assim podemos provar a nossa fé, e se for necessário, até á morte.
mas, atenção, Deus não nos prova com coisas más. tiago 1:13-15

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 35
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Fev 17, 2010 7:15 am

Cara Conceição,
Que a paz do Senhor esteja no seu coração !
Me parece haver um eqüívoco de sua parte quando ao descrever que "Deus não nos prova com coisas más", visto que em nenhum dos meus colóquios fiz tal afirmação.
O seu colóquio deixa transparecer que afirmei o contrário, o que não é verdadeiro. Afirmar o contrário seria ser contraditório ou antagônico ao que está escrito nas Sagradas Escrituras. Assim, deve ter mais cuidado com o que escreve, com a colocação das palavras e, sobretudo, quando se servir do(s) nome(s) de terceiros.
Desde o início deste tópico tenho afirmado que "vejo o sofrimento como redentor", como nos ensina São Paulo (Ver Col 1,24; Gl 6,17). É por meio do nosso sofrimento que, uma vez resignados, participamos do sacrifício de Jesus.
Em relação à sebe que o Senhor Deus coloca à nossa volta, ela nem sempre nos nos livra do sofrimento, mas nos conforta, nos ensina a sermos resignados na hora do sofrimento, conferindo-nos uma sabedoria interior no sentido de que o nosso sofrimento complementa o sofrimento de Jesus crucificado. Do contrário, o próprio Jesus não teria morrido como morreu, nem vários dos seus profetas, dos seus apóstolos e de tantos cristãos e tantos santos.
Como afirmei no meu ultimo colóquio, "a maneira como enfrentamos o sofrimento é que faz a diferença!"
Fiquemos com Deus!

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por são vieira em Ter Fev 23, 2010 5:02 am

no seu quinto colóquio a contar para traz diz que Deus enviou o sofrimento...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 35
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qui Fev 25, 2010 5:41 am

Cara Conceição,
Quando afirmei que Deus enviou o sofrimento, na verdade me refiro à natureza da humanidade por Ele criada, na qual o sofrimento é parte integrante da vida do próprio ser humano. Deus o criou assim.
Se você for mais além na observação minudente dos meus colóquios, encopntrará no do dia 27 de novembro essa fundamentação, quando citei Gn 3,16.
Nela, o Senhor Deus afirma que multiplicará os sofrimentos da gravidez da mulher, e não que a partir daquele dia passaria a sofrer.
Observe que uma coisa é bem diferente da outra.
Com efeito, se Deus diz que multiplicará os sofrimentos, de maneira óbvia, compreende-se que os sofrimentos já exitiam em menor intensidade antes do primeiro pecado, quando Deus criara o homem.
Não se pode multiplicar algo que não existe, entende?
Assim, fica muito claro que o sofrimento foi permitido pelo próprio Deus como parte integrante da natureza humana.
Grande Abraço !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

O pecado, o sofrimento, a dor e a solidariedade HUMANA:

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Maio 06, 2010 12:44 pm

Idea Idea Idea
Gostava de falar sobre a DOR.
A DOR faz parte do sofrimento.
Se bem que a DOR é má quando não tem por alvo um objectivo de YHWH, podemos dizer que ela é uma bênção quando tem por objectivo a vontade de YHWH. Como?!
A DOR é um alerta a dizer-nos que algo está mal (quer física quer psicologicamente) e que por isso tem de ser corrigido.
A DOR sádica ou masoquista é um mal.
Mas que dizer no caso de Job?
YHWH permitiu o desafio de Satã. O visado foi Job.
Se nos colocarmos no lugar de YHWH a dor em Job foi boa porque serve para esclarecer algo de psicológico na mente de Satã que está mal.
Ao passo que se nos pusermos no lugar de Satã a DOR não serve para nada de bom já que é sádica: Satã é sádico, nos seus propósitos.
Job foi o visado tal como Yeshua (Jesus). Eles fazem parte da HUMANIDADE que é solidária no propósito criacionista de YHWH.
O que está em causa é o pecado a partir de Adão ( a semente da humanidade): O salário do pecado é a morte (e o sofrimento).
Portanto, todos sofremos, por nós mesmos e pelos outros.
Yeshua ao assumir a humanidade aceitou esse risco do qual não pode fugir.
Nós, ao fazermos parte do corpo do Cristo temos que sofrer como ELE sofreu, enquanto estamos neste sistema (ou ERA do pecado). Este sofrimento, difere da causa-efeito (pecaste logo sofres), mas é o sofrimento REDENTOR de Cristo.

Quanto ao sofrimento de Job, podemos dizer que embora Cristo ainda não tivesse vindo ao mundo, sofreu pelas mesmas razões como que associando-se ao Cristo que havia de vir, por isso penso que podemos dizer que Job faz parte do corpo do Cristo Redentor.

Conclusão, enquanto o «pecado» não for definitivamente vencido dentro da humanidade, temos que sofrer todos solidariamente. Se formos justos sofremos pelos outros, mas se formos injustos sofremos por nós e pelos outros. É como se a HUMANIDADE fosse um só HOMEM.

Depois de extinto o «pecado» na HUMANIDADE, então podemos dizer o que está em Apocalipse, cap. 21

«4*Ele enxugará todas as lágrimas dos seus olhos;
e não haverá mais morte,
nem luto, nem pranto, nem dor.
Porque as primeiras coisas passaram.»
5*O que estava sentado no trono afirmou: «Eu renovo todas as coisas.» E acrescentou: «Escreve, porque estas palavras são dignas de fé e verdadeiras.» 6*E disse-me ainda:
ȃ verdade!
Eu sou o Alfa e o Ómega,
o Princípio e o Fim.
Ao que tiver sede,
Eu lhe darei a beber gratuitamente,
da nascente da água da vida.
7*O que vencer receberá estas coisas como herança;
Eu serei o seu Deus e ele será meu filho;»


http://www.paroquias.org/biblia/?c=Ap+21

Então sim, deixaremos de sofrer por causa dos outros e cumprir-se-à a expressão atribuída a Yeshua em Apocalipse cap. 22

«12*Eis que Eu venho em breve e trarei a recompensa para retribuir a cada um conforme as suas obras.
13*Eu sou o Alfa e o Ómega,
o Primeiro e o Último,
o Princípio e o Fim.
14*Felizes os que lavam as suas vestes,
para terem direito à árvore da Vida
e poderem entrar nas portas da cidade.»

http://www.paroquias.org/biblia/?c=Ap+22

Espero que esse dia esteja para breve, num lugar onde habite a JUSTIÇA (2 Pe,3,13) e onde a «MORTE» (o nosso último inimigo) seja vencida. (1 Cor. 15,26)

http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=2+Pe+3,13
http://www.paroquias.org/biblia/index.php?c=1+Cor+15,26

Eu, nunca estudei teologia, mas é assim que penso.
Desculpem, se pensam de forma diferente. Eu respeito-os
Like a Star @ heaven .

Manuel Portugal Pires

Mensagens : 770
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 72
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sex Maio 07, 2010 4:10 am

Meu Caro Manoel,
Que a paz do Senhor Jesus esteja sempre no seu coração !
Que bom ter você conosco no nosso fórum! Seja bem-vindo, e que Deus o abençoe hoje e sempre!
Gostei muito da sua visão em relação a esta questão, pois a mesma retrata a doutrina católica como ela de fato o é. Não podemos compreender a dor humana se não a vemos como algo que redime, como algo que tem participação na Cruz de Nosso Senhor. Entretanto, para além do que é a dor em si mesma, das suas finalidades e de tudo o que ela encerra, você faz referência à visão celestial quando nos coloca a citação: "Ele enxugará as nossas lágrimas...". Com efeito, o centro da vida religiosa para nós católicos está, enquanto vivemos (fisicamente), na comunhão (EUCARISTIA) com o corpo e o sangue do Ressuscitado e, para além desta vida, na participação efetiva na ressurreição do dia final, quando seremos semelhantes a Ele porque O veremos como Ele o é. Então não haverá mais dor, nem morte nem sofrimento, nem lágrima, pois tudo será uma festa, uma alegria que não mais terá fim na presença do nosso Deus.
Fiquemos com Deus!

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 58
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Ago 04, 2011 1:10 pm

YHWH tem sido amoroso para com o homem, pois se apenas tivesse em conta a «lei da retribuição» toda a humanidade estaria perdida.
Por isso devemos encarar esta nossa vida terrena, como uma escola.
A aprendizagem que fizermos à custa da nossa dor e da dos demais, servirá para que nos comportemos melhor no mundo futuro e aceitemos a ajuda divina.
Porque então, como disse Yehshua:

11*Que o injusto continue a cometer injustiças; que o impuro continue a cometer acções impuras; o que é honrado continue a ser honrado e o que é santo santifique-se ainda mais.
12*Eis que Eu venho em breve e trarei a recompensa para retribuir a cada um conforme as suas obras.
13*Eu sou o Alfa e o Ómega,
o Primeiro e o Último,
o Princípio e o Fim.
14*Felizes os que lavam as suas vestes,
para terem direito à árvore da Vida
e poderem entrar nas portas da cidade.

15Fora os cães, os feiticeiros,
os luxuriosos, os assassinos,
os idólatras
e todos os que amam e praticam a fraude.
(Apocalipse 22)
Apocalipse cap 22

Manuel Portugal Pires

Mensagens : 770
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 72
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: “Livro de Jó: teologia da retribuição em xeque”

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:32 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum