Hora da morte

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hora da morte

Mensagem por sabina em Qui Abr 30, 2009 9:11 am

Olá,

Uma coisa que eu não sei (entre milhares Very Happy) , é o motivo porque precisamos de assistência divina na hora da nossa morte, pois é suplicado em diversas orações aos Santos e na Avé Maria. E o nosso Anjo da Guarda, não está do nosso lado nessa hora? Tem a ver com a batalha espirítual? E as pessoas que morrem repentinamente, sem darem conta que estão a morre?

Ainda com a morte, se Cristo ressuscitou dos mortos, porque até aos dias de hoje, nas nossas igrejas, Ele aparece ensanguentado e pregado na Santa Cruz? Isto porque tenho uma filha com dois anos, e tento protegê-la da imagens violentas, mas na igreja está Deus Cruxificado!? Like a Star @ heaven

sabina

Mensagens : 5
Data de inscrição : 13/04/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Rafaela Botelho em Qui Abr 30, 2009 11:39 pm

Olá Sabina,
Como vai?

Quanto a Jesus Crucificado, pode ter certeza que a imagem que vc vê nas Igrejas já é uma "proteção" a vc, porque como Jesus ficou de verdade chocaria muuuuuuito mais!
Essa imagem nos faz lembrar todo sacrifício de AMOR que Jesus fez por nós, pela nossa salvação.
E tenho certeza de que ela não fará mal à sua filha
=)


Fique com Deus
Very Happy
avatar
Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Resposta não oficial!!!

Mensagem por Milene Guimarães em Sab Maio 09, 2009 8:47 pm

A paz, querida!!!
Acho que uma leitura muito importante para a compreensão de nossa doutrina e, para lhe ajudar
a tirar um pouquinho sua dúvida é esta: ICor 1, 18-31. Fala sobre a importância da cruz, a importancia de
vermos que o Nosso Senhor está vivo, mas passou-e quis passar- pela morte para nos salvar...

"Os judeus pedem milagres, os gregos reclamam sabedoria, mas NÓS PREGAMOS CRISTO CRUCIFICADO, escândalo para os judeus e loucura para os pagãos; mas para os ELEITOS -quer judeus quer gregos- força de Deus e sabedoria de Deus."... (I Cor 1, 22-24.)

Leia e procure meditar! Converse também com o padre de sua paróquia quando tiver oportunidade.Tire suas dúvidas! Espero ter ajudado um pouquinho!!!
Deus abençoe!
avatar
Milene Guimarães

Mensagens : 45
Data de inscrição : 01/09/2008
Idade : 30
Localização : Magé

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Pe. Anderson em Seg Maio 18, 2009 12:16 pm

Caros amigos,

Respondendo rapidamente: pedimos assistência para a hora da nossa morte, porque nesse momento fica determinado nosso destino eterno: ou vamos para a alegria eterna junto de Deus ou para a separaçao radical e eterna de Deus (Inferno). Justamente logo depois da nossa morte vem o nosso juizo particular, momento em que vemos toda nossa vida e conhecemos o estado verdadeiro da nossa alma. Nesse momento conheceremos totalmente a opçao fundamental que fizemos na nossa vida: ou por Deus ou contra Ele.

Se uma pessoa morre sem a graça de Deus, (com algum pecado mortal na alma, sem arrependimento) essa pessoa está infelizmente condenada. Nao por limite na misericórdia divina, mas porque essa pessoa se fechou voluntariamente à misericórdia divina.

Sabemos que a Confissao Sacramental é o meio com o qual o Senhor perdoa nossos pecados mortais. Ao mesmo tempo, é doutrina comum da Igreja que a contriçao perfeita (dor por ter ofendido realmente ao amor de Deus e propósito de nao voltar a fazê-lo) perdoa os pecados mortais.

Pedimos auxílio para a hora da nossa morte para Deus nao permitir que nós morramos sem a Confissao Sacramental, para que nao tenhamos uma morte repentina ou para que se morramos sem a Confissao Sacramental, tenhamos a graça de ter a contriçao perfeita.

Quanto à segunda questao: a Cruz é de fato uma prova de amor por nós. Ao contemplarmos a Cruz devemos tentar dar uma adequada catequese sobre o amor infinito de Deus por nós. Segundo Santo Tomás, nao foi o sofrimento de Cristo o que nos salvou, mas o infinito amor com que Ele sofreu por cada um de nós.

Espero ter ajudado, que Deus os abençoe.
[i]


Última edição por Pe. Anderson em Seg Maio 18, 2009 12:18 pm, editado 2 vez(es) (Razão : "In necessariis unitas, in dubiis libertas, in omnibus caritas.")
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por [Arthur] em Seg Jun 22, 2009 4:32 pm

Eu tenho uma pergunta para fazer.
Um pouco antes de morrer minha avó dizia ver a minha bisavó, já falecida, ao seu lado.
Isso é possível ou seria apenas uma lembrança de minha avó?
Seá mesmo que na hora da morte reencontramos nossas pessoas amadas já falecidas?
avatar
[Arthur]

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/06/2009
Idade : 26
Localização : Magé

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Pe. Anderson em Qua Jul 15, 2009 11:12 am

Caro Arthur,

Seja bem-vindo no nosso fórum e muito obrigado pela sua participaçao. Sua pergunta é muito boa.

Nao quero duvidar da sua vó, mas creio que nós nao vemos nenhuma pessoa falecida na hora da nossa morte. Nunca falo por experiencia própria, mas me baseio em um texto bíblico: a parábola de Jesus sobre o pobre Lázaro e o rico epulao.

Nessa parábola, o rico quer voltar para avisar a seus irmaos sobre a possibilidade da morte eterna, caso esses nao se convertessem. Aí Jesus lhe disse que há um abismo impossível de se passar, entre os vivos e os mortos. Diz todo o texto de Lc 16, 19-31:

"Havia um homem rico que se vestia de púrpura e linho finíssimo, e que todos os dias se banqueteava e se regalava. Havia também um mendigo, por nome Lázaro, todo coberto de chagas, que estava deitado à porta do rico. Ele avidamente desejava matar a fome com as migalhas que caíam da mesa do rico... Até os cães iam lamber-lhe as chagas. Ora, aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos ao seio de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado. E estando ele nos tormentos do inferno, levantou os olhos e viu, ao longe, Abraão e Lázaro no seu seio. Gritou, então: - Pai Abraão, compadece-te de mim e manda Lázaro que molhe em água a ponta de seu dedo, a fim de me refrescar a língua, pois sou cruelmente atormentado nestas chamas. Abraão, porém, replicou: - Filho, lembra-te de que recebeste teus bens em vida, mas Lázaro, males; por isso ele agora aqui é consolado, mas tu estás em tormento. Além de tudo, há entre nós e vós um grande abismo, de maneira que, os que querem passar daqui para vós, não o podem, nem os de lá passar para cá. O rico disse: - Rogo-te então, pai, que mandes Lázaro à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para lhes testemunhar, que não aconteça virem também eles parar neste lugar de tormentos. Abraão respondeu: - Eles lá têm Moisés e os profetas; ouçam-nos! O rico replicou: - Não, pai Abraão; mas se for a eles algum dos mortos, arrepender-se-ão. Abraão respondeu-lhe: - Se não ouvirem a Moisés e aos profetas, tampouco se deixarão convencer, ainda que ressuscite algum dos mortos."

Creio que nesse momento sua vó pode ter se lembrado com especial realismo da pessoa que ela amava, isso é bastante natural e bonito. De qualquer forma, depois da morte é certo que nós nos encontraremos com todos as pessoas que nós amamos e que foram de nós para junto de Deus. Lá nossa memória permanecerá e faremos todos uma grande festa.

Santo Agostinho dizia: "o Céu é o lugar onde os amigos nao se separam. No Céu nao há despedidas".

Espero ter respondido à sua questao. Um grande abraço e que Deus o abençoe.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por [Arthur] em Sab Jul 18, 2009 9:38 am

Valeu Padre Anderson!
avatar
[Arthur]

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/06/2009
Idade : 26
Localização : Magé

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por são vieira em Sab Jul 18, 2009 11:50 am

é interessante a questão mas seria um um assunto a ser considerado á base da biblia e não segundo a interpretação particular de cada um . só Deus PODE EXPLICAR ALGO QUE NOS ULTRAPASSA, nao concorda? terei muito gosto em mostrar a resposta... primeiro temos de entender o que realmente acontece depois da morte e dai, ficará sem duvidas sobre o assunto. não há mistérios e Deus faz questão de nos dar respostas como nos diz amós 3:7... mas neste momento estou com pressa. atenciosamente

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por são vieira em Sab Jul 18, 2009 2:06 pm

olá,voltei com a resposta...
será que realmente necessitamos de alguma coisa quando morremos?
em parte alguma da bíblia mostra que quem morreu tivesse tido qualquer tipo de oração a favor ou outro tipo de ajuda mas indo direito ao assunto...
ecl. 9:5-10 nos diz que os mortos não amam, não sofrem e não têm qualquer actividade portanto estão inconscientes.
e a bíblia não distingue a morte do animal e do homem e diz que ambos têm o mesmo espírito e não são superiores a um ao outro-ecl.3:19
o que vai valer realmente á pessoa é o que fez durante toda a sua vida...e não é á hora da morte que é alterado pois Deus é justo e não é sentimentalista. então acaba tudo ai? não... há a esperança da ressurreição, ou seja, voltar a ter vida. Jesus demonstrou que isso é possivel ao ressuscitar lázaro entre outros... e isso acontecerá de forma global quando o governo de Deus estiver estabelecido na terra e os efeitos do pecado original tal como a morte desaparecerem... espero que com esta breve explicação o tenha esclarecido.mas é assunto para mangas... atenciosamente

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por [Arthur] em Dom Jul 19, 2009 5:04 pm

São Vieira
Gostei muito sua resposta mais eu fiquei com outra duvida...
Como assim a morte de um homem e a de um animal tem o mesmo valor?
Significa que ''aquelas pessoas que matam animais'' desrrespeitam o quinto mandamento não matar?
Aguardo resposta oficial.Obrigado
avatar
[Arthur]

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/06/2009
Idade : 26
Localização : Magé

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por são vieira em Dom Jul 19, 2009 6:12 pm

bem, depende... se for para o nosso sustento não é errado mas se for por maldade ou por desporto já é diferente... em provérbios é claro quando diz que termos de cuidar dos animais... são criação de Deus...
imagina um animal ir para o céu ou para o inferno quando se guiam apenas pelo instinto? não tem lógica e se Deus nos diz que é igual é no sentido que vamos para o mesmo sitio: a cova mas com uma diferença. ainda esperamos o tempo quando Deus estiver a governar haja a ressurreição mas isso só será no futuro em breve e só com os humanos pois para ressuscitar para a vida novamente é necessário adorar a Deus e os animais não fazem isso...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por alessandro em Seg Jul 20, 2009 3:00 pm

a parábola do rico e do lázaro citada pelo Padre anderson se pronuncia contra a doutrina da dormição.

além disso Cristo disse para um ladrão na cruz: hoje mesmo estará comigo no paraíso.

qto a Bíblia nao dizer nada sobre a oração dos mortos convido a amigo a uma leitura do livro II Macabeus.

abraços

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por são vieira em Seg Jul 20, 2009 4:11 pm

Interessante a questão...Era o Paraíso de Lucas 23:43 o céu ou alguma parte do céu?

A Bíblia não concorda com o conceito de que Jesus e o malfeitor tenham ido para o céu no dia em que Jesus lhe falou. Jesus havia predito que, após ser morto, não ressuscitaria senão no terceiro dia. (Luc. 9:22) Durante esse período de três dias ele não estava no céu, pois após a sua ressurreição ele disse a Maria Madalena: “Ainda não ascendi para junto do Pai.” (João 20:17) Foi 40 dias após a ressurreição de Jesus que seus discípulos o viram elevar-se da terra e desaparecer da vista deles ao começar a ascender aos céus. — Atos 1:3, 6-11.

O malfeitor não preencheu os requisitos para ir para o céu mesmo numa época posterior. Ele não ‘nasceu de novo’ — não tendo sido nem baptizado na água nem gerado pelo espírito de Deus. O espírito santo não foi derramado sobre os discípulos de Jesus senão 50 dias após a morte do malfeitor. (João 3:3, 5; Atos 2:1-4) No dia de sua morte, Jesus havia feito com ‘os que ficaram com ele nas suas provações’ um pacto para um reino celestial. O malfeitor não tinha tais antecedentes de fidelidade e não foi incluído. — Luc. 22:28-30.
Pelo que Jesus disse sobre o rico e o Lázaro, ensinou Jesus o tormento após a morte dos que são maus?

É a narrativa, em Lucas 16:19-31, literal ou meramente uma ilustração de outra coisa? A Bíblia de Jerusalém, numa nota ao pé da página, reconhece que é uma “história-parábola, sem qualquer nexo histórico”. Se fosse tomada ao pé da letra, significaria que os que gozam do favor divino caberiam todos no seio de um só homem, Abraão; que a água na ponta do dedo duma pessoa não seria evaporada pelo fogo do Hades; que uma mera gota de água traria alívio à pessoa que ali estivesse sofrendo. Parece-lhe isso razoável? Se fosse literal, entraria em choque com outras partes da Bíblia. Se a Bíblia fosse tão contraditória, será que alguém que ama a verdade a usaria como base de sua fé? Mas, acontece que a Bíblia não se contradiz.

Que significa essa parábola? O “homem rico” representava os fariseus. (Veja o versículo 14 .) O mendigo Lázaro representava o povo judeu comum que era desprezado pelos fariseus, mas que se arrependeu e cujos membros se tornaram seguidores de Jesus. (Veja Lucas 18:11; João 7:49; Mateus 21:31, 32.) A morte deles também era simbólica, e representava uma mudança de circunstâncias. Assim, os que outrora eram desprezados passaram a ter uma posição de favor divino e os que anteriormente pareciam favorecidos foram rejeitados por Deus, ao passo que eram atormentados pelas mensagens de julgamento proferidas pelos que eles haviam desprezado. — Atos 5:33; 7:54.

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por alessandro em Seg Jul 20, 2009 9:37 pm

o grande problema dos protestantes e da livre interpretação é que qdo interessa a Escritura é interpretada literalmente, qdo não se diz que é simbólico para nao enfrentar as dificuldades.

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por são vieira em Ter Jul 21, 2009 3:52 am

pois mas para chegarmos a uma conclusão correta temos de analisar o contexto e os ensinos bíblicos sobre determinado assunto... não nos esqueçamos que alguns ensinos são de origem pagã e não se harmonizam com a personalidade de Deus...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por alessandro em Ter Jul 21, 2009 1:18 pm

concordo que tem que se analizar o contexto. mas qdo um texto me incomoda, varrê-lo para debaixo do tapete é ser desleal com a Palavra de Deus.
abraços

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por são vieira em Ter Jul 21, 2009 1:53 pm

não entendi com o que quis dizer... quer dizer que temos de aceitar tudo o vem á rede em sentido espiritual? a bíblia incentiva-nos a ser selectivos... pois á coisas que não são verdade a respeito...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Pe. Anderson em Ter Jul 21, 2009 7:58 pm

Caros amigos,

Vamos ver com calma alguns textos bíblicos:

Havia um homem rico que se vestia de púrpura e linho finíssimo, e que todos os dias se banqueteava e se regalava. Havia também um mendigo, por nome Lázaro, todo coberto de chagas, que estava deitado à porta do rico. Ele avidamente desejava matar a fome com as migalhas que caíam da mesa do rico... Até os cães iam lamber-lhe as chagas.Ora, aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos ao seio de Abraão. Morreu também o rico e foi sepultado. E estando ele nos tormentos do inferno, levantou os olhos e viu, ao longe, Abraão e Lázaro no seu seio. Gritou, então: - Pai Abraão, compadece-te de mim e manda Lázaro que molhe em água a ponta de seu dedo, a fim de me refrescar a língua, pois sou cruelmente atormentado nestas chamas. Abraão, porém, replicou: - Filho, lembra-te de que recebeste teus bens em vida, mas Lázaro, males; por isso ele agora aqui é consolado, mas tu estás em tormento. Além de tudo, há entre nós e vós um grande abismo, de maneira que, os que querem passar daqui para vós, não o podem, nem os de lá passar para cá. O rico disse: - Rogo-te então, pai, que mandes Lázaro à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para lhes testemunhar, que não aconteça virem também eles parar neste lugar de tormentos. Abraão respondeu: - Eles lá têm Moisés e os profetas; ouçam-nos! O rico replicou: - Não, pai Abraão; mas se for a eles algum dos mortos, arrepender-se-ão. Abraão respondeu-lhe: - Se não ouvirem a Moisés e aos profetas, tampouco se deixarão convencer, ainda que ressuscite algum dos mortos.
Nesse texto vemos o que Jesus pensava sobre a morte. Dois homens morrem e vao para os seus respectivos lugares: um para o Céu, para o seio de Abraao; e o outro para o Inferno. Ambos se conheciam na terra e se reconhecem na vida após a morte. O rico sofre nas chamas e pede socorro para si. Lázaro goza junto de Deus, conscientemente. O rico pede para Lázaro voltar para a vida, para avisar os seus irmaos. Ele alí pensava nos seus irmaos, possuia pois memória viva.

Esse texto mostra claramente a consciencia dos mortos antes do Juízo final, durante a história na Terra. É apenas um dos textos bíblicos que Jesus ensina essa verdade.

Já lembramos aqui o texto da Transfiguraçao, quando Moisés e Elias aparecem conversando (rezando a) com Jesus. Esse texto tem sua explicaçao num outro de Marcos:

Ora, havia sete irmãos; o primeiro casou e morreu sem deixar descendência. Então o segundo desposou a viúva, e morreu sem deixar posteridade. Do mesmo modo o terceiro. E assim tomaram-na os sete, e não deixaram filhos. Por último, morreu também a mulher. Na ressurreição, a quem destes pertencerá a mulher? Pois os sete a tiveram por mulher. Jesus respondeu-lhes: Errais, não compreendendo as Escrituras nem o poder de Deus. Na ressurreição dos mortos, os homens não tomarão mulheres, nem as mulheres, maridos, mas serão como os anjos nos céus. Mas quanto à ressurreição dos mortos, não lestes no livro de Moisés como Deus lhe falou da sarça, dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacó (Êx 3, 6)? Ele não é Deus de mortos, senão de vivos. Portanto, estais muito errados.

Depois temos todas as visoes do Apocalipse, que mostram a Liturgia Celeste. Mostram os santos contemplando o Cordeiro Imolado e elevando suas oraçoes ao trono de Deus.

Depois disso, vi uma grande multidão que ninguém podia contar, de toda nação, tribo, povo e língua: conservavam-se em pé diante do trono e diante do Cordeiro, de vestes brancas e palmas na mão, e bradavam em alta voz: A salvação é obra de nosso Deus, que está assentado no trono, e do Cordeiro. E todos os Anjos estavam ao redor do trono, dos Anciãos e dos quatro Animais; prostravam-se de face em terra diante do trono e adoravam a Deus, dizendo: Amém, louvor, glória, sabedoria, ação de graças, honra, poder e força ao nosso Deus pelos séculos dos séculos! Amém. Então um dos Anciãos falou comigo e perguntou-me: Esses, que estão revestidos de vestes brancas, quem são e de onde vêm? Respondi-lhe: Meu Senhor, tu o sabes. E ele me disse: Esses são os sobreviventes da grande tribulação; lavaram as suas vestes e as alvejaram no sangue do Cordeiro. Por isso, estão diante do trono de Deus e o servem, dia e noite, no seu templo. Aquele que está sentado no trono os abrigará em sua tenda. Já não terão fome, nem sede, nem o sol ou calor algum os abrasará, porque o Cordeiro, que está no meio do trono, será o seu pastor e os levará às fontes das águas vivas; e Deus enxugará toda lágrima de seus olhos. (Apoc. 7, 9-16)


É interessante notar que esse texto está todo no presente. Nao é uma visao futura, mas algo que está acontecendo agora.
Quando, enfim, abriu o sétimo selo, fez-se silêncio no céu cerca de meia hora. 2.Eu vi os sete Anjos que assistem diante de Deus. Foram-lhes dadas sete trombetas. Adiantou-se outro anjo e pôs-se junto ao altar, com um turíbulo de ouro na mão. Foram-lhe dados muitos perfumes, para que os oferecesse com as orações de todos os santos no altar de ouro, que está adiante do trono. A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus.” (Ap 8,1-4);

O texto de Eclesiastes está no Antigo Testamento e deve ser entendido dentro da "Pedagogia divina"; nessa passagem está a crença da morte como um sono inconsciente, mas essa visao vai sendo modificada no próprio Antigo Testamento e recebe sua luz total da mensagem de Cristo. Ele é a chave de interpretaçao do Antigo Testamento.

Um grande abraço, se for preciso podemos continuar esclarecendo essa questao.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por são vieira em Qua Jul 22, 2009 3:42 am

bem... são textos um pouco diferentes de uns para os outros...

mas pegando por exemplo na transfiguração com Elias e Moisés tb é interessante o seu sentido...
Qual é o significado da transfiguração?

Na transfiguração de Jesus, Moisés e Elias também apareceram “com glória”. (Lu 9:30, 31; Mt 17:3; Mr 9:4) Fora predito que Deus suscitaria um profeta semelhante a Moisés, promessa esta que se cumpriu em Cristo. (De 18:15-19; At 3:19-23) Entre Moisés e Jesus houve muitas similaridades, tais como: criancinhas foram mortas na época do nascimento deles, embora eles próprios tenham sido poupados (Êx 1:20–2:10; Mt 2:7-23); ambos jejuaram por 40 dias (Êx 24:18; 34:28; De 9:18, 25; Mt 4:1, 2); ambos foram suscitados por Deus, nos interesses da adoração verdadeira e para realizar uma libertação (Êx 3:1-10; At 7:30-37; 3:19-23); cada um recebeu de Deus o privilégio de mediar um pacto com Seu povo (Êx 24:3-8; He 8:3-6; 9:15); ambos foram usados por Jeová para magnificar Seu nome (Êx 9:13-16; Jo 12:28-30; 17:5, 6, 25, 26).

Foi predito também que Deus enviaria Elias, o profeta, entre cujas obras achava-se a de fazer as pessoas de Israel se voltarem para o genuíno arrependimento. Enquanto Jesus estava na terra, João, o Batizador, fez uma obra desse tipo e serviu como precursor do Messias, cumprindo Malaquias 4:5, 6. (Mt 11:11-15; Lu 1:11-17) Mas, visto que a transfiguração ocorreu após a morte de João, o Batizador, o aparecimento de Elias nela indica que uma obra de restauração da adoração verdadeira e de vindicação do nome de Deus Jeová estaria vinculada ao estabelecimento do Reino de Deus às mãos de Cristo.

Na transfiguração, Jesus, Moisés e Elias falaram a respeito da “partida [uma forma da palavra grega é·xo·dos], que [Cristo] estava destinado a cumprir em Jerusalém”. (Lu 9:31) Este é·xo·dos, êxodo ou partida, evidentemente envolvia tanto a morte de Cristo como sua subsequente ressurreição para a vida espiritual.

Alguns críticos se têm empenhado em classificar a transfiguração como simples sonho. No entanto, como é óbvio, Pedro, Tiago e João não teriam tido exactamente o mesmo sonho. O próprio Jesus chamou o ocorrido de “visão” (Mt 17:9), não de mera ilusão. Cristo estava realmente ali, embora Moisés e Elias, que estavam mortos, não estivessem literalmente presentes. Eles estavam representados na visão. A palavra grega usada para “visão”, em Mateus 17:9, é hó·ra·ma, também traduzida ‘o que se vê’. (At 7:31) Ela não denota irrealidade, como se o ocorrido fosse fruto da imaginação dos observadores. Estes tampouco eram insensíveis ao que ocorria, pois estavam completamente despertos quando foram testemunhas da transfiguração. Eles realmente viram e ouviram com seus olhos e ouvidos literais o que aconteceu naquele momento. — Lu 9:32.

À medida que Moisés e Elias se afastavam de Jesus, Pedro, “não se dando conta do que estava dizendo”, sugeriu que se armassem três tendas, uma para Jesus, outra para Moisés e outra para Elias. (Lu 9:33) Mas, enquanto o apóstolo falava, formou-se uma nuvem (Lu 9:34), o que evidentemente simbolizava (como no caso da tenda de reunião no ermo) a presença de Deus no monte da transfiguração. (Êx 40:34-38) Da nuvem saiu a voz de Deus, dizendo: “Este é meu Filho, aquele que foi escolhido. Escutai-o.” (Lu 9:35) Anos depois, com referência à transfiguração, Pedro identificou a voz celestial como a de “Deus, o Pai”. (2Pe 1:17, 18) Na transfiguração, é evidente que Moisés e Elias representavam a Lei e os Profetas, que apontavam para Cristo, e nele se cumpriram. Embora no passado Deus tivesse falado por meio dos profetas, ele indicava que daquele momento em diante passaria a fazê-lo mediante seu Filho. — Gál 3:24; He 1:1-3.

O apóstolo Pedro considerava a transfiguração uma maravilhosa confirmação da palavra profética e, por ter sido testemunha ocular da magnificência de Cristo, pôde inteirar seus leitores ‘do poder e da presença de nosso Senhor Jesus Cristo’. (2Pe 1:16, 19) O apóstolo vira o cumprimento da promessa de Cristo de que alguns de seus seguidores ‘não provariam a morte, até que primeiro vissem o reino de Deus já vindo em poder’. (Mr 9:1) O apóstolo João talvez também tenha aludido à transfiguração, em João 1:14.

Jesus disse aos três apóstolos: “A ninguém conteis esta visão, até que o Filho do homem seja levantado dentre os mortos.” (Mt 17:9) Naquela ocasião, eles realmente se refrearam de contar o que viram a quem quer que fosse, pelo visto até mesmo aos outros apóstolos. (Lu 9:36) Ao descerem do monte, os três apóstolos discutiram entre si o que Jesus queria dizer com “este levantamento dentre os mortos”. (Mr 9:10) Um ensino religioso judaico da época era que Elias tinha de aparecer antes da ressurreição dos mortos, que inauguraria o reinado do Messias. De modo que os apóstolos indagaram: “Por que dizem então os escribas que Elias tem de vir primeiro?” Jesus assegurou-lhes de que Elias já havia vindo, e eles perceberam que ele falava de João, o Batizador. — Mt 17:10-13.

A transfiguração, segundo parece, serviu para fortalecer a Cristo para seus sofrimentos e morte, ao passo que também confortou seus seguidores e robusteceu-lhes a fé. Mostrou que Jesus tinha a aprovação de Deus e foi uma antevisão de sua glória e poder régio no futuro. Pressagiava a presença de Cristo, quando sua autoridade régia seria completa.

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por são vieira em Qua Jul 22, 2009 3:46 am

e com relação a o texto da ressurreição dos 7 maridos e da grande multidão... fez-me lembrar que jesus em João 10:16 e que existem perspectivas para se viver na terra no paraíso restaurado e outras no céu para governar por mil anos a terra...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Alan em Sab Out 17, 2009 10:50 am

são vieira escreveu:o que vai valer realmente á pessoa é o que fez durante toda a sua vida...e não é á hora da morte que é alterado pois Deus é justo e não é sentimentalista.

O que nós fizemos durante toda a nossa vida realmente conta porém quando nosso Senhor perdoa nossos pecados é porque Ele acredita que daqui pra frente nós poderemos melhorar. O seu pensamento traz a idéia de que temos um contador de coisas boas e ruins e o saldo final é que decide o nosso destino após a morte.
Por exemplo :
- Fulano teve toda a sua vida de modo correto e no final cometeu um pecado mortal do qual não se arrependeu.
- Ciclano fez muitas coisas extremamente erradas durante toda a sua vida e no final se arrependeu destas

Os dois morrem nessas condições , ai eu pergunto quem vai para o céu e para o inferno?
Eu diria Ciclano.
Mesmo no final a misericórdia de Deus sempre abre para nós a possibilidade de reconciliação com Ele.

são vieira escreveu:Assim, os que outrora eram desprezados passaram a ter uma posição de favor divino e os que anteriormente pareciam favorecidos foram rejeitados por Deus

"Rejeitados por Deus"... não creio que nosso Deus rejeito algum de nós e sim o contrário. Somos nós que não O acolhemos em nosso coração e cometemos erros que traem a confiança dEle em nós.

Paz e Bem

Alan
avatar
Alan

Mensagens : 230
Data de inscrição : 05/06/2009
Idade : 30
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Ter Dez 01, 2009 3:59 am

Ainda não analisei este tópico nas suas entrelinhas. Entretanto, o tema proposto por Sabina se refere à hora da morte e não depois da morte.
Observando a postagem de 18/07, 3:16 pm de Vieira, encontramos o seguinte:
"Os mortos não amam, não sofrem, não têm qualquer atividade, estão inconscientes"
percebe-se dois eqüívocos a saber: O primeiro trata dos mortos e, portanto, foge do tema proposto; o segundo, ao afirmar que os mortos estão inconscientes (sem memória), anulam substancialmente as passagens inerentes à transfiguraçõ do Senhor e à história do rico avarento e Lázaro, dentre tantas outras.
Alessandro citou a passagem do bom ladrão que, ao confessar a sua fé em Jesus, recebeu d'Ele a promessa do paraíso naquele mesmo dia.
Numa outra dimensão, esta passagem responde com muita clareza e sabedoria a questão levantada por Sabina. Ela nos mostra que a misericórdia do Senhor está diante daqueles que estão vivendo a hora da morte.
Mas que conclusão podemos tirar deste ensinamento ?
É preciso confiarmos plenamente em Jesus, mesmo sabendo que somos pecadores. Isso não quer dizer que possamos abusar da sua misericórdia, mas que temos que a ela nos submetermos.
Aquele ladrão que alí estava crucificado ao lado de Cristo, certamente conhecera antes, ao menos pelo testemunho dos outros, quem era Jesus.
Muitas vezes a nossa fragilidade humana e a nossa condição de pecadores nos afastam de uma vida conforme o Evangelho, mas a parábola do bom Samaritano nos dá o exemplo que Deus está sempre pronto a nos receber de volta e a nos perdoar, se reconhecemos os nossos pecados e os depositamos em suas mãos, não importa a que hora isso aconteça, mesmo que seja na ultima hora, na hora da nossa morte, Deus está sempre de braços abertos para nos acolher.
Obviamente, não podemos deixar para nos convertermos na ultima hora tendo conhecimento da Palavra de Deus, pois isso seria "tentar a Deus" e agir de má fé.
Mas é muito importante a comunhão dos santos e todos os benefícios desta intercessão no momento da despedida da Igreja Padecente para adentrarmos nos átrios da Igreja Triunfante, vivenciando os fenômenos acorridos entre ambas.
Em resumo, CREIO NO DEUS DA ULTIMA HORA !
Fiquemos com Deus !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Ter Dez 01, 2009 4:43 am

RETIFICAÇÃO

No meu ultimo colóquio nesto tópico, equivocadamente, citei a parábola do Bom Samaritano. Minha intanção foi a parábola do Filho Pródigo.

Peço descumpas pelo equívoco !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Ralão em Sex Dez 04, 2009 7:17 am

Boas,

Estas questões relacionadas com os pecados que a pessoa possa pussuir na hora da morte e o seu destino eterno, a meu ver tem muito mais que se lhe diga do que supostamente algumas pessoas pensam.

Alguém de bom senso poderá acreditar que o nosso Deus Eterno, Benevolente, Infinitamente Bom poderá condenar ETERNAMENTE um Filho Seu só porque no momento da morte esse suposto filho ainda não tinha confessado algo?

Julgo que não.
Se de facto as coisas se passagem dessa maneira, não haveria duvidas que o numero dos que se salvarão poderá ser de 144.000.
Quantas milhares de milhões de pessoas já faleceram com o tal pecado por confessar.
Quantos já morreram depois de terem roubado algo no supermercado, cometido um pequeno desvio no casamento e outras situações similares.

Tenho a certeza que Deus Esterno, saberá discernir o intimo dessa pessoa e de acordo com isso efectuar um julgamneto justo.

Na minha modesta opinião quem irá para o inferno seram aqueles que no seu INTIMO revelam uma malicia, maldade, desprezo por toda a vida, pelo seu semelhante e por Deus a toda a prova. Aqueles que blasfemam contra os santos, a bondade, não tem respeito pela pureza, são mentirosos convictos e filhos da perdição, que contém maus pensamentos e se alegram com a desgraça alheia e não respeitam a vida e a natureza divina das coisas vivas e inanimadas.

Se fossemos condenados ao fogo eterno, à escuridão eterna, à ausência de qualquer esperança por situações que apesar de não estarem correctas são por vezes pontuais, julgo que estariamos a reduzir Deus à nossa dimenção. Não façamos isso que até ofende o criador.

Mas isto é apenas a minha modesta opinião.

Cumprimentos,

José Ralão
avatar
Ralão

Mensagens : 92
Data de inscrição : 17/10/2009
Idade : 49
Localização : Portugal - Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Yuri07 em Sex Dez 04, 2009 11:56 am

A questão da condenação eterna é uma questão que merece esclarecimento. Primeiro que o Inferno é a separação total de Deus, só que essa separação só ocorre se o ser humano livremente a fizer, é o ser humano rejeitando a salvação dada por Deus como graça. Até o pior ser humano pode conseguir a Salvação eterna se se arrepender na última hora de sua morte (Faço aqui uma referência ao Evangelho: os empregados que começaram a trabalhar às cinco da tarde receberão o mesmo pagamento daqueles que começaram no início da manhã). É óbvio que Deus é o Justo Juiz e que nada de injusto sai pode dele.
avatar
Yuri07

Mensagens : 173
Data de inscrição : 30/10/2009
Idade : 27
Localização : Recife, PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hora da morte

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum