Salvação pela fé ou pelas obras?

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Dez 06, 2009 6:07 am

A FÉ E AS OBRAS NA VIDA DE DOIS LADÕES
ANJO DO SENHOR ESCREVEU:
"A salvação é pela fé e a Bíblia deixa bem claro isso, não por obras para que ninguem se glorie. Lembra do ladrão na cruz? Se ele fosse salvo pela sua obra ele estaria perdido, pois quem era crucificado era porque cometeu um cime. Ele foi salvo pela sua fé em Jesus" (08/08/09, 5:04 am).
Que felicidade teve o bom ladrão! Com certeza, ele deve ter conhecido algo sobre Jesus, mesmo que a Bíblia assim não relate, seja por ter estado com Ele, ou de outra forma, por ter ouvido o testemunho de outras pessoas, como aínda pode ter recebido este conhecimento enquanto estava crucificado ao lado de Jesus.
Não importa como e onde ele conheceu Jesus e n'Ele reconheceu a divindade, pois as questões que levanto aqui a respeito deste conhecimento de Jesus por parte do bom ladrão são apenas pensamentos e hipóteses.
O essencial é que o Bom Ladrão reconheceu em Jesus o Divino Salvador, e neste reconhecimento, manifestou não somente a sua fé, como manifestou também a sua obra.
Ao confessar o seu pecado, o bom ladrão nos ensina, como ensinou a todos os que alí estavam presentes qual é a importância da fé para o cristão.
Ele que estava sendo humilhado pelos homens, preferiu humilhar-se ainda mais assumindo o seu pecadom mas sobretudo, clamando por misericórdia, pois no seu coração já tinha compreendido que a partir de então havia um bem maior, como confirma a resposta de Jesus: "hoje mesmo estarás comigo no paraíso!".
Assim, pelo que descrevem as Sagradas Escrituras, fica muito claro que o Bom Ladrão não foi salvo somente pela fé, pois a sua confissão foi mais que um testemunho da fé manifestado na sua pequena pregação que configurou Senhorio de Jesus sobre a sua vida; manifestou da forma mais precisa que em Jesus está o amor, a misericórdia e o perdão; levou Jesus a reafirmar a existência do céu que para muitas pessoas ainda era uma incognita, uma incerteza; e por fim, dentre outros aspectos, mostrou que Jesua é mais que um simples homem, É DEUS !!!
Mas as Sagradas Escrituras nos mostra outra passagem na qual outro ladrão teve um encontro com Jesus:
"Havia um homem muito rico chamado Zaqueu, chefe dos recebedores de impostos. Ele procurava ver quem era Jesus, mas não o conseguia por causa da multidão, porque era de baixa estatura. Ele correu adiante, subiu a um sicômoro para o ver, quando ele passasse por ali. Chegando Jesus àquele lugar e levantando os olhos, vou-o e dissi-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa. (...) Zaqueu, entretanto, de pé diante do Senhor, disse-lhe: Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraldado alguem, restituir-lhe-ei quatro vezes mais. Disse-lhe Jesus: Hoje a salvação entrou na tua casa" (Lc 19,2-9).
Comparando as respostas de Jesus aos dois ladrões, vemos que a um Ele disse "Hoje mesmo estará comigo no paraíso", enquanto ao outro ele disse "Hoje a salvação entrou na tua casa".
Há uma diferença entre estas duas respostas. Ao Bom Ladrão, Jesus mostra a salvação de forma imediata, enquanto a Zaqueu Ele deixa transparente que necessita de um processo que o próprio Zaqueu descreve e que o silêncio de Jesus o aprova.
Assim, enquanto o bom ladrão não tinha mais tempo para reconciliar-se com os que havia roubado, Zaqueu tinha toda uma vida pela frente, além de possuir muitas riquezas. Esta verdade explica com extrema precisão o porquê da diferença das respostas de Jesus: enquanto um ladrão, submetido incondicionalmente à misericórdia do Divino Salvador adentraria no reino celestial, o outro teria que repor o que havia roubado até que cumprisse o curso de sua vida. Porquanto, a salvação exige fé, mas ao mesmo tempo exige obras de caridade, de amor a Deus e ao próximo, pois "aquele que não ama o próximo a quem está vendo não pode amar a um Deus que não vê!"
Porquanto, a fé implica as obras, pois a primeira não se comprova sem a segunda.
Ver: VIEIRA, Antônio. S. J. Sermões (Sermão do bom ladrão). Erechim: EDELBRA, 1998.
Fiquemos na paz do Senhor !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Dez 06, 2009 11:15 am

CONSIDERAÇÕES A RESPEITO DA FÉ
A fé indica duas coisas ao mesmo tempo. De um lado, ela corresponde à aceitação das verdades reveladas, e de outro lado, a confiança no Deus que é fiel e que cumpre as suas promessas para com o seu povo. Percorrendo os textos das Sagradas Escrituras, percebemos que nos diversos textos a fé é apresentada no primeiro sentido ou no segundo, e muitas vezes em ambos.
A fé se constitui no primeiro contato do homem com as realidades divinas que lhe são reveladas. É, portanto, o alicerce de toda a vida espiritual do cristão. Por esta razão, São Paulo nos exorta a sermos vigilantes e a premanecermos firmes na fé (1Cor 16,13), até que alcancemos a medida da estatura da plenitude de Cristo (Ef 4,13). Logo, a fé é algo que deve ser cultivado em nós. É como uma semente que, plantada no nosso coração, deve ser regada a cada dia, possibilitando que cresça, floreça e produza em nós os frutos do amor-caridade. Este amor-caridade é expresso pelo mesmo São Paulo quando se refere à justiça que procede de Deus, baseada na fé (Fip 3,9).
Fiquemos na paz do Senhor!
CONTUNIO MAIS TARDE !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Seg Dez 07, 2009 3:35 pm

Jesus nos mostra que a verdadeira fé é viva (Jo 7,38) e que quem a possui fará as mesmas obras que Ele fez, e fará ainda obras maiores (Jo 14,12).
Esta relação entre a fé e as obras, em conformidade com o ensinamento de Jesus, é referendada por São Tiago, de maneira que, dentre outros aspectos, afirma que a fé sem as obras é morta (Tg 2,14-26).
Aqui compreendemos a relação existente entre a fé e as obras, distinguindo claramente as obras da lei das da fé. Neste sentido, distinguimos a diferença entre filantropia e caridade.
Fiqeumos na paz do Senhor !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Dez 09, 2009 6:17 am

SERIAM ANTAGÔNICOS OS ENSINAMENTOS DE SÃO PAULO E SÃO TIAGO A RESPEITO DA FÉ E DA JUSTIFICAÇÃO ?
O que nos diz São Paulo ?
São Paulo afirma que "O homem é justificado pela fé e não pelas obras de lei" (Rm 3,28). Em outra passagem, ele afirma que "O homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé de Jesus Cristo" (Gl 2,16).
E o que nos diz São Tiago ?
São Tiago afirma que "O homem é justificado pelas obras e não pela fé somente" (Tg 2,24).
Estas passagens deixam-nos a impressão, à primeira vista, de que o ensinamento de São Tiago sobre a justificação parece ser oposto ao que nos ensina São Paulo, mas isso não é verdadeiro, considerando-se que, embora que os dois se sirvam das mesmas palavras, falam de coisas distintas, em contextos diferentes.
Enquanto São Paulo fala da fé que age, da fé concreta, da fé que rcebe o seu impulso e a sua forma da caridade, São Tiago nos fala da fé como um simples assentimento da inteligência que é comparável ao assentimento que os demônios prestam às verdades por eles conhecidas (Tg 2,19).
O que São Tiago expressa, na verdade, é que e fé apenas como ação da inteligência não tem qualquer peso na justificação do homem.
Enquanto São Paulo nos fala das obras que precedem a fé e a justiça de acordo com as prescrições da lei mosaica, da qual trata na controvérsia com os judaizantes, São Tiago nos fala das obras que seguem a fé e a justiça, visto que se dirige a cristãos que já vivem a dimensão espiritual ou sobrenatural da fé em Cristo.
São Paulo nos fala da primeira justiça, ou seja, da passagem de uma vida de pecado para uma vida de santidade, enquanto que São Tiago nos fala da segunda justiça que se configura no desenvolvimento regular da vida de cristãos.
Assim sendo, percebe-se que São Paulo fala da fé antes da justificação do homem, antes do conhecimento do Evangelho, enquanto São Tiago fala diretamente aos que conhecem o Evangelho.
Em resumo, São Paulo afirma aos infiéis que é necessário ter a fé independentemente das obras para ser cristão, ao passo que Saõ Tiago afirma que, uma vez conhecedores das verdades que nos ensinam as Sagradas Escrituras, não podemos agir como quem crê simplesmente, mas temos que ter uma conduta de acordo com a fé. Neste sentido, a fé sozinha de nada serivirá.
É necessário, para compreendermos aquilo que parece divergente nos ensinamentos de São Paulo e de São Tiago, perquirirmos em que situação e a quem se dirigiam quando proferiam seus ensinamentos. Porquanto, da mesma maneira que São Tiago afirma que "a fé sem as obras é morta" (Tg 2,26), São Paulo afirma que "mesmo que tivesse uma fé a ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade (OBRAS), de nada valeria" (1Cor 13,2-3).
Fica, portanto, evidente, tanto no ensino de São Paulo quanto no de São Tiago, que a justificação do homem se dará pelas obras que dão testemunho da sua fé.
Que a paz do Senhor esteja sempre no nosso coração !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Dez 13, 2009 6:47 am

SOBRE A JUSTIFICAÇÃO
Aos homens, significa, reconhecendo a culpa, fazer-se desculpar, provar a inocência, no sentido de tornar-se justo, ou seja, passar de um estado inferior para outro superior: "Tomai, pois, irmãos, conhecimento de que se vos anuncia remissão de pecados por intermédio deste; e por meio dele, todo o que crê é justificado de todas as coisas das quais vós não pudestes ser justificados pela lei de Moisés" (At 13,38-39). São Paulo nos dá uma amior ênfase neste sentido ao afirmar: "Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, n'Ele, fossemos feitos justiça de Deus" (2Cor 5,21).
Ninguem pode ser declarado justo se de fato não o é. Entretanto, o juizo de Deus é sempre de acordo com a realidade humana. Assim, quando Deus justifica o ímpio, é imprescindível que o encontre justo, ou ainda, que o justifique. Poquanto, não se encontra um homem que, uma vez justificado por Deus, continui a ser chamado de pecador.
São Paulo deixa clao que a justificação confere ao homem a vida sobrenatural: "Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós quando ainda éramos pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos, por Ele, salvos da ira" (Rm 5,8-9). Ele nos ensina que o Espírito Santo é chamado de Vida: "A lei do Espírito da Vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte" (Rm 8,2). Assim, por Cristo, com Cristo e em Cristo, o Espírito Santo confere à nossa alma a vida da graça, tornando-nos sua própria habitação: "Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos, vivificará também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito que em vós habita" (Rm 8,11).
CONTINUO MAIS TAREDE !
Fiquemos na paz do Senhor !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Alan em Qua Dez 16, 2009 2:08 pm

David escreveu:Já foram citadas várias passagens que nos mostram que as "boas obras" de nada adiantam para justificar alguém diante de Deus! Pois elas, as boas obras, são o RESULTADO da real conversão a Jesus Cristo e não o motivo pelo qual alguém é justificado!

Isso é valido, porém não em todos os casos. Não vejo Deus condenando pessoas que fazem boas obras, pois elas representam a vontade de Deus. Temos que entender que a mensagem de Jesus tem como centro o "Reino de Deus", e temos que entender o que significa esse "Reino de Deus", para nós cristãos. Eu vejo o Reino muito ligado ao pedido de sermos "um só" com Jesus (Gl 3,28) Vou usar de um texto de Reinhold Schneider, que demonstra muito bem esse pensamento:

"A vida deste reino é Cristo, que continua a viver nos seus; no coração que já não for alimentado pela força de vida de Cristo, termina o reino; no coração que for por ela tocado e transformado, ele começa...as raízes da árvore que não pode ser destruída procuram penetrar em semelhante coração. O reino é um só; ele mantém-se apenas pelo Senhor, que é a sua vida, a sua força, o seu centro..."


Paz e Bem

Alan
avatar
Alan

Mensagens : 230
Data de inscrição : 05/06/2009
Idade : 30
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Alan em Qua Dez 16, 2009 6:21 pm

Se o homem nada vale, como você diz David, então a Bíblia é contraditória:

Gn 1,31a Deus contemplou toda a sua obra, e viu que tudo era muito bom.

Você é tão extremista, tão literal ao ler a Bíblia que acaba criando uma contradição inexistente. O seu pensamento só faz sentido se tirarmos todos os " E Deus viu que isso era bom" do relato de Genesis.
A intenção de Jesus com essas palavras não é a de dizer que somos todos igual a lixo, mas sim dizer que para gerarmos bons frutos temos que ser um só com Ele, e tendo isso em mente vemos que, podemos superar nossas limitações se tivermos Ele em nossos corações, ou seja, aceitarmos Ele como a razão de toda a nossa esperança (Cf: 1Pd 3,15).

Paz e Bem

Alan
avatar
Alan

Mensagens : 230
Data de inscrição : 05/06/2009
Idade : 30
Localização : Curitiba

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por são vieira em Qua Dez 16, 2009 6:49 pm

hum.. pontos interessantes. vou colocar aqui uma passagem que mostra a nossa realidade como humanos...

(Romanos 3:21-24) 21 Mas agora, à parte da lei, foi manifestada a justiça de Deus, conforme lhe dão testemunho a Lei e os Profetas; 22 sim, a justiça de Deus por intermédio da fé em Jesus Cristo, para todos os que têm fé. Porque não há distinção. 23 Pois todos pecaram e não atingem a glória de Deus, 24 e é como dádiva gratuita que estão sendo declarados justos pela benignidade imerecida dele, por intermédio do livramento pelo resgate [pago] por Cristo Jesus.

as nossas obras nunca serão perfeitas ou completas devido ao pecado mas se fizermos o nosso máximo mediante os mandamentos temos a certeza que imerecidamente seremos declarados justos apenas pelo sangue derramado de Jesus que possibilitou tal reconciliamento com Deus...

pois sem isso estariamos na mesma condição de Adão e Eva que se afastaram irremediávelmente de Deus pelo pecado


são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sex Dez 18, 2009 6:28 am

NÃO HÁ COMO DISSOCIAR AS OBRAS DA FÉ
Recentemente coloquei neste tópico um colóquio no qual São Mateus nos mostra, pela Palavra de Cristo, que o critério para inclusão ou exclusão do Reino dos Céus são as nossas obras (Mt 25, 31-46). Quem observar este texto, verá que o julgamento final não descartará a fé, o que é óbvio. Entretanto, o peso maior está justamente nas obras: "Tive fome, e me destes de comer...Tive sêde e me deste de beber..." e daí por diante, de maneira que só não entende quem não quizer, ou quem quizes deturpar aquilo que Cristo deixou como testamento.
Neste mesmo tópico, o Pe Anderson fez uma rica explanação fundamentado, principalmente, nos escritos de São Paulo.
Da mesma forma, posteriormente, fiz uma explanação bastante consistente da diferença dos contextos em que São Paulo e São Tiago escreveram sobre a fé e as obras. No sentido literal das Sagradas Escrituras, tais escritos nos parecem antagônicos. Entretanto, no sentido pleno das Sagradas Escrituras, a análise dos contextos em que foram escritos, nos mostram a verdade a esse respeito.
É importante, portanto, para não cairmos na farsa do protestantismo, não nos prendamos à interpretações de versículos isolados e ao pé da letra, considerando que as Sagradas Escrituras são um conjunto de livros cujo conteúdo é harmônico e preserva a unidade das idéias, dos ensinamentos, da doutrina e de tudo mais.
São Mateus descreve no Evangelho: "O Filho do Homem há de vir na glória do seu Pai com os seus anjos, e então, RECOMPENSARÁ A CADA UM SEGUNDO AS SUAS OBRAS" (Mt 16,27).
Da mesma forma, São João descreve: " É NECESSÁRIO QUE FAÇAMOS AS OBRAS DAQUELE QUE ME ENVIOU ENQUANTO É DIA; A NOITE VEM, QUANDO NINGUEM PODE TRABALHAR" (Jo 9,4). Note-se que a conotação de dia e noite, neste caso, não está no sentido literal.
São Pedro nos ensina: "Se invocais como Pai aquele que, sem distinção de pessoas, JULGA CADA UM SEGUNDO AS SUAS OBRAS, vivei com temor durante o tempo de vossa peregrinação" (1Pd 1,17).
Novamente São João, falando as sete comunidades eclesiais da Asia, em relação à vinda do Filho do Homem, por várias vezes afirma "CONHEÇO AS TUAS OBRAS" (Ap 2,2.19;3,1.8.15). Mais na frente ele descreve: "Eu ouvi uma voz do céu que dizia: Escreve: Felizes aqueles que doravante morrerem no Senhor. Sim, dizia o Espírito, descansem de seus trabalhos, POIS AS SUAS OBRAS OS SEGUEM" (Ap 14,13). Já no final das Sagradas Escrituras, referindo-se ao juízo final, nos diz o Senhor: "EIS QUE VENHO EM BREVE, E A MINHA RECOMPENSA ESTÁ COMIGO PARA DAR A CADA UM SEGUNDO AS SUAS OBRAS" (Ap 22,12).
O que dizer então?
Vamos descartar os ensinamentos de Jesus ?
Ainda que o ensinamento de São Paulo fosse antagônico ao ensinamento de Cristo (O QUE NÃO É), NÃO SERIA O PENSAMENTO DO DISCÍPULO MAIOR QUE O DO SEU MESTRE !!!!
Como conclusão, A FÉ DO CRENTE SERÁ DEMONSTRADA OU COMPROVADA NO JUIZO FINAL PELAS SUAS OBRAS !!!!
QUALQUER ENSINAMENTO QUE VENHA A DIVERGIR DESTA VERDADE, É FALSA DOUTRINA !!!
Grande abraço, na paz do Senhor Jesus "
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sex Dez 18, 2009 7:01 am

Ainda complementando o texto anterior, transcrevo aqui mais alguns aspectos que justificam as obras como necessárias:
"O injusto faça ainda injustiças, o impuro pratique impurezas. Mas o justo faça a justiça e o santo santifique-se ainda mais. Eis que venho em breve, e a minha rcompensa está comigo, para dar a cada um segundo as suas obras" (Ap 22,11-12).
São Paulo, em relação às obras descreve o seguinte:
"Acaso não sabeis que os injustos não hão de possuir o Reino de Deus? Não vos enganeis: nem os impuros, nem os idólatras, nem os adulteros, nem os efeminados, nem os devassos, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os difamadores, nem os assaltantes hão de possuir o Reino de Deus" (1Cor 6,9-10).
Observe-se que os que São Paulo inclui no rol dos condenados, não o faz pela falta de fé, mas pela prática das obras más. Dessa forma, percebe-se que as obras são necessárias para justificar o homem.
Do contrário, se somente a fé fosse a condição para a justificação do homem, este, para ser justificado, bastaria crer e, mesmo que que praticassem essas obras a que São Paulo se refere, estariam salvo porque tinham fé, o que seria um absurdo sem precedentes.
Logo, descartar as obras do processo de justificação do homem perante Deus, é ADULTERAR AS PALAVRAS DAS SAGRADAS ESCRITURAS, É CONSIDERAR O QUE LHE AGRADA EM DETRIMENTO DAQUILO QUE AGRADA A DEUS.
Fiquemos na paz do Senhor Jesus... e permaneçamos na Sua Palavra!!!
Grande abraço !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por são vieira em Sex Dez 18, 2009 7:05 am

hebreus 11: 1 tem a definição de fé...

A fé é a expectativa certa de coisas esperadas, a demonstração evidente de realidades, embora não observadas.

ou seja, se apesar da nossa imperfeição conseguirmos fazer o máximo para demonstrar o nosso amor a Deus teremos a sua benignidade imerecida e seremos declarados justos e teremos a perspectiva de viver a verdadeira vida que foi dada inicialmente a Adão.

mas o que é amar a Deus? 1joão diz...

(1 João 5:3) . . .Pois o amor de Deus significa o seguinte: que observemos os seus mandamentos; contudo, os seus mandamentos não são pesados,

e o que significa observar?


Obedecer a
Cumprir fielmente


portanto a mesma conclusão do sr. flávio...
fé significa praticar os mandamentos...

o apostolo joão disse...

“Porque Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho unigênito, a fim de que todo aquele que nele exercer fé não seja destruído, mas tenha vida eterna.

é imprescindível praticar, cumprir

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Dez 19, 2009 6:59 am

Meu Caro David,
Que a paz de Jesus esteja sempre no seu coração !
É interessante a história dos seus presentes de natal. Entretanto, a forma com que sua mãe fazia com você não justifica nem ao menos se assemelha com minha convicção a respeito da fé, das obras e da justificação. É, portanto, ledo engano de sua parte atribuir de forma cômica, tal conceito à minha crença.
Quando você exemplificou a confiança na salvação da seguinte forma: "Eu me comportei durante toda a minha vida, agora quero a minha salvação, pois fui realmente muito bom", embora não sendo esta a sua intenção, está muito correta a sua afirmação, pois São Paulo fez, com muita propriedade e segurança, a mesma afirmação: "COMBATI O BOM COMBATE, TERMINEI A MINHA CARREIRA, GUARDEI A FÉ. RESTA-ME AGORA RECEBER A COROA DA JUSTIÇA QUE O SENHOR, JUSTO JUIZ, ME DARÁ NAQUELE DIA (JUIZO FINAL)" (2Tm 4,7-8).
Você afirmou que "nós somos as varas secas da videira". De maneira antagônica, Jesus afirmou que nós somos os ramos da videira e que os que permanecem unidos a ele não são ramos secos, e sim ramos cheios de vida e que dão muitos frutos (Jo 15,5). Foi um erro grotesco que você cometeu, pois poderia admitir se você em vez de "nós", tivesse apenas se colocado nessa condição utilizando a primeira pessoa do singular, referindo-se a si mesmo, e não incluindo os outros, descrevendo da seguinte maneira: "Eu (David) sou vara seca", e não os outros! As varas secas, meu amigo, são aquelas que secarão e serão lançadas ao fogo, onde serão queimadas e que representam o inferno, a geena, o local preparado para Satanás e os seus anjos e seguidores (Jo 15,6). Não quero ofendê-lo, mas não me incluo no feixe de ramos sêcos com o qual você se auto-identificou, creio que por eqüívoco. Se não o for por eqüívoco, estou fazendo me desculpar, mas por eqüívoco ou não, não faço parte dele.
Afirmei no meu colóquio anterior que analisando os ensinos de São Paulo e de São Tiago a respeito da fé e das obras EXCLUSIVAMENTE NO SENTIDO LITERAL, tais ensinos nos parecem antagônicos. Observe que parecer não é ser! O que eu fiz alusão se refere a impotância da ANÁLISE DO SENTIDO PLENO DAS SAGRADAS ESCRITURAS. Portanto, a afirmação de que, diferentemente dos evangélicos, para alguns católicos existem contradições na Bíblia é uma acusação exclusivamente sua e que não pode, de boa fé, fundamentar-se no que escrevi.
Mais tarde continuo, pois tenho que ir ao trabalho.
Fiquemos na paz do Senhor Jesus !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Dez 19, 2009 1:25 pm

Caro David,
A paz do Senhor esteja com você !
A importância das obras é claramente descrita na parábola do rico e Lázaro (Lc 16,19-30). Observando-se nas entrelinhas do texto, vemos que tanto um como outro tinham fé. Entretanto, a diferença entre eles estava exatamente nas obras e que por esta razão tiveram diferentes destinos.
Certo dia um jovem rico perguntou a Jesus o que fazer para ter a vida eterna (Mt 19,16-22). A resposta de Jesus foi imediatamente direcionada para as obras: "observa os meus mandamentos". Como o jovem afirmou que já os observava, Jesus foi ainda mais veemente e lhe mostrou claramente que não basta ter fé, mas que é preciso fazer as boas obras: "Vende os teus bens, dá-os aos pobres e terás um tesouro no céu." Está muito claro que aquele jovem tinha a fé em Jesus, o que o fato de procurá-lo confirma, mas lhe faltava as obras que, como afirma São Tiago, "a fé sem as obras é morta" (Tg 2,26).
Jesus nos ensina no sermão da montanha: bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia" (Mt 5,7), e continua todo o seu discurso mostrando a importância das boas obras como maneira única de se colocar em prática as suas palavras. Já no término do mesmo discurso, Ele nos adverte que não basta apenas ter fé: "Nem todo aquele que me diz: Senhor, Senhor (TER FÉ), entrará no Reino do céu, mas sim aquele que faz a vontade do meu Pai que está no céu (FAZER AS BOAS OBRAS)" (Mt 7,21). Ele ainda deixa muito claro que no dia do juizo final, muitos dos que tinham fé, para entrarem no Reino do céu, por apresentarem uma fé sem as respectivas obras, dirão que pregaram, fizeram milagres e expulsaram demônios em nome de Jesus, mas que, por terem a fé e não fazerem as obras, receberão como resposta: "Não vos conheço, retirai-vos de mim, operários maus" (Mt 7,22-23).
CONTINUO MAIS TARDE !
FIQUEMOS NA PAZ DO SENHOR !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Dez 19, 2009 2:12 pm

Caro David,




A paz do Senhor esteja com você !




São Paulo faz referência à questão da fé sem as obras, afirmando que




"se falasse as línguas dos homens e dos anjos... se tivesse o dom da profecia... se conhecesse todos os mistérios da ciência... se tivesse a fé a ponto de transportar montanhas... se distribuisse todos os seus bens aos pobres... se entregasse o seu próprio corpo para ser queimado..., se não tiver caridade (OBRAS DE MISERICÓRDIA), DE NADA VALERIA !" (1Cor 13,1-3).




Assim sendo, São Paulo nos mostra que, se o dom das línguas, da profecia, da cura e dos milagres, dentre os demais dons ou carismas do Espírito Santo são próprios dos que, tendo fé, são batizados no Espírito e operam como instrumentos para a edificação da Igreja, apesar da fé que, sendo graça que o sacrifício de Cristo nos tornou dignos de receber, não basta, pois é preciso ter obras de misericórdia.




A teoria protestante que considera a fé sem as obras é absurda, pois anula a necessidade do amor ao próximo, do cumprimento dos mandamentos da Lei de Deus, torna sem efeito todas as palavras de Cristo a respeito do julgamento final e, dentre outras anulações e negações, torna vã a fé de quem assim se conduz.




Porquanto, repito:




"a fé sem as obras é morta" (Tg 2,26).




Em relação à palavra "GALARDÃO", não é necessário se pesquisar na internet, até mesmo porque ela traz muitas coisas que não são confiáveis. Qualquer bom dicionário traz o seu significado que corresponde a recompensa, prêmio, honra, glória.




Que o Senhor te abençoe e te guarde !








avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Dez 20, 2009 5:09 am

Caro David,
Que a paz do Senhor esteja com você !
É engraçado como você afirma que o rico avarento não tinha fé. Mas a Palavra deixa muito claro e transparente que ele tinha fé, no momento em que ele se dirige ao Pai Abraão clamando por misericórdia, como também deixa evidente que não tinha as obras de misericórdia. Se não tivesse a fé, jamais ele clamaria no sentido que clamou. Assim sendo, analisando à luz da razão, ele tinha fé, ao contrário de sua afirmação.
Há ainda outra questão que você levanta ao deixar trasparecer que este fato não se trata de uma parábola e sim de um fato real, que aqui o demonstro sem maiores detalhes para não fugir do tema do tópico: de acordo com a doutrina protestante, nem Lázaro podia estar no céu, nem o rico no inferno. Se a doutrina protestante afirma que os que morreram estão dormindo e aguardando a ressurreição do ultimo dia e o juizo final, ao considerar esta parábola como fato real, estás afirmando algo que é contraditório à própria doutrina que professas. Logo, o sentido pleno das Sagradas Escrituras nos mostra que tal ensino de Cristo é mesmo uma parábola e não um fato real.
Em relação à passagem do jovem rico, a Palavra de Deus descreve também que ele tinha a fé. O fato de ter procurado a Jesus já confirma esta realidade. Da mesma forma, o fato de reconhecê-lo como Mestre, é também uma demonstração de sua fé. O fato de observar os mandamentos é igualmente uma demonstração de sua fé. Entretanto, repito, Jesus deixa claro que a fé somente não basta, mas exige dele a perfeição: "Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá-os aos pobres..." (Mt 19,21), e esta perfeição implica necessariamente as obras que dão sentido ao mandamento do amor ao próximo, comprometendo-se com ele. Era, portanto, este amor que faltava àquele jovem. Em outras palavras, o amor aos seus bens era maior que o amor ao próximo por ele confessado. Portanto, existia nele a fé, mas faltavam as obras de misericórdia. É assim que a Palavra de Deus o demonstra.
Fiquemos com Deus !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Pe. Anderson em Seg Dez 21, 2009 4:56 am

Caros amigos,

Como acrescentar algo ao que nosso amigo Flávio tao bem disse aqui? É uma tarefa difícl. Vou tentar colaborar um pouco, fazendo um pouco de síntese do que foi esclarecido até aqui.

Esse tema, que foi a causa da separaçao protestante, ja foi resolvido, quando os catolicos dialogaram com os protestantes sérios (com os luteranos tradicionais e com os metodistas), de forma que ha grande acordo sobre o tema. Coloco aqui mum texto da Declaraçao Conjunta Catolica Luterana (a qual os metodistas também aderiram sobre) o tema:

3. A compreensão comum da justificação

14.O ouvir comum da Boa Nova proclamada nas Sagradas Escrituras e, não por último, os diálogos teológicos de anos recentes entre as Igrejas luteranas e a Igreja católica romana levaram a uma concordânciana compreensão da justificação. Ela abarca um consenso nas verdades básicas; os desdobramentos distintos nas afirmações específicas são compatíveis com ela.

15. É nossa fé comum que a justificação é obra do Deus uno e trino. O Pai enviou seu Filho ao mundo para a salvação dos pecadores. A encarnação, a morte e a ressurreição de Cristo são fundamento e pressuposto da justificação. Por isso justificação significa que o próprio Cristo é nossa justiça, da qual nos tornamos participantes através do Espírito Santo segundo a vontade do Pai. Confessamos juntos: somente por graça, na fé na obra salvífica de Cristo, e não por causa de nosso mérito, somos aceitos por Deus e recebemos o Espírito Santo, que nos renova os corações e nos capacita e chama para as boas obras.

16. Todas as pessoas são chamadas por Deus para a salvação em Cristo. Somos justificados somente por Cristo ao recebermos essa salvação na fé. A própria fé, por sua vez, é presente de Deus através do Espírito Santo, que atua na palavra e nos sacramentos na comunhão dos crentes e que, ao mesmo tempo, conduz os crentes àquela renovação de sua vida que Deus consuma na vida eterna.

17. Compartilhamos a convicção de que a mensagem da justificação nos remete de forma especial ao centro de testemunho neotestamentário da ação salvífica de Deus em Cristo: ela nos diz que como pecadores devemos nossa vida nova unicamente à misericórdia perdoadora e renovadora de Deus, misericórdia esta com a qual só podemos ser presenteados e que só podemos receber na fé, mas que nunca - de qualquer forma que seja - podemos fazer por merecer.

18.Por isso a doutrina da justificação, que assume e desdobra essa mensagem, não é apenas um aspecto parcial da doutrina cristã. Ela se encontra numa relação essencial com todas as verdades da fé, as quais devem ser vistas numa conexão interna entre si. Ela é um critério indispensável que visa orientar toda a doutrina e prática da Igreja incessantemente para Cristo. Quando luteranos acentuam a importância singular desse critério, não negam a conexão e a importância de todas as verdades da fé. Quando católicos se sentem comprometidos com vários critérios, não negam a função especial da mensagem da justificação. Luteranos e católicos compartilham o alvo comum de confessar em tudo a Cristo, ao qual unicamente importa confiar, acima de todas as coisas, como mediador uno (cf. 1 Tm 2, 5 s.) pelo qual Deus, no Espírito Santo, dá a si mesmo e derrama seus dons renovadores.


37. Confessamos juntos que boas obras - uma vida cristã em fé, esperança e amor - se seguem à justificação e são frutos da justificação.atua na graça recebida produz, biblicamente falando, bom fruto. Quando a pessoa justificada vive em Cristo e Essa conseqüência da justificação é ao mesmo tempo uma obrigação a ser cumprida pelo cristão, na medida em que luta contra o pecado durante a vida toda; por isso Jesus e os escritos apostólicos admoestam os cristãos a realizar obras de amor.

38.De acordo com a concepção católica, as boas obras, tornadas possíveis pela graça e pela ação do Espírito Santo, contribuem para um crescimento na graça de tal modo que a justiça recebida de Deus é conservada e a comunhão com Cristo, aprofundada. Quando católicos sustentam o caráter "meritório" das boas obras, querem dizer que, segundo o testemunho bíblico, essas obras têm a promessa de recompensa no céu.
Querem destacar a responsabilidade do ser humano por seus atos, mas não contestar com isso o caráter de presente das boas obras nem, muito menos, negar que a justificação como tal permanece sendo sempre presente imerecido da graça.

39.Também entre os luteranos existe a idéia de uma preservação da graça e de um crescimento em graça e fé. Acentuam, contudo, que a justiça como aceitação da parte de Deus e participação na justiça de Cristo, sempre é perfeita; mas dizem ao mesmo tempo que seu efeito na vida cristã pode crescer. Quando vêem as boas obras da pessoa cristã como "frutos" e "sinais" da justificação, não como "méritos" próprios, não deixam, no entanto, de entender a vida eterna, conforme o Novo Testamento, como "galardão" imerecido no sentido do cumprimento da promessa divina aos crentes.

Com esse documento podemos afirmar que o principal motivo da separaçao dolorosa na Igreja, que é o "Corpo de Cristo" nao existe mais. Esse debate foi superado, agora somente restam alguns protestantes radicais, literalistas e amantes de polemicas inuteis, que convencem a muito poucos.

Um grande abraço a todos, um santo Natal, cheios da paz de Cristo e esperamos estar jumtos em 2010.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por RenatoPaulo em Dom Fev 05, 2012 4:48 pm

I Timóteo, 1:17,20
"Ao rei dos séculos, ao Deus incorruptível, invisível e único, honra e glória para sempre. Ámen!
Timóteo, meu filho, esta é a instrução que te confio, conforme as profecias que foram outrora pronunciadas a teu respeito. Apoiado nelas combate o bom combate,
com fé e boa consciência. Alguns rejeitaram a boa consciência e acabaram por naufragar na fé.
Entre esses encontram-se Himeneu e Alexandre, que entreguei a Satanás, a fim de que aprendam a não blasfemar."

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Petrus Romanus em Ter Fev 07, 2012 1:29 pm

Gente, pelo amor de Deus, como pode a conciência da verdade sumir tanto assim da mente das pessoas? Realmente o príncipe deste mundo tem cegado a mente dos incrédulos(2Cor 4,4). Se confundem tanto as palavras de São Paulo manipulando-as de acordo com vosso vão proveito olhem para as palavras do próprio Senhor Jesus e sobre o que O maior de todos disse sobre o "dia da salvação":

"E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim. E irão estes para o tormento eterno, mas os justos para a vida eterna." (Mateus 25,31-46)

Que vos parece? Foi somente pela fé que foram salvos? Ou se não tivessem tido as obras de nada lhes valeria a fé?

"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." (Mateus 7,21-23)

Mesmo se crerdes, mesmo se expulsardes os demônios ao nome do Senhor, mesmo se no nome do Senhor realizardes milagres e curas se as obras de caridade não estiverem entre as suas obras a salvação te será negada, ou Jesus mentiu? Ou adulterareis as palavras de Jesus para se adequarem com o vosso ensinamento?

"Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha" (Mateus 7,24)

Quanto aos ditos de São Paulo, além de terem sido explicados aqui por outros o que me abstenho de fazer repetidamente também parece lógico concluir que São Paulo não contradisse o que o Mestre falou e nem o que Sâo Thiago falou!! Óbvio!!!

Para citar São Paulo, deixarei aqui escrito sobre aquilo que é maior do que a fé, maior do que as obras, maior até que o martírio! maior que nossa esperança no Senhor Jesus Cristo: o amor!

"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o címbalo que retine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. Agora, pois, permanecem a fé, a esperança, o amor, estes três; mas o maior destes é o amor." (1 Corintios 13,1-3.13)
avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 27
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por RenatoPaulo em Ter Fev 07, 2012 1:50 pm

Isso mesmo amigo Petrus!

As palavras do Mestre sao verdadeiras e poderosas!

E esse amor é que nos vai salvar!Pois apenas Deus conhece esse amor dentro de nós.
Esse amor que se transforma em chamas vivas e que nos arde no peito!
Esse amor que nos faz chorar e ansiar por Deus!!!!
Considero esse amor que vive dentro de cada um de nós,maior que um oceano...
Por isso Deus nos ama muito.

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Adriana V. em Qui Maio 03, 2012 2:51 pm

Eu gostaria de saber de onde saiu essa ideia de que a ICAR prega que as pessoas são salvas pelas obras. Isso é uma inverdade.
Nós somos salvos pela fé, mediante a graça. Mas quem diz ter fé em Cristo, deve procurar fazer a sua vontade, e não achar que já está salvo, sem fazer o que Ele diz aos que estão à sua direita em Mt. 35, 31-43.
Ao fazer o bem ao próximo estamos sendo obedientes a Jesus, e não tentando comprar a vida eterna com boas obras.

"Sede meus imitadores, como eu o sou de Cristo." ( ICor. 11, 1)

É isso que um cristão de fé verdadeira deve fazer. Seguir o exemplo de Jesus que, embora não tivesse pecado, era exemplo de humildade.
Ao presumir que já está salvo, mesmo sem fazer bem algum ao próximo, uma pessoa acaba caindo na arrogância e se afastando do Evangelho.






Adriana V.

Mensagens : 9
Data de inscrição : 03/05/2012
Localização : Arapiraca

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Geovanni146 em Qui Maio 03, 2012 8:23 pm

Olá Adriana V, paz do Senhor.

Seja bem vinda ao forum! Muito pertinente seu colóquio, é exatamente isso que aqui tentamos explicar aos amigos protestantes.

Fique com Deus.
avatar
Geovanni146

Mensagens : 207
Data de inscrição : 18/10/2011
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Salomão em Sex Nov 23, 2012 9:02 pm

Convidad escreveu:Paz do Senhor a todos


Temos, hoje em dia, milhares de religiões que ensinam que a prática das boas obras é algo que conduz a perfeição, a salvação.

É assim entre os budistas. Pra esses o ensinamento básico é fazer o bem e evitar o mal. Segundo os budistas esses fundamentos tem como objetivos “o fim do ciclo de sofrimento, samsara, despertando no praticante o entendimento da realidade última - o Nirvana.”

Para o Espiritismo, codificado por Allan Kardec, para o Hinduísmo, o Jainismo, a Teosofia, o Rosacrucianismo e a filosofia platônica as boas obras se refletem em evolução espiritual. Ou seja, quanto mais boas obras o individuo fizer, seu espírito evoluirá... Assim, sempre com boas obras, o indivíduo conseguiria chegar a perfeição, através de sucessivas reencarnações.

Existem, ainda, vários credos e seitas que pregam o alcance da perfeição, da imortalidade, da salvação da alma, através de boas obras...

Mas o Apóstolo Paulo nos disse que:

Efésios 2:8-9
8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie;


Ora, segundo a Escritura Sagrada, a salvação vem pela fé em Jesus Cristo, e não por obras, "para que ninguém se glorie".

Em Cristo

David

Efésios 2:8-9
" Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. [b] Não vem das obras, para que ninguém se glorie"

querido a salvação é pela graça mediante a fé ,ou seja, uma condição necessaria para a salvação é a Fé e não suficiente . Pois a fé é o meio e não a causa principal .
A causa principal da salvação é a graça!!!!!!!!!
A salvação não é pela obras mas a fé sem obras não é uma fé viva!!!

Tiago 2:17 " Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma."

conclusão : A salvação é pela graça mas semé impossivel receber a graça ( hebreus11:6) e sem obras a fé é morta!!!
todos os elementos citados acima não agem por si só e se relacionam uns aos outros no plano de salvação!!!
Louvamos a Deus que planejou tudo isso por amor a nós !!!!


Salomão

Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/11/2012
Idade : 36
Localização : vitoria,ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Salomão em Dom Nov 25, 2012 10:53 pm

David escreveu:
Salomão escreveu: Efésios 2:8-9
" Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. [b] Não vem das obras, para que ninguém se glorie"

querido a salvação é pela graça mediante a fé ,ou seja, uma condição necessaria para a salvação é a Fé e não suficiente . Pois a fé é o meio e não a causa principal .
A causa principal da salvação é a graça!!!!!!!!!


A fé faz parte da graça, amigo. A fé "não vem de vós", é dádiva de Deus. Ter fé, não é algo que alguem escolhe ter, de uma hora pra outra!


A salvação não é pela obras mas a fé sem obras não é uma fé viva!!!
Tiago 2:17 " Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma."


Eu prefiro acreditar como Paulo ensinou:


Rom 3:28 - Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei.


Amigo, esqueça as obras! Ninguem é bom, diante de Deus. Para vós, vos deixou a pergunta do Apóstolo:

Gal 3:5 - Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, fá-lo pelas obras da lei, ou pela pregação da fé?

conclusão : A salvação é pela graça mas semé impossivel receber a graça ( hebreus11:6) e sem obras a fé é morta!!!

Sua frase está uma salada de equívocos. A fé é uma dádiva! Ela é um dom, e está inclusive alistada como fruto do espírito! Possivelmente este é o primeiro dos frutos que a boa árvore dá, o fruto da fé! O amigo conhece os frutos do Espírito e acredita neles? Ou acredita que é o homem que num belo dia escolhe tê-los?



todos os elementos citados acima não agem por si só e se relacionam uns aos outros no plano de salvação!!!
Louvamos a Deus que planejou tudo isso por amor a nós !!!!

Pelas vossas colocações não foi Deus o autor disso tudo, mas o homem quem escolheu, de uma hora pra outra, adotá-los, como se isso fosse possível. Será que o amigo sabe o que é "novo nascimento"?

João 1:12
Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;
Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, [b]nem da vontade do homem,[/b/ mas de Deus.


Se a salvação vem das obras do homem, não existe graça, mas o pagamento pelo qual os homens fizeram jus!

Em Cristo


David

a graça sem fé não funciona , e fé sem obras é morta!!!
eu não disse que não se trata de dons
não podes ingnorar tiago e ficar com paulo.
pois se fizer assim ,esta isolando textos.
paulo em romanos esta falando das obras da lei e tiago em tiago 2:17 esta falando das obras da fé.
repito e digo: sem fé, não dá nem para agradar a Deus . como vou receber a graça redentora de alguem que não acredito existir. por isso leia hebreus11:6
a GrAÇA É RECEBIDA POR FÉ E SEM OBRAS A FÉ É MORTA.
É POSSIVEL RECEBER A GRAÇA COM UMA FÉ MORTA?
desculpa irmão, mas te recomendo ler novamente a minha ultima postagem?
tu pareces debater com um sentimento estranho. vou orar por você.
Deus nos ajude querido!!

Salomão

Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/11/2012
Idade : 36
Localização : vitoria,ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Salomão em Seg Nov 26, 2012 10:00 pm



desculpa mas é inaceitavel acreditar que paulo falou uma coisa e tiago outra que pudesse esta contradizendo uma ao outro
ambos escreveram pelo Espirito santo e o Espirito não se contradiz.
se tem duvidas então leia 1 pedro 1 :20 que diz que nada da escritura vem de particular elucidação.
se referindo a mim com respeito a fé vc diz : que imagina que penso assim e assado. como podes imaginar que penso ?
sua imaginação é critério para confirmar a realidade dos fatos ?
para mim basta , pois tu não cres em um todo biblico mais em partes.
ainda não percebeu que paulo fala das obras da Lei e tiago da fé.
faça uma experiência e tente mostrar fé sem obras !!!

Salomão

Mensagens : 24
Data de inscrição : 22/11/2012
Idade : 36
Localização : vitoria,ES

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Maio 04, 2013 3:58 pm

Caro Salomão,

É muito boa essa sua colocação inerente a uma possível falta de unidade existente nos escritos de São Paulo e de São Tiago na ótica do protestantismo.

De tudo o que você escreveu, o que mais gostei foi o seu desafio proposto ao David: "faça uma experiência e tente mostrar fé sem obras !!!", o que está em aberto no nosso fórum há seis meses.

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Salvação pela fé ou pelas obras?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum