Santos

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Rafaela Botelho em Qui Jun 04, 2009 2:12 pm

Bom, só respondi o que perguntaram.
Se por acaso um de vcs tira-dúvidas for desmembrar e criar outro tópico para isso, divide então a minha resposta em duas, por favor.
Porque uma parte se refere a pergunta do Thiago e a outra a do Eberton.

Fiquem com Deus
Very Happy
avatar
Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Então,voltando ao assunto

Mensagem por Camila Tatagiba em Dom Jun 07, 2009 4:51 pm

Do Carmo
Realmente adoração é diferente de veneração.
Os santos INTERCEDEM por nós,por exemplo:
Se eu pedir oração para alguém e esta pessoa orar por mim,é o mesmo que fazemos com os santos
pedimos as orações deles.
Quem executa o milagre,a cura,a conversão... É DEUS
Mas com a intercessão de algum santo.
Interceder significa pedir a favor de alguém.
Repito:NÃO ADORAMOS SANTOS.

Além disso,os santos são exemplos de vida a serem seguidos.
Abraços...
P.S.: Desculpe a demora da resposta,minha internet esta ruim.
avatar
Camila Tatagiba

Mensagens : 20
Data de inscrição : 30/04/2009
Idade : 24
Localização : Paróquia Nossa Senhora da Conceição

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Rafaela Botelho em Seg Jun 08, 2009 10:45 am

Olá
Como vão?

As imagens são pedagógicas, nos lembram quem foram aquelas pessoas de Deus.

Nota: Antigamente muitas pessoas não sabiam ler, e então faziam a "leitura" através de imagens, pinturas, etc.
Mas acho que se for o caso, essa parte outra pessoa pode contar melhor que eu.

Fiquem com Deus
Very Happy
avatar
Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Pe. Anderson em Seg Jun 08, 2009 8:53 pm

Caros amigos,

Depois colaborarai mais com esse interessantíssimo tópico. Agora quero deixar um texto para nós pensarmos um pouco.

Para se perceber quem é o santo e o que Deus quer dizer à Igreja e à humanidade através dessas figuras, convém esclarecer uma premissa: todos os santos, cada um a sua maneira, atingiram os vértices do amor. Cada um deles é por isso portador de uma mensagem específica, que se encontra não só no heroísmo com que exerceu «privadamente» as virtudes cristãs, mas também no modo como desempenhou a sua própria missão na terra. A consciência do papel recebido de Deus, a par da luta diária para realizá-lo, explica o heroísmo dos santos. De fato, o ponto que verdadeiramente qualifica cada caso de canonização consiste na verificação da radicalidade com que o indivíduo realizou a vontade divina, levando a cabo a missão recebida.

O santo é um ser profundamente humano: não tem um coração para amar a Deus e outro para amar os homens e o mundo inteiro. Ele tem os pés assentes na terra, por vezes tropeça e cai, mas se levanta e continua no caminho. Em síntese: o santo é uma obra-prima do amor e da graça de Deus e é, ao mesmo tempo, um modelo de humanidade e de exercício dessa liberdade com que o Senhor nos presenteou. E a santidade é a plenitude da humanidade.

Do conhecimento dos santos resulta, além disso, uma melhor compreensão da Igreja, da qual eles são o sinal e o fruto mais maduro e eloquente. E até para contemplar o rosto de Cristo nas diversas e mutáveis situação do mundo moderno é preciso olhar para os santos que «representam o rosto de Cristo ao vivo» como lembrou permanentemente João Paulo II. A Igreja não pode eximir-se de proclamar os santos, e deve fazê-lo em nome desse anúncio de beleza que a completa e a torna justamente instrumento de santidade no mundo.

Ser e caminhar nos desígnios de Deus, segundo a Sua vontade, significa acolher e encarnar a nossa própria vocação para a santidade. Os santos levaram a vida a sério e souberam oferecê-la. A santidade não é um sonho quase impossível, mas um ideal intimamente ligado à nossa própria vida, a cultivar diariamente para crescer na verdadeira liberdade, perante os desafios da existência humana. É possível atingir a santidade e realizá-la: uma coisa é falar do Evangelho, outra é constatar que o Evangelho se pode praticar e concretizar. Os santos são aqueles que nos asseguram exatamente isto: é possível viver a Palavra de Cristo e pôr em prática os ensinamentos d’Ele.

A santidade não e é um luxo de alguns ou o monopólio de certos privilegiados, mas é vocação aberta a todos. Os santos não são heróis admiráveis e mesmo que o tenham sido não foi por isso que foram canonizados. É importante compreender isso para não se atribuir ao santo esse «algo de exótico», ou fora do nosso mundo real, que mais não faz do que afastá-lo do nosso alcance
Cardeal Saraiva Martins

(Trecho extraído do livro “Como se faz um santo”, p.14-15)

Um abraço a todos.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Rafaela Botelho em Ter Jun 09, 2009 12:25 pm

Não poderia deixar de dar ênfase:

"...A santidade não e é um luxo de alguns ou o monopólio de certos privilegiados, mas é vocação aberta a todos"

Muito bom.

Fiquem com Deus
Very Happy
avatar
Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Pe. Anderson em Qui Jul 16, 2009 10:51 pm

Queridos amigos

Gostaria de colaborar mais um pouco com esse interessantíssimo tema. Gosto de começar explicando esse tema com uma imagem tirada da “Divina Comédia” de Dante Aligheri (livro que eu recomendo muito). Esse livro explica o Céu com a seguinte imagem: todos os santos estão no Céu como um espelho, refletindo em si e nos outros a imagem do único Deus. A Luz de Deus é infinita, impossível de ser maior, pois Deus é plenamente feliz consigo mesmo. Cada santo que está lá reflete essa luz infinita de Deus e quantas mais pessoas houverem lá, mais essa luz será refletida com maior intensidade. No Céu, cada um é extremamente feliz e transborda sua felicidade aos outros.

Segundo Dante, todos os santos estao no Céu cantando louvores a Deus e ao Cordeiro. Lá eles estao intercedendo por toda a Igreja que caminha nesse mundo.

Essa imagem nos mostra que os santos são como um reflexo da luz divina; um reflexo imperfeito de Deus no nosso mundo, e que irá refletir a Deus perfeitamente no Céu. Os santos não são, pois luz por si mesmos, mas são reflexos do mistério de Cristo no nosso mundo. Cristo é muito perfeito para ser plenamente imitado nesse mundo, por isso, nós vemos aspectos de Cristo nos diversos santos que passam nesse mundo. Os santos são pois um raio do mistério de Cristo.

Chesterton dizia que cada santo tem o mérito de lembra à sua época alguma virtude de Cristo que estava esquecida no seu momento histórico presente. Sendo assim, num momento que o luxo começava a reinar na Europa, São Francisco de Assis veio nos mostrar a beleza do desprendimento, assim como Cristo o vivia; em uma época violenta como o século XX (época dos grandes sistemas totalitários, dos grandes campos de concentração), os santos desse séculos vieram nos lembrar a misericórdia de Deus (Santa Faustina, Madre Teresa de Calcutá, Joao Paulo II e muitos outros). Os santos são em cada época uma recordação de Cristo.

Agora temos que ver algumas objeções protestantes aos santos, algumas que não foram tocadas ainda no nosso fórum.

1) A primeira seria a seguinte: será possível inserir alguém entre a nossa relação com Cristo? Podemos ter algum outro modelo de vida, que não seja Cristo? Não será verdade que só Cristo (solus Christus)nos salva? Imitar algum outro personagem histórico não seria uma influencia pagã, uma espécie de idolatria?

Para responder a essas objeções, evidentemente, temos que recorrer à Bíblia. É possível imitarmos algum outro personagem que não seja Cristo?

Podemos responder à essa questão recorrendo a São Paulo:
1 Cor 4,16: “Rogo-vos pois, sede meus imitadores”;
1 Cor 11,1: “Sede meus imitadores como eu o sou de Cristo”;
1 Tes 1,6: “De vossa parte, vos fizestes imitadores nossos e do Senhor, abraçando a palavra com a alegria do Espírito Santo, em meio a muitas tribulações”;
Heb 6, 11,12 “Desejamos, pois, que cada um de vós manifeste até o fim a mesma diligência para a plena realização da esperança, de forma que não sejais indolentes, mas imitadores daqueles que, mediante a fé e a perseverança, herdam as promessas”;
Fil 3,17: “Irmaos, sede meus imitadores, e prestai atenção nos que vivem segundo o modelo que têm em nós”;

Esses textos nos mostram pois que podemos imitar outros personagens além de Cristo; o critério é que esses a quem nós devemos imitar sejam também imitadores de Cristo: “sede meus imitadores como eu o sou de Cristo”; Dessa forma, a devoção aos santos é entendida como uma imitação desses que foram imitadores de Cristo (esses que nos transmitem sua luz).

2) A Segunda objeção seria a seguinte: é possível a santidade para o homem? O homem não é sempre, ao mesmo tempo, santo e pecador (iustus et pecator)? Não seria uma presunção chamarmos alguém de santo? Não será verdade que só Deus é santo?
Voltemos à Sagrada Escritura: lá no Antigo Testamento, Deus exorta: “Sede santos porque Eu sou santo” (Lev 11,44);

No Novo Testamento temos várias afirmações desse tipo:
“Procurai a santidade, sem a qual ninguém pode ver o Senhor”(Hb 12,14);
“A exemplo da santidade daquele que vos chamou sede também vós santos em todas as vossas ações” (1 Pe 1,15).
“Bendito seja Deus ... que nos escolheu em Cristo antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante de seus olhos” (Ef 1,4);
“Vivei uma vida digna da vocação para a qual fostes chamados” (Ef 4,1);
“Quanto à fornicação, à impureza, sob qualquer forma, ou à avareza, que delas nem sequer se fale entre vós, como convém a santos” (Ef 5,3);
“Está é a vontade de Deus: a vossa santificação; que eviteis a impureza; que cada um de vós saiba possuir o seu corpo em santificação e honestidade, sem se deixar levar pelas paixões desregradas como os pagãos” (1 Tes 4,3);

Agora nós deveríamos nos perguntar: Deus poderia querer para o homem algo que fosse impossível de se alcançar? Deus pediria algo que o homem não pode viver? Em resumo, podemos responder que a santidade é possível porque antes de tudo ela é um dom de Deus. Deus só nos pede o que Ele mesmo nos concede.

3) Uma última objeção que foi apresentada pelo protestantismo é a seguinte: parece que os mortos estao “dormindo” até o dia da ressurreição final. Enquanto não chega o fim da história, ninguém no Céu pode ajudar a um outro que está aqui. O que conta é a fé pessoal, e não a oração dos mortos.

Podemos responder a essas objeções recorrendo aos Evangelhos e ao Apocalipse. Há uma passagem na vida de Jesus que responde a essa questão: a transfiguração do Senhor. Nessa cena ele se encontra com Moisés e Elias no monte. Esses dois personagens estavam mortos há séculos, mas aparecem conversando com o Senhor (aparecem rezando).

Em outro texto lemos:

“No mesmo dia chegaram junto dele os saduceus, que dizem não haver ressurreição, e o interrogaram, Dizendo: Mestre, Moisés disse: Se morrer alguém, não tendo filhos, casará o seu irmão com a mulher dele, e suscitará descendência a seu irmão. Ora, houve entre nós sete irmãos; e o primeiro, tendo casado, morreu e, não tendo descendência, deixou sua mulher a seu irmão. Da mesma sorte o segundo, e o terceiro, até ao sétimo; Por fim, depois de todos, morreu também a mulher. Portanto, na ressurreição, de qual dos sete será a mulher, visto que todos a possuíram? Jesus, porém, respondendo, disse-lhes: Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus. Porque na ressurreição nem casam nem são dados em casamento; mas serão como os anjos de Deus no céu. E, acerca da ressurreição dos mortos, não tendes lido o que Deus vos declarou, dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó? Ora, Deus não é Deus dos mortos, mas dos vivos” (Mat 22:23-32);

Nesse texto Ele diz claramente que Abraão, Isaque, Jacó estao vivos, junto de Deus. Mas eles haviam morrido há séculos! Isso mostra que não há sono eterno até o juízo final, mas os amigos de Deus voltam para ele, depois da morte.
Depois lemos no Apocalipse de São João:

“Quando, enfim, abriu o sétimo selo, fez-se silêncio no céu cerca de meia hora. 2.Eu vi os sete Anjos que assistem diante de Deus. Foram-lhes dadas sete trombetas. 3.Adiantou-se outro anjo e pôs-se junto ao altar, com um turíbulo de ouro na mão. Foram-lhe dados muitos perfumes, para que os oferecesse com as orações de todos os santos no altar de ouro, que está adiante do trono. 4.A fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus.” (Ap 8,1-4);

Nesses textos vemos pois que os santos estao vivos, rezando pelos vivos, intercedendo diante de Deus por todos os seguidores de Cristo.

Espero ter ajudado a esclarecer a questão. Se não, poderemos continuar aprofundando o tema. Um grande abraço a todos.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Sex Jul 17, 2009 2:45 pm

assunto interessante mas não concordo com esse modo de pensar... pois a biblia já diz que quem está vivo é considerado santo se praticar o que está escrito, assim sendo é Deus quem denomina quem é santo e quem aparenta ser e não é pois ele é o UNICO que sabe o verdadeiro intimo da pessoa e avalia os corações e como diz 1samuel 16.7: o modo de Deus ver não é o modo do homem ver pois este ultimo só vê o que aparece aos olhos... ou seja não conseguimos analizar todos os factores sobre quem quer que seja...daí não podemos presumir que A ou B é alguma coisa pois assim estariamos a ser parciais

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Pe. Anderson em Qua Jul 22, 2009 12:12 pm

Caro vieira,

Estamos de acordo que só Deus é capaz de julgar quem é santo ou nao. Afinal, nao dissemos nada de contrário a isso. Dissemos que Deus quer que todos sejam santos e dá os seus dons para quem o quiser de fato.

Sem dúvida, a Igreja declara algumas pessoas santas, depois de analisar profundamente a vida dessas pessoas. Estamos convencidos daquilo que dizia Jesus: "pelos frutos se conhece a árvore". Há indícios de santidade na vida de muitos homens e isso pode ser investigado (depois da morte da pessoa).

No início, os cristaos declaravam santos aos mártires, que eles viam dar suas vidas por Cristo (no Coliseu e em outros muitíssimos lugares). Um abraço.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Seg Ago 10, 2009 4:12 am

bem, ainda fiquei com algumas questóes ao longo deste diálogo...

falaram em S.Davi, por tanto é santo e está no céu, certo? mas isso contradiz o que diz a biblia em

(Atos 2:34) . . .Realmente, Davi não ascendeu aos céus. . .

e é bem claro que Davi tem a esperança que salmo 37:9,10,29 diz e mateus 5:5

(Salmos 37:9-11) . . .Pois os próprios malfeitores serão decepados, Mas os que esperam em Jeová são os que possuirão a terra. ו [Vau] 10 E apenas mais um pouco, e o iníquo não mais existirá; E estarás certamente atento ao seu lugar, e ele não existirá. 11 Mas os próprios mansos possuirão a terra E deveras se deleitarão na abundância de paz.29 Os próprios justos possuirão a terra E residirão sobre ela para todo o sempre.

(Mateus 5:5) 5 “Felizes os de temperamento brando, porque herdarão a terra.

A minha outra questão é tb a de que Jesus é o único mediador mas qual é o texto biblico que defende a doutrina de que os santos também são?

Deus é um Deus de vivos... mas uma questão qual é a esperança dos patriarcas quando faleceram quando NUNCA nas esrituras hebraicas é mencionado que alguém fosse para o céu...a demais, só tiveram esperança celestial quando a congregação cristã foi formada e estes têm um objectivo especifico: um rebanho pequeno de 144.000 para reinarem a terra por mil anos ...até á perfeição...então têm de governar alguém...os que estiverem na terra pós o Armagedom e todos os que estiverem na memória de Deus e foram ressuscitados...

Eclesiastes 1:4; João 10:16; joão 5:28; Apoc.5:9,10; 14:1-4; 20:4-6... entre outros

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Rafaela Botelho em Seg Ago 10, 2009 9:31 pm

Deus é um Deus dos vivos!
Ufa... Ainda bem que os santos estão vivos!

...
avatar
Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Ter Ago 11, 2009 3:56 am

bem, o que realmente queria era uma resposta sincera e não irónica...sem ofensa mas queria saber mesmo

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Rafaela Botelho em Ter Ago 11, 2009 10:42 pm

Vieira,
Agora quem não está entendendo sou eu.
Você diz que quer entender de verdade, mas olha quantas respostas já foram dadas! Eis aqui neste tópico as respostas... É só ler!
Espero que a leitura atenta deste tópico te faça compreender o que busca.

Não é a primeira vez que você diz isso: "eu só queria entender". O Pe. já deu várias respostas. Sinceramente, espero que [estas] te ajudem e respondam suas questões...

Abençoada leitura!

Fiquem com Deus
Very Happy
avatar
Rafaela Botelho
Acolhedora

Mensagens : 530
Data de inscrição : 03/10/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Qua Ago 12, 2009 2:33 pm

pois mas respostas que me dão é com base na doutrina de uma igreja e não das escrituras...e os textos que usam não me mostram clarividente o sentido que lhe dão... e o que eu gostaria é que me dessem um raciocinio logico á base das escrituras...só para além de que não me respondem directamente a algumas questões que levanto como por exemplo porque a biblia diz que Davi não foi para o céu e vocês afirmam o contrário...? qual é o texto que mostra que devemos pedir aos santos ajuda e pedir por meio deles?...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Binhokraus em Qua Ago 12, 2009 10:47 pm

São vieira, o problema do entendimento quanto a doutrina dos santos e algumas outras se dá porque, pelo que pude perceber, vc se baseia somenta nas escrituras, e como já foi dito em outros tópicos e acho que até mesmo nesse, a doutrina católica se baseia na escritura, na tradição e no magistério.
Claro que se tiver que a Sagrada Escritura é a Base principal, mas, volto a dizer a frase que já foi dita tantas vezes, acreditamos sim que o que está na Bíblia é Verdade, porém, nem toda a verdade está na Biblia, e para isso utilizamos da tradição e do magistério. Se vc nega a tradição e o magistério, não adianta tentar debater sobre alguns temas, pq não vai levar a lugar nenhum, vc não vai ceder, nem nós vamos ceder. Agora se os dois lados estiverem abertos para ouvir e ACOLHER, ai sim, o diálogo passa a existir. Se a idéia for, não adianta o que agente diga, se não estiver explicito na bíblia não vale. Qualquer discussão será infrutifera e desnecessária, pq já saberemos o resultado.

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Qui Ago 13, 2009 3:56 am

apenas quis que me respondessem com base na biblia pois para mim é a unica verdade espiritual que Deus nos deixou para nos guiar e entender seus propósitos e assuntos relacionados, mas assim sendo quando á algum assunto que crêem gostava que me explicassem com base nela pois qualquer doutrina fundamental tem de estar em harmonia com ela...se não passa a ser pensamentos de homens e não de Deus...mas se preferem assim...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Sex Ago 14, 2009 3:10 am

só para terminar:

(1 Coríntios 4:6) . . ., para o vosso bem, para que, em nosso caso, aprendais a [regra]: “Não vades além das coisas que estão escritas”, a fim de que não fiqueis individualmente enfunados a favor de um contra o outro.

e se realmente não me podem esclarecer por meio das escrituras... o meu tempo de diálogo fica por aqui. desejo-vos tudo de bom e meditem sériamente nestas palavras sagradas...

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Sex Ago 14, 2009 3:24 am

(1 Pedro 3:15) . . .Mas, santificai o Cristo como Senhor nos vossos corações, sempre prontos para fazer uma defesa perante todo aquele que reclamar de vós uma razão para a esperança [que há] em vós, fazendo-o, porém, com temperamento brando e profundo respeito.

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por alessandro em Sex Ago 14, 2009 4:52 pm

ola caro vieira...
não desconsideramos a Escritura. o que ocorre é que para nós católicos a Escritura é Palavra de Deus, mas não toda a Palavra de Deus.

em todas as discussões que temos vejo que essa acaba sendo o tema central.
sugiro a criação de um tópico para discussão desse ponto, uma vez que se esse pressuposto não for resolvido o restante das discussões tb não o será.
abraços

_________________
Só vale a pena viver pelo que vale a pena morrer!!!
avatar
alessandro
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 750
Data de inscrição : 16/08/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Sex Ago 14, 2009 5:24 pm

não entendi com o que quis dizer que não toda a palavra de Deus? Deus deixou-nos o essencial para sobrevivermos espiritualmente e devemos nos cingir a isso pois isso demonstra humildade da nossa parte e a biblia garante que no futuro abrir-se -ão novos rolos com novas informações, por tanto Deus sabe o que necessitamos

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Sex Ago 14, 2009 5:30 pm

e já agora qual é o apoio biblico que diz que podemos ir além das escrituras...é que não encontro, atenciosamente

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Pe. Anderson em Sab Ago 15, 2009 10:03 am

Caro Vieira,

O tema da Sagrada Tradiçao já foi explicado em outro lugar:
http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/papo-cabeca-f12/sagrada-tradicao-t406.htm

Mas sobre a sua questao de onde a Bíblia nos diz que temos outra fonte da Revelaçao, ou seja, que temos a Tradiçao (tudo o que Jesus fez e ensinou aos seus discípulos, antes de ser posto por escrito) está basicamente nas seguintes passagens:

"Assim, pois, irmãos, ficai firmes e conservai os ensinamentos que de nós aprendestes, seja por palavras, seja por carta nossa. " (II Tes, 2,15). (claramente se fala aqui das duas fontes);

"Intimamo-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que eviteis a convivência de todo irmão que leve vida ociosa e contrária à tradição que de nós tendes recebido." (II Tessalonicenses 3, 6)

"Apesar de ter mais coisas que vos escrever, não o quis fazer com papel e tinta, mas espero estar entre vós e conversar de viva voz, para que a vossa alegria seja perfeita." (II S. João, 1,12)

"Espero ir ver-te em breve e então falaremos de viva voz." (III S. João, 1,14)

"O que de mim ouviste em presença de muitas testemunhas, confia-o a homens fiéis que, por sua vez, sejam capazes de instruir a outros." (II Timóteo, 2, 2)

Ao conjunto das Sagradas Escrituras e Tradiçao a Igreja chama com o nome bíblico de "Depósito da Fé". O Magistério da Igreja é servo do Depósito da Fé, é seu custódio, seu protetor e intérprete, guiado pela assistência do Espírito Santo. Isso impede que a Igreja Católica caia no subjetivismo, na argumentaçao do tipo: "é porque é".

"Guarda o precioso depósito, pela virtude do Espírito Santo que habita em nós." (II Timóteo, 1,14)

"Ó Timóteo, guarda o bem que te foi confiado!" (I Timóteo, 6, 20)

"Rogo-vos, irmãos, que desconfieis daqueles que causam divisões e escândalos, apartando-se da doutrina que recebestes. Evitai-os!" (Rom, 16, 17)

"Eu recebi do Senhor o que vos transmiti (...)" ('parádosis' em grego, 'tradere' em latim, 'tradiçao' em portugues)(I Cor. 11,23)

" Eu vos lembro, irmãos, o Evangelho que vos preguei, e que tendes acolhido, no qual estais firmes." (I Cor. 15, 1)

" O que aprendestes, recebestes, ouvistes e observastes em mim, isto praticai, e o Deus da paz estará convosco." (Filipenses 4, 9)

"Como (de nossa pregação) recebestes o Senhor Jesus Cristo, vivei nele, enraizados e edificados nele, inabaláveis na fé em que fostes instruídos, com o coração a transbordar de gratidão!" (Colossenses II, 6-7);

" Pois conheceis que preceitos vos demos da parte do Senhor Jesus." (I Tessal. 4, 2).

Sobre a intercessao dos santos, temos outras respostas em outro lugar. Se as respostas nao forem suficientes, podemos continuar aprofundando a questao.

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/catecismo-f9/intercessao-dos-santos-t74.htm#381

Um grande abraço.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Santidade como resposta ao mundo em crise!

Mensagem por Pe. Anderson em Sab Ago 15, 2009 10:33 am

Caros amigos,

Coloco aqui umas palavras do nosso amado Papa, podem iluminar nossas questoes.

Queridos irmãos e irmãs!

Como no domingo passado, ainda hoje –no contexto do Ano Sacerdotal que estamos celebrando– meditaremos sobre alguns santos e santas que a liturgia recorda nestes dias. Com a exceção da virgem Clara de Assis, ardente de amor divino na oblação diária da oração e da vida comum, os outros são mártires, sendo dois mortos no campo de Auschwitz: Santa Teresa Benedita da Cruz –Edith Stein, que nasceu na fé judaica e, conquistada por Cristo na vida adulta, tornou-se uma freira carmelita e selou sua vida com o martírio; e São Maximiliano Kolbe, filho da Polônia e de São Francisco de Assis, grande apóstolo de Maria Imaculada. Encontraremos outras figuras esplêndidas de mártires na Igreja de Roma, como São Ponciano Papa, Santo Hipólito sacerdote e São Lourenço diácono. Que maravilhosos modelos de santidade a Igreja propõe para nós! Esses santos são testemunhas do amor que se expressa "até o fim" e, não levando em conta o mal recebido, combatem-no com o bem (cf. 1 Cor 13, 4-8). Deles possamos aprender, especialmente nós sacerdotes, o heroísmo evangélico que nos inspira, sem temer, a dar a vida pela salvação das almas. O amor vence morte!

Todos os santos, mas especialmente mártires, são testemunhas de Deus, que é Amor: Deus caritas est. O campos de concentração nazistas, como qualquer campo de extermínio, podem ser considerados símbolos extremos do mal, do inferno que se abre sobre a terra quando o homem esquece Deus e o substitui, usurpando-lhe o direito de decidir que coisa é boa e que coisa é má, de dar a vida e a morte. Infelizmente, este fenômeno não se limita aos campos de concentração. Estes são o ápice de uma realidade ampla e difusa, que muitas vezes escapa dos limites. Os santos que brevemente mencionamos nos fazem refletir sobre as profundas diferenças que existem entre o humanismo ateu e o humanismo cristão; uma antítese que atravessa toda a história, mas que no final do segundo milênio, com o niilismo contemporâneo, atinge um ponto crucial, como grandes escritores e pensadores perceberam, e como os acontecimentos demonstraram amplamente. Por um lado, existem filosofias e ideologias, mas também mais e mais maneiras de pensar e de agir que exaltam a liberdade como o único princípio do homem, como alternativa para Deus e, assim, transformam o homem em um deus, que faz da arbitrariedade o próprio sistema de pensamento. Por outro lado, vemos os santos, que, praticando o Evangelho do amor, dão razão da sua esperança; eles mostram o verdadeiro rosto de Deus, que é Amor e, ao mesmo tempo, o verdadeiro rosto do homem, criado à imagem e semelhança de Deus.

Queridos irmãos e irmãs, rezemos à Virgem Maria, para que nos ajude a ser santos –em primeiro lugar nós, sacerdotes– e sermos santos como aqueles heróicos testemunhos da fé e da entrega de si até o martírio. É este o único modo de oferecer aos questionamentos humanos e espirituais, nesta profunda crise do mundo contemporâneo, uma resposta crível e abrangente: a da caridade na verdade.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Sab Ago 15, 2009 12:20 pm

SEGUNDO OS TEXTOS QUE APRESENTARAM NÃO MOSTRA QUALQUER EVIDÊNCIA DE QUE EXISTAM OUTRAS FONTES...MAS SIM A INTERPRETAÇÃO QUE LHE QUEREM DAR.MAS SE ASSIM FOR, COMO AFIRMAM, ISSO TORNA AS ESCRITURAS CONTRADITÓRIAS.

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Pe. Anderson em Sab Ago 15, 2009 2:14 pm

Caro Vieira,

Por favor, leia nossa resposta no tópico sobre a Tradiçao, lá está bem explicado o que voce está nos perguntando. Só lembramos que há uma só fonte da Revelaçao: Cristo, a Palavra de Deus (Logos). Essa Palavra "se fez carne e habitou entre nós" (Jo 1,14). A Palavra de Cristo foi transmitida aos Apóstolos, que puseram parte dela por escrito (pelo menos 20 anos depois da morte e ressurreiçao de Cristo). Antes da Palavra ser escrita, ela foi conhecida e pregada. "Solo Scriptura" é algo que só existia na mente de Lutero.

Um abraço.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por são vieira em Sab Ago 15, 2009 4:00 pm

sim,fui ao tópico mas não me esclareceu..onde de facto a biblia fala da visão bitifica ou de que os santos são mediadores secundários?

1 tim. 2:5- UM SÒ mediador entre nós e Deus, Cristo jesus... e ao contrário que afirmaram isto sim torna a biblia contraditória segundo esse ponto.

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Santos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum