Poder do Diabo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ao ler este tópico

Mensagem por Juliana Correia em Seg Jan 19, 2009 2:24 pm

olá!!

~Lendo este tópico sobre a blasfêmia contra o Espírito Santo... quero fazer um questionamento...
Em uma homilia um Pe falava sobre a tentação que o homem sofre do diabo e tal... e aí disse que o computador era um meio forte onde o diabo usava para nos tentar, através de sites pornográficos e etc... achei isso demais... não estaríamos dando poder demais ao diabo?? Tenho bastante dúvidas sobre isso... não sei muito sobre o diabo, sei sobre sua cobiça em ser Deus, sua queda e que tentou o homem fazendo ele perder o paraíso, isso implicou no pecado original a toda espécie humana. Não sei muito sobre sua ação nos homens hoje, mas muita coisa de mal que acontece na nossa vida é proveniente da nossa própria escolha, do nosso livre-arbítrio... acredito sim que há tentações dele... mas até que ponto ele (diabo) pode interferir na nossa vida, nas nossas escolhas??

Se ficou confuso é só falar...

abraços bounce

Juliana Correia

Mensagens: 22
Data de inscrição: 25/08/2008
Idade: 25
Localização: Petrópolis/RJ

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Thales em Sab Maio 09, 2009 2:11 am

Pergunta aguardando resposta oficial.

Thales
Tira-dúvidas oficial

Mensagens: 252
Data de inscrição: 08/08/2008
Localização: Petrópolis

Ver perfil do usuário http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Nov 15, 2009 5:51 am

Cara Juliana,


Que a paz do Senhor esteja no seu coração !


Seu questionamento é muito importante e precisa ser levado muito a sério, pois no tempo contemporâneo, há uma forte tendência no sentido de se fechar os olhos para a ação demoníaca. De início, é preciso compreender que o demônio tem poder e age sutilmente através de pessoas, entidades, veículos de comunicação social e músicas, dntre tantas outras coisas, como lobo revestido com pele de ovelha.


Para tentar responder ao seu questionamento, ou pelo menos contribuir com o tema que você propõe, elaborei um pequeno texto que aborda esta questão desde a origem dos anjos, incluindo a rebelião de Lúcifer, suas conseqüências e ação posterior. Gradativamente, à medida do tempo que Deus me concede, o irei transcrevendo aos poucos.


A crença em seres sobre humanos puramente espirituais se apresenta nas Sagradas Escrituras a partir do início do Antigo Testamento. Esta crença acompanha, desde o princípio, a fé em Deus, deixando claras evidências a respeito da existência de anjos e demônios.


Por uma questão pedagógica, a parte inicial deste texto fará referência ao conceito de "ANJO", sua natureza e finalidades.


A palavra "ANJO" no Antigo Testamento é colocada muitas vezes como "BENÉ ELOIM" e como "MALE'QUE". O termo "BENÉ ELOIM" quer dizer "FILHO DE DEUS", no sentido de designar a sua natureza (Sl 28,1; 88,7; Jó 1,6; 2,1; 38,7). Já o termo "MALE'QUE" quer dizer "ENVIADO", dando a conhecer uma de suas características acidentais, a sua missão de mensageiro de Deus entre os homens (Gn 22,11; 1Rs 19,5; Dn 6,23).


Os anjos participam da natureza de Eloim (Tob 12,18-21), enquanto seres livres das peias do corpo, sendo seres que superam o homem na ordem da criação (Sl 8,6). Eles cumprem o papel de expimir a magestade de Deus e de glorificá-lo (Sl 102,20), transmitindo aos homens as mensagens divinas, conforme descrevemos anteriormente. Os anjos também intercedem pelos homens (Jo 5,1; Zc 1,12) e agem como seus protetores (Sl 90,11; Dn 10,13).


No Novo Testamento, os anjos aparecem em várias narrativas como criaturas de Deus (Col 1,16) que O servem (Mt 4,11; Lc 4,10), que transmitem aos homens as mensagens divinas (Mt 1,20; Lc 1,11-19.26-38; At 10,3-8) e protegem os cristãos (At 5,19; 12,7-11; 27,23-24) exercendo, portanto, as mesmas funções descritas nos livros do Antigo Testamento.


CONTINUO MAIS TARDE !


Fiquemos com Deus !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens: 1257
Data de inscrição: 13/09/2009
Idade: 56
Localização: Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por são vieira em Dom Nov 15, 2009 2:55 pm

este assunto é mesmo sério...
o assunto de livre arbitrio é crucial pois só nós podemos fazer as escolhas por nós mesmos..

Satanás dá o empurrão...só caimos se quisermos...

apenas um exemplo...

há 50 anos atrás era odioso falar sequer de homossexualidade...
há 10 anos atrás começou-se a tolerar...
hoje... já os defendem...
amanhã...passa a ser obrigatório...

é apenas um exemplo que mostra o verdadeiro poder da persistência de Satanás para nos fazer cair e mudar os nossos padrões morais biblicos...

a maioria aceita ter relações sexuais antes de se casar e até se juntar sem se casar mas a biblia CONDENA verazmente esse modo de vida...entre outros hábitos...

joão 8: 44 fala que satanás é o pai da mentira e em tito diz claramente que Deus não pode mentir...

um exemplo... se o patrão nos pedir para dizer que não está ...dizemos isso mesmo quando ele ESTÀ?

a nossa atitude mesmo nas coisas que parecem pequenas mostra a quem realmente estamos a seguir e a imitar...

em lucas é bem claro...quem é fiel no minimo...é no muito...quem é infiel no minimo é no muito...

são vieira

Mensagens: 578
Data de inscrição: 15/07/2009
Idade: 33
Localização: portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Seg Nov 16, 2009 5:59 am

COMO AS SAGRADAS ESCRITURAS DESCREVEM A PESSOA DO DIABO ?

Dentre muitos outros predicados, as Sagradas Escrituras se referem ao Diabo como Serpente ((Gn 3,15); Demônio (Sb 2,24); Diabo (Jo 13,2); Tentador (Mt 4,3; 1Tes 3,5); Malígno ( 1Jo 5,18-19); Príncipe do Mundo (Jo 12,31); Destruidor (Ap 9,11) e Acusador e Dragão (Ap 12,9-12). Há nas Sagradas Escrituras muitos vocábulos que descrevem com precisão a pessoa e a obra de Satanás.

Satanás foi um anjo de luz (Lúcifer) criado por Deus para integrar o grupo dos querubins. Entretanto, o orgulho por sua beleza e a inveja o fez rebelar-se contra Deus e ostentar ocupar-lhe o lugar (Is 14,12-14; Ez 28,12-16). Expulso do convívio celestial, foi precipitado na terra conforme descreve o Evangelho (Lc 18,10), arrastando consigo a terça parte dos anjos celestiais (Ap 12,4). Assim, Satanás aparece como potestade oposta a Deus e inimiga dos homens (Zc 3,1; Jó 1,7-9; 2,1-3; 1Cr 21,1).

Observe-se que os vocábulos utilizados nas Sagradas Escrituras para designar a pessoa de Satanás, em si mesmo, já deixam transparente as suas obras e atributos, independentemente de observarmos o contexto dos escritos onde estão inseridos. Isso nos leva à afirmação de que o Diabo tem poder, conforme discrorreremos posteriormente.

CONTINUO MAIS TARDE !

Fiquemos com Deus !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens: 1257
Data de inscrição: 13/09/2009
Idade: 56
Localização: Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por são vieira em Ter Nov 17, 2009 7:12 pm

achei muito interessante o fato do flávio ter mencionado a relação de satanás com ezequiel... é muito claro o motivo pelo qual levou um querubim a enaltecer-se e a consequencia disso... se lerem com atenção o relato no versiculo 17 faz-se bem a relação com Apocalipse 12:9-12.

são vieira

Mensagens: 578
Data de inscrição: 15/07/2009
Idade: 33
Localização: portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Nov 21, 2009 7:07 am

"O mundo jaz sob o Malígno" (1Jo 5,19)


Terminei o meu ultimo colóquio neste tópico afirmando que o Diabo tem poder. Mas qual é o poder do Diabo ?


Ao examinarmos as Sagradas Escrituras vamos encontrar centenas de passagens que configuram de maneira muito clara o poder do demônio. Colocar cada uma dessas passagens neste texto, o tornaria muito extenso e, talvez, desnecessário. Assim, procurei citar algumas passagens que nos ajudarão a compreender esta realidade.


Quando o homem ouve a Palavra de Deus e não a entende, o Malígno vem e arranca o que foi semado no seu coração (Mt 13,19; Mc 4,15). Esta passagem da parábola do semeador nos mostra que a ação demoníaca se torna muito mais fácil qundo o homem não se apropria da Palavra de Deus, quando não a tem em primeiro plano na sua vida. Quando não damos à Palavra de Deus o espaço que ela deveria ter na nossa vida, a primeira conseqüência que nos advem é a vulnerabilidade à ação demoníaca, pois perdemos a noção do pecado e este se torna como algo banal, levando a ver o erro como algo natural, sem nehuma gravidade. Assim, perdemos o temor do Senhor, não permitimos que Jesus exerça o seu senhorio sobre as nossas vidas e, ao mesmo tempo, abrimos as portas do nosso coraçõ para a sutileza da ação demoníaca.


O Diabo é aquele que semeia o joio no meio do trigo (Mt 13,19). Mas por que Jesus fez essa relação entre o joio e o trigo? São vegetais cujas plantas se assemelham muito, nos quais as diferenças se tornam mais perceptíveis no momento da colhita. Da mesma maneira que o joio cresce junto com o tigo, a obra demoníaca cresce no meio da humanidade, muitas vezes disfarçada sob várias formas que nos confundem o discernimento, dificultam-nos a compreensão.


São João nos diz que o Diabo é homicida, que é o pai da mentira, e que a verdade não está nele (Jo 8,44). Justamente por ser o pai da mentira, sua manifestação primeira foi sob a forma de serpente (Gn 3,1-24). Da mesma forma, diz São João, que o diabo se apresenta como espírito do luz para seduzir os homens. Ele se apresenta de várias formas e maneiras de modo que esconda a sua verdadeira identidade.


Historicamente o diabo é apresentado em várias pinturas com chifres na cabeça, asas de morcego, rabo, unhas grandes e afiadas, olhos de fogo, com um tridente na mão e soltando fogo e faísca para todos os lados, no sentido de ilustrar aquilo que ele encerra. entretanto, não nos enganemos, pois ele não costuma se manifestar dessa maneira (que não corresponde à sua realidade). Ele vem disfarçado mesmo!



CONTINUO MAIS TARDE !


Fiquemos com Deus !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens: 1257
Data de inscrição: 13/09/2009
Idade: 56
Localização: Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Abr 28, 2010 5:39 am

CONTINUANDO...


Peço desculpas por ter demorado a continuar aquilo a que me propus. considerando que minha ultima postagem neste tópico data de 21 de novembro do ano passado.


Conclui a minha ultima postagem afirmando que o demônio costuma se manifestar disfarçado, conforme tantas vezes, nos meus colóquios anteriores, me referi a esta questão fundamentado nas Sagradas Escrituras.


Entretanto, é preciso aprofundar essa questão ao ponto de favorecermos o nosso discernimento, sabedores de que o discernimento dos espíritos enquando carisma ou dom, sendo uma graça dada pelo Espírito Santo a quem lhe apraz, não descarta a sistematização do conhecimento humano adquirido no exercício do ministério de libertação e nos estudos a esse respeito.

Aqui, levaremos em considerando as ocorrências nas quais constatamos a ação diabólica, buscando compreender cada fenômenos à luz da Palavra de Deus.


Doravante, fundamentado nas Sagradas Escrituras e nas experiências adquiridas no exercício do ministério de libertação, abordarei questões inerentes a algumas das formas de que Satanás se serve para promover o seu disfarce e a consequente sedução das almas.

Os temas abordados são inerentes a questões que envolvem satanismo, bruxaria, magia negra, assombrações de lugares, espiritismo, prancheta ouija, psicografia, leitura da sorte, astrologia, superstições, crendices, ocultismo e psiquismo, dentre outros aspectos que, na medida do possível venham a surgir.


Fiquemos todos na paz do senhor Jesus !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens: 1257
Data de inscrição: 13/09/2009
Idade: 56
Localização: Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Ter Maio 18, 2010 8:29 am

Esta questão está bastante bem tratada.
Contudo devo salientar que O dragão do cap 12 de Apoc. também chamado de Diabo e Satã que foi expulso do céu e precipitado na terra (Apocalipse 12) só tem o poder tolerado por YHWH. Por exemplo: ele não tem o poder de enganar «os eleitos» (Marcos 13,22) mas quanto às pessoas das nações só lhe é retirado, por um periodo simbólico de 1000 anos, esse poder de enganar, depois da Batalha do Cristo contra as forças demoníacas e as terrestres dominadas por elas.
Leia com cuidado o cap. 19 de Apocalipse que embora simbólico é muito bem explicito. Depois dessa vitória é que as nações ficam livres dos enganos de Satã. Até lá cada um deve vigiar e fortalecer-se pois a luta que terá que enfrentar é enorme e cheia de ciladas e seduções.
Apocalipse 19; Apocalipse 20
e lançou-o no Abismo que depois fechou e selou, para que ele não mais enganasse as nações, até que se completassem mil anos. Depois deste período, o Diabo deve ser solto por algum tempo.

Manuel Portugal Pires

Mensagens: 770
Data de inscrição: 06/05/2010
Idade: 70
Localização: Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Sex Jun 04, 2010 8:04 am

Catecismo.
Eu entrei inadvertidamente em assuntos em que na verdade não deveria tocar.

Esses assuntos são os do catecismo. Eu reconheço que pedagogicamente, neste sentido tudo mudou da noite para o dia.

Reparei que havia artigos etc, etc, e outras coisas muito complicadas, que nos sítios onde entrei pecam por verbalismo.

No meu tempo de jovem, o catecismo era decorado. As crianças eram obrigadas a decorar o catecismo e a recitá-lo de cor. Devo dizer que já tenho 66 anos. Eu não era lá muito bom na arte de decorar, mas ultrapassava a maioria dos outros na compreensão e discernimento.

Contudo, agora, ligo mais aos resultados que aos métodos pedagógicos apesar de muito desenvolvidos e ao uso de esquemas psicologicamente motivadores.
Apesar de toda essa inovação pedagógica, tecnológica etc. etc. etc. vamos fazer contas em forma de balanço.

Qual a percentagem de divórcios há hoje em casamentos feitos pela Igreja Católica Romana e há 60 anos atrás?
Qual a percentagem de roubos, assassínios, pedofilia, homossexualismo e desprezo pelos pais, e outras coisas moralmente condenáveis?!

Afinal de contas, se analisarmos os resultados a eficácia dessa igreja que tanto se orgulha da sua missão em vez de melhorar a sua eficácia teve resultados negativos: um verdadeiro déficit.

Ora isto dá que pensar !!!

Algo corre mal nos reinos de Sua alteza!
E a culpa, não é de YHWH. Isto tenho eu a certeza.

Dica: Não será pelo facto de a igreja se preocupar mais com o seu «poder» em vez de procurar ajudar os que precisam ser ajudados?! ... Eu não me refiro a ajudas materiais em dinheiro ou géneros, mas sim em procurar ajudar as pessoas nos seus problemas da salvação, como DEUS quer.

Não levem a mal pelos meus alertas! Talvez os responsáveis conheçam a situação melhor que eu, mas pensam que não têm nenhuma responsabilidade por deixar chegar as coisas ao ponto em que estão agora. Antigamente as coisas eram impostas a força, agora é necessário o «amor» que Cristo pregou. Penso que é aqui que está o cerne da questão.

Manuel Portugal Pires

Mensagens: 770
Data de inscrição: 06/05/2010
Idade: 70
Localização: Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Ralão em Dom Jun 20, 2010 7:18 pm

Boas,

Oh amigo Manuel está muito enganado.

Se o mundo está mal, sem a ajuda preciosa da Igreja estava à muito perdido.

Claro que existem dentro da Igreja padres melhores e padres que não merecem ser padres pelos seus actos, contudo o grande problema é os chamados Modernistas que impinjem a toda a sociedade que o homem não precisa de Deus.

Que culpa tem a Igreja que após o referendo em Portugal, os cidadaos não se importem que o aborto seja legalizado, porque é que estamos num país que não se importa que os pacasnas e as lésbicas possam casar há vontade e além disso já expressaram a vontade de adoptar crianças.

Acha que foi por falta de alerta da Igreja?
Claro que não, o problema é que cada vez mais somos uns debojados e uns porcos sem Moral nenhuma, portanto a culpa é do povo e não daqueles que aindam tentam fazer alguma coisa de bem neste mundo.

Cumprimentos,

José Ralão

Ralão

Mensagens: 91
Data de inscrição: 17/10/2009
Idade: 46
Localização: Portugal - Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Seg Jun 21, 2010 5:22 am

Meu Caro Ralão,


Que a paz do Senhor esteja sempre com você !


Quero aqui referendar o seu colóquio, pois é muito pertinente. Infelizmente há algumas pessoas que, mesmo se auto-conceituando como "cheias de discernimento" só vêem o que lhes apraz e permanecem "cegas" para verem o que é mais importante e assim, na meocridade dos seus pensamentos, se preocupam apenas na crítica destrutiva e muitas vezes infundada, disparando seus dardos inflamados contra a nossa Santa Igreja sem qualquer respeito ou escrúpulo.


A Igreja tem constantemente alertado a humanidade para os perigos do seu desregramento social e moral. Temos presenciado a incessante batalha da Igreja na luta pela preservação do humano, da família e dos valores cristãos. As questões do divorcio, do desquite, do aborto, da pena de morte e da eutanásia entre tantos outros aspectos, são exemplos muito claros da preocupação da Igreja com a salvação dos homens.


Muitos são os documentos do Magistério da Igreja que, para além da sua doutrina e da sua tradição têm sido propagados pelos mais longínqüos países e atingem a todos os povos, de modo que só não vêem aqueles que não querem ver.


Como bem você se refere, a culpa não é daqueles que ainda tentam fazer alguma coisa de bem neste mundo. A Igreja, com certeza, tem se dedicado com ardor e esmero à missão que Jesus lhe confiou. Como você afirma, há cristãos que têm agido de forma inadequada e, afirmo eu, muitas vezes ignominiosa, mas são uma ínfima menoria e não se pode, de forma desonesta e sem o mínimo de discernimento, atribuir a toda Igreja os erros de alguns.


Que Deus o abençoe sempre mais !

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens: 1257
Data de inscrição: 13/09/2009
Idade: 56
Localização: Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Ter Jun 22, 2010 2:45 pm

O Sr. Ralão disse:

Que culpa tem a Igreja que após o referendo em Portugal, os cidadaos não se importem que o aborto seja legalizado, porque é que estamos num país que não se importa que os pacasnas e as lésbicas possam casar há vontade e além disso já expressaram a vontade de adoptar crianças.
A Igreja não tem culpa de a maioria dos Portugueses serem Católicos e mesmo assim elegerem quem fez tal lei.
A Igreja não tem culpa de há séculos obrigar os judeus a converter-se para «cristãos novos». Também procedeu de igual modo com os pagãos.
A Igreja não tem culpas por se limitar a fazer alertas para a moral. Isso é muito pouco, muito mesmo.
A Igreja não tem culpas porque o Magistério da mesma se limita a ensinar o «catecismo». Isso é muito pouco. Já ninguém segue o ditado «Bem prega São Tomás: fazei o que ele diz mas não o que ele faz».




Acha que foi por falta de alerta da Igreja?
Claro que não, o problema é que cada vez mais somos uns debojados e uns porcos sem Moral nenhuma, portanto a culpa é do povo e não daqueles que aindam tentam fazer alguma coisa de bem neste mundo.

Quanto às palavras do Sr. Ralão que destaquei, posso afirmar que ninguém me pode nunca colocar como fazendo parte desse grupo, graças a YHWH, até ao dia de hoje, e não devo o meu comportamento às exortações da Igreja, que alguns católicos «praticantes» deitam para o caixote do lixo.

Manuel Portugal Pires

Mensagens: 770
Data de inscrição: 06/05/2010
Idade: 70
Localização: Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Ralão em Ter Jun 22, 2010 3:31 pm

Olá,

Estimado Manuel Portugal Pires (deixemos e lado os formalismos),
antes demais permita-me esclarecer que nunca me passou pela cabeça o colocar em nenhum grupo, muito menos no que referenciou nao seu post.

Passando adiante, parece-me que o amigo se encontra um pouco obstinado com a Igreja.

Não se esqueça que umas meras arvores não fassem uma floresta, portanto é publico que tanto o actual Santo Padre como o Anterior pediram perdão por diversas situações em que a Igreja participou de forma errada no passado.

Perante isto julgo ser mais que tempo de colocarmos esses complexos de parte.

Quanto há questão que aponta dá Igreja de ser pouco interventiva encontro na sua exposição uma contradição, pois afirma que se no passado a Igreja pecava pelo excesso, nos dias de hoje ensinar o catecismo já considera muito pouco.

Amigo sejamos coerentes, a palavra existe à disposição de todos, a Biblia é o livro mais lido de sempre, agora sabemos que nem toda a semente irá germinar e a culpa não é certamente da Igreja, mas sim da ambição do homem de viver o presente, de querer sempre mais, esta ávida e sempre insaciedade vontade de querer sempre mais, isso sim é a culpa da rotura da nossa sociedade.

Antes de acabar quero aqui expressar o seguinte, eu escrevo aquilo que penso, mas nem sempre o faço no dia a dia, sou ainda muito imperfeito e variadissimas vezes sou arrastado no turbilhão do quotidiano, mas pelo menos sou honesto comigo e com os outros, sei as minhas falhas assim como o Pai no çeu e não me escondo atrás de falsas questões.

Sejamos frontais, encaremos as nossas falhas e não tenhamos vergonha delas, pois ao Pai nada escapa, nada se esconde.

Abraço

José Ralão

Ralão

Mensagens: 91
Data de inscrição: 17/10/2009
Idade: 46
Localização: Portugal - Lisboa

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Poder do Diabo

Mensagem por Pe. Anderson em Qua Jun 23, 2010 10:26 am

Caros amigos,

Gostaria de esclarecer uma questao:

A Igreja não tem culpa de há séculos obrigar os judeus a converter-se para «cristãos novos». Também procedeu de igual modo com os pagãos.

Esse tipo de acusaçao é apenas uma das acusaçoes mecânicas e infundadas que o senhor Manuel insiste em apresentar no nosso site. Na verdade é uma acusaçao muito velha e caduca, presente em alguns livros de história de cunho marxistas: a Igreja obrigou a judeus e outros povos a se converterem.

Esse senhores "geniais" nao sao capazes de perceber que a noçao "conversao à força", "conversao forçada" é uma contradiçao em termos. Basta pensar um pouco: toda conversao é sempre, desde a noçao bíblica, uma mudança de coraçao, uma mudança na forma de pensar e de agir. Toda conversao é um movimento livre da vontade. Se algo é "forçado", necessariamente nao pode ser livre.

A Igreja Católica, assim como todas as outras religioes, nao podem nunca obrigar alguem a se converter, pois nenhuma instituiçao ou pessoa tem poder sobre a vontade de outro. O que sim houve em alguns períodos da História (especialmente no século XVI na Europa) foi a ordem dada por reis Absolutistas (católicos e protestantes) de se obrigar a alguns judeus de se batizarem. Mas evidentemente, o batismo à força teologicamente nao é verdadeiro Sacramento, nao é válido (isso os teólogos sabem desde a conversao do Eunuco da Etiópia, nos Atos dos Apóstolos); evidentemente os políticos absolutistas do século XVI (que se serviam da religiao para seus interesses pessoais) nao o sabiam. Mas, de qualquer forma, obrigar alguem a participar de um rito, nao significa "converter o coraçao" da pessoa. Pode-se obrigar uma pessoa a participar de um rito, mas nunca de aderir a uma fé como verdadeira.

Se diz também que os espanhóis e os portugues obrigaram aos americanos e africanos que moravam na América a se converterem ao catolicismo e nao respeitaram a fé desses povos. Se isso fosse verdade, hoje em dia na América Latina nao existiriam ainda as religioes indígenas e de origem africana. Repitamos: é possível obrigar alguem a participar de um rito, mas nao nao se pode jamais obrigar a conversao de alguém.

Só há uma coisa capaz de converter uma pessoa: a verdade! Dessa forma, nada impede que várias dessas pessoas que tenham sido "batizadas a força", num futuro, se convecessem livremente da verdade da religiao crista e aderissem à mesma voluntariamente. Se isso ocorreu (sabemos que ocorreu), houve uma verdadeira conversao, algo alcançado pela graça de Cristo, pela verdade da pregaçao e nao pela força das armas.

Basta pensar um pouco de maneira livre, sem repetir mecanicamente os absurdos de sempre, para se ver a incoerência de muitos argumentos provenientes de ódios e de ressentimentos. Vale a pena lembrar aqui:

Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Mas, se vos mordeis e vos devorais, vede que não acabeis por vos destruirdes uns aos outros.
Digo, pois: deixai-vos conduzir pelo Espírito, e não satisfareis os apetites da carne. (Gálatas 5, 14-16)

Grande abraço a todos e que o Senhor nos abençoe.

Pe. Anderson
Admin

Mensagens: 952
Data de inscrição: 10/09/2008
Idade: 32
Localização: Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum