Neto de um perseguidor da Igreja se converte ao catolicismo

Ir em baixo

Neto de um perseguidor da Igreja se converte ao catolicismo

Mensagem por M.Levi em Qui Set 03, 2009 9:04 pm

Acredito que alguns de nós já ouvimos falar de Ernest Renan, que em uma das suas obras rejeitou todo o sobrenatural, resumindo a vida e tudo que a cerca a um determinismo fatal e, por exemplo, em “A vida de Jesus” onde vulgarizou a vida do Mestre e arrancou dela todo o milagre e a divindade. Suas idéias passam por vezes aos lábios de ateus fervorosos e agnósticos. Então, agora o que eu e nem talvez você saiba é que o neto de Renan, Ernest Psichari que durante segundo ele mesmo “perdeu muito tempo seguindo os passos do avô, já pensou no ambiente em que ele foi criado ? Só que o jovem Ernest Psichari estava com seus passos determinados e se converteu ao catolicismo, do atéismo ao catolicismo, antes disso abandona o curso na Universidade de Sorbone e vai servir na fileiras francesas em uma guerra imperialista na África, a sua conversão se dá a partir dos seus questionamentos sobre o sentido da vida, bem, ele passava literalmente por um deserto, já que combateu no Saara, lá sentiu chamado de Deus “Tu me procuras e eu aí estou, nesse desgosto de ti mesmo que te assalta, nesse peso de tua alma cativa e até no pesadelo horrendo dos teus pecados" e ainda segundo o próprio Psichari "Nos seus anos de adolescência, que miséria e abandono! Seu pai alimentara-lhe a inteligência, mas não a alma. As primeiras perturbações da juventude encontraram-no desaparelhado, sem defesa contra o mal, sem proteção contra os sofismas e as falácias do mundo... Durante oito anos, dos vinte e dois aos trinta, errara pelo mundo e atirara a todos os céus a sua maldição... Fugia de continente a continente, de oceano a oceano, sem que alguma estrela o guiasse entre as variedades da terra" Perceba que ele narra na terceira pessoa, esse trecho é parte da obra que escreveu descrendo sua conversão no livro “ A Viagem do Centurião” (1916), Psichari chegou até a se preparar para o sacerdócio, infelizmente as vésperas da Primeira Guerra se evolveu em um combate periférico e veio a morrer, disse Psichari: "Ao primeiro passo para fora da mediocridade estamos salvos. Embarcamos no absoluto.” E ainda “Toda a tentativa por nos libertarmos do catolicismo é um absurdo, pois, queiramos ou não, somos cristãos; e é uma maldade, visto que, quanto temos de belo e grande no coração, nos vem do catolicismo. Não apagaremos vinte séculos de história, precedidos de toda uma eternidade. E, como a ciência foi fundada por crentes, nossa moral, no que tem de nobre e de elevado, também vem dessa grande e única fonte do cristianismo, de cujo abandono decorre a falsa moral, assim como a falsa ciência.

Bem, essa é parte da História de Ernest Psichari, que conheci hoje mesmo dia 3 de setembro e resolvi escrever essa pequena copilação e um breve histórico de sua vida e de sua obra, espero que gostem!!!!

Textos que usei:
NETOS DE RENAN Jackson de Figueiredo
TESTEMUNHO DE ERNESTO PSICHARI (1883 - 1914) MOURA, Jaime Francisco de
Britannica online encyclopedia article on Ernest Psichari
Ernest Renan Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre
avatar
M.Levi
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 147
Data de inscrição : 24/08/2008
Idade : 36
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum