O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Paulo Henrique Viana em Qui Fev 03, 2011 1:55 pm

OLÁ, boa tarde a todos
Estou lendo agora a 1ª carta de João e encontrei três textos que falam acerca do Espírito.
O primeiro deles é 1 João 3.24, que nos diz que conhecemos que Deus permanece em nós, pelo Espírito que nos foi dado. Pergunto que Espírito é este? É apenas um poder, ou um companheiro.

O segundo deles é 1 João 4.2, que nos diz que há uma forma de reconhecermos o Espirito de Deus que todo espiríto que reconhece que Jesus veio em carne é de Deus. Então, como reconhecer o Espírito de Deus em alguém que confessa que Jesus veio em carne?

O terceiro deles é 1 João 5.6-7, que nos diz que o Espírito é o que dá testemunho, e que no céu o Pai, a Palavra e o Espírito Santo dão testemunho. Pergunto: O Espírito do versículo 6 é o mesmo do versículo 7? Como o Espírito dá testemunho, de que forma, e o qual é o seu testemunho?

um abraço a todos

Paulo Henrique Viana

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/11/2010
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Fev 03, 2011 2:13 pm

Meu caro Paulo..
Nas duas primeiras passagens devemos ter em conta:
O Espírito de Deus, esse está em DEUS e tem a sua personalidade.
Mas tal como o «sol» (estrela) emite «sol» (luz solar) também o «Espírito Santo de DEUS que está em DEUS emite espírito (força, poder, ajuda etc.). Pelo contexto sabemos se o espírito de que fala a Bíblia é a força que vem de DEUS ou se é o próprio Deus.

Quanto à 3ª passagem devo informar que fazia parte das traduções antigas quer Católicas quer protestantes, como a tradução JFA (protestante), mas já não consta nas traduções mais modernas porque se chegou à conclusão que foi uma adenda que não fazia parte dos textos originais.
Chamam a esses antigos versículos de «coma joanino».
Eis o texto actual na tradução dos Capuchinhos:

(1ª de João 5,6-8)
6*Este, Jesus Cristo, é aquele que veio com água e com sangue; e não só com a água, mas com a água e com o sangue. E é o Espírito quem dá testemunho, porque o Espírito é a verdade.
7Pois são três os que dão testemunho: 8o Espírito, a água e o sangue; e os três coincidem no mesmo testemunho.
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Fev 03, 2011 2:27 pm

avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Fev 03, 2011 3:39 pm

Como consegui mais tempo de «internet» vou dizer o que penso dos dois primeirtos versos apontados por Paulo Henrique Viana.
Em 1ª João 4,2
(1ª João 4)
1*Caríssimos, não deis fé a qualquer espírito, mas examinai se os espíritos são de Deus, pois muitos falsos profetas apareceram no mundo. 2Reconheceis que o espírito é de Deus por isto: todo o espírito que confessa Jesus Cristo que veio em carne mortal é de Deus; 3*e todo o espírito que não faz esta confissão de fé acerca de Jesus não é de Deus. Esse é o espírito do Anticristo, do qual ouvistes dizer que tem de vir; pois bem, ele já está no mundo.

Ora aqui o espirito refere-se tanto a pessoas espirituais (anjos ou o próprio DEUS) como humanas que nos falam. Há quem diga a verdade e há quem propositadamente nos está a enganar. Neste caso trata-se da humanidade de Yeshua (na carne).
Assim quem disser que Cristo veio na carne mortal fala de acordo com a verdade de DEUS.
Ao passo o que disse que Yeshua não veio na carne está a fazer o trabalho do «Anti Cristo».

Agora em relação (1ª João 3,24)
24*Aquele que guarda os seus mandamentos permanece em Deus e Deus nele; e é por isto que reconhecemos que Ele permanece em nós: graças ao Espírito que nos deu.
Espírito aqui é o poder de discernimento que Deus nos deu, em ter guardado os mandamentos de Deus.
O mandamento que João estava a destacar é o mandamento do amor (agape), como podemos verificar nos versos anteriores.
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Paulo Henrique Viana em Qua Fev 09, 2011 7:24 am

Olá, bom dia para todos

agora estou lendo a carta de Pedro e enccontrei um texto que fala sobre a atuação do Espirito Santo na vida dos homens. Veja, 2 Pedro 1,21.

o texto diz que esses homens foram inspirados pelo Espírito Santo, a pergunta é: Como se dá essa inspiração? É um poder que vem sobre eles e que ilumina a mente, ou é a pessoa do Espírito Santo que atua sobre a vida do homem, falando em seus corações a mensagem revelada?

Por enquanto é só,
um abraço a todos.

Paulo Henrique Viana

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/11/2010
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qua Fev 09, 2011 9:16 am

19*E temos assim mais confirmada a palavra dos profetas, à qual fazeis bem em prestar atenção como a uma lâmpada que brilha num lugar escuro, até que o dia desponte e a estrela da manhã nasça nos vossos corações.
20*Mas, antes de tudo, tende presente que ninguém pode interpretar por si mesmo uma profecia da Escritura, 21porque jamais uma profecia foi proferida pela vontade de um homem; mas, sendo movidos pelo Espírito Santo é que certos homens falaram da parte de Deus.
(2ª Pedro 1,19-21)
Em primeiro lugar, Deus é a fonte de inspiração. Ele é o Espírito Santo.
Ora esse Espírito emite conhecimento que chega aos homens de Deus: os profetas.
Fazendo uma analogia temos a rádio, a televisão e o telemóvel que emitem ondas electromagnéticas que são recebidas por um receptor.
Deus é o emissor e o profeta é o receptor. Ora a energia de YHWH tem uma dimensão diferente das ondas de rádio, mas a analogia pode fazer-nos compreender.

Mas se o seu problema é procurar definir «o que é uma pessoa não humana», este trabalho fica para a discussão dos teólogos.
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Paulo Henrique Viana em Qua Fev 09, 2011 11:42 am

OLÁ, Manuel

Primeiro, digo com toda sinceridade no coração: "Bom, falar com você"
Tenho acompanhado também as suas participações, e sei que o irmão é direto em suas palavras. Por isso fico à vontade de falar-lhe.

Segundo, o objetivo de levantar textos, o que tenho feito, é porque acredito que a Escritura é poderosa para nos ajudar a compreender e ter a percepção das coisas de Deus, principalmente pelo tópico que estamos agora.

Terceiro, pelo fato de textos colocarem o Espírito Santo como pessoa e outros textos como força, vejo que é importante analisar todos os textos para não corrermos o risco de falar pela nossa própria sabedoria, mas sermos usados por Deus para trazer à tona a verdade já revelada.

Quarto, acredito que o meu problema não é tentar definir "o que é uma pessoa não humana" mas ter esperança que todos podemos chegar apenas a uma conclusão depois de tantos debates, que o Espírito Santo ou Ele é uma pessoa ou uma força. que problemão que arrumei, hein. Mas esta é a minha esperança e acredito também que este assunto não é somente para os teólogos e também para nós que procuramos na palavra de Deus, o conselho verdadeiro.

um abraço, vou mandar mais textos

Paulo Henrique Viana

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/11/2010
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Paulo Henrique Viana em Qua Fev 09, 2011 11:45 am

correção: "... acredito também que este assunto não é somente para os teólogos, mas é também para nós, os que procuram na Palavra de Deus o conselho verdadeiro

Paulo Henrique Viana

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/11/2010
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qua Fev 09, 2011 12:47 pm

Olá amigo Paulo.
Tive a liberdade de fazer uma procura na Biblia dos Capuchinhos todos os versículos que tem as palavras «Espirito Santo"
Se quiser fazer uma análise exaustiva eis aqui o link:
http://www.paroquias.org/biblia/index.php?pl=Espirito%20Santo&lv=&cl=BIB&lg=AND&pg=2

Contudo ao analixar na última página dei com o seguinte versículo-. Jd 1, 20 *
Vós, porém, caríssimos, edificando-vos uns aos outros sobre o fundamento da vossa santíssima fé e orando ao Espírito Santo,
(Judas 1,20)
Eu achei estranha a tradução deste versículo, pois já li a Bíblia várias vezes de capa a capa. Assim fui consultar esse verso em muitas outras traduções católicas da Bíblia que podem consultar no link a seguir:
http://www.bibliacatolica.com.br/19/72/1.php
Na verdade a tradução nas que consultei é « e orando no Espírito Santo,» o que não é bem a mesma coisa.
Eu sei que para a maior parte dos cristãos orar ao Espírito Santo pode ser uma coisa muito aceitável, mas não é isso que recomenda o Espírito segundo a Bíblia.
Podemos e devemos orar NO Espírito Santo e o Espírito Santo pode orar por nós, mas achei estranha aquela tradução.

É assim que também o Espírito vem em auxílio da nossa fraqueza, pois não sabemos o que havemos de pedir, para rezarmos como deve ser; mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inefáveis.
(Romanos 8,26)

Segundo a Biblia Yeshua aconselha ORAR AO PAI em NOME DE Yeshua:

Jo 14,13 e o que pedirdes em meu nome Eu o farei, de modo que, no Filho, se manifeste a glória do Pai. (João 14,13)

Jo 15, 16 Não fostes vós que me escolhestes; fui Eu que vos escolhi a vós e vos destinei a ir e a dar fruto, e fruto que permaneça; e assim, tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome Ele vo-lo concederá.(João 15,16)

Jo 16, 23 * Nesse dia, já não me perguntareis nada. Em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes alguma coisa ao Pai em meu nome, Ele vo-la dará.(João 16,23)

Jo 16, 26 Nesse dia, apresentareis em meu nome os vossos pedidos ao Pai, e não vos digo que rogarei por vós ao Pai, (João 16,26)


Quanto a entrar em disputas teológicas, isso não é para mim, porque as palavras têm os significado que lhes atribuirmos, e assim ao darmos um significado diferente a um vocábulo, para nos justificarmos, podemos andar à volta da questão sem tirarmos disso nenhum proveito espiritual. Isso é ainda mais verdade quando falamos daquilo que os teólogos chamam a essência de Deus.
Esse problema de definir o Espírito Santo como uma pessoa diferente do Pai e do Filho (que faz parte do dogma católico) e dizer como as T.J. que é apenas uma força, penso que embora se possam acertar agulhas nunca se vai chegar a um consenso, precisamente por causa da defesa de dogmas que foram considerados infalíveis. Eu prefiro analisar a Escritura caso a caso de forma a compreendê-la sem ter a audácia de me intrometer nos segredos de DEUS que não compreendo, como diz a Biblia:
As coisas ocultas pertencem ao SENHOR, nosso Deus, mas aquilo que Ele revelou é para nós e para os nossos filhos eternamente, a fim de cumprirmos todas as palavras desta Lei.»
(Deuteronómio 29,28)
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Binhokraus em Qua Fev 09, 2011 1:33 pm

Bom, eu penso que a resposta a todas essas questões estão no que já citei do catecismo, então, resumidamente respondo.

O Espírito Santo é Deus, e é também A Força. Não uma força, ou uma energia como os cristais e amuletos pagãos, mas A Força que vem do alto, o paráclito o consolador, guardião dos fracos, vento impetuoso, e tantos outros nomes. Fato esse que já mencionado na minha colocação.

Quanto a tradução que diz orar ao Espírito Santo, não vejo problema algum, embora concorde que no contexto da passagem orar No Espírito é o mais adequado.

O Espírito Santo É Deus com o Pai e o Filho. Terceira pessoa da trindade. Adorando a Deus Pai, adoramos ao Filho e ao Espírito. Adorando ao Filho, Adoramos ao Pai e ao Espírito. Adorando ao Espírito, Adoramos ao Pai e ao Filho. São todos consubstanciais. Por isso não há problemas rogar ao Pai, ao Filho ou ao Espírito. Embora a missão de cada um seja específica, O Pai cria, O Filho Salva, e O Espírito Santifica, um não completa sua missão sem a presença dos outros dois, pois são A Trindade Santa.

Claro que é difícil de compreender a totalidade dessas afirmações, não vamos conseguir nunca, por mais que debatamos e discutamos ao longo desse fórum, NUNCA vamos chegar ao entendimento de como Deus é Pai, Filho e Espírito, sendo UM ÚNICO DEUS.

Permaneçam na Trindade Una e Santa. Paz, unção e música

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qua Fev 09, 2011 2:11 pm

Mas já que fala na Trindade há pontos revelados por Yeshua que para mim não deixam de ter muito valor.

Eis os mais importantes:

17*Jesus disse-lhe: «Não me detenhas, pois ainda não subi para o Pai; mas vai ter com os meus irmãos e diz-lhes: 'Subo para o meu Pai, que é vosso Pai, para o meu Deus, que é vosso Deus.'»
(João 20,17)

Isto quer dizer que o PAI é O DEUS de Yeshua, donde Yeshua provem.

* Ouvistes o que Eu vos disse: 'Eu vou, mas voltarei a vós.' Se me tivésseis amor, havíeis de alegrar-vos por Eu ir para o Pai, pois o Pai é mais do que Eu.
(João 14,28)

Portanto, o PAI é MAIS que o FILHO.

27pois Deus tudo submeteu debaixo dos pés dele. Mas quando diz: «Tudo foi submetido», é claro que se exclui aquele que lhe submeteu tudo. 28E quando todas as coisas lhe tiverem sido submetidas, então o próprio Filho se submeterá àquele que tudo lhe submeteu, a fim de que Deus seja tudo em todos.
(1ª Corintios 15,27-28)

Assim, o Filho submete-se ao PAI e não o PAI ao Filho.

«Pai, se quiseres, afasta de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, mas a tua.» (Lucas 22,42)
E dizia: «Abbá, Pai, tudo te é possível; afasta de mim este cálice! Mas não se faça o que Eu quero, e sim o que Tu queres.» (Marcos 14,36)

Assim o Filho faz a vontade do Pai que é diferente da sua.

Mas Yeshua também disse:

Eu e o Pai somos Um.» (João 30,10)

Jesus disse-lhe: «Há tanto tempo que estou convosco, e não me ficaste a conhecer, Filipe? Quem me vê, vê o Pai. Como é que me dizes, então, 'mostra-nos o Pai'? (João 14,9)

Na verdade, não podemos pôr as coisas de uma forma simples.
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Binhokraus em Qua Fev 09, 2011 4:54 pm

Mas eu não pus. E fui bem claro no final ao dizer que o mistério da trindade é um assunto que por mais que tentemos nunca vamos compreender totalmente. Tudo o que as passagens disseram está explicado no post em que eu coloquei a doutrina católica, é só voltar e ler com atenção que você vai perceber. E volto a dizer, o mistério da trindade é inexplicável, e por isso mesmo um mistério.

Permaneçam em Deus

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Paulo Henrique Viana em Qui Fev 10, 2011 7:58 am

BoM DIA, Manuel e Binho

o texto a seguir que fala sobre o Espírito Santo é o de Tiago 4.5 vejamos:

"... É com ciúme que por nós anseia o Espírito, que ele fez habitar em nós?" Almeida Revista e Atualizada

"... ou pensais que a Escritura diz em vão: O Espírito que habita em nós ama-nos com ciúme?" Bíblia dos Capuchinhos

" ... É com a tendência de invejar que o espírito que estabeleceu residência em nós está ansiando?" Tradução do Novo Mundo das Sagradas Escrituras
"... Sois amados até o ciúme pelo espírito que habita em vós" Bíblia Ave Maria

Pela tradução de Almeida, podemos entender que Deus (ele) fez o Espírito habitar em nós (Espírito em maiúsculo para enfatizar a pessoa do Espírito Santo) e este Espírito ( com letra maiúscula) sente ciúmes por nós.

Pela tradução dos Capuchinhos, a mesma idéia da tradução do Almeida, somente com a troca da palavra anseio por ama-nos e a ausência do (ele fez habitar) traduzindo assim que "O Espírito que habita..."

Pela tradução do Novo Mundo, o "espírito" se encontra com letra minúscula, descaracterizando a idéia de pessoa e dando a importância de força, segundo a doutrina dos Testemunhas de Jeová

Pela tradução da Ave Maria, encontra-se também a palavra "espírito" em letra minúscula, mas não com a visão doutrinária da Testemunha de Jeová, mas talvez pelo fato de que no original esta palavra não se encontra em maiúsculo.

Portanto vendo algumas pequenas diferenças de tradução, o texto sempre irá apresentar que o "Espírito" ou "espírito" está sentindo algo, que seja conforme as traduções acima: ciúmes, inveja ou anseio, amor.

Não seria estranho afirmar que aqui é uma força que está sentindo ciúmes, amor, inveja e anseio? Se Tiago quisesse falar deste sentimento vindo de Deus, não deveria falar que Deus anseia por nós com ciúmes ou ama-nos com ciúmes, como Tiago sempre fala acerca de Deus e não de sua força quando expressa os seus atos? Seria tão fácil Tiago falar que Deus tem ciúmes de nós do que falar que a força que Deus fez habitar em nós tem ciúmes, não acham?

vamos pensar sobre o assunto
até mais...

Paulo Henrique Viana

Mensagens : 110
Data de inscrição : 19/11/2010
Localização : Minas Gerais

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Fev 10, 2011 9:29 am

Esta passagem é deveras difícil.
Mas quando a leio, penso no Espírito que YHWH nos deu (por isso habita em nós) que nos ama com ciúme.
Mas se uma pessoa tiver não o espirito de YHWH, mas o espírito do maligno?! ...
Na verdade, nós podemos ter um Espirito Santo vindo de YHWH. Este espirito é nosso e que Deus nos deu. Mas quem não tem o espírito de YHWH, por o ter repudiado, fica com o espírito do maligno.
Também podemos ter muito espírito (bom ou mau) ou ter pouco espírito.
Podemos ainda ter parte do espírito que estava em outra pessoa, como no caso de Moisés de quem YHWH retirou parte do seu espírito para os repartir por 70 anciãos.
(NÚMEROS 11,16)
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Fev 10, 2011 12:29 pm

Quando terminei a minha intervenção anterior eram já 12H29 e tive que ir almoçar.
Em casa consultei as traduções «Biblia de Jerusalém» e a «Bíblia Pastoral» e fiquei com a impressão que o ciúme é de YHWH, mas o espírito é nosso (o que Deus nos dá).
Desta forma como fala da Escritura, refere-se ao ciúme (ou zelo) de YHWH mencionado no Decálogo quando fala a respeito de sermos levados pelos ídolos. (Exodo 20,5 e Deuteronómio 5,9)
Para melhor esclarecimento, se alguém souber grego deveria analisar esse versículo no grego coiné (eu não o posso fazer pois não sei grego)

ἢ δοκεῖτε ὅτι κενῶς ἡ γραφὴ λέγει, Πρὸς φθόνον ἐπιποθεῖ τὸ πνεῦμα ὃ κατῴκισεν ἐν ἡμῖν;
(James 4,5)

No entanto, também podemos raciocinar em que é YHWH o emissor com o qual está sintonizado o Espírito que ELE nos deu e que nos ama com ciúme. As pessoas a que se refere esse espírito, somos nós mesmos.

Ora como a tradição de «Espirito Santo» (Ruach HaKodesh: em Hebreu: רוח הקודש ) já vem do judaísmo, interessa saber o que é que um judeu pensa sobre isto e qual a interpretação que lhe dá. Para procurarmos ser imparciais devemos procurar outras fontes dentro do monoteísmo, em especial nas origens.
Para tal encontrei este link escrito por um judeu (não cristão): http://www.adventistas.com/trindade/judeus/resposta_judeu_es.htm
Mais um link com a opinião de judeus cristãos : http://israelitas.com.br/institucional/cremos.php
Mais uma outra opinião judaico-cristã sobre o «Espirito Santo» = Ruach HaKodesh: em Hebreu: רוח הקודש http://www.yahwehsword.org/holy-spirit/holy-spirit-3.htm
Mais um link de cristãos pro-judaicos: http://judeu-autonomo.blogspot.com/2010/10/seria-ruach-hakodesh-espirito-santo.html
Veja também na Wikipédia com espírito trinitário cristão: http://pt.wikipedia.org/wiki/Esp%C3%ADrito_Santo

avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Pe. Anderson em Qui Fev 10, 2011 12:53 pm

Caros amigos,

Segundo a fé cristã, não há três deuses combinados como se fossem um só, mas um só Deus, que se revelou com Pai, Filho e Espírito Santo. Essa revelação nos veio através de Jesus Cristo, que uma vez subido aos Céus, depois do seu mistério pascal, nos envia constantemente o seu Espírito Santo, fazendo com que a Igreja de Cristo, sua Esposa e seu Corpo, permaneça fiel a Ele e a seus ensinamentos. Essa fé não veio do Egito, mas do próprio Cristo e foi vivida em todos os lugares onde Cristo foi anunciado.

A fé na Trindade é bíblica, lá está expressamente ensinada. Demonstraremos isso a quem quiser entender. Depois mostraremos que não foram os teólogos egípcios que inventaram o dogma cristão trinitário, mas esse dogma é uma verdade de fé aceita pelos cristãos desde o primeiro século da Igreja. Mostraremos isso com textos patrísticos, dos primeiros escritores cristãos, de todas as áreas da Igreja.

“Porquanto é por Cristo Jesus que uns e outros temos acesso ao Pai mediante um mesmo Espírito” (Ef. 2,18).

Esse texto nos mostra claramente a afirmação de uma Trindade em Deus. Cristo é o Mediador, que nos une ao Pai mediante o Espírito Santo que Ele nos concede.

Depois apresentamos fórmulas Trinitárias na Sagrada Escritura:

Mt 28, 16-20: Os onze discípulos foram para a Galiléia, para a montanha que Jesus lhes tinha designado. Quando o viram, adoraram-no; entretanto, alguns hesitavam ainda. Mas Jesus, aproximando-se, lhes disse: Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.
2 Cor 1,21-22: Ora, quem nos confirma a nós e a vós em Cristo, e nos consagrou, é Deus. Ele nos marcou com o seu selo e deu aos nossos corações o penhor do Espírito.
2 Cor 13,13: “A graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a comunhão do Espírito Santo estejam com todos vós!”
2 Tes 2,13-16: “Nós, porém, sentimo-nos na obrigação de incessantemente dar graças a Deus a respeito de vós, irmãos queridos de Deus, porque desde o princípio vos escolheu Deus para vos dar a salvação, pela santificação do Espírito e pela fé na verdade. E pelo anúncio do nosso Evangelho vos chamou para tomardes parte na glória de nosso Senhor Jesus Cristo. Assim, pois, irmãos, ficai firmes e conservai os ensinamentos que de nós aprendestes, seja por palavras, seja por carta nossa. Nosso Senhor Jesus Cristo e Deus, nosso Pai, que nos amou e nos deu consolação eterna e boa esperança pela sua graça, consolem os vossos corações e os confirmem para toda boa obra e palavra!”
2 Ped 1,1-4: “Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos eleitos que são estrangeiros e estão espalhados no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia eleitos segundo a presciência de Deus Pai, e santificados pelo Espírito, para obedecer a Jesus Cristo e receber a sua parte da aspersão do seu sangue. A graça e a paz vos sejam dadas em abundância. Bendito seja Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Na sua grande misericórdia ele nos fez renascer pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma viva esperança, para uma herança incorruptível, incontaminável e imarcescível, reservada para vós nos céus;

Esses textos mostram claramente que há uma distinçao de pessoas em Deus. Nosso Deus é único, mas a revelaçao de Cristo nos mostra que esse Deus nao é um Deus solitário. Nosso Catecismo nos afirma:

O mistério da Santíssima Trindade é o mistério central da fé e da vida cristã. É o mistério de Deus em Si mesmo. É, portanto, a fonte de todos os outros mistérios da fé, é a luz que os ilumina. É o ensinamento mais fundamental e essencial na hierarquia das verdades de fé. Toda a história da salvação não é senão a história da via e dos meios pelos quais o Deus verdadeiro e único, Pai, Filho e Espírito Santo, se revela, reconcilia consigo e une a Si os homens que se afastam do pecado (CIC 234).

Segundo Sao Paulo, a vida crista só pode ser entendida em referência à Santíssima Trindade. Essa é a fé bíblica e agora demonstramos com os textos:

Rom 8,12-33: Portanto, irmãos, não somos devedores da carne, para que vivamos segundo a carne. De fato, se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras da carne, vivereis, pois todos os que são conduzidos pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. Porquanto não recebestes um espírito de escravidão para viverdes ainda no temor, mas recebestes o espírito de adoção pelo qual clamamos: Aba! Pai! O Espírito mesmo dá testemunho ao nosso espírito de que somos filhos de Deus. E, se filhos, também herdeiros, herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo, contanto que soframos com ele, para que também com ele sejamos glorificados. Tenho para mim que os sofrimentos da presente vida não têm proporção alguma com a glória futura que nos deve ser manifestada. Por isso, a criação aguarda ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus. Pois a criação foi sujeita à vaidade, não voluntariamente, mas por vontade daquele que a sujeitou, todavia com a esperança de ser também ela libertada do cativeiro da corrupção, para participar da gloriosa liberdade dos filhos de Deus. Pois sabemos que toda a criação geme e sofre como que dores de parto até o presente dia. Não só ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, gememos em nós mesmos, aguardando a adoção, a redenção do nosso corpo. Porque pela esperança é que fomos salvos. Ora, ver o objeto da esperança já não é esperança; porque o que alguém vê, como é que ainda o espera? Nós que esperamos o que não vemos, é em paciência que o aguardamos. Outrossim, o Espírito vem em auxílio à nossa fraqueza; porque não sabemos o que devemos pedir, nem orar como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inefáveis. E aquele que perscruta os corações sabe o que deseja o Espírito, o qual intercede pelos santos, segundo Deus. Aliás, sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são os eleitos, segundo os seus desígnios. Os que ele distinguiu de antemão, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que este seja o primogênito entre uma multidão de irmãos. E aos que predestinou, também os chamou; e aos que chamou, também os justificou; e aos que justificou, também os glorificou. Que diremos depois disso? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas que por todos nós o entregou, como não nos dará também com ele todas as coisas? Quem poderia acusar os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
Col 1, 13-20: “Ele nos arrancou do poder das trevas e nos introduziu no Reino de seu Filho muito amado, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados. Ele é a imagem de Deus invisível, o Primogênito de toda a criação. Nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por ele e para ele. Ele existe antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem nele. Ele é a Cabeça do corpo, da Igreja. Ele é o Princípio, o primogênito dentre os mortos e por isso tem o primeiro lugar em todas as coisas. Porque aprouve a Deus fazer habitar nele toda a plenitude e por seu intermédio reconciliar consigo todas as criaturas, por intermédio daquele que, ao preço do próprio sangue na cruz, restabeleceu a paz a tudo quanto existe na terra e nos céus.”

Segundo a Sagrada Escritura, a atividade cristã tem origem na vida trinitária:

1 Cor 12, 4-6: “Há diversidade de dons, mas um só Espírito. Os ministérios são diversos, mas um só é o Senhor. Há também diversas operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.”


Gal 4,4-7: “Mas quando veio a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, que nasceu de uma mulher e nasceu submetido a uma lei, a fim de remir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a sua adoção. A prova de que sois filhos é que Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai! Portanto já não és escravo, mas filho. E, se és filho, então também herdeiro por Deus.

Rom 5,1-5: “Justificados, pois, pela fé temos a paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. Por ele é que tivemos acesso a essa graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança de possuir um dia a glória de Deus. Não só isso, mas nos gloriamos até das tribulações. Pois sabemos que a tribulação produz a paciência, a paciência prova a fidelidade e a fidelidade, comprovada, produz a esperança. E a esperança não engana. Porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.”

Mais informaçoes:
http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t88-santissima-trindade?highlight=santissima+trindade

Grande abraço a todos.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Espírito Santo é Deus, ou é uma "força"?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum