ressurreição no céu e na terra?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Seg Jan 18, 2010 5:18 am

O precedente mostra que o ensino da ressurreição ocorre nas Escrituras Hebraicas. Todavia, coube a Jesus Cristo ‘lançar luz sobre a vida e a incorrupção por intermédio das boas novas’. (2Ti 1:10)


O apóstolo afirma que a ressurreição é uma esperança garantida, argumentando: “Ora, se se prega Cristo, que ele tem sido levantado dentre os mortos, como é que alguns entre vós dizem que não há ressurreição dos mortos? Se, deveras, não há ressurreição dos mortos, tampouco Cristo foi levantado. Mas, se Cristo não foi levantado, a nossa pregação certamente é vã e a nossa fé é vã. Além disso, somos também achados como falsas testemunhas de Deus, porque temos dado testemunho contra Deus, de que ele levantou o Cristo, a quem ele, porém, não levantou, se realmente é que os mortos não hão de ser levantados. . . . Outrossim, se Cristo não foi levantado, a vossa fé é inútil; ainda estais em vossos pecados. . . . No entanto, agora Cristo tem sido levantado dentre os mortos, as primícias dos que adormeceram na morte. Pois, visto que a morte é por intermédio dum homem, também a ressurreição dos mortos é por intermédio dum homem.” — 1Co 15:12-21.

aqui...a ressurreição de jesus, que é defendida pelo apóstolo, é a espiritual ou terrestre?

Tomé duvidou da ressurreição terrestre os espiritual de cristo?
— Jo 20:24-29.

No início da humanidade não havia necessidade duma ressurreição.
Esta não fazia parte do propósito original de Deus para a humanidade, pois a morte não era a coisa natural intencionada para os humanos. Antes, Deus indicou que tencionava que a terra ficasse cheia de humanos vivos, não duma raça deteriorante e morredoura. Sua obra era perfeita, e por isso isenta de falhas, imperfeições ou doenças. (De 32:4)

Jeová abençoou o primeiro casal humano, ordenando-lhes que se multiplicassem e enchessem a terra. (Gên 1:28) Tal bênção certamente não incluía doenças e a morte; Deus não fixou um limite para a vida do homem, mas disse a Adão que a desobediência é que causaria a morte. Isto subentende que, não ocorrendo isso, o homem viveria para sempre. A desobediência acarretaria o desfavor de Deus e removeria Sua bênção, resultando em maldição. — Gên 2:17; 3:17-19.

Consequentemente, a morte se introduziu na raça humana por causa da transgressão de Adão. (Ro 5:12) Devido à pecaminosidade e à resultante imperfeição de seu pai, a descendência de Adão não podia herdar dele a vida eterna; de fato, nem mesmo uma esperança de viver para sempre. “Nem pode a árvore podre produzir fruto excelente”, disse Jesus. (Mt 7:17, 18; Jó 14:1, 2) A ressurreição foi introduzida, ou acrescentada, para superar esta incapacidade dos filhos de Adão que desejassem ser obedientes a Deus.

qual o objectivo da ressurreição para a descendência de Adão?

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Seg Jan 18, 2010 5:27 am

A ressurreição demonstra não só o poder e a sabedoria ilimitados de Jeová Deus, mas também seu amor e sua misericórdia, e o vindica como o Preservador daqueles que o servem. (1Sa 2:6)

Possuindo o poder de ressuscitar, Deus pode ir ao ponto de demonstrar que seus servos são fiéis a Ele até a morte. Pode responder à acusação de Satanás, que asseverou que “pele por pele, e tudo o que o homem tem dará pela sua alma”. (Jó 2:4) Jeová pode permitir que Satanás vá até o pleno limite, chegando até mesmo a matar alguns, no vão esforço de apoiar as falsas acusações dele. (Mt 24:9; apo 2:10; 6:11)

Estarem os servos de Jeová dispostos a perder a própria vida no serviço Dele prova que o seu serviço não é prestado por motivos egoístas, mas por amor
. (apo 12:11) Também prova que eles reconhecem a Jeová como o Todo-Poderoso, o Soberano Universal e o Deus de amor, capaz de ressuscitá-los.

Prova que prestam devoção exclusiva a Jeová
por causa das maravilhosas qualidades dele, e não por razões egoístas, materiais. (Considere algumas das exclamações de Seus servos, conforme registadas em Ro 11:33-36; apo 4:11; 7:12.)

A ressurreição é também um meio pelo qual Jeová se certifica de que seu propósito para com a terra, conforme declarado a Adão, seja executado. — Gên 1:28.

A ressurreição dos mortos, uma benignidade imerecida da parte de Deus, é essencial para a felicidade da humanidade, e para desfazer todo o dano, todos os sofrimentos e toda a opressão que sobrevieram à raça humana.

O causador original da morte há de ser removido. Jesus disse aos judeus religiosos que se lhe opunham: “Vós sois de vosso pai, o Diabo, e quereis fazer os desejos de vosso pai. Esse foi um homicida quando começou, e não permaneceu firme na verdade, porque não há nele verdade.” (Jo 8:44)

Isto constitui evidência de que foi o Diabo que falou, usando a serpente qual instrumento, e que este já era homicida desde o início de seu proceder mentiroso e diabólico. Na visão que Cristo forneceu posteriormente a João, ele revelou que Satanás, o Diabo, também é chamado de “a serpente original”. (apo12:9)

Satanás conseguiu seu domínio sobre a humanidade, obtendo influência sobre os filhos de Adão, induzindo o pai deles, Adão, a rebelar-se contra Deus. Assim, na primeira profecia, a de Génesis 3:15, Jeová forneceu a esperança de que essa Serpente seria removida do caminho. ( Ro 16:20.)

Não só a cabeça de Satanás há de ser esmagada, mas também todas as obras dele hão de ser desfeitas ou destruídas. (1Jo 3:8, NM; ALA) O cumprimento desta profecia exige, necessariamente, que se elimine a morte introduzida por Adão, incluindo o retorno, mediante uma ressurreição, dos descendentes de Adão que foram para o Seol (Hades), em resultado do pecado dele, cujos efeitos eles herdaram. — 1Co 15:26.

para que serviam as ressuscitações mencionadas nas escrituras visto que quem voltou a viver...voltou a morrer?

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Seg Jan 18, 2010 10:06 am

Ressuscitações antes de se pagar o resgate, os profetas Elias e Eliseu realizaram ressuscitações, quer directa, quer indirectamente. (1Rs 17:17-24; 2Rs 4:32-37; 13:20, 21)

Todavia, tais pessoas ressuscitadas morreram outra vez, assim como se deu com aqueles que foram ressuscitados por Jesus quando esteve na terra, bem como com os que foram ressuscitados pelos apóstolos. Isto revela que nem sempre a ressurreição é para a vida eterna.

Em virtude de ter sido ressuscitado por seu amigo Jesus, Lázaro provavelmente estava vivo em Pentecostes de 33 EC, quando o espírito santo foi derramado e os primeiros para a chamada celestial (He 3:1) foram ungidos e gerados pelo espírito. (At 2:1-4, 33, 38)


Jesus tem “as chaves da morte e do Hades [Seol]”. (apo 1:18) Possuindo agora autoridade para conceder vida eterna, no devido tempo de Deus, Jesus realiza “uma ressurreição melhor”, uma vez que os que são beneficiados por ela poderão viver para sempre; nenhum de tais precisa, inevitavelmente, morrer de novo. Se forem obedientes, continuarão vivendo após a ressurreição.


Jesus Cristo é chamado de “o primogénito dentre os mortos”. (Col 1:18) Ele foi o primeiro a ser ressuscitado para a vida eterna. E sua ressurreição foi “no espírito”, para a vida no céu. (1Pe 3:18)

Ademais, foi alçado a uma forma de vida mais elevada e a uma posição mais alta do que a que detinha nos céus antes de vir à terra. Foram-lhe concedidas imortalidade e incorrupção, que nenhuma criatura na carne pode ter, e foi tornado “mais alto do que os céus”, estando apenas abaixo de Jeová Deus no universo. (He 7:26; 1Ti 6:14-16; Fil 2:9-11; At 2:34; 1Co 15:27)

Sua ressurreição foi realizada pelo próprio Jeová Deus, seu pai. — At 3:15; 5:30; Ro 4:24; 10:9.

apocalipse 20:5, 6 se refere à ressurreição daqueles que reinarão junto com Cristo como “a primeira ressurreição. O apóstolo Paulo fala desta primeira ressurreição também como “a ressurreição a ocorrer mais cedo dentre os mortos [literalmente: a dentre-ressurreição dentre os mortos]”. (Fil 3:11, NM, Ro, Int)

Enquanto Jesus estava pregado na estaca, um dos malfeitores junto com ele, observando que Jesus não merecia castigo, solicitou: “Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu reino.” Jesus respondeu: “Deveras, eu te digo hoje: Estarás comigo no Paraíso.” (Lu 23:42, 43)

Em outras palavras, Jesus disse: ‘Neste dia obscuro, quando a minha reivindicação a um reino é altamente improvável, a julgar pelas aparências, tu expressas fé. Deveras, quando eu entrar no meu reino, vou lembrar-me de ti.’

Isto exige uma ressurreição para o malfeitor. Tal homem não era um fiel seguidor de Jesus Cristo. Ele se havia empenhado no erro, na violação da lei, merecendo a pena de morte. (Lu 23:40, 41) Por conseguinte, não podia esperar ser um dos que obteriam a primeira ressurreição.

Adicionalmente, morreu 40 dias antes de Jesus ascender ao céu, e, assim, antes de Pentecostes, ou 10 dias depois de tal ascensão, quando Deus, mediante Jesus, ungiu os primeiros membros daqueles que recebem a ressurreição celestial. — At 1:3; 2:1-4, 33.

Jesus disse que o malfeitor estaria no Paraíso. Tal palavra significa “um parque ou lugar aprazível”. A Septuaginta traduziu a palavra hebraica para “jardim” (gan), como em Génesis 2:8, pelo vocábulo grego pa·rá·dei·sos. O paraíso em que o malfeitor estaria não seria o “paraíso de Deus” prometido “àquele que vencer”, em apocalipse 2:7, pois o malfeitor não era um vencedor do mundo junto com Jesus Cristo. (Jo 16:33)

Por conseguinte, o malfeitor não estaria no Reino celestial qual membro deste (Lu 22:28-30), mas seria um súdito do Reino quando aqueles que participassem da “primeira ressurreição”, como reis da parte de Deus e de Cristo, se sentassem em tronos, governando junto com Cristo por mil anos. —apo 20:4-6.

quem será ressuscitado para além destes?

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Seg Jan 18, 2010 10:14 am

há muitos “injustos” sepultados no Seol (Hades), a sepultura comum da humanidade, ou no “mar”, sepulturas aquosas.

O julgamento destes, junto com os “justos” ressuscitados na terra, é descrito em apocalipse 20:12, 13: “E eu vi os mortos, os grandes e os pequenos, em pé diante do trono, e abriram-se rolos. Mas outro rolo foi aberto; é o rolo da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas escritas nos rolos, segundo as suas acções. E o mar entregou os mortos nele, e a morte e o Hades entregaram os mortos neles, e foram julgados individualmente segundo as suas acções.”

Notamos que esse julgamento é colocado na Bíblia no relato dos eventos que ocorrem durante o Reinado Milenar de Cristo, junto com seus reis e sacerdotes associados. Estes, disse o apóstolo Paulo, “julgarão o mundo”. (1Co 6:2) “Os grandes e os pequenos”, de todas as camadas sociais, estarão ali, a fim de serem julgados sem parcialidade. São “julgados pelas coisas escritas nos rolos” que então serão abertos.

Isto não se poderia referir aos registros de sua vida passada, nem a um conjunto de regras que os julgassem à base de sua vida anterior. Uma vez que “o salário pago pelo pecado é a morte”, estes, por terem morrido, já receberam o salário por seu pecado passado. (Ro 6:7, 23) Eles são então ressuscitados para que possam demonstrar sua atitude para com Deus, e se desejam ou não aceitar o sacrifício resgatador de Jesus Cristo oferecido a favor de todos. (Mt 20:28; Jo 3:16)

Embora seus pecados passados não sejam levados em conta, eles necessitam do resgate para soerguê-los à perfeição. Precisam transformar a mente de seu anterior modo de vida e a maneira de pensar em harmonia com a vontade e os regulamentos de Deus para a terra e seus habitantes.

Portanto, os “rolos” evidentemente delineiam a vontade e a lei de Deus para eles durante aquele Dia do Juízo, a fé e a obediência a estas coisas constituindo a base para o julgamento e para que, por fim, seus nomes sejam escritos de forma indelével no “rolo da vida”.

A provisão de ressurreição para a humanidade é, deveras, uma benignidade imerecida de Jeová Deus, pois ele não tinha a obrigação de providenciar uma ressurreição.

O amor pelo mundo da humanidade induziu-o a dar seu Filho unigênito para que milhões, sim, até mesmo biliões de pessoas que morreram sem ter verdadeiro conhecimento de Deus pudessem ter a oportunidade de conhecê-lo e amá-lo, e para que os que o amam e servem pudessem ter esta esperança e este incentivo à perseverança fiel, mesmo até a morte. (Jo 3:16)

caberão ´todos na terra?

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Seg Jan 18, 2010 10:22 am

Uma estimativa bem liberal do número de pessoas que já viveram na terra é de 20 bilhões. Muitos estudiosos do assunto calculam que o número dos que já viveram nem chega a tanto.

Nem todos esses, como se mostrou na consideração precedente, obterão uma ressurreição, mas mesmo presumindo que fossem ressuscitados, não haveria problemas no que tange a espaço para viver e a alimento para eles. A superfície seca da Terra é actualmente de cerca de 148.000.000 de quilómetros quadrados, ou de cerca de 14.800.000.000 de hectares. Mesmo que se reservasse metade disso para outros fins, haveria mais de um terço de hectare para cada pessoa.

Quanto ao potencial da terra para produzir alimentos, um terço de hectare pode fornecer muito mais alimento do que uma só pessoa necessita, especialmente quando, como Deus demonstrou no caso da nação de Israel, há abundância de alimentos em resultado da bênção de Deus. — 1Rs 4:20; Ez 34:27.

“ ‘Superpopulação’ — é um mito?”

“Sem exagero, o Estado do Texas, EUA, poderia abrigar toda a população do mundo”, relata a revista Vitality. O artigo menciona que, segundo estimativa atualizada das Nações Unidas, a população do mundo é de cerca de seis bilhões de pessoas, e o Texas tem 680 mil quilômetros quadrados de extensão. Isso representa mais de 113 metros quadrados por pessoa. “Uma família de cinco membros disporia de mais de 565 metros quadrados de terra para habitar. Mesmo no Texas, isso é terreno para se construir uma mansão”, diz a revista. “Em compensação, o resto do planeta ficaria totalmente vazio e serviria para fins agrícolas, industriais, educativos e recreativos, para toda a humanidade!”

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Seg Jan 18, 2010 10:25 am

portanto, o propósito inicial de Deus era encher a terra com pessoas justas, perfeitas e vivendo para sempre e sendo descendentes de adão... gén. 1:28

e assim será... com o melhor governo que teremos.

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Jan 20, 2010 5:19 am

RESSURREIÇÃO NO CÉU ???
NÃO! NUNCA! JAMAIS!
O céu é o lugar dos ressuscitados. Portanto, lá não há outra ressurreição.
A ressurreição dos mortos acontecerá aqui na terra, como aconteceu a ressurreição de Cristo.
Se no céu não haverá lágrima, dor, sofrimento, morte e luto, porque passou a primeira condição (Ap 21,4). Porquanto, onde não há morte, não pode haver ressurreição.
Acho que esse tópico está muito esquisito. Afirmar que há ressurreição no céu corresponde a afirmar que lá existem imperfeições. Tal afirmação, salvo se por engano, é pura heresia!
Fiquemos com Deus !
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Qua Jan 20, 2010 6:08 am

flávio, peço desculpa mas a frase do tópico quer dizer ressurreição para o céu...

mas de qualquer forma, já ouvi muitas pessoas que falam na ressurreição no céu, talvez pelo ensino mal direccionado, e não acreditam na ressurreição terrestre.

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sex Jan 22, 2010 9:33 pm

A ressurreição será um fato a acontecer na terra, não resta dúvida. Entretanto, nenhum dos ressuscitados no ultimo dia ficará na terra. Há dois destinos: Céu e inferno. Ou se vai para um, ou se vai para outro. Não há um terceiro lugar (a terra), de acordo com as palavras de Cristo.
Qualquer coisa em contrário, é coisa de ANÁTEMA (que não merece crédito).
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Sab Jan 23, 2010 5:07 am

interessante como define o dia...24h?

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por Pe. Anderson em Dom Jan 24, 2010 7:18 am

Caros amigos,

Essa discussao está realmente interessante. Mas para que ela nao se prolongue até o infinito, coloco aqui a doutrina da Igreja Católica, de forma bem clara e precisa. Creio que responde a tudo o que foi questionado até aqui.

638 "Anunciamo-vos a Boa Nova: a promessa, feita a nossos pais, Deus a realizou plenamente para nós, seus filhos, ressuscitando Jesus" (At 13,32-33). A Ressurreição de Jesus é a verdade culminante de nossa fé em Cristo, crida e vivida como verdade central pela primeira comunidade cristã, transmitida como a Cruz, como parte essencial do Mistério Pascal. Cristo ressuscitou dos mortos. Por sua morte venceu a morte. Aos mortos deu a vida.

I - O EVENTO HISTÓRICO E TRANSCENDENTE
639 O mistério da Ressurreição de Cristo é um acontecimento real que teve manifestações historicamente constatadas, como atesta o Novo Testamento. Já São Paulo escrevia aos Coríntios pelo ano de 56: "Eu vos transmiti... o que eu mesmo recebi: Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras. Foi sepultado, ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras. Apareceu a Cefas, e depois aos Doze" (1Cor 15,3-4). O apóstolo fala aqui da viva tradição da Ressurreição, que ficou conhecendo após sua conversão às portas de Damasco.

O ESTADO DA HUMANIDADE RESSUSCITADA DE CRISTO
645 Jesus ressuscitado estabelece com seus discípulos relações diretas, em que estes o apalpam e com Ele comem. Convida-os, com isso, a reconhecer que Ele não é um espírito, mas sobretudo a constatar que o corpo ressuscitado com o qual Ele se apresenta a eles é o mesmo que foi martirizado e crucificado, pois ainda traz as marcas de sua Paixão. Contudo, este corpo autêntico e real possui, ao mesmo tempo, asp propriedades novas de um corpo glorioso: não está mais situado no espaço e no tempo, mas pode tornar-se presente a seu modo, onde e quando quiser, pois sua humanidade não pode mais ficar presa à terra, mas já pertence exclusivamente ao domínio divino do Pai. Por esta razão também Jesus ressuscitado é soberanamente livre de aparecer como quiser: sob a aparência de um jardineiro ou “de outra forma" (Mc 16,12), diferente das que eram familiares aos discípulos, e isto precisamente para suscitar-lhes a fé.

646 A Ressurreição de Cristo não constituiu uma volta à vida terrestre, como foi o caso das ressurreições que Ele havia realizado antes da Páscoa: a filha de Jairo, o jovem de Naim e Lázaro. Tais fatos eram acontecimentos miraculosos, mas as pessoas contempladas pelos milagres voltavam simplesmente à vida terrestre "ordinária" pelo poder de Jesus. Em determinado momento, voltariam a morrer. A Ressurreição de Cristo é essencialmente diferente. Em seu corpo ressuscitado, Ele passa de um estado de morte para outra vida, para além do tempo e do espaço. Na Ressurreição, o corpo de Jesus é repleto do poder do Espírito Santo; participa da vida divina no estado de sua glória, de modo que Paulo pode chamar a Cristo de "o homem celeste".

A RESSURREIÇÃO COMO ACONTECIMENTO TRANSCENDENTE
647 "Só tu, noite feliz "canta o Exsultet da Páscoa – “soubeste a hora em que Cristo da morte ressurgia."

Com efeito ninguém foi testemunha ocular do próprio acontecimento da Ressurreição, e nenhum Evangelista o descreve. Ninguém foi capaz de dizer como ela se produziu fisicamente. Muito menos sua essência mais íntima, sua passagem a outra vida, foi perceptível aos sentidos. Como evento histórico constatável pelo sinal do sepulcro vazio e pela realidade dos encontros dos apóstolos com Cristo ressuscitado, a Ressurreição nem por isso deixa de estar no cerne do mistério da fé, no que ela transcende e supera a história. E por isso que Cristo ressuscitado não se manifesta ao mundo mas a seus discípulos, "aos que haviam subido com ele da Galiléia para Jerusalém, os quais são agora suas testemunhas diante do povo" (At 13,31).

II. A RESSURREIÇÃO - OBRA DA SANTÍSSIMA TRINDADE
648 A Ressurreição de Cristo é objeto de fé enquanto intervenção transcendente do próprio Deus na criação e na história. Nela, as três Pessoas Divinas agem ao mesmo tempo, juntas, e manifestam sua originalidade própria. Ela aconteceu pelo poder do Pai que "ressuscitou" (At 2,24) Cristo, seu Filho, e desta forma introduziu de modo perfeito sua humanidade - com seu corpo - na Trindade. Jesus é definitivamente revelado "Filho de Deus com poder por sua Ressurreição dos mortos segundo o Espírito de santidade" (Rm 1,4). São Paulo insiste na manifestação do poder de Deus pela obra do Espírito que vivificou a humanidade morta de Jesus e a chamou ao estado glorioso de Senhor.

649 O Filho opera, por sua vez, a própria Ressurreição em virtude de seu poder divino. Jesus anuncia que o Filho do homem dever sofrer muito, morrer e, em seguida, ressuscitar (sentido ativo da palavra). Alhures, afirma explicitamente: "Eu dou a minha vida para retomá-la... Tenho poder de dá-la e poder para retomá-la" (Jo 10,17-18 "Nós cremos... que Jesus morreu, em seguida ressuscitou" (1Ts 4,14).

650 Os Padres da Igreja contemplam a Ressurreição a partir da Pessoa Divina de Cristo que ficou unida à sua alma e a seu corpo separados entre si pela morte: "Pela unidade da natureza divina, que permanece presente em cada uma das duas partes do homem, estas se unem novamente. Assim, a Morte se produz pela separação do composto humano, e a Ressurreição, pela união das duas partes separadas."

III. SENTIDO E ALCANCE SALVÍFICO DA RESSURREIÇÃO

651 "Se Cristo não ressuscitou, vazia é a nossa pregação, vazia é também a vossa fé" (1Cor 15,14). A Ressurreição constitui antes de mais nada a confirmação de tudo o que o próprio Cristo fez e ensinou. Todas as Verdades, mesmo as mais inacessíveis ao espírito humano, encontram sua justificação se, ao ressuscitar, Cristo deu a prova definitiva, que havia prometido, de sua autoridade divina.

652 A Ressurreição de Cristo é cumprimento das promessas do Antigo Testamento[a52] " e do próprio Jesus durante sua vida terrestre. A expressão "segundo as Escrituras" indica que a Ressurreição de Cristo realiza essas predições.

653 A verdade da divindade de Jesus é confirmada por sua Ressurreição. Dissera Ele: "Quando tiverdes elevado o Filho do Homem, então sabereis que EU SOU, (Jo 8,28). A Ressurreição do Crucificado demonstrou que ele era verdadeiramente "EU SOU", o Filho de Deus e Deus mesmo. São Paulo pôde declarar aos judeus: "A promessa feita a nossos pais, Deus a realizou plenamente para nós...; ressuscitou Jesus, como está escrito no Salmo segundo: 'Tu és o meu filho, eu hoje te gerei” (At 13,32-33). A Ressurreição de Cristo está estreitamente ligada ao mistério da Encarnação do Filho de Deus. E o cumprimento segundo o desígnio eterno de Deus.

654 Há um duplo aspecto no Mistério Pascal: por sua morte Jesus nos liberta do pecado, por sua Ressurreição Ele nos abre as portas de uma nova vida. Esta é primeiramente a justificação que nos restitui a graça de Deus, "a fim de que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também nós vivamos vida nova" (Rm 6,4). Esta consiste na vitória sobre a morte do pecado e na nova
participação na graça". Ela realiza a adoção filial, pois os homens se tornam irmãos de Cristo, como o próprio Jesus chama seus discípulos após a Ressurreição: “Ide anunciar a meus irmãos" (Mt 28,10). Irmãos não por natureza mas por dom da graça, visto que esta filiação adotiva proporciona uma participação real na vida do Filho Único, que se revelou plenamente em sua Ressurreição.

655 Finalmente, a Ressurreição de Cristo - e o próprio Cristo ressuscitado - é princípio e fonte de nossa ressurreição futura: "Cristo ressuscitou dos mortos, primícias dos que adormeceram... assim como todos morrem em Adão, em Cristo todos receberão a vida" (1Cor 15,20-22). Na expectativa desta realização, Cristo ressuscitado vive no coração de seus fiéis. Nele, os cristãos "experimentaram... as forças do mundo que há de vir" (Hb 6,5) e sua vida é atraída por Cristo ao seio da vida divina" "a fim de que não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que morreu e ressuscitou por eles" (2Cor 5,15).

Esses textos sao do Catecismo da Igreja Católica. Creio que respondem tudo o que foi apresentado nesse tópico de maneira bem clara e coerente. Um grande abraço a todos.
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por são vieira em Ter Jan 26, 2010 5:47 am

anderson, acredito que a ressurreição de Cristo foi a primeira no sentido que foi o primeiro a ser ressuscitado com perspectiva de viver no céu.

alguns outros após essa ressurreição tiveram e terão o mesmo quinhão desde que cumpram os requisitos, para isso, pois, só os que provaram até á morte a sua fidelidade e obediência que irão herdar a vida imortal nos céus...portanto, de certeza que não eram ladrões, fornicadores ou amantes do sexo ilicito, assassinos, espiritas que o farão.



gálatas 5:19-21, 1 cor. 6:9-11, apo. 14:1-4

são vieira

Mensagens : 578
Data de inscrição : 15/07/2009
Idade : 36
Localização : portugal

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Sex Jun 11, 2010 8:06 am

Antes da Ressurreição global (Apocalipse 20,11-14) a Bíblia fala da ressurreição das primicias:

  • A Ressureição do Cristo, veio em primeiro lugar (Primicia das primicias: 1ª dos Corintios cap 15, versos 20 e 23).

    (1ª Corintios 15,20.23)
    20*Mas não! Cristo ressuscitou dos mortos, como primícias dos que morreram. 23*Mas cada um na sua própria ordem: primeiro, Cristo; depois, aqueles que pertencem a Cristo, por ocasião da sua vinda.
  • A ressureição dos eleitos vem em 2º lugar. É chamada em Ap. 20 de 1ª Ressureição. (Primicias: Apocalipse 14,4)
    4*Estes são os que não se perverteram com mulheres, porque são virgens; estes são os que seguem o Cordeiro para toda a parte. Foram resgatados, como primícias da humanidade, para Deus e para o Cordeiro.
    (Apocalipse 14,4)
    3*e lançou-o no Abismo que depois fechou e selou, para que ele não mais enganasse as nações, até que se completassem mil anos. Depois deste período, o Diabo deve ser solto por algum tempo.
    4*Vi também alguns tronos; e aos que neles estavam sentados foi dado o poder de julgar. Vi ainda as almas dos que foram decapitados pelo testemunho de Jesus e pela Palavra de Deus, os quais não adoraram a Besta, nem a sua estátua, nem trouxeram na fronte ou na mão o sinal da Besta. Eles reviveram e reinaram com Cristo durante mil anos. 5*O resto dos mortos não voltou à vida antes de se cumprirem os mil anos. Esta é a primeira ressurreição.(Apocalipse 20,3-5)


No entanto Mateus (Mateus 27,50-56) relata uma ressurreição logo após a morte do Cristo, os quais apareceram a muitos depois da ressurreição do Cristo.

50*E Jesus, clamando outra vez com voz forte, expirou.
51*Então, o véu do templo rasgou-se em dois, de alto a baixo. A terra tremeu e as rochas fenderam-se. 52Abriram-se os túmulos e muitos corpos de santos, que estavam mortos, ressuscitaram; 53e, saindo dos túmulos depois da ressurreição de Jesus, entraram na cidade santa e apareceram a muitos.

Pergunto:
  1. Este relato refere-se a uma verdadeira ressurreição de «santos» em corpo e espírito para a vida eterna?!
  2. Ou em alternativa é apenas uma manifestação espiritual escatológica para dar esperança aos cristãos que tinham ficado sem o seu «Mestre», numa altura em que duvidavam da hipótese de Ele ter ressuscitado.
  3. Ou ainda foi apenas uma ressurreição semelhante à de Lázaro, (mas pela forma como o texto está redigido, parece ter que ser posta de lado).

Eu já li diversas opiniões polémicas, mas nenhuma me deixou satisfeito, pois as explicações dadas mais produziam dúvidas que certezas quanto ao tipo dessas ressurreições. Parece-me que YHWH DEUS prefere mostrar-nos mais a certeza na Ressurreição que mostrar-nos como será a vida na eternidade.
Penso que esta segunda premissa ser-nos-à desvendada, na eternidade, que é o momento oportuno para nós.

O que pensam acerca disto? Surprised
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ressurreição no céu e na terra?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum