QUARESMA, TEMPO DE EXERCÍCIO ESPIRITUAL QUE DEVE SER VIVIDO COM JESUS.

Ir em baixo

QUARESMA, TEMPO DE EXERCÍCIO ESPIRITUAL QUE DEVE SER VIVIDO COM JESUS.

Mensagem por Yuri07 em Dom Fev 21, 2010 4:40 pm

Reportagem extraída do site da radio vaticana:

Cidade do Vaticano, 21 fev (RV) - O Santo Padre presidiu a oração mariana do Angelus deste domingo na Praça São Pedro, onde o aguardavam vários fiéis e peregrinos provenientes de várias partes do mundo.

Na alocução que precedeu a oração, o papa lembrou que a Quaresma é tempo de renovação espiritual que nos prepara para celebrar a Páscoa do Senhor. "Mas o que significa entrar no caminho quaresmal?" – perguntou o papa. Encontramos a resposta no Evangelho deste domingo que nos diz que Jesus foi conduzido pelo Espírito Santo no deserto e lá foi tentado durante quarenta dias pelo diabo.

O Santo Padre ressaltou que as tentações são consequências da escolha de Jesus de seguir a missão que o Pai lhe confiou, de viver profundamente a sua realidade de Filho amado, que confia totalmente no Pai.

"Cristo veio ao mundo para nos libertar do pecado e do fascínio ambíguo de projetar a nossa vida sem Deus. Ele o fez lutando em primeira pessoa contra o Maligno, até a Cruz. Este exemplo vale também para nós: podemos melhorar o mundo começando por nós mesmos, mudando com a graça de Deus, aquilo que está errado em nossa vida" – sublinhou Bento XVI.

Jesus obedeceu fielmente ao Pai e isto é um ensinamento fundamental para nós. Se a Palavra de Deus entrar em nossa mente, em nosso coração e em nossa vida recusaremos toda forma de engano ou sedução do Maligno.

"A Quaresma é como um longo retiro, durante o qual voltar para si mesmo e ouvir a voz de Deus a fim de vencer a tentação do Maligno. Um tempo de exercício espiritual que deve ser vivido junto com Jesus, não com orgulho e presunção, mas usando as armas da fé, ou seja, a oração, a escuta da Palavra de Deus e a penitência. Deste modo poderemos celebrar a Páscoa na verdade, prontos para renovar as promessas de nosso Batismo" – frisou o papa.

O Santo Padre pediu à Virgem Maria para que nos ajude, guiados pelo Espírito Santo, a viver com alegria este tempo de graça, e que ela interceda por ele e seus colaboradores da Cúria Romana que hoje à tarde iniciarão o retiro espiritual. A seguir o papa concedeu a todos a sua bênção apostólica.

Após a oração mariana, o Santo Padre saudou em várias línguas os diversos grupos de fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro e recordou que jejuar significa renunciar e se tornar livres para o bem. Trata-se de acolher e aceitar aquilo que é realmente essencial para a nossa vida e viver segundo este propósito. Esta nova vida nós a vemos em Jesus Cristo, pois ele compreende a nossa fraqueza humana, porque foi também conduzido em tentação como nós.

O Santo Padre pediu aos fiéis para que rezem neste período de preparação para a Páscoa do Senhor em favor da graça de uma verdadeira renovação a fim de que possamos viver segundo a sua vontade e em seu amor.

Enfim, o papa saudou as Filhas de São Camilo que celebrarão em breve o centenário de morte da fundadora, beata Giuseppina Vannini.
avatar
Yuri07

Mensagens : 173
Data de inscrição : 30/10/2009
Idade : 27
Localização : Recife, PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: QUARESMA, TEMPO DE EXERCÍCIO ESPIRITUAL QUE DEVE SER VIVIDO COM JESUS.

Mensagem por Yuri07 em Qui Mar 04, 2010 9:54 am

Audiência da quarta-feira, 3 de março.

PAPA: IGREJA PRECISA DE TESTEMUNHAS POBRES, CASTAS E OBEDIENTES

Cidade do Vaticano, 03 mar (RV) - O papa concedeu esta manhã audiência geral, como todas as quartas-feiras, na Sala Paulo VI. Na tradicional catequese, o pontífice deteve-se hoje sobre o grande teólogo franciscano São Boaventura.

Aos 8 mil fiéis presentes, Bento XVI afirmou que “a inveja e os ciúmes são formas de fragilidade humana que por vezes minam também as pessoas religiosas”.

Referindo-se a São Boaventura, o pontífice disse que ele ficou “fascinado pelo radicalismo evangélico da regra do Pobrezinho de Assis, mas teve que vivenciar também a amargura causada pelos limites humanos de seus irmãos.

Para o papa, “a Igreja se torna ainda mais bela e luminosa com a fidelidade à vocação de seus filhos e filhas que, além de praticar os preceitos evangélicos, são chamados – por graça de Deus – a observar seus conselhos, testemunhando com um estilo de vida pobre, casto e obediente, que o Evangelho é fonte de alegria e de perfeição”.

Bento XVI recordou a presença de Boaventura na Ordem dos Frades Menores, da qual foi Ministro Geral por 17 anos, desempenhando a função com “sabedoria e dedicação; visitando as províncias, escrevendo aos irmãos e intervindo por vezes com severidade para eliminar os abusos”.

Este é o texto integral da catequese proferida pelo pontífice em português:

«Na terra, podemos contemplar a imensidão divina através da razão e do assombro; já na pátria celeste –onde seremos semelhantes a Deus - por meio da visão e do êxtase, entraremos na alegria de Deus»: são palavras de São Boaventura, importante personagem franciscano do século XIII [treze], que foi objeto das minhas pesquisas de jovem estudante. Curado na juventude de uma grave doença, pela intercessão de São Francisco de Assis, Boaventura decide fazer-se franciscano. Depois de um breve período como professor, foi eleito Ministro Geral dos Frades Menores, procurando garantir a fidelidade da Ordem ao carisma do Santo Fundador através de visitas às províncias e com escritos. Ensinava: “A Igreja se faz mais luminosa e bela com a fidelidade à vocação daqueles seus filhos e filhas que testemunham, com o seu estilo de vida pobre, casto e obediente, que o Evangelho é fonte de alegria e perfeição”. Nomeado Cardeal, recebe a missão de preparar o II Concílio Ecumênico de Lion, morrendo durante a sua realização.

Acolho cordialmente todos os peregrinos de língua portuguesa que vieram à Roma encontrar o Sucessor de Pedro: que a perseverança na prática das boas obras possa vos conduzir sempre mais à união com Jesus Cristo. Desça a Sua Bênção sobre cada um de vós e vossas famílias".

Aos poloneses presentes no encontro, Bento XVI recordou o músico Fryderyk Chopin: “Nestes dias – disse – celebra-se o bicentenário de seu nascimento, e o ‘Ano de Chopin’. Que a música deste famoso compositor polonês, que tanto contribuiu para a cultura da Europa e do mundo, aproxime a Deus aqueles que a escutam e ajude a descobrir a profundidade do espírito do homem”.

Em italiano, o papa acrescentou que pensando neste autor, que lhe é muito querido, sente certas saudades de seus tempos de jovem estudioso, quando conduziu muitas pesquisas sobre ele. “Seu conhecimento incidiu bastante em minha formação” – admitiu Bento XVI, definindo seu ensinamento “muito atual”.

Em suas saudações finais, o papa dirigiu-se aos participantes do Encontro da Pastoral dos Nômades, em andamento em Roma, e pediu um empenho mais eficaz em favor dos ciganos. “Exorto as Igrejas locais a trabalhar juntas por um compromisso mais eficaz em favor deles” – disse.

Fiéis, peregrinos, ouvintes e telespectadores receberam juntos a benção apostólica, concedida pelo pontífice.
avatar
Yuri07

Mensagens : 173
Data de inscrição : 30/10/2009
Idade : 27
Localização : Recife, PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: QUARESMA, TEMPO DE EXERCÍCIO ESPIRITUAL QUE DEVE SER VIVIDO COM JESUS.

Mensagem por Yuri07 em Qua Mar 17, 2010 9:43 am

PAPA: PRIMAZIA DO AMOR É DETERMINANTE

Cidade do Vaticano, 17 mar (RV) – Nesta quarta-feira, o Papa, fiéis e peregrinos se reuniram na Praça S. Pedro para a tradicional Audiência Geral.

Pela terceira catequese consecutiva, Bento XVI falou sobre São Boaventura. Hoje, em especial, sobre alguns aspectos da doutrina deste Santo, que, com Santo Tomás de Aquino, representam o ápice do pensamento cristão na Idade Média, com um diálogo fecundo entre fé e razão.

Para Santo Tomás, na Teologia prevalece o aspecto intelectual, pois, ao conhecimento de Deus, segue o trabalho segundo sua vontade, fazer o bem. São Boaventura, sem opor-se a isso, ao conhecimento e ao trabalho acrescenta a contemplação, que é o afeto provocado ao encontrar quem amamos.

Sem renunciar na Teologia a compreender com a mente, São Boaventura não se detém na simples satisfação do saber, pois se busca sempre conhecer melhor o amado e amá-lo cada vez mais. Assim, a primazia do amor é determinante, porque o destino último do homem é amar a Deus.

Deste modo, o Santo tenta convencer seus coetâneos não somente com a palavra, mas com toda a sua vida, e prospecta um "itinerário da mente até Deus", que supõe o caminho da razão, que porém o transcende no amor. Trata-se de um itinerário que não se pode plasmar em um ordenamento jurídico, porque é sempre um dom de Deus que ajuda o fiel a aproximar-se cada vez mais Dele. E nesta aproximação, haverá um momento em que a mera razão não será mais suficiente, porém onde o amor segue vivo, doando claridade diante do mistério inexplicável de Deus.

No final da catequese, o Papa fez um resumo em várias línguas, entre as quais em português, seguida de sua saudação: "Queridos irmãos e irmãs. São Boaventura, ao lado de Santo Tomás de Aquino, seu contemporâneo, foi responsável por um grande desenvolvimento no diálogo entre a fé e a razão que caracteriza a Idade Média. Partindo de pressupostos comuns, ressaltaram aspectos diversos na sua reflexão teológica; Santo Tomás, por exemplo, insiste na primazia da verdade, enquanto que para Boaventura a categoria mais importante é o Bem. No fundo, trata-se de acentos diversos de uma visão fundamentalmente comum que mostram a fecundidade da fé na diversidade das suas expressões. Na teologia de Boaventura o primado do Amor se explica, por um lado, pelo próprio carisma franciscano e, por outro, pela influência das obras do chamado Pseudo-Dionísio Areopagita, um autor siríaco que afirmava que diante de Deus, quando a razão chega ao seu limite, o amor consegue penetrar mais profundamente no Mistério divino. Por fim, Boaventura afirma que toda criação fala de Deus, do Deus bom, belo; do seu amor, por isso, toda a nossa vida é uma peregrinação rumo a Deus.
Saúdo os peregrinos de língua portuguesa, desejando que esta visita aos lugares santificados pela pregação e martírio dos Apóstolos Pedro e Paulo vos ajude a reafirmar sempre mais a fé que opera pela caridade. Que Deus abençoe a vós e às vossas famílias".

Falando em inglês, o Papa saudou os peregrinos e fiéis irlandeses, por ocasião da Festa de São Patrício, Padroeiro da Irlanda. Bento XVI anunciou que no Dia de José divulgará uma Carta Pastoral à Igreja irlandesa, onde trata da "dolorosa situação" de abusos contra menores.
(BF)
avatar
Yuri07

Mensagens : 173
Data de inscrição : 30/10/2009
Idade : 27
Localização : Recife, PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: QUARESMA, TEMPO DE EXERCÍCIO ESPIRITUAL QUE DEVE SER VIVIDO COM JESUS.

Mensagem por Yuri07 em Seg Mar 29, 2010 8:45 am

Cidade do Vaticano, 28 mar (RV) - Bento XVI presidiu a oração mariana do Angelus deste domingo, na Praça São Pedro, com os fiéis e peregrinos.

Na alocução que precedeu a oração, o papa recordou que neste domingo se celebra o 25° aniversário do Dia Mundial da Juventude, criado pelo Papa João Paulo II, em 1985, declarado pelas Nações Unidas, Ano da Juventude.

João Paulo II acolheu esta ocasião e comemorando a Entrada Triunfal de Jesus em Jerusalém aclamado pelos seus discípulos, deu início ao Dia Mundial da Juventude. Desde então, no Domingo de Ramos celebramos o aniversário do Dia Mundial da Juventude. O papa lembrou que vinte e cinco anos atrás, João Paulo II convidou os jovens a professarem sua fé em Cristo.

"Hoje eu renovo este apelo à nova geração para que dê testemunho com a força humilde e luminosa da verdade, a fim de que aos homens e às mulheres do terceiro milênio não falte o modelo autêntico: Jesus Cristo. Entrego este mandato em particular aos 300 delegados do Fórum Internacional de Jovens, que vieram a Roma de todas as partes do mundo, convocados pelo Pontifício Conselho para os Leigos" – frisou o pontífice.

A seguir, Bento XVI saudou em várias línguas os diversos grupos de fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro, frisando que neste momento o nosso pensamento e o nosso coração se dirigem em particular a Jerusalém, onde se realizou o mistério pascal.

"Estou profundamente triste pelos recentes conflitos e pelas tensões perpetradas mais uma vez naquela Cidade, que é a pátria espiritual de Cristãos, Judeus e Muçulmanos, profecia e promessa daquela reconciliação universal que Deus deseja para toda a família humana. A paz é um dom que Deus confia à responsabilidade humana, para que o cultive através do diálogo e do respeito pelos direitos de todos, a reconciliação e o perdão" – frisou o pontífice.

O Santo Padre fez um apelo para que os responsáveis pelo futuro de Jerusalém tomem com coragem o caminho da paz e o sigam com perseverança.

Enfim, o papa concedeu a todos a sua bênção apostólica.
avatar
Yuri07

Mensagens : 173
Data de inscrição : 30/10/2009
Idade : 27
Localização : Recife, PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: QUARESMA, TEMPO DE EXERCÍCIO ESPIRITUAL QUE DEVE SER VIVIDO COM JESUS.

Mensagem por Yuri07 em Seg Abr 05, 2010 11:57 am

PAPA: CRISTÃOS NÃO TEMAM TESTEMUNHAR A FÉ

Castel Gandolfo, 05 abr (RV) - Nesta segunda-feira da Oitava de Páscoa, Bento XVI rezou a oração mariana do Regina Coeli que, neste período pascal, substitui o Angelus.

O Santo Padre proferiu a oração do balcão central da residência pontifícia de Castel Ganfolfo e convidou os fiéis e peregrinos a pensarem no que Jesus ressuscitado disse aos apóstolos: "Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio" (Jo 20,21); e comunicou-lhes o seu Santo Espírito.

O Papa ressaltou "que assim como Jesus foi o anunciador do amor de Deus Pai, nós também devemos sê-lo, da caridade de Cristo: somos mensageiros de sua ressurreição, de sua vitória sobre o mal e sobre a morte, portadores de seu amor divino" – disse o Santo Padre, acrescentando: "certamente, permanecemos, por natureza, homens e mulheres, mas recebemos a missão dos 'anjos', mensageiros de Cristo: ela é dada a todos no Batismo e no Crisma. De modo especial, a recebem através do Sacramento da Ordem, os sacerdotes, ministros de Cristo – é bom recordá-lo, neste Ano sacerdotal".

Bento XVI pediu a Maria, Rainha dos Céus, que nos ajude a acolher plenamente a graça do mistério pascal e a tornarmo-nos mensageiros corajosos e alegres da Ressurreição de Cristo.

Após a oração do Regina Coeli, o Papa saudou os fiéis e peregrinos em várias línguas, convidando-os a irradiar a alegria da Páscoa e a beleza da esperança cristã.

"Não tenhamos medo de testemunhar que Jesus está vivo e presente entre nós. Que como as mulheres da passagem do Evangelho de hoje, todos nós, especialmente aqueles batizados nesta Páscoa, mantenhamos vivos em nossos corações a nossa surpresa e alegria diante do Senhor ressuscitado" – frisou Bento XVI.

"Que o triunfo de Cristo sobre o pecado e a morte preencha suas vidas de alegria e de paz, e os ajude sempre a ser coerentes com sua condição de cristãos. Não tenham medo. Cristo ressuscitou e vive entre nós. Sua presença amorosa acompanha o caminho da Igreja e a sustenta em meio às dificuldades. Com esta certeza em seu coração, ofereçam ao mundo um testemunho sereno e corajoso da vida nova que brota do Evangelho" – disse ainda o Papa aos fiéis e peregrinos.

Bento saudou as Autoridades e os moradores de Castel Gandolfo. "Um pensamento carinhoso aos peregrinos que participam deste encontro de oração na Praça São Pedro. A todos desejo que passem com serenidade esta segunda-feira do Anjo, na qual o anúncio da Páscoa ecoa com alegria" – concluiu o Papa. (CM⁄MJ)
avatar
Yuri07

Mensagens : 173
Data de inscrição : 30/10/2009
Idade : 27
Localização : Recife, PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: QUARESMA, TEMPO DE EXERCÍCIO ESPIRITUAL QUE DEVE SER VIVIDO COM JESUS.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum