A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qua Set 07, 2011 4:18 am

O senhor é que usa elaborados sofismas para levar a água ao seu moinho!
Confunde romanismo com Igreja de Cristo.
Confunde Igreja Católica com Reino de Deus!
Confunde «eleitos» (ou povo eleito) com «sucessões» de chefes!
Confunde os 1os com os últimos!
Confunde «história» elaborada com realidades escondidas!
Confunde o Caesar com DEUS!
Confunde o material com o espiritual!
Confunde o campo de semeadura onde há trigo e joio, com o trigo!
Enfim, são todas as suas falácias cheias de meias verdades que fazem parte do seu arsenal ideológico!
Mas a mim não me consegue confundir! Pelo menos ainda não conseguiu até agora!
Serve-se de conceitos que já têm muito mais de dois milhares de anos para confundir!
O meu coração é como um detector e diz-me que não me deixe enganar!
A minha pouca experiência também!
Se um cão me morder, eu nunca mais me volto a chegar à sua beira!
Se um gato se escaldar, tem muito cuidado em tocar em água (mesmo que esteja fria).
Sim, vejo a Sua Igreja como um «clube» clerical! A sua comparação foi excelente!
Afinal ainda sabe mais que eu, mas não o quer revelar!
Mas não se aborreça, porque as outras igrejas estão a ser iguais à sua!
Eu digo isto com muita tristeza!
Aguardo, pelos acontecimentos como expectador atento!
A minha tese não consiste no mal em aproveitas os momentos propícios para evangelizar, venham eles do Estado ou das populações, mas no casamento entre estado e serviço sagrado. Há um compromisso semelhante ao que o Vaticano faz com os Estados, uma espécie de CONCORDATA. Ora isso é inadmissível no que diz respeito ao evangelho.
O evangelho é (por si só), sem se sujar com a politiquice!
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Fabricio em Qui Set 08, 2011 8:49 am

Senhor Manuel,

Não estou querendo lhe confundir. Não precisas de minha ajuda para tanto, já fazes isso muito bem sozinho.

O senhor escreve muito, mas é pouco objetivo. Faz-nos acusações já há muito refutadas e apresenta-se como aquele que sabe a verdade oculta, mas até agora não apresentou nada que dê legitimidade à sua versão, a não ser sua tão preciosa experiência, que ora é pouca, ora é muita...vá saber.

Um tanto quanto embaraçado diante da pergunta, o senhor custa a entrar no assunto, e por fim tenta escapar dizendo não condenar o uso dos benefícios do Estado pela Igreja, para logo após condenar a celebração de acordos pelos quais o Estado compromete-se em prover alguns benefícios a Igreja. Afinal de contas, pode ou não pode?

Por fim, gostaria de um esclarecimento: o senhor conhece os termos dos acordos celebrados entre a Igreja e os Estados? Poderia apontar em que pontos estes tratados contradizem os valores cristãos? Se sua resposta for não, acho que não temos mais o que debater.


Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Set 08, 2011 11:34 am

Então já agora Sr. Fabricio e responda-me:
Comecemos por Yeshua:
Que tratados ou acordos fez Yeshua (Jesus) com os governos?! (quer romanos, quer autoridades sacerdotais da Judeia)
Com esta pergunta tão singela, não o estou a confundir, Sr. prior FABRICIO, mas a puxá-lo para a realidade cristã!
Já viu a diferença?!
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Fabricio em Qui Set 08, 2011 7:51 pm

Senhor Manuel,

Diante de perguntas que lhe fecham a boca, o senhor novamente esquiva-se, e ingenuamente pensa pode embaraçar-me da mesma forma... ledo engano. Esse seu questionamento é tão simplório que nem vale a pena respondê-lo. Mas vamos lá...

Parece esquercer-se de quanto teocrático foi o reinado de Davi. E Davi agradou a Deus. Parece esquecer-se de que no reinado de Salomão, foi o Estado que construiu o templo, e Deus se agradou do templo. Parece esquecer-se que "feliz a nação que tem o Senhor por seu Deus" (Salmos, 32:12). Deus sempre propôs um tratado ao Estado Judaico, o problema é que os judeus recusaram este tratado, ao ponto de o próprio Jesus Cristo lamentar-se:

"Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas aqueles que te são enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne seus pintinhos debaixo de suas asas... e tu não quiseste!" (Mt, 23:37)

Não paramos por aí. A História nos dá outros exemplos:

O rei Abgar de Edessa enviou uma carta a Nosso Senhor, pedindo que lhe curasse uma moléstia. Nosso Senhor respondeu-lhe que não poderia deslocar-se até Edessa naquele momento, mas que enviaria um discípulo em momento oportuno. O tal discípulo foi enviado, o rei foi curado e num ato de gratidão proveu às facilidades para o discípulo propagar o Evangelho pelo reino de Edessa. Este fato é de amplo conhecimento da antiguidade cristã, encontra-se detalhadamente narrado na obra de Eusébio de Cesaréia (História Eclesiástica). Embora alguns críticos tenham lhe atribuído o título de apócrifo, descobertas recentes atestam-lhe autenticidade.

Pois bem, a realidade do cristianismo documentada, estudada e consolidada é essa aí! A realidade que o senhor propõe é outra, estás a propor um cristianismo contaminado pelo gnosticismo.

Mas vamos lá... o senhor critica os Tratados do Vaticano sem ao menos conhecer o conteúdo. Não é prudente fazer uma coisa dessas, senhor Manuel
"Estes, porém, falam mal do que ignoram." (São Judas, 1:10)

Então, senhor Manuel, afinal de contas, por que um povo cristão não pode construir um Estado cristão? Por que a constituição de uma nação não pode ser fundamentada nos princípios do Evangelho? Por que motivos o Estado não pode servir a Igreja?

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Sex Set 09, 2011 6:37 am

Então agora o Senhor é que está a fugir do cerne da questão!
Pergunta que Manuel Portugal Pires escreveu:Que tratados ou acordos fez Yeshua (Jesus) com os governos?! (quer romanos, quer autoridades sacerdotais da Judeia)
Com esta pergunta tão singela, não o estou a confundir, Sr. prior FABRICIO, mas a puxá-lo para a realidade cristã!
Já viu a diferença?!
Agora o Sr. vem me querer impingir o que aconteceu com a história de Israel!
Mas Yeshua não procedeu nem como David que apesar ele não estar agarrado ao PODER.
David agradou a YHWH porque em vez de matar Saul, seu inimigo, lhe preservou a vida, por duas vezes. Ele não estava com a ambição do PODER. Quando o seu filho Absalão se revoltou contra o Pai por causa de lhe tomar o trono., David fugiu: Ele não estava agarrado ao PODER.
Foi por isso que David agradou a YHWH e lhe permitiu que lhe fosse construído o templo.

Quanto à expressão de Yeshua em Mateus 23,37, indica que YHWH enviou o seu Filho para ocupar o trono em Jerusalém quer lhe estava destinado, mas os judeus, manobrados pelos sacerdotes, depois de O proclamarem rei, quando entrou em Jerusalém, deram o dito pelo não dito (ou eram outros) e pediram a sua morte em vez de BARrABAs (traduzindo o nome literalmente o FILHO do PAI).
Ora nessa altura Yeshua poderia fazer tanto com os Judeus opositores, como com o Império Romano na pessoa de Pilatos um acordo e até mesmo um concílio, pois Yeshua estava a ser vítima de temores (receios) de cada uma dessas forças contra a outra. Os sacerdotes temiam que por causa de Yeshua fossem despedidos por ROMA, como finalmente aconteceu no ano 70. Pilatos estava com temor de uma revolta popular instigada pelos sacerdotes e grupos fanáticos: como os sicários e os zelotas.
Mas Yeshua preferiu ser condenado, para se não contaminar com eles: o mundo.
Yeshua recusou de Satanás «todos os reinos deste mundo»
Pois o que está aqui em jogo é:
«Pelos frutos conheceis a aŕvore»
Mas qual árvore?! ... A árvore do poder: O REINO DE DEUS.
Os frutos (alianças) da sua igreja foram as mesmas de Yeshua?! ou não!
A resposta é NÃO, logo os seu frutos são diferente.
ESSA é deste mundo e não é o REINO prometido por DEUS.
O clero não são os vassalos de Cristo, porque têm um proceder diferente.
Estão a formar um reino à parte do Cristo: o reino deles.
Esta é que é apura verdade!
Por usam os métodos das nações e aliam-se com as mesmas contra os que põem em perigo o seu PODER. A INQUISIÇÃO foi uma arma e uma «santa aliança» entre os poderes da sua igreja e os poderes das nações que de certo modo eram vassalos das sua igreja. O que a sua igreja fez foi perder uma oportunidade para ser igual a Cristo.
A igreja Católica é a «igreja da oportunidade perdido».
Fez alianças, mas as suas alianças foram inúteis e custaram muito sangue, não só na «inquisição» (cumplicidade), mas também nas «cruzadas», para não falarmos nas coisas menos conhecidas.
Na verdade um povo pode constituir um estado cristão, mas tudo o que se passou até agora foi uma autêntica fantochada.
Os Estados podem inserir nas suas leis princípios do Evangelho, mas isso não faz delas cristãos nem discípulos de Cristo. Fazem isso pelas suas conveniências de PODER, e as leis que hoje fazem desfazem-nas amanhã quando já não satisfazem os seus objectivos de PODER.
Quanto à sua 3ª pergunta o que tem acontecido é uma «santa aliança» com o fim de preservarem o SEU PODER tal como fizeram os sacerdotes que condenaram Yeshua (Jesus) e Pilatos que com medo de um motim popular o mandou matar.

O resto é para mandar areias para os olhos das pessoas como há quase 2.000 anos aconteceu! E nisso têm-se sucedido bem: A igreja católica e o estado têm sido ao mesmo tempo amigos e inimigos, tal como Pilatos e Anás: Sant'Anás figurativo.
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Pe. Anderson em Sex Set 09, 2011 1:15 pm

Caros amigos,

Sobre as relaçoes entre Igreja e Estado, criamos um novo tópico que ajuda a esclarecer essa interessante questao. Vale a pena conhecer.

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t975-igreja-e-estado#9628

Grande abraço a todos,
avatar
Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 35
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Fabricio em Sex Set 09, 2011 1:19 pm

Prezados,

Coloquei a resposta no tópico proposto pelo Pe. Anderson

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por quemtembocadizaverdade em Qui Dez 15, 2011 9:59 am

Mas por que a igreja católica mandava matar as pessoas, atirava as pessoas na fogueira? Fazia isso em nome de Cristo? Não é estranho?
avatar
quemtembocadizaverdade

Mensagens : 342
Data de inscrição : 15/09/2010
Localização : sao paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Binhokraus em Qui Dez 15, 2011 11:42 am

Por um acaso a senhora leu tudo? De verdade mesmo?

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por RenatoPaulo em Qui Dez 15, 2011 6:34 pm

Para ser mais certeiro,a Igreja Catolica sem a ordem do Santo Padre executou cerca de 80 bruxas.

A Igreja Protestante pelo menos na Alemanha queimou milhares e milhares de bruxas.

Para quem nao sabia fica a saber agora.
Por vezes o que aparenta ser,aparenta errado...

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 43
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Geovanni146 em Sab Dez 17, 2011 2:33 pm

Olá pessoal,

Mais pessoas foram executadas por sodomia na Holanda calvinista entre 1730 e 1732 do que em toda a história da Inquisição portuguesa.(Fonte: Mott (1992) 704).

O ressurgimento parcial da Inquisição no início do século XVIII na Espanha demonstra que ela se expandia e diminuía junto com o poder "Real" e que, portanto, era impulsionada fundamentalmente por objetivos laicos, e não religiosos. 

Abraço.
avatar
Geovanni146

Mensagens : 207
Data de inscrição : 18/10/2011
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por David em Sab Dez 17, 2011 10:45 pm

Jotabc146 escreveu:Olá pessoal,

Mais pessoas foram executadas por sodomia na Holanda calvinista entre 1730 e 1732 do que em toda a história da Inquisição portuguesa.(Fonte: Mott (1992) 704).

Olá JTABC... Paz do Senhor JEsus



Essa fonte, utilizada por voce acima, é completamente DÚBIA. Esse MOTT é um professor gay da universidade da Bahia que manipula dados em prol da defesa homosexual.

Chame "Luiz Mott" no google, entre aspas, somadas a palavra padre. Verá que ele afirma que o homosexualismo é fortíssimo dentro do catolicismo romano, principalmente no meio dos padres, que entretanto, chamam a prática de pedofilia, para "amenizar" a prática! Assim, essa fonte não pode ser usada. Ele deturpa dados, procurando "legislar" em causa própria! Ora, todos sabemos que a igreja católica pode ter vários erros, mas dizer que apoia o homosexualismo, acho que é demais!

O ressurgimento parcial da Inquisição no início do século XVIII na Espanha demonstra que ela se expandia e diminuía junto com o poder "Real" e que, portanto, era impulsionada fundamentalmente por objetivos laicos, e não religiosos. 

O grande problema da igreja católica, e que difere da igreja evangelica, é que a primeira trás para si o conceito de perfeição. QUe nela está aquele que fala com autoridade e de forma inerrante e infalível. Ora, quem supostamente tem uma pessoa destas em seu meio não deveria errar. QUanto a igreja evangelica, não temos problemas para admitir vários erros!

Eu mesmo não tenho problemas para apontar erros em minha igreja. Sei que ela é formada por homens, e esses, são pessoas que podem errar!

QUe o Senhor nos abençoe


David
avatar
David

Mensagens : 192
Data de inscrição : 29/09/2009
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por RenatoPaulo em Sab Dez 17, 2011 11:09 pm

"Toda a vara serve para bater na Igreja Catolica"

Bem,pelo menos temos 2 mil anos de existencia e continuamos a ser unica e a Unica.
Enquanto que a igreja protestante...apenas sei que do seio dela ja nasceram dezenas de igrejas bastardas.
Cada uma mais maluca que a outra...

Nenhum homem é perfeito.Nem a Igreja Catolica é perfeita,pois comete os seus erros.Ate os proprios Apostolos cometeram erros!
Mas apenas sei que basta a Igreja fazer um pequeno erro,para vcs se aproveitarem logo disso como abutres!
Vcs protestantes sois mesmo abutres e filhos da besta!
Apenas nao vos conhece quem anda muito fraco espiritualmente.

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 43
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Binhokraus em Sab Dez 17, 2011 11:41 pm

O problema dos evangélicos é que pensam que sabem o que é o catolicismo. Em nenhum lugar está escrito ou dito que a igreja é sempre infalível, e muito menos o papa. A infalibilidade só se aplica a questões ex-catedra, como já foi muitas e muitas vezes explicado, logo a premissa de que a igreja se diz perfeita e infalível para todos os assuntos é mais uma dedução errônea do achismo evangélico a respeito do catolicismo. E como a premissa inicial está errada todo o resto do argumento não serve também...
Quanto a admitir os erros, temos que recordar que João Paulo II pediu perdão por erros cometidos pela Igreja, e Bento XVI segue a mesma postura. Precisamos conhecer como as coisas são de fato antes de sair por ai repetindo o que ouvimos ou mesmo lemos em qualquer lugar....

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Dom Dez 18, 2011 8:29 am

Além dessas questões a que se referiram Binho e Renato, esse "covio de evangélicos" age geralmente generalizando tais questões. Não podemos, por exemplo, ao costatarmos que um político é corrupto, afirmarmos que todos o são; que porque um policial é desonesto, que todos o sejam; como também não podemos condenar toda a Igreja pelo êrro de alguns. Antes temos que vigiar sobre a nossa conduta a fim de que as nossas atitudes não sejam uma espécie de antecipação equivocada do juizo final.
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Geovanni146 em Dom Dez 18, 2011 12:23 pm

Olá meu querido David, a paz do Senhor.

Valeu pelo toque sobre a fonte que citei, não pelo fato do tal professor ser gay, mas pela suposta manipulação de dados. Não somos de maneira alguma contra as pessoas homoafetivas, o que repudiamos são as práticas homoafetivas. A Igreja nos orienta a tratar essas pessoas com respeito, compaixão e delicadeza. Evitando qualquer sinal de discriminação... (CIC 2358).

O grande problema da igreja católica, e que difere da igreja evangelica, é que a primeira trás para si o conceito de perfeição. QUe nela está aquele que fala com autoridade e de forma inerente e infalível. Ora, quem supostamente tem uma pessoa destas em seu meio não deveria errar.QUanto a igreja evangelica, não temos problemas para admitir vários erros!

Meu caro David, a Igreja Católica em matéria de doutrina é infalível, não podendo ensinar o error. O Senhor Jesus prometeu a assistência do Espirito Santo que instruiria a Igreja em toda verdade:

E eu pedirei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, que ficará para sempre convosco: o Espírito da Verdade... Mas o Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito.(Jo 14,16.26); Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos”.(Mt 28, 18-20).

Isto porém, não significa que os filhos da Igreja não possam ser pecadores. A igreja é humilde o suficiente para, através do seu representante maior, o Papa, de pedir perdão pelos pecados dos seus filhos, como bem lembrou o amigo BinhoKraus. Ora, sabemos que o autor primário da Bíblia é o Espírito Santo, que usou de homens (infalíveis) para sua composição senão teríamos que admitir o absurdo de que ela poderia contém erros. Ou seja, existiram homens infalíveis.

Portanto meu camarada, não é de admirar essa Babel de doutrinas divergentes que é o protestantismo (obs: não faço o uso do termo protestantismo de maneira pejorativa, ok.)

Cordial abraço.






avatar
Geovanni146

Mensagens : 207
Data de inscrição : 18/10/2011
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por MSPP em Qui Jan 10, 2013 2:17 pm

AdoradoresdaEucaristia escreveu:Berengário é acusado de herege e teve de se retratar, a fim de não ser queimado como acontecia a todos os que eram considerados hereges.
http://www.adoradoresdaeucaristia.com.br/eucaristia.php
avatar
MSPP

Mensagens : 429
Data de inscrição : 07/04/2012
Idade : 73
Localização : Ermesinde - Portugal

Ver perfil do usuário https://sites.google.com/site/rrfn001/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Geovanni146 em Dom Jan 13, 2013 10:52 am

Olá,

Curiosa observação sr Manuel. Fiquemos no aguardo de uma resposta. Rolling Eyes

Abraço.
avatar
Geovanni146

Mensagens : 207
Data de inscrição : 18/10/2011
Localização : Fortaleza

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Inquisição: uma história poucas vezes bem contada.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum