Antigo testamento

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Antigo testamento

Mensagem por diogo0912 em Seg Abr 04, 2011 9:51 pm

Primeiro, descupe se estou criando um tópico no qual este assunto já foi abordado. Procurei na barra de procurar sobre o tema da minha dúvida e não o achei, portanto, sentí que seria necessário abrir um novo tópico (coisa que eu nunca fiz ) para sanar minha dúvida.


Eu sou o Diogo, sou cristão, possivelmente católico e tenho uma dúvida que me assombra. O antigo testamento tem muitos ensinamentos um tanto quanto difíceis de engolir, eu acho que muitos deles, tais como o sacrifício de animais e matar o filho que não siga a mesma religião que o pai, foram destituidos com a vinda de Jesus a terra. O problema é que, conversando com o padre da paróquia mais próxima a minha casa, perguntei até onde podemos interpretar os conselhos do antigo testamento como válidos ou não e ele não soube me responder satisfatoriamente.

Portanto, a pergunta é: até onde devo levar os ensinamentos do antigo testamento como corretos, o que ainda deve ser cumprido, como analizo isso, que tipo de leitura devo fazer nessa parte da bíblia.

OBS: fiquei particularmente assustado ao passar pelo livro de levítico, no qual a cada capítulo me sentia cada vez mais confuso.


Obrigado desde já pela orientação
Att,
Diogo Felipe

diogo0912

Mensagens : 64
Data de inscrição : 06/02/2011
Idade : 24
Localização : Natal/RN

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por Binhokraus em Seg Abr 04, 2011 10:08 pm

Salve Diogo. Seja bem vindo ao fórum.

Então cara, eu não sou a melhor pessoa para te responder, mas vou dar uma pequena prévia. Para bem ler a bíblia como um todo, você precisa levar em consideração o estilo literário empregado em cada livro, bem como o tempo que foi escrito e as circunstâncias em que foram escritos. Se fizer isso terá uma leitura um pouco melhor do antigo testamento. Porém, isso não é tudo. Sabemos que o Antigo Testamento foi escrito por causa da antiga aliança. Já o Novo Testamento é o fruto da Nova Aliança em Cristo. Bem, o Antigo testamento por causa das circunstâncias já citadas, contém uma série de leis e preceitos que serviram muito bem para o povo de Deus até que chegasse a plenitude dos tempos. Ou seja, até a chegada de Cristo. Cristo, ao começar seu ministério de pregação não aboliu as leis do Antigo Testamento, mas, a partir delas, as elevou a um novo patamar. Você pode conferir isso no sermão da montanha, aonde depois de proferir as bem aventuranças ele fez comparações como: "Ouviste o que foi dito aos antigos,..." "Eu porém vos digo..." Com isso Nosso Senhor "inaugura" o tempo do amor ao próximo como forma e caminho perfeito para alcançar a Deus e fazer sua vontade. Então, conhecer o antigo testamento é sempre muito importante, porém, temos que ter em mente que as leis do antigo testamento foram "modificadas" por Cristo. Então a chave para compreender o Antigo Testamento é o Novo Testamento, pois este, eleva as leis e preceitos do Antigo Testamento a sua plenitude.

Espero que isso já sirva como uma introdução. Em breve uma resposta mais completa e melhor que esta. Mas enquanto ela não chega, espero ter ajudado.

Para terminar, eu gostaria de lhe sugerir que sempre que tiver problemas para compreender alguma passagem do antigo testamento, não tenha medo de criar um tópico para perguntar. Só entrar em Questões Bíblicas e postar lá sua dúvida referente ao Antigo ou Novo Testamento, e na medida do possível tentaremos solucionar. Mas sempre virá um de nossos tira dúvidas oficias que com certeza lhe darão uma resposta mais satisfatória.

Permaneça em Deus! Paz e unção!!!

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila

Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 34
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por Pe. Anderson em Qui Abr 07, 2011 10:14 am

Caro Diogo,

Seja muito bem-vindo no nosso forum. Obrigado mesmo por sua participaçao.

Preciso te contar uma coisa: um grande amigo meu disse-me que ele também foi ateu quando era mais jovem, quando tinha mais ou menos sua idade. Sabe o que aconteceu com ele? Hoje ele é sacerdote. A vida dá suas voltas e Deus tem um plano sempre para cada um de nós.

Sobre a resposta à sua questao: em primeiro lugar confirmo e agradeço a resposta do Binho. Há outros tópicos sobre esse tema no nosso forum, mas com certeza o tema pode ser ainda mais aprofundado.

Quanto aos temas difíceis do Antigo Testamento, comportamentos imorais que lá sao contados, podemos dizer o que disso nosso Papa: que isso nos mostra que a Revelaçao de Deus aconteceu de fato na História. Um exemplo disso: um dos textos dos Evangelhos mais difíceis para nós padres comentarmos, fazermos homilias sao os textos da Genealogia de Jesus. É difícil usar a retórica para comentar esse texto. O único modo é analisar o que ali está escrito. E ali vemos que, entre os descendentes de Jesus estao reis traidores de Israel e idólatras, prostitutas e outras pessoas que a Biblia conta que foram grandes pecadores. O que isso significa? Que Deus realmente entrou na História, na nossa História, e assim mostra que vem ao mundo para trazer a Redençao de todos, também da História.

Coloco aqui um texto da Exortaçao Post-Sinodal Verbum Domini, do Papa Bento XVI que esclarece muito bem a questao.

A relação entre Antigo e Novo Testamento

40. Na perspectiva da unidade das Escrituras em Cristo, tanto os teólogos como os pastores necessitam de estar conscientes das relações entre o Antigo e o Novo Testamento. Em primeiro lugar, é evidente que o próprio Novo Testamento reconhece o Antigo Testamento como Palavra de Deus e, por conseguinte, admite a autoridade das Sagradas Escrituras do povo judeu.131

Reconhece-as implicitamente, quando usa a mesma linguagem e frequentemente alude a trechos destas Escrituras; reconhece-as explicitamente, porque cita muitas partes servindo-se delas para argumentar. Uma argumentação baseada nos textos do Antigo Testamento reveste-se assim, no Novo Testamento, de um valor decisivo, superior ao de raciocínios simplesmente humanos. No quarto Evangelho, a este propósito Jesus declara que « a Escritura não pode ser anulada » (Jo 10, 35) e São Paulo especifica de modo particular que a revelação do Antigo Testamento continua a valer para nós, cristãos (cf. Rm 15, 4; 1 Cor 10, 11).132 Além disso, afirmamos que « Jesus de Nazaré foi um judeu e a Terra Santa é terra-mãe da Igreja »;133 a raiz do cristianismo encontra-se no Antigo Testamento e sempre se nutre desta raiz. Por isso a sã doutrina cristã sempre recusou qualquer forma emergente de marcionismo, que tende de diversos modos a contrapor entre si o Antigo e o Novo Testamento.134

Além disso, o próprio Novo Testamento se diz em conformidade com o Antigo e proclama que, no mistério da vida, morte e ressurreição de Cristo, encontraram o seu perfeito cumprimento as Escrituras Sagradas do povo judeu.

Mas é preciso notar que o conceito de cumprimento das Escrituras é complexo, porque comporta uma tríplice dimensão: um aspecto fundamental de continuidade com a revelação do Antigo Testamento, um aspecto de ruptura e um aspecto de cumprimento e superação. O mistério de Cristo está em continuidade de intenção com o culto sacrificial do Antigo Testamento; mas realizou-se de um modo muito diferente, que corresponde a muitos oráculos dos profetas, e alcançou assim uma perfeição nunca antes obtida. De facto, o Antigo Testamento está cheio de tensões entre os seus aspectos institucionais e os seus aspectos proféticos. O mistério pascal de Cristo está plenamente de acordo – embora de uma forma que era imprevisível – com as profecias e o aspecto prefigurativo das Escrituras; mas apresenta evidentes aspectos de descontinuidade relativamente às instituições do Antigo Testamento.

41. Estas considerações mostram assim a importância insubstituível do Antigo Testamento para os cristãos, mas ao mesmo tempo evidenciam a originalidade da leitura cristológica. Desde os tempos apostólicos e depois na Tradição viva, a Igreja deixou clara a unidade do plano divino nos dois Testamentos graças à tipologia, que não tem carácter arbitrário mas é intrínseca aos acontecimentos narrados pelo texto sagrado e, por conseguinte, diz respeito a toda a Escritura. A tipologia «descobre nas obras de Deus, na Antiga Aliança, prefigurações do que o mesmo Deus realizou, na plenitude dos tempos, na pessoa do seu Filho encarnado».135 Por isso os cristãos lêem o Antigo Testamento à luz de Cristo morto e ressuscitado.

Se a leitura tipológica revela o conteúdo inesgotável do Antigo Testamento relativamente ao Novo, não deve todavia fazer-nos esquecer que aquele mantém o seu próprio valor de Revelação que Nosso Senhor veio reafirmar (cf. Mc 12, 29-31).

Por isso « também o Novo Testamento requer ser lido à luz do Antigo. A catequese cristã primitiva recorreu constantemente a este método (cf. 1 Cor 5, 6-8; 10, 1-11) ».136 Por este motivo, os Padres sinodais afirmaram que « a compreensão judaica da Bíblia pode ajudar a inteligência e o estudo das Escrituras por parte dos cristãos ».137

Assim se exprimia, com aguda sabedoria, Santo Agostinho sobre este tema: « O Novo Testamento está oculto no Antigo e o Antigo está patente no Novo ».138 Deste modo, tanto em âmbito pastoral como em âmbito académico, importa que seja colocada bem em evidência a relação íntima entre os dois Testamentos, recordando com São Gregório Magno que aquilo que «o Antigo Testamento prometeu, o Novo Testamento fê-lo ver; o que aquele anuncia de maneira oculta, este proclama abertamente como presente. Por isso, o Antigo Testamento é profecia do Novo Testamento; e o melhor comentário do Antigo Testamento é o Novo Testamento».139

As páginas « obscuras » da Bíblia

42. No contexto da relação entre Antigo e Novo Testamento, o Sínodo enfrentou também o caso de páginas da Bíblia que às vezes se apresentam obscuras e difíceis por causa da violência e imoralidade nelas referidas. Em relação a isto, deve-se ter presente antes de mais nada que a revelação bíblica está profundamente radicada na história. Nela se vai progressivamente manifestando o desígnio de Deus, actuando-se lentamente ao longo de etapas sucessivas, não obstante a resistência dos homens.

Deus escolhe um povo e, pacientemente, realiza a sua educação. A revelação adapta-se ao nível cultural e moral de épocas antigas, referindo consequentemente factos e usos como, por exemplo, manobras fraudulentas, intervenções violentas, extermínio de populações, sem denunciar explicitamente a sua imoralidade. Isto explica-se a partir do contexto histórico, mas pode surpreender o leitor moderno, sobretudo quando se esquecem tantos comportamentos « obscuros » que os homens sempre tiveram ao longo dos séculos, inclusive nos nossos dias. No Antigo Testamento, a pregação dos profetas ergue-se vigorosamente contra todo o tipo de injustiça e de violência, colectiva ou individual, tornando-se assim o instrumento da educação dada por Deus ao seu povo como preparação para o Evangelho.

Seria, pois, errado não considerar aqueles passos da Escritura que nos aparecem problemáticos. Entretanto deve-se ter consciência de que a leitura destas páginas requer a aquisição de uma adequada competência, através duma formação que leia os textos no seu contexto histórico-literário e na perspectiva cristã, que tem como chave hermenêutica última « o Evangelho e o mandamento novo de Jesus Cristo realizado no mistério pascal ».140 Por isso exorto os estudiosos e os pastores a ajudarem todos os fiéis a abeirar-se também destas páginas por meio de uma leitura que leve a descobrir o seu significado à luz do mistério de Cristo.

Um grande abraço a todos.

Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 34
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por diogo0912 em Qui Abr 07, 2011 8:58 pm

Uma situação deveras preocupante é que padres (somente uns poucos, afirmo isso pois conheço alguns ) e pastores ( não todos, somente aqueles que um dia acordaram e falaram :"hoje vou abrir uma igreja") não têm esse conhecimento suficiente para orientar seus fieis, e isso acaba gerando uma onda de "desconhecimento" que acaba causando fortes impactos...


Isto aconteceu comigo. Antes de ser ateu eu era evangélico, e, sob a luz de uma má interpretação do velho testamento, o pastor da igreja que eu frequentava afirmava que não existiam outros planetas, nem dinossauros, e que a mulher menstruada deveria ficar certo tempo inclaudurada num quarto...

Essas coisas me fizeram duvidar da existência de Deus, e daí decorreu-se uma longa jornada de busca, dúvidas e respostas.

Resumindo: os pastores e padres desinformados deveriam buscar aprimoramento quanto a interpretação bíblica a luz de sua religião... Sem isso, o número de ateus e religiosos fanáticos (aqueles que falam sem pensar e põe a cupa de seus atos nefastos na religião) só irá crescer...

Atenciosamente,
Diogo

diogo0912

Mensagens : 64
Data de inscrição : 06/02/2011
Idade : 24
Localização : Natal/RN

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por Pe. Anderson em Dom Abr 17, 2011 11:53 am

Caro Diogo,

Concordo com voce, a ignorância só faz aumentar o número dos fanáticos, dos ateus e indiferentes. Infelizmente é assim mesmo, mas como resposta devemos nos esforçar em ajudar as pessoas a conhecerem melhor sua fé, sabendo que essa sempre está de acordo com a razao. Infelizmente, que nao conhece a própria fé e a quer transmitir sem os conhecimentos adequados, acabam fazendo a fé parecer uma coisa ridícula.

A verdade é a que fé quer a razao (a Teologia é "Fides quaerens intellectus", dizia Santo Anselmo) e a Igreja, defendendo a razao, acaba sendo a única insituiçao atual que defende o valor real da razao.

Nós aqui queremos ajudar a formar as pessoas, em diálogo permante entre fé e razao.

Um grande abraço e que o Senhor sempre o abençoe.

Pe. Anderson
Admin

Mensagens : 952
Data de inscrição : 10/09/2008
Idade : 34
Localização : Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por diogo0912 em Dom Set 25, 2011 7:04 pm

Felizmente, um amigo meu já me respondeu essa questão de maneira que eu entendesse. Ele disse que a lei do antigo testamento se divide em diferentes partes, tais como cerimonial e de saúde. Outrossim, é que a parte cerimonial dessa lei foi abolida pela morte de cristo.

A explicação dele fez bastante lógica, passamos horas conversando. O que ele falou é satisfatório? Gostaria de saber rápido, uma vez que ele me ofereceu uma "continuação da nossa conversa", provavelmente um estudo bíblico - que eu aceitei -, e devo argumentar, caso essa opinião seja anti-bíblica.


Desde já muito obrigado.
att, Diogo

obs: esquecí de perguntar a denominação dele, mas se está falando sobre Deus, eu não vejo mal.

diogo0912

Mensagens : 64
Data de inscrição : 06/02/2011
Idade : 24
Localização : Natal/RN

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por diogo0912 em Sex Nov 11, 2011 2:29 pm

Ele é um adventista do sétimo dia, e anda fazendo muitas acusações graves sobre a igreja católica. Começamos a estudar a partir de uma profecia de daniel, a dizer: o sonho de nabucodonosor. Eles me falaram que chifre pequeno é a igreja católica, e a afirmação deles parecia fazer sentido. Qual é a nossa visão sobre o chifre pequeno?

Por favor, respondam o mais rápido possível (se puder) porque o argumento dele pareceu bastante plausível.

diogo0912

Mensagens : 64
Data de inscrição : 06/02/2011
Idade : 24
Localização : Natal/RN

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por Binhokraus em Sex Nov 11, 2011 2:42 pm

Caro Diogo, temos aqui no nosso fórum uma irmã adventista que utiliza o pseudônimo de quemtembocadizaverdade, ela sistematicamente vem aqui, e ataca a Igreja católica com tudo que os adventistas dizem a respeito do catolicismo. Bom, eu não sei o que dizer sobre o chifre pequeno, mas posso lhe assegurar que a Igreja Católica é a Igreja de Cristo. Então eu sugiro a você que traga para cá essas acusações de formas mais claras, caso ela já não tenham sido feitas pela usuária supra citada, situação na qual, provavelmente já estará devidamente respondido. Por tudo que a usuária acima citada já postou aqui no nosso fórum, posso lhe garantir que eles falam de coisas que não conhecem. Eles acusam a Igreja Católica de fazer coisas que não são da Igreja. Invetam coisas, e chegam ao cúmulo de distorcer a história documentada para justificar suas acusações.

Se fizer uma busca criteriosa aqui no nosso fórum encontrará muitas dessas coisas que estou falando. No mais, estamos a disposição para lhe ajudar na busca da verdade, que é nossa sincera busca, a verdade, porque encontrando a verdade, encontramos Cristo que é o Caminho a Verdade e a Vida.

Permaneça em Deus.

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila

Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 34
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por Binhokraus em Sex Nov 11, 2011 2:44 pm

fiz uma pesquisa utilizando a ferramenta de busca do nosso fórum, e encontrei os seguintes resultados para Daniel. Acho que vale a pena dar uma lida neles.
http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/search?search_keywords=Daniel

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila

Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 34
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Antigo testamento

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 3:38 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum