O que um acólito pode fazer?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O que um acólito pode fazer?

Mensagem por Petrus Romanus em Seg Jun 27, 2011 12:49 am

Qual o papel do acólito na liturgia? O que o diferencia do coroinha? E todos os que vão para o seminário devem ser acolitos antes? O acolitato já faz parte da hierarquia da Igreja?

Um grande abraço a todos!

Que o amor do Pai sempre permeie nossos corações!

Petrus Romanus

Mensagens: 123
Data de inscrição: 29/12/2010
Idade: 23
Localização: Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que um acólito pode fazer?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Seg Jun 27, 2011 6:08 am

Caro Petrus,

É muito interessante este seu questionamento, pois trata de algo que poucas pessoas na Igreja têm conhecimento.

O acólito tem importante papel na liturgia da Igreja, tendo como principal característica a função de auxiliar nos serviços do altar. Ao receberem o ministério, tornam-se também ministros extraordinários da eucaristia, podendo até, em casos extraordinários, procederem à exposição e a guarda do Santíssimo Sacramento, porém, não podem proceder à sua bênção.

Em um tempo não muito remoto, este serviço era feito pelos meninos do côro, ou seja, pelos meninos que cantavam nos coros das igrejas. É daí que vem o termo "coroinhas".

Até o Concílio Vaticano II, existiam as chamadas ordens menores (exorcista, ostiário, leitor e acólito). A partir deste concílio, estas ordens menores foram suprimidas e os serviços de leitor e acólito foram considerados como ministérios instituídos.

Dois documentos da Igreja se referem de forma mais específica a estas função: Ministeria Quaedam e Caerimoniarum Episcoporum. Segundo estes documentos, o acolitato não é conferido apenas aos seminaristas, mas também aos fiéis leigo homens que, tenham recebido os sacramentos do batismo, da confissão, da eucaristia e da crisma, tenham comprovado o desejo de exercer tal serviço e tenham uma conduta exemplar.

Os seminaristas, já na fase final de sua preparação recebem os ministérios de leitor e de acólito antes de serem ordenados diáconos.

Fico devendo uma resposta à ultima pergunta. Não sei afirmar com propriedade se os acólitos fazem parte da hierarquia da Igreja.

Um grande abraço, e que a paz de Jesus esteja sempre no seu coração !!!

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens: 1258
Data de inscrição: 14/09/2009
Idade: 56
Localização: Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que um acólito pode fazer?

Mensagem por Pe. Anderson em Seg Jun 27, 2011 6:26 am

Caros amigos,

Par completar, vejam esse link e os textos que publicamos nesse lugar:

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t740-regras-para-coroinhas?highlight=regras+coroinhas

Certamente os acólitos nao fazem parte da hierarquia da Igreja. Sao ministros nao ordenados, ou sejam, servem ao altar mas nao fazem parte da hierarquia (diáconos, presbíteros e bispos).

Grande abraço a todos.

Pe. Anderson
Admin

Mensagens: 952
Data de inscrição: 10/09/2008
Idade: 32
Localização: Roma

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que um acólito pode fazer?

Mensagem por Petrus Romanus em Ter Jun 28, 2011 7:19 pm

Uma pergunta, um acólito que está participando do altar ao lado do sacerdote poderia ser um dos leitores do dia e ajudar na liturgia da palavra, ou não, ele não poderia sair do altar atravessar o presbitero e o proprio altar se estiver do outro lado para ir ler?

Um grande abraço a todos e que o Sagrado Coração de Jesus nos seja um amparo nos dias de aflição e de comoção!

Petrus Romanus

Mensagens: 123
Data de inscrição: 29/12/2010
Idade: 23
Localização: Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que um acólito pode fazer?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Jun 29, 2011 6:07 pm

Caro Petrus,

Que a paz de Jesus esteja com você !!!

O ideal é que, na liturgia, haja pessoas em número suficiente para compor todas as equipes dos diversos serviços e ministérios. Assim, os que servem no altar (acólitos e/ou coroinhas) devem servir de forma exclusiva no altar, os leitores no ambão, os ministros da Eucaristia na mesa eucarística, cada um na sua função, e assim sucessivamente. Desta forma a liturgia fica mais rica, significativa e participativa.

Entretanto, como nem sempre há pessoas em número suficiente para composição de cada grupo litúrgico, nada impede que os que servem como acólitos ou coroinhas façam também as leituras, ou que ainda, os membros das outras equipes desenvolvam também outras funções, de acordo com as necessidades do culto.

No nosso tempo, estas dificuldades são bem menores. Depois do Concílio Vaticano II, a Igreja passou a trabalhar bem mais a participação dos católicos nos diversos serviços da liturgia. Hoje, em muitas dioceses e páróquias existe um trabalho de formação neste sentido que tem enriquecido muito a liturgia da Igreja.

Durante muito tempo convivi com o meu tio (Padre Zé) ainda numa fase de transição, onde a Igreja estava vivendo um processo de adaptação às novas formas da liturgia posterior ao Vaticano II e, durante todo esse período, principalmente nas capelas dos distritos e da zona rural, tive que, não raras vezes, exercer as funções de cantor, acólito e leitor. Na verdade, como se diz aqui no Nordeste, eu sei que era "muita areia para o meu caminhão", mas era uma necessidade da Igreja naquele tempo e naquelas circunstâncias. Em decorrência disso, muitas vezes tive que trabalhar muito na formação de coroinhas, leitores e músicos, e à medida que as pessoas iam sendo formadas, as coisas iam ficando mais fáceis (ou menos difíceis).

Um grande abraço !!!

Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens: 1258
Data de inscrição: 14/09/2009
Idade: 56
Localização: Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum