Os irmãos de Jesus

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os irmãos de Jesus

Mensagem por RenatoPaulo em Sab Jul 09, 2011 7:27 pm

Os meios-irmãos de Jesus são estes:
Judas,Tiago,Josetos,Simão,Lísia e Lídia.
Este são os meios irmãos de Jesus e os filhos que José,pai de Jesus segundo a carne,teve com a sua primeira mulher que mais tarde viria a falecer.
E permaneceu José viúvo,ate ao dia em que conheceu Maria,mãe de Jesus.

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 43
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Jul 16, 2011 5:53 am

Grande Renato,

Que a paz de Jesus esteja sempre no seu coração !!!

Eu não conheço nenhum texto que comprove esta versão dos "irmãos de Jesus" como sendo filhos de São José, e gostaria muito de recebê-la, caso seja possível.

Esta temática a respeito dos "irmãos de Jesus" foi até certo ponto discutida à luz das Sagradas Escrituras em dois tópicos. Seria bom dar uma conferidazinha:

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t303-jesus-teve-irmaos

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t613-quem-eram-os-irmaos-de-jesus

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Verdaveiros irmãos

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Sab Jul 30, 2011 3:41 pm

Os dois temas acima mencionados foram trancados,, como se o assunto estivesse esgotado e resolvido.
Ainda bem que o assunto veio novamente ao lume.
Ora este assunto é muito polémico a ponto de não se poder provar nada a nível de interesses terrenos.
Uns argumentam o uso do sentido lato que pode ter a palavra traduzida por irmão.
Outros, pelo contrário, mais inseridos nos contextos tiram a conclusão, (e que pode não ser a mais precisa) de que Yehshua teve irmãos carnais, filhos de José e de Maria.

Agora há mais uma argumentação de que os irmãos de Yeshua eram filhos de José, mas não de Maria.
É o que se depreende de uns textos muito antigos considerados apócrifos e que relatam a vida de José, pai de Yeshua, fazendo sair essas palavras como que da boca de Yeshua a contar aos seus discípulos, coisas da sua vida familiar.
Eis no seguinte link a cópia dessas palavras:
http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t645p105-sao-os-testemunhas-de-jeova-cristaos#8965
Isso consta na parte
II. Viuvez de José

Esse texto também consta nos seguintes links:
http://pt.scribd.com/doc/17614918/Apocrifo-Jose-o-Carpinteiro
http://pt.scribd.com/doc/7884577/A-Historia-de-Jose-o-Carpinteiro-Livro-Apocrifos-e-PseudoEpigrafes

Isto é mais uma hipótese entre tantas outras.

Mas o mais importante foi o que Yeshua disse a quem Lhe falou desses seus muito conhecidos irmãos:


49 E, estendendo a mão para os discípulos, disse: "Aqui estão minha mãe e meus irmãos!
50 Pois quem faz a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, minha irmã e minha mãe".
35 Quem faz a vontade de Deus, este é meu irmão, minha irmã e minha mãe".

(Mateus 12:46-50)
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Binhokraus em Qui Ago 04, 2011 7:51 pm

Só quero ressaltar que o fato de ser apócrifo não significa que tais escritos não sejam dignos de confiança histórica. Só não são considerados livros de fé, mas podem trazer a luz alguns fatos históricos. Mas claro, tudo precisa ser muito bem estudado. Foi só uma ressalva, pq não acredito que classificar textos como apócrifos seja o mesmo que desqualificá-los totalmente.

Sobre o comentário da Erenice, claro que não era gay, mas é perfeitamente compreensível e nada fantasioso acreditar que por amor a Deus e sua obra de salvação, José e Maria tenham guardado a castidade como uma forma de oferenda a Deus. Não precisavam, mas o fizeram. Nisso não há erro ou fantasia, é uma escolha que muitos fizeram ao longo de toda a história da salvação.

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Sex Ago 05, 2011 8:55 am

A piada de Erenice, foi de mau gosto, mas encerra em si algo de muito importante parta a época.
«Toda a mulher queria casar e ter filhos». Não é para isso que serve o casamento?!

37*Depois, disse a seu pai: «Concede-me o seguinte: deixa-me sozinha durante dois meses para que eu vá vaguear pelas montanhas, chorando a minha virgindade, eu e as minhas companheiras.»
(Juízes 11)
A filha de Jefté ficou tão desolada por ter que morrer virgem devido a um voto insensato do pai, que chorou isso durante DOIS MESES vagueando pelas montanhas.

Isto para não falar do sofrimento das mulheres que tinham filhos muito tarde, devido a serem um tanto ou quanto estéreis.

Agora, as mulheres evitam ter filhos, o mais que podem, mas antigamente não era assim.
TER FILHOS ERA O ACTO MAIS SUBLIME DE UMA MULHER, infinitamente superior à virgindade, claro!

Assim sendo, e para mais, não se percebe que uma mulher e um homem então sejam noivos e casem, se na verdade não querem ter filhos, nem relacionamento sexual!
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Sab Ago 06, 2011 7:02 am

Caríssimos Amigos,

Que a paz de Nosso Senhor esteja com todos nós !!!

Não sei se foi por coincidência, ou se é por providência, mas esta é a minha postagem de número 666, o número da "BESTA" descrito nas Sagradas Escrituras (Ap 13,18). Seja por coincidência ou por providência, estou a denunciar mais uma entre tantas ações da "BESTA" a que se refere São João no Apocalípse.

Trata-se da insinuação da professora Erenice que, de forma pejorativa, numa piada de mau gosto, como afirmou o Sr. Manuel, fez a seguinte postagem:

"me desculpem, mas acho fantasioso acreditar que José apíos ser casado e pai de vários filhos ter casado com Maria e não tocado nela nem ter a traído. ele não era gay era?."

As Sagradas Escrituras nos revelam São José como um HOMEM JUSTO (Mt 1,19).

A citação da professora Erenice sugere a possibilidade de traição à Virgem Maria por parte de São José, o que é profundamente depreciante para ser afirmado por alguem que se auto-define como uma pessoa cristã. Trata de inserir também a São José no rol dos adúlteros, como o fez também com a Santíssima Virgem Maria, em um tempo no qual se identificava no nosso fórum como sendo a Sra. Harmonia.

Peço desculpas a todos, mas isso é só para denunciar mais uma vez o erro, o espírito faccioso, corrupto e eivado do malicioso e do pejorativo caráter por meio do qual esta senhora nos mostra a que veio.

SEM COMENTÁRIOS !!!

Um grande abraço a todos !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1258
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Sab Ago 06, 2011 7:24 am

Amigo Flávio,
Foi uma piada de mau gosto, mas a nossa amiga Erenice não tinha a intenção nem de atacar José que foi sempre um homem virtuoso e impecável nem sequer a sua digníssima esposa a mãe de Yeshua,
A nossa amiga, que na verdade é cristã, tropeçou na linguagem VULGAR deste mundo, para desvalorizar a crença católica (que é uma crença de homens) em relação à virgindade perpétua da mãe de Yeshua.
Ora estes assuntos que merecem o nosso maior respeito, devem ser tratados com toda a dignidade, seja qual for o número simbólico da BESTA, quer estejamos ou não de acordo com essa crença pois a dignidade das pessoas, e em especial a do casal que acolheu o nosso Salvador, merece todo o nosso respeito e consideração.
Mas quanto ao aproveitamento do Sr. Flávio e o nº . 666 da sua mensagem temo que tenha uma pequena dose de superstição. Perdoe-me se errei, mas quanto à superstição que pode fazer parte do nosso inconsciente (ou mesmo subconsciente) também merece que lutemos contra ela,
Portanto o nº 666 da BESTA Apocalíptica do PODER, não tem NADA a ver directamente nem com o assunto nem com a intervenção em causa.
Foi apenas um hábil aproveitamento dessa coincidência por quem tem dotes para o fazer.
Contudo os seus reparos são pertinentes, se pusermos de parte a BESTA.
Ponhamos as coisas no seu devido lugar.
Ás coisas da Besta o que pertence à BESTA.
E às coisas relacionadas com DEUS o que é de DEUS.
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por RenatoPaulo em Seg Ago 08, 2011 3:12 pm

Acho que nem vale a pena responder a certos comentarios que aqui foram escritos.
Atraves do Espirito de Deus,quem está na Igreja consegue muito bem perceber quem aqui pertence á besta...

O futuro Deus o conhece,mas o maligno tenta o perceber
Realmente,satanas consegue muito bem se exprimir atraves de certos individuos...quer eles sejam pequenos ou grandes.
Infelizmente,a professora que aqui muito gosta de comentar ou provocar,não se apercebe que na verdade ela esta se tranformando numa ferramenta bem barata usada por um pequeno demonio.Já nem me refiro a satanas,mas sim a um pequeno demonio.
Infelizmente tambem a arte de ensinar tanto pode ser usada por uma pessoa de Deus,como tambem pode ser usada pelo maligno.
E o maligno quer vencer o futuro,pois nele espera uma grande multidao de pobres coitados do lado dele.
Mas para isso tem de apostar em certos media,professores,doutores,musicos,actores,bancarios,pastores e pastoras etc,etc.Pois será com esse tipo de individuos pertencentes a este sistema de coisas que conseguirá fazer "lavagens"de cerebros ás nossas futuras geracoes,neste caso ás criancas.

Mas graças a Deus,que a Igreja os conhece muito bem.



RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 43
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Seg Ago 08, 2011 3:23 pm

Ola amigo «Renato Paulo».

Foi apenas para o cumprimentar e para lhe dizer que com a sua expressão «pertencentes a este sistema de coisas» conhece muito bem as «Testemunhas de Jeová» pois a expressão é bem peculiar no uso dessa religião.

Não quero dizer que a expressão esteja errada, mas queria demonstrar-lhe que sou mais ou menos perspicaz em relação ao uso de várias expressões.

Cumprimentos e que Deus o ajude sempre, quer tenha sangue judeu quer não.
Na verdade, todos somos «irmãos» e Yeshua é irmão de todos.

Shalom

שָׁלוֹם
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por aleximandro em Ter Ago 09, 2011 2:56 am

Olá Manuel
A questão de filhos entra em choque com dogma do ano de 609, o culto à Virgem Maria é obra de Bonifácio IV, e a invocação dos santos e anjos é posta como lei da igreja. Que implicaria algo diferente de: Isaias 66:9 Abriria eu a madre, e não geraria? diz o SENHOR; geraria eu, e fecharia a madre? diz o teu Deus. E iria contra a Lei que maria ficou recolida a imundicie e teve de cumprir a lei descrita antes da circusição de Jesus no 8 dia após a Lei de Mosáica. Bom isso gera um grande debate, mas que pelo dogma Jesus nunca teria irmãos de sangue, contudo ele não é unigenito e se é primogénito foi consagrado, portanto José poderia ter filhos com Maria depois.

Culto a ajnos é complicado pois João tentou adorar ao Anjo e foi ADVERTIDO, a AINDA NOS JULGAREMOS O ANJOS.

19:10 – Prostrei-me ante os seus pés para adorá-lo. Ele, porém, me disse: Vê, não faças isso; sou conservo teu e dos teus irmãos que mantêm o testemunho de Jesus; adora a Deus. Pois o testemunho de Jesus é o espírito da profecia.

Prostrei-me ante os seus pés para adorá-lo: A primeira de duas vezes que João prepara-se para adorar um anjo (cf. 22:8). Alguns sugerem que fosse o mesmo episódio relatado duas vezes. Há várias explicações deste ato do apóstolo: Œ Alguns comentaristas dizem que não foi um ato do próprio João, mas que ele se viu nas visões agindo desta maneira. Assim, o ato dele faz parte da cena e serve como advertência sobre o perigo da idolatria, sem sugerir qualquer erro real cometido pelo apóstolo;  Outros sugerem que João se confundiu, achando que o anjo fosse o próprio Jesus e, assim, merecedor de adoração; Ž Uma outra explicação é que João ficou tão maravilhado com a cena das bodas que caiu impulsivamente para dar homenagem ao anjo que lhe mostrou as coisas da visão;  A outra possibilidade é que João errou e, agindo sem refletir, começou a dar louvor impróprio ao anjo.

Enquanto todas estas explicações parecem plausíveis, e eu não tomaria uma posição dogmática, parece-me que a última – que João falhou e foi repreendido – seja a mais natural e menos complicada. Seria inteiramente natural, nas Escrituras, revelar as falhas de um bom homem. Noé, Abraão, Moisés, Gideão, Davi, Pedro e outros heróis bíblicos cometeram erros graves, e os relatos nas Escrituras não escondem estas falhas. Não esperaríamos um erro desta gravidade do apóstolo velho e fiel, mas não é fora de cogitação.

Ele, porém, me disse: Vê, não faças isso; sou conservo teu e dos teus irmãos que mantêm o testemunho de Jesus; adora a Deus: Independente do motivo ou da explicação dada às ações de João, a resposta do anjo reforça um fato importante. A adoração pertence exclusivamente a Deus (cf. Mateus 4:10; Atos 10:25-26; 14:11-18). O problema fundamental no Apocalipse é a tentação de adorar falsos deuses, especificamente a besta. Historicamente, os romanos aceitavam bem as diversas religiões dos povos sujeitos, pois estes meramente acrescentaram mais alguns deuses aos seus sistemas politeístas. Os judeus e os cristãos, porém, foram perseguidos, em alguns períodos da história, porque, como adoradores de um só Deus, rejeitaram os deuses dos romanos. Quando recusaram a louvar os deuses, foram vistos erroneamente como ateístas. Esse ato de João em se prostrar diante do anjo ilustra o perigo de qualquer um cair na idolatria de dar honra indevida a criaturas, e não ao Criador. Todos, até o próprio apóstolo, precisam da admoestação do final de sua primeira carta: “Guardai-vos dos ídolos”.

O anjo se viu como conservo. Ele é uma criatura, mais próximo, em natureza, do homem do que do Criador.

Extrai da Internet, mas não consegui citar:
Vamos começar analisando um fator que nos esclarece, inicialmente, esta questão. É o fato de o evangelista Lucas ter usado, em Lc 2.7, a expressão “Primogênito”, em relação ao nascimento de Cristo: “e teve a seu filho primo­gênito ...” . E primogênito quer dizer “primeiro filho”.

Pense comigo: Se Maria teve, então, um PRIMEIRO filho, é porque teve um segundo, um terceiro... Se Lucas quisesse dizer que Jesus foi o único filho de Maria, teria usado, de modo inequívoco, a expressão unigênito, que significa “único [filho] gerado”, como acontece em João 3.16 - ”Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Mas não, ele usou, de modo consciente, o termo certo: “primogênito”, indicando que Jesus foi apenas o “primeiro” filho de Maria, e não o “único”.

Uma leitura superficial do Novo Testamento, em especial dos evangelhos, mostrará, sem sombra de dúvida, que Jesus Cristo teve irmãos e irmãs . Vejamos primeiro o texto em Mt. 13.55-56 ”Não é este o filho do carpinteiro? e não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, e José, e Simão, e Judas?56 E não estão entre nós todas as suas irmãs? “

Veja, agora em Mc. 6.3, como confirma: “Não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão? e não estão aqui conosco suas irmãs? E escandalizavam-se nele.

Perceba que a Bíblia nos dá, ainda, os nomes dos irmãos de Jesus: Tiago, José, Simão e Judas. E fala também de “todas as suas irmãs”... E essas pessoas aparecem sempre relacionadas com Maria, mãe de Jesus, o que nos dá a impressão de que os escritores e os evangelistas quiseram nos transmitir o quadro de uma família composta por mãe e filhos.

Vejamos Mt 12.46-4: “Enquanto ele ainda falava às multidões, estavam do lado de fora sua mãe e seus irmãos, procurando falar-lhe. Disse-lhe alguém: Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, e procuram falar contigo”. Em outra ocasião, Maria e seus irmãos mandam chamar Jesus, conforme consta em Mc. 3.31 : “Chegaram então sua mãe e seus irmãos e, ficando da parte de fora, mandaram chamá-lo”.

Depois do milagre em Caná, Maria e os irmãos do Senhor aparecem juntos, conforme Jo 2.12: “Depois disso desceu a Cafarnaum, ele, sua mãe, seus irmãos, e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias” . E, em At. 1.14, os irmãos de Jesus aparecem no cenáculo orando com Maria: “Todos estes perseveravam unanimemente em oração, com as mulheres, e Maria, mãe de Jesus, e com os irmãos dele”.

Existe um argumento de que eles seriam “primos” de Jesus. Como se pode esclarecer esta outra dúvida?

Mesmo o apóstolo Paulo, que usava bastante metáfora, sabia usar com distinção essas palavras. Tanto é que escreveu sobre os “irmãos” de Jesus sem deixar nenhuma dúvida ao laço carnal entre o Senhor e seus irmãos. Vejamos 1Co 9.5: “Não temos nós direito de levar conosco esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas?”. E agora ouça o que diz em Gl 1.19: “Mas não vi a nenhum outro dos apóstolos, senão a Tiago, irmão do Senhor” .

E isso é interessante, pois o apóstolo Paulo sabia perfeitamente usar a palavra correta para primo e para parente em suas epístolas. Não havia motivo de confusão! Cl 4.10: “Saúda-vos Aristarco, meu companheiro de prisão, e Marcos, o primo de Barnabé...”. Rm 16.11: “Saudai a Herodião, meu parente “.


Todavia, muitas pessoas, mesmo assim, defendem de que aqueles irmãos de Jesus na verdade seriam seus discípulos, porque na igreja todos os discípulos de Cristo são chamados de “irmãos”. Porém, pense comigo: esse argumento é o mais “inocente”, pois a Bíblia faz nítida distinção entre ‘seus discípulos” e os “irmãos” do Senhor. Ouça o contido em Jo. 2.12 : “ Depois disto desceu a Cafarnaum, ele, e sua mãe, e seus irmãos, e seus discípulos; e ficaram ali não muitos dias”.

E agora ouça o que consta em At 1.13,14: “E, entrando, subiram ao cenáculo, onde habitavam Pedro e Tiago, João e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelote, e Judas, irmão de Tiago.14 Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos”.

O amado ouvinte percebeu que a Bíblia menciona separadamente os discípulos e os filhos de Maria, mãe de Jesus, com “seus irmãos”? A Bíblia menciona discípulos separadamente de irmãos!

Mas a ­maior dificuldade enfrentada por esse argumento, de que na igreja todos os discípulos de Cristo são chamados de “irmãos”, está escancarada no texto de Jo. 7.3,5,10: “Disseram-lhe, pois, seus irmãos: Sai daqui, e vai para a Judéia, para que também os teus discípulos vejam as obras que fazes. 5 Porque nem mesmo seus irmãos criam nele.10 Mas, quando seus irmãos já tinham subido à festa, então subiu ele também, não manifestamente, mas como em oculto”.

Amado ouvinte, você percebeu que o texto diz que “nem seus irmãos criam nele”? Como então eles poderiam ser seus discípulos? Cai por terra a argumentação de que na igreja todos os discípulos de Cristo são chamados de “irmãos”, porque, no momento em que a passagem narrada aconteceu, nem seus irmãos criam nele. Se não criam, portanto não eram seus discípulos! Por outro lado, compare, em Mt 13.55: “Não é este o filho do carpinteiro? E não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos Tiago, José, Simão, e Judas?”.

A Bíblia deixa muito claro que quando a palavra “irmãos” aparece junto aos termos “pai” e “mãe”, ela demonstra filiação legítima de sangue, e isto ninguém consegue distorcer!

Ainda tem dúvidas? Vamos, finalmente, para Mt. 1:24-25 - “Despertado José do sono, fez como lhe ordenara o anjo do Senhor e recebeu sua mulher. 25 Contudo, não a conheceu, enquanto (outras versões dizem “até”) ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus. Não a conheceu “enquanto” ou “até”. Depois...é evidente que José foi marido de Maria.

Sobre os votos de Pais, vejamos o que diz a lei:

Números 30 1:16

E falou Moisés aos cabeças das tribos dos filhos de Israel, dizendo: Esta é a palavra que o SENHOR tem ordenado.

Quando um homem fizer voto ao SENHOR, ou fizer juramento, ligando a sua alma com obrigação, não violará a sua palavra: segundo tudo o que saiu da sua boca, fará.

Também quando uma mulher, na sua mocidade, estando ainda na casa de seu pai, fizer voto ao SENHOR, e com obrigação se ligar,

E seu pai ouvir o seu voto e a sua obrigação, com que ligou a sua alma; e seu pai se calar para com ela, todos os seus votos serão válidos; e toda a obrigação com que ligou a sua alma, será válida.

Mas se seu pai lhe tolher no dia que tal ouvir, todos os seus votos e as suas obrigações com que tiver ligado a sua alma, não serão válidos; mas o SENHOR lhe perdoará, porquanto seu pai lhos tolheu.

E se ela for casada, e for obrigada a alguns votos, ou à pronunciação dos seus lábios, com que tiver ligado a sua alma;

E seu marido o ouvir, e se calar para com ela no dia em que o ouvir, os seus votos serão válidos; e as suas obrigações com que ligou a sua alma, serão válidas.

Mas se seu marido lhe tolher no dia em que o ouvir, e anular o seu voto a que estava obrigada, como também a pronunciação dos seus lábios, com que ligou a sua alma; o SENHOR lhe perdoará.

No tocante ao voto da viúva, ou da repudiada, tudo com que ligar a sua alma, sobre ela será válido.

Porém se fez voto na casa de seu marido, ou ligou a sua alma com obrigação de juramento;

E seu marido o ouviu, e se calou para com ela, e não lho tolheu, todos os seus votos serão válidos, e toda a obrigação, com que ligou a sua alma, será válida.


Porém se seu marido lhos anulou no dia em que os ouviu; tudo quanto saiu dos seus lábios, quer dos seus votos, quer da obrigação da sua alma, não será válido; seu marido lhos anulou, e o SENHOR lhe perdoará.

Todo o voto, e todo o juramento de obrigação, para humilhar a alma, seu marido o confirmará, ou anulará.

Porém se seu marido, de dia em dia, se calar inteiramente para com ela, então confirma todos os seus votos e todas as suas obrigações, que estiverem sobre ela; confirmado lhos tem, porquanto se calou para com ela no dia em que o ouviu.

Porém se de todo lhos anular depois que o ouviu, então ele levará a iniqüidade dela.

Estes são os estatutos que o SENHOR ordenou a Moisés entre o marido e sua mulher; entre o pai e sua filha, na sua mocidade, em casa de seu pai.

A pergunta fica, onde foi feito o voto com Maria?, não vemos um voto e sim que se faça como o Senhor deseja na sua serva, José não ouviu o voto nem estava sendo este feito na casa do Pai de Maria.

Veja Mateus 1 18:25

Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.

Então José, seu marido, como era justo, e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente.

E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo;

E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.

Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz;

Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco.

E José, despertando do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu a sua mulher;

E não a conheceu até que deu à luz seu filho, o primogênito; e pôs-lhe por nome Jesus.

Nesta tradução diz, não a conheceu até que deu a à luz, ou seja depois conheceu...

Na Vulgata Latina (Vaticano) Evangelium secundum Matthaeum, 1
25. et non cognoscebat eam donec peperit filium suum primogenitum et vocavit nomen ejus Jesum ( ou seja não a conheceu até que deu a Luz)
Via google translator:E não a conheceu até que deu à luz seu filho primogênito

Já na edição Avé Maria
25. E, sem que ele a tivesse conhecido, ela deu à luz o seu filho, que recebeu o nome de Jesus.
Isso está amarrado a um dogma e não a escritura.

No compêndio Católico
99. Em que sentido Maria é «sempre Virgem»?

499-507
510-511

No sentido de que Maria «permaneceu Virgem na concepção do seu Filho, Virgem no parto, Virgem grávida, Virgem mãe, Virgem perpétua» (Santo Agostinho). Portanto, quando os Evangelhos falam de «irmãos e irmãs de Jesus», trata-se de parentes próximos de Jesus, segundo uma expressão usual na Sagrada Escritura.

Realmente o Dogma difere da Escritura! E pior com o passar dos séculos a tradução foi mundando a virgula mundando de lugar e o dogma apareceu.

Na versão King James:
25 And knew her not till she had brought forth her firstborn son: and he called his name JESUS.
Via tradutor google E não a conheceu até que deu à luz seu filho primogênito: e ele pôs o nome de JESUS.
Bom lembrando o que aconteceu com o tradutor

A Bíblia do rei James (em português Jaime ou Tiago), também conhecida como Versão do rei James ou Bíblia KJV (em inglês: Authorized King James Version, Versão Autorizada do rei Jaime), é uma tradução inglesa da bíblia realizada em benefício da Igreja Anglicana, sob ordens do rei James I (Jaime I). A primeira publicação data de 1611, causou um profundo impacto não apenas nas traduções inglesas posteriores, mas na literatura inglesa como um todo. As obras de autores famosos como John Bunyan, John Milton, Herman Melville, John Dryden e William Wordsworth estão repletas de aparentes inspirações nesta tradução da Bíblia. Versões como a New King James Version são revisões de seu texto.

Importante não só na literatura inglesa, a Bíblia do rei James também causou profundo impacto social na Inglaterra do século XVII e inclusive a ela alguns historiadores relacionam papel importante nas próprias revoluções inglesas do século XVII. A combinação de uma versão da Bíblia em vernáculo, assim como os custos cada vez mais baixos de impressão fizeram com que a Bíblia do rei James fosse rapidamente distribuída e largamente lida por praticamente todas as camadas sociais inglesas. Como resultado, a bíblia se torna o centro de todas as discussões e é utilizada largamente para embasar ideologias. Pode-se dizer que a Bíblia do rei James traz uma resignificação para a bíblia no período; até então livro o qual poucos obtinham acesso para leitura, sua tradução e barateamento de custo alto de produção, pois era manuscrita e a sua confecção não demorava menos de dois anos por unidade, então com a subseqüente distribuição em larga escala, causa um fenômeno novo dentro do cristianismo: a bíblia passa a ser lida pela população.

Até hoje esta versão da Bíblia é respeitada por muitos cristãos, sendo que até existem grupos que a consideram a melhor tradução já feita até hoje da Bíblia.
[u][i]
avatar
aleximandro

Mensagens : 25
Data de inscrição : 09/08/2011
Idade : 38
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://www.mmstecnologia.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Binhokraus em Ter Ago 09, 2011 10:04 am

Caro Aleximandro, Seja muito bem vindo ao nosso Fórum.

Bom sobre toda essa temática que vc nos apresenta já temos dois tópicos que versam sobre isso e que já foram supra citados pelo Flávio, e que agora eu passo a repetir:
http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t303-jesus-teve-irmaos

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t613-quem-eram-os-irmaos-de-jesus

Também é importante notar que você já começa por uma premissa errada ao dizer:
A questão de filhos entra em choque com dogma do ano de 609, o culto à Virgem Maria é obra de Bonifácio IV, e a invocação dos santos e anjos é posta como lei da igreja.
Cotumamos pedir aqui no fórum, que antes de fazer afirmações, que se chequem as fontes dessas informções. O dogma foi proclamado nessa época, mas é preciso entender o porque se proclama um dógma, e isso temos aqui no fóruml. O culto a Virgem Maria não tem início com Bonifácio IV, e aqui no fórum também temos um tópico que explica isso. E por fim a invocação dos santos e anjos não é de forma alguma uma lei dentro da Igreja Católica. Peço ao nobre amigo, que antes de fazer tais afirmações cheque as fontes. Se nos propormos a fazer uma crítica a alguma coisa, qualquer coisa, temos que conhecer bem o que criticamos para não falarmos inverdades, mesmo que sem querer. Fazendo isso, teremos um fórum proveitoso a todos.

Permaneça em Deus, e mais uma vez, seja bem vindo!!!

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por aleximandro em Ter Ago 09, 2011 12:24 pm

Prezado colega da Lista

O Dogma que maria é sempre virgem entra em choque com ter Jesus irmãos filhos de maria e José ter relacionamento de Marido com Maria. Vejo choque sim. Pois documentos que atribuim filhos de José antes de Maria não fazem parte das escrituras sagradas.

Quanto a anjos não devem ser adorados. Pois somente Jesus deve ser adorado. Tendo lei o não.

As escrituras não falam inverdades, falam a verdade. Deus não é homem para mentir.

avatar
aleximandro

Mensagens : 25
Data de inscrição : 09/08/2011
Idade : 38
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://www.mmstecnologia.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por aleximandro em Ter Ago 09, 2011 12:35 pm

Colega Clober Estive pesquisando fontes

Vi uma interessante sobre Anjos ( já que informaste que não existe Lei ) diria então se não existe uma Lei existe uma espécie de jurisprudencia ou algo parecido veja:

[quote]Em meio a tantas inovações e informações, muitas vezes o ser humano sente-se sufocado e oscila entre a descrença e o sincretismo diante de questões religiosas. Para alguns, crer é quase sinônimo de atraso intelectual, pois a crença parece ser uma realidade ultrapassada. Do outro lado estão aqueles que vivem numa miscelânea religiosa, tendo como princípio de fé realidades provenientes de diversas religiões ou movimentos religiosos. Essa observação vale para a questão dos anjos.

A Igreja Católica, baseando-se nas Sagradas Escrituras, na herança judaica e nos escritos dos Santos Padres, crê na existência dos anjos, como afirma o próprio Catecismo: “A existência dos seres espirituais, não-corporais, que a Sagrada Escritura chama habitualmente de anjos, é uma verdade da fé. O testemunho da Escritura a respeito é tão claro quanto a unanimidade da Tradição.” (CIC, 328). O desenvolvimento da angeologia (estudo dos anjos) na Igreja Católica aconteceu principalmente no período dos padres apostólicos, quando a fé cristã se viu ameaçada em sua pureza por diversas heresias.

O confronto mais rigoroso entre o cristianismo e a filosofia neoplatônica estimulou Agostinho e o Pseudo-Dionísio a aprofundar a doutrina tradicional sobre a natureza e a função salvífica dos anjos. O Pseudo-Dionisio, autor desconhecido do século VI, apoiando-se em Proclo, dividiu os anjos em nove coros, hierarquizando-os em três tríades de dignidade crescente: 1º hierarquia - Serafins, Querubins e Tronos; 2º Hierarquia - Dominações, Potências e Virtudes; 3º Hierarquia - Principados, Arcanjos e Anjos. Tal nomenclatura celeste aparece em alguns textos escriturísticos, a saber: Efésios 1, 21 e Colossenses 1, 16.

Essa hierarquia celeste, em parte, é também encontrada no Missal Romano no prefácio dos anjos: “Pelo Cristo vosso Filho e Senhor nosso, louvam os Anjos a vossa glória, as Dominações vos adoram, e reverentes, vos servem Potestades e Virtudes. Concedei-nos também a nós associar-nos à multidão dos Querubins e Serafins, cantando a uma só voz”.

A liturgia cristã, tanto grega quanto latina, honra os anjos como servos de Deus e amigos dos homens. Basta lembrar que no dia 29 de setembro celebra-se a festa dos Arcanjos Miguel, Rafael e Gabriel, e no dia 02 de outubro a festa dos Santos Anjos da Guarda. A Igreja também associa suas celebrações à liturgia celeste, como atestam o Trisagion do ritual de São João Crisóstomo e o tríplice Sanctus (Santo) do ritual latino.

Na Igreja Católica, os anjos reconhecidos pelo nome são apenas três: Miguel, Rafael e Gabriel, tal como vemos nas Sagradas Escrituras. Os demais anjos citados nas páginas sagradas são anônimos. Então, de onde vem o nome de Haniel que é tido como chefe dos Principados (anjos que são representados carregando cetros de madeira ou cruzes nas mãos)? Certamente a denominação de Haniel provenha da Cabala judaica, ramo místico do judaísmo e do atual mundo esotérico. A Cabala consiste em interpretações místicas e numerológicas das Escrituras hebraicas. Os autores da Cabala tratam cada letra, número e acento das Escrituras como se fossem um código secreto contendo algum significado profundo mais oculto, colocado lá por Deus com algum propósito, inclusive a profecia.

Dessa forma, entende-se que o denominado anjo Haniel não é contado entre os anjos que a Igreja Católica honra, assim como Uriel, Raguel, Sarakael, Remiel e muitos outros que são descritos no II Livro de Enoc, que faz parte da literatura apócrifa judaica e não é considerado livro canônico, ou seja, inspirado por Deus.

Autor: Pe. Agnaldo Rogério dos Santos
Piracicaba - Sp

fonte catequisar.com.br/texto/materia/fe/66.htm
avatar
aleximandro

Mensagens : 25
Data de inscrição : 09/08/2011
Idade : 38
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://www.mmstecnologia.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Ter Ago 09, 2011 12:50 pm

Está claro que há uma pequena imprecisão temporal, nas palavras do amigo Aleximandro.
O "papa" sozinho nada conseguiria fazer. Há sempre uma grande história por detrás de tudo, antes de se oficializar, e assim as opiniões divergem.

Eu contudo, valorizo os argumentos: e os bíblicos em especial.

שלום עליכםׁ



avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por aleximandro em Ter Ago 09, 2011 5:19 pm

Qual seria a imprecisão temporal de facto? Visto que mesmo que não seja na referida data, o que discordo. O fato não muda.

Em resumo, quando eu era crinça me foi ensinado uma oração ao anjo da guarda, o que não é correto. ( Como comentou o amigo Manuel sobre sua juventude) Ao estudar as escrituras descobri que isso não procede.

Visto agora temos 2 pontos Chaves. Contudo o foco original era a questão dogmática. Que gera esse problema

A) Se Maria sempre ficou virgem, então Jesus não teria irmãos e os pontos levantados nas escrituras não podem ser verdadeiros.
B) Os pontos das escrituras são verdades e o dogma virginal cai por terra.
Só podem ter duas situações.

Ou nega-se todas as escrituras dizendo ser erro disso, daquilo e problemas de tradução ( que discordo ). Ou acredita-se no dogma Agostiniano (o qual neste ponto discordo)

Se a data do dogma não bate por favor indicar as fontes contrárias para que eu as estude.

Obrigado.

Quanto ao ponto, não podemos negar seja nova ou antia aliança, pois Jesus é cumpridor de tudo e não negou.

Não estou questionando que uma pessoa fez tudo, mas que pelo seu Pontificado ocorreu o ínicio deste dogma.
avatar
aleximandro

Mensagens : 25
Data de inscrição : 09/08/2011
Idade : 38
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://www.mmstecnologia.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Ter Ago 09, 2011 6:02 pm

Pois é, amigo Aleximandro,
Mas vai aqui deparar-se com um problema.
Qualquer falha involuntária, por pequenina que seja já é um motivo para que os nossos irmãos católicos tentem deitar por terra todas e quaisquer argumentações.
Muitas vezes até começam a protestar acerca da precisão de fontes que apresentamos sem sequer nos apercebermos de que estão a falar.
Depois dizem que o assunto já está explicado: Umas vezes apontam um link (ultimamente já têm feito isso), mas já se deu o caso de exigirem que sejamos nós a procurar essa resposta que segundo eles dizem já foi dada.
Contudo, no final, antes de trancarem o assunto, desfilam um grande número de leis oficiais da actualidade da Igreja Católica (muitas delas são do catecismo oficial) e pronto: o assunto fica arrumado, mesmo que a gente não perceba nada o que querem dizer.
A maior parte dos argumentos baseiam-se em tradições patrísticas, dos chamados «pais da igreja».
Estou a dizer-lhe isto, para não ficar desmoralizado perante a dificuldade de argumentar, mesmo que se baseie nas Sagradas Escrituras, sem qualquer destorcimento, pois segundo eles dizem: o Papa e colégio patriarcal têm o poder de fazer essa interpretação.

(Shalom Alaicheim) שלום עליכםׁ


avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por aleximandro em Ter Ago 09, 2011 6:08 pm

Concordo Plenamente com suas observações.
avatar
aleximandro

Mensagens : 25
Data de inscrição : 09/08/2011
Idade : 38
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://www.mmstecnologia.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Ter Ago 09, 2011 6:22 pm

Já reparei que vive quase ao sul do Brasil perto de Florianópolis.
Eu vivo em Portugal, perto do Porto.
Este forum tem logo à entrada uma opção que nos permite ver quem é que está logado e a localização onde é emitido o sinal da «internet» do computador.
Portanto, penso que esta informação deve ser preciosa para evitar qualquer deslize involuntário.
(Shalom Alaicheim)
שלום עליכםׁ
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Fabricio em Qua Ago 10, 2011 7:54 am

O mundo moderno ofende-se muito com votos de castidade, não entende esse valor quando praticado entre pessoas casadas, mas é importante destacar que esse modo de vida era relativamente comum na antiguidade cristã, mesmo entre pessoas casadas.

Nossa Senhora surpreende-se quando lhe é anunciado pelo anjo que ela dará a luz a um filho. Note que o anjo não conjuga os verbos no presente, mas sempre no futuro... Ora, vir a conceber um filho seria mais do que esperado de Maria, visto que estava desposada. Maria porém surpreende-se perguntando como isso se dará se ela não conhece homem... Atenção aqui: O anjo diz: "conceberás e darás a luz a um filho"; e Nossa Senhora responde: "(...) não conheço homem". Ela não diz "ainda não conheci homem", e sim "não conheço homem"

Há inúmeras outras passagens da Escritura que atestam isso, muitas já postadas aqui. É claro que há a questão da interpretação, hoje em dia são tantas... por isso nós católicos interpretamos as Escrituras à luz da Tradição, de forma que a fé de hoje seja a mesma fé ensinada pelos apóstolos e guardada pelos cristão primitivos.

Além da Escritura, a Tradição também confirma a virgindade perpétua de Nossa Senhora. Vejamos por exemplo as Liturgias de São Tiago e Santo André, entregues às Igrejas de Jerusalém e do Egito, respectivamente:

"Prestemos homenagem, principalmente, à Nossa Senhora, à Santíssima Imaculada, abençoada acima de todas as criaturas, a gloriosíssima Mãe de Deus, sempre Virgem Maria..."

"Lembremo-nos, sobre tudo, da Santíssima, intermerata e bendita Senhora Nossa, a Mãe de Deus e sempre Virgem Maria"

Há ainda os testemunhos de Santo Ignácio de Antioquia, Orígenes, São Jerónimo etc.

Pois bem, como sempre digo, o ensinamento da Igreja está baseado nas Sagradas Escrituras, na Sagrada Tradição e é corretamente ministrado pelo Sagrado Magistério. Ou seja, a sã doutrina católica é fundamentada nas Escrituras, amparadas pela História e está em acordo com a memória cristã. Se isso não é o suficiente para alguns, não sabemos o que lhes bastaria. Se há aqueles que preferem trocar tudo isso pela própria opiniao, a escolha é deles. Só digo que a própria opinião é um argumento muito fraco, por isso favor não reclamem quando pedimos evidências para acusações levianas, e não se ofendam se temos conclusões diferentes.

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qua Ago 10, 2011 8:18 am

«Não conheço homem»
Ora a mãe de Yeshua falou em que língua?!
Se foi no hebraico, devemos ver que entre eles os chamados tempos verbais são diferentes dos da nossa língua.
O que ela queria dizer é que ainda não está a ter relações com homem.
O seu espanto é compreensivo pois ficar grávida sem ainda ter relações com o seu noivo a poria numa situação embaraçosa, tanto que José até queria romper o noivado.
Quanto a tradições populares de pessoas vindas do paganismo, esse tipo de crenças é possível assim como transmitir-se de geração em geração.
Só que esse tipo de coisas analisadas à luz da tradição judaica e das escrituras judaicas são incompreensíveis e até parecem muito mal explicadas.
A mãe de Yeshua parece que deixou de ser considerada uma judia mas fizeram dela uma madona ROMANA.
Assim estamos a falar de duas mulheres completamente diferentes, tal como o caso do D. Afonso Henriques - 1º Rei de Portugal.
Uma é a oficial que corresponde analogicamente ao paralelo do D. Afonso Henriques Oficial, considerado gerado pelo conde D. Henrique.
A outra é a mulher verdadeira, judia, cujas características foram perdidas em parte e que analogicamente se pode comparar ao D. Afonso Henriques verdadeiro que não foi gerado pelo pai oficial (o conde D. Henrique), mas cuja identidade final foi mudada pela tradição, e com a ajuda do milagre de uma Nª Srª que não foi mais que uma troca de crianças feita por Egas Moniz.
As histórias humanas têm destas coisas curiosas.
Mas a palavra de DEUS não é assim confusa.
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por aleximandro em Qua Ago 10, 2011 10:09 am

O Colega da lista Fabricio falou com palavras bonitas mas foge da palvra na escritura, recomendo vc usar a própria escritura.

Assim vc acaba indo a um contexto de comentário de cunho pessoal sobre a palavra , não pelo contexto da palavra em si e do que ela voga!

Lembrando que castidade casado vai contra o que está escrito nas escrituras e este sim é um argumento fraco sobre a prática da nidah.

Segundo o próprio DEUS
E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele. Gênesis 2:18

Ora, quanto às virgens, não tenho mandamento do Senhor; dou, porém, o meu parecer, como quem tem alcançado misericórdia do Senhor
para ser fiel.

Tenho, pois, por bom, por causa da instante necessidade, que é bom para o homem o estar assim.

Estás ligado à mulher? não busques separar-te. Estás livre de mulher? não busques mulher.

Mas, se te casares, não pecas; e, se a virgem se casar, não peca. Todavia os tais terão tribulações na carne, e eu quereria poupar-vos.

Isto, porém, vos digo, irmãos, que o tempo se abrevia; o que resta é que também os que têm mulheres sejam como se não as tivessem;

E os que choram, como se não chorassem; e os que folgam, como se não folgassem; e os que compram, como se não possuíssem;

E os que usam deste mundo, como se dele não abusassem, porque a aparência deste mundo passa.

E bem quisera eu que estivésseis sem cuidado. O solteiro cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor;

Mas o que é casado cuida das coisas do mundo, em como há de agradar à mulher.
1 Coríntios 7:25...

Ignácio e Jeronimo não são e não fazem parte das escrituras e seu tempo já passou.

Gostaria que vc comentasse cada passagem que indica os irmãoes de Jesus com a própria escritura, sair de conexto fica fácil quando se quer uma justificativa. Não é bom acrescentar nada a escrituras lembre-se disso ( leia Apocalipse)

A) Se Jesus teve irmãoes ele só foi virgem até Jesus nascer depois coabitou com José e não teve nidah, se ocorreu mostre onde isso está escrito O resto é blabla sem documento.

B) Se ela não teve irmãos e nunca coabitou ( nunca efetivou o casamento de homen e mulher ) então ela perdeu a virgindade no parto mas não sexualmente, pois a palavra de DEUS DIZ:
Santifica-me todo o primogênito, o que abrir toda a madre entre os filhos de Israel, de homens e de animais; porque meu é. Êxodo 13:2

O que vc entende por abrir a madre?

Só não me venha com aquele apócrifo da mulher(salomé se não me engano) que tocou as vergonhas de Maria e teve sua mão ressequida pq queria ver se ela era virgem , isso nem está na Bilblia

Fraternalmente te saúdo para que procures alento nas palavras de DEUS e não nas carnais.
avatar
aleximandro

Mensagens : 25
Data de inscrição : 09/08/2011
Idade : 38
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://www.mmstecnologia.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Binhokraus em Qua Ago 10, 2011 10:13 am

Bom minha gente, como tenho dito. É preciso ter cuidado para não misturar os tópicos, procurar se não tem tópicos repetidos e todas essas coisas ao longo de vários tópicos.

Já fiz esse esclarecimento uma vez, mas, como quase tudo que dizemos aqui, vou repetir mais uma vez.

Esse é um fórum CATÓLICO aberto a todos os irmãos que professam outra fé.
Bom, por ser um espaço CATÓLICO, quem vem de fora e quer fazer o papel de acusador apontando o dedo e mostrando para nós o quanto nossa fé é errada e não está de acordo com as escrituras, esse alguém é que tem sim que se dar o trabalho de procurar em DOCUMENTOS OFICIAIS da igreja o que a Igreja ensina. Por favor, volto a dizer, deixemos os achismos de lado. Muita coisa que muita gente de outras religiões ouve a respeito do catolicismo é fantasia e inverdade. Prova disso está espalhada em vários tópicos por todo fórum. PROCURE! Sim!!! Procure você mesmo!!! Esse é um espaço CATÓLICO lembra?

Quanto aos tópicos trancados. Em todos os tópicos trancados tem a observação de que se algo for novo e vier acrescentar a discussão, pode mandar um MP para os moderadores e estes reabriram o tópico ou não.
Caso vc queira muito continuar com novos argumentos uma discussão já trancada, abra um novo tópico. TODOS os MEMBROS do fórum tem autonomia pra isso. Agora vir aqui e fazer piadinha a respeito do trancamento dos tópicos, faça-me um favor né?! Tem que estar com muita vontade de causar contenda!!!

Quanto a Sagrada Tradição. Bom a Sagrada Tradição é pilar da Igreja Católica junto com as SAGRADAS ESCRITURAS e o Sagrado Magistério. Se vc discorda, tudo bem. Vá aos tópicos correspondentes, informe-se em fontes confiáveis da igreja sobre estes temas, e ai lá nos tópicos correspondentes faça as observações que achar pertinente. Fora isso, toda e qualquer resposta Católica passará necessariamente pela tradição e pelo magistério SEMPRE COM BASE E APOIO das SAGRADAS ESCRITURAS.

E pra finalizar, muito em breve teremos reformulações gerais... em breve mais detalhes.

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por aleximandro em Qua Ago 10, 2011 12:23 pm

Ninguem apontou o dedo, mostrei o que está nas escrituras. Quem questionou fontes não fui eu. Apenas comentei então mostre as fontes já que informa que existe erro. Correção é algo válido para um bom dialogo.

Quanto a questão trancada irei me ater a isso, visto que o a pergunta então deste tópico deveria ter sido já moderada de início.

Ninguem está causando contenda, fiz uso da palavra e o que ela diz não é o que eu digo mas sim do que está escrito, se tens objeção da palavra o que posso te dizer, independente dos achismos a palavra diz uma coisa e ela é a máxima.

Fé todos devemos ter, Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus
Não vem das obras, para que ninguém se glorie;
Efésios 2 8:9

Não trago gloria sobre mim, mas as palavras de DEUS gloficam epenas a Jesus. Se tens objeção a observações da Palavra as responda.

Hebreus 11
Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.
Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.

Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.

Lembre-se que chamar alguem de acusador é chamar alguem de papel de Satanas, cuidado para não sair do foco, se afirmates isso ser uma falta ou contenda então de o exemplo.

Sem mais e obrigado pela consideração, se te ofendir por postar algo CERTO, no lugar errado desculpe pelo uso errado do tópico e mais uma vez obrigado por retarguir quanto ao uso de questões fechadas.

Nos ateremos as Sagradas escrituras nos tópicos corretos e monentos certos até mais.
avatar
aleximandro

Mensagens : 25
Data de inscrição : 09/08/2011
Idade : 38
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://www.mmstecnologia.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Binhokraus em Qua Ago 10, 2011 12:34 pm

Nobre colega, não estou lhe acusando de causar contendas. Aproveito a ocasião e publicamente peço desculpas ao senhor Manuel, pois foi a ele que me referi. Reconheço que me deixei levar pelos meus sentimentos. Perdão.

Quanto aos irmãos de Jesus, bom, o Pe. Anderson já expressou em outro tópico que você participa as bases bíblica para a crença católica, e fez as devidas referencias aos tópicos corretos. No mais, falar a verdade não é de forma alguma uma forma de agressão. As questões trancadas no fórum não estão definitivamente trancadas, e pedimos, suplicamos e quase imploramos a todos que não misturem os tópicos e não criem tópicos repetitivos sem necessidade.

Permaneçam em Deus.

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os irmãos de Jesus

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum