Sinceramente não sei o que eu faço:/ uma ajuda...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Sinceramente não sei o que eu faço:/ uma ajuda...

Mensagem por Felipe em Dom Jul 10, 2011 10:36 pm

Bom, tenho 16 anos, atualmente sou membro participante da pastoral vocacional, mas mesmo assim não consigo falar o que eu realmente sinto, pra ninguém lá! Seria mais fácil aqui já que ninguém me conhece...
Sou católico a algum tempo, era protestante, e desde que eu vim pra cá, a Igreja, eu realmente senti como se eu estivesse na casa do Pai, foi totalmente diferente, eu estava na Igreja certa!
Procurei o padre, ele me orientou de forma correta e depois de um tempo eu fui me encaixando em algumas pastorais, nas catequeses e confirmando minha vocação. Mas tenho um problema que eu nem mesmo confessei pro meu padre (me sinto culpado por isso)
O procurei depois de passar por coisas bem difíceis, por exemplo, sou de uma família meio tradicional, mas meio pai já não era como meu avô ele não tinha muito dinheiro, minha mãe não é de família rica, e quando meu pai faleceu, eu tinha 12 anos, foi muito difícil pra mim e pra minha mãe, pois não tínhamos dinheiro e minha mãe teve de morar de favor e tal, ela agora trabalha num restaurante e nós apenas sobrevivemos, com muitas dívidas e tipo muitas coisas em falta. Eu consegui uma bolsa de estudos pra eu estudar numa escola particular, não haveria como pagar mesmo, e lá eu ganho tudo mesmo, tudo o que preciso em questões de escola. Um parente meu, que eu consegui que me pagasse um curso de inglês, é o único que me ajuda por parte da família do meu pai.
Desde pequeno quis ser padre, eu com, devia ter, uns 5 ou 6 anos, sentava no chão lia a Bíblia tentando imitar o padre, dizendo as coisas que eu conseguia decorar da missa, era meu sonho ser Papa, mas as coisas ficaram difíceis, meu pai começou a se envolver com outra mulher e minha mãe e eu fomos para uma Igreja que diziam que fazia Deus te devolver o que o "demônio" havia lhe tirado!

O meu maior problema é que alguns anos pra cá, eu me descobri gay (isso eu contei de maneira fácil pro meu padre), e nessa do mundo adolescente o maligno me tomou pra ele, e ainda toma, muitas coisas erradas, bebidas, baladas, noites. Eu vejo os meus amigos voltando pra casa cedo porque a mãe falou, ou eles recebendo os seus amigos em suas casas, e eu devo confessar que eu sinto inveja deles; como que queria que minha mãe me batesse e dissesse que não é pra eu fazer isso ou fazer aquilo, que eu devesse chegar em casa tal hora, e como eu queria sim que eu tivesse uma casa legal pra eu receber meus amigos também. Mas isso não importa, o que mais me aflige é o fato de eu ter um problema que descobri recentemente, que se chama mitomania, é um problema que tipo a pessoa por não ter o que ela quer, ou por ver que outros tem acaba inventado que tem e acreditando e fazendo os outros acreditarem naquilo (exemplo: uma menina que não tem o pai perto, mas vê as outras meninas com seus pais, e fazendo passeios, mas o seu não faz nada, bate na mãe, briga com ela e não lhe da nenhum carinho, então ela acaba inventando passeios maravilhosos com seu pai em parques e etc [esse é um dos exemplos dados pela ciência do fato]). É isso, eu de um tempo pra cá (no começo parece uma mentirinha boba, mas quando você se dá conta acaba vendo que, se você contar a verdade, vai acabar perdendo um monte de amigos e a sub-amizade de alguns por ter mentido, como no caso, o padre). Eu inventei relacionamentos que eu não tive, inventei mulheres, já cheguei a inventar gravidez, mas é claro que não acreditam em histórias de adolescentes, então eu chorava, inventava tudo perfeitamente, pedia a algumas amigas minhas pra se passarem por, etc. Quando meus amigos iam viajar de fim de semana ou coisas do tipo, eu inventava que eu também ia, que eu tinha saído com tantos e fiz isso e isso. O que os meus amigos achavam que seria legal e o que eu via que ia ser legal, eu sorrateiramente ia implantando na minha vida e fingindo ser ou ter. Alguns chegavam a me procurar pra eu dar conselhos sobre como fariam, de que jeito era melhor e tal, e eu sem nada de vergonha na cara, minto, e ensino, e finjo ter o que não tenho. Quando acontecia de eu passar na vida real tais situações, eu me esforçava no máximo pra ser aquilo que eu falava pra todos, conseguia, acho...
Não consegui confessar pro meu sacerdote, e acabei confessando aquilo que eu nem tinha feito, confessei aquilo que eu sempre inventei que fiz (vocês não têm noção do quanto é difícil isso pra mim) :/
Sinceramente, as coisas do mundo me sufocam cada dia mais, eu tenho um problema "psicológico" que me impede de fazer uma confissão direta, que me impede de ser cristão, não consigo viver por baixo dos outros, não consigo, pelo menos na imaginação que eu tento convencer os outros, me sinto péssimo por isso, me sinto um nada, sei lá...
Quanto mais vejo as coisas na tv, no pc, no mundo, que fazem a gente querer comprar, querer viver, querer sentir, essa famosa frase de hoje: "Você tem que ser feliz"; isso te empolga, você acaba querendo fazer também, cada vez que eu saio, cada fez que eu zoou, sinto meu coração cada vez mais distante de Deus, o desejo se ser do mundo e as tentações do mundo estão sendo mais fortes do que eu, parece que Paulo estava errado!
Não sei o que fazer, quero ser de Deus, quero ser do mundo, obviamente se estou aqui é porque gostaria de uma ajuda pra eu resolver alguns problemas, e ir pra Deus, porque eu sei que quando eu não tiver mais idade de sair e de zuar, eu não vou me aguentar, ai vai ser tarde demais. Eu quero o seminário, mas ao mesmo tempo quero uma faculdade, quero sair, ir em festas, minto muito, a mentira sustenta minha vida, e se eu não estivesse anônimo aqui eu não estaria conseguindo falar isso, estaria provavelmente mascarando a verdade, pois é tão bom ver alguém te dizer: "Poxa cara, você é o meu herói!". Te dá uma sensação de vitória, consegui! mas ao mesmo tempo que te dá isso, te dá também tristeza, pois não é vc o herói dele e sim o que vc criou, isso dá raiva as vezes!
Uso minha influência pra arrancar o que eu quero das pessoas, me aproximo delas por, inventando, gostar do elas gostam e tal (sabe já cheguei a pensar em me tornar amigo do padre o suficiente, contando coisas mais íntimas, só pra eu conseguir algumas informações dele, porque existem algumas histórias dele aqui!) Ah sei lá, um tenho um amigo que diz que minha mente é psicótica, já acabei com a vida de um moleque por me aproximar dele, então descobrir que ele é gay e contar pra todos!!
O que eu faço, me esforcei pra sair tudo certo no português, se eu não vi alguma coisa me perdoe, se alguém puder me dar um conselho... :/

Felipe

Mensagens : 1
Data de inscrição : 10/07/2011
Localização : São Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sinceramente não sei o que eu faço:/ uma ajuda...

Mensagem por RenatoPaulo em Seg Jul 11, 2011 2:07 pm

Olha para ja o que te aconselho é nada fazer e esperar.
Nao sei o que te hei-de dizer,porque realmente nada senti para te dizer algo...
Ora bem,eu senti,mas acho que nao chega para te ajudar.
Vamos esperar,pois DEUS pode alguem aqui inspirar para puder tentar te ajudar.

Sabes,eu realmente nao gosto muito de gays...
Mas pronto,vou tentar te ajudar.
Isso que tens é mesmo psicologico,nada tem a ver com satanas...penso eu.

Acho que tu de facto sentes vaidade,quando dizes que acreditas em DEUS.Mas acho que nao acreditas Nele o suficiente.

Mas pronto,posso estar enganado.Vamos antes esperar a ver o que acontece.

Abraco

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sinceramente não sei o que eu faço:/ uma ajuda...

Mensagem por RenatoPaulo em Seg Jul 11, 2011 2:56 pm

Acabei de te escrever as palavras em cima e resolvi desligar o meu Laptop.
Pensei com os meus botoes e enquanto pensava,olhei a prateleira onde guardo alguns livros e reparei num de um escritor que eu gosto muito,o Paulo Coelho.
Abri-o ao acaso e deparo com isto:

«Então eu repito: Os guerreiros da luz reconhecem-se pelo olhar. Estão no mundo, fazem parte do mundo, e ao mundo foram enviados sem alforge e sem sandálias. Muitas vezes são covardes. Nem sempre agem correctamente. Os guerreiros da luz sofrem por tolices, preocupam-se com coisas mesquinhas, julgam-se incapazes de crescer. Os guerreiros da luz, de vez em quando, crêem-se indignos de qualquer bênção ou milagre. Os guerreiros da luz, com frequência, interrogam-se sobre o que fazem aqui. Muitas vezes acham que as suas vidas não têm sentido. Por isso são guerreiros da luz. Porque erram. Porque interrogam. Porque continuam a procurar um sentido. E acabarão por encontrá-lo.»

Aproveita bem as palavras que te escrevo aqui neste forum,pois de meu coracao saiem.
Porque se estivesse eu ao teu lado pessoalmente era capaz de te dar com um pau nas costas,porque era capaz de te sentir a mentir.
Assim,neste caso ja nao precisas de mentir...e ate mesmo antes de escreveres algo,teras tempo primeiro de escolher as palavras em teu coracao,para depois me responderes.
Assim o tentastes em cima escrever,pois dizes que nao mentistes.
Assim ganhas um novo amigo!
E é com amigos que uma pessoa deve aprender a caminhar neste mundo.
Agora podes escolher...
E treinar,para assim mais tarde teres toda a coragem de falares a verdade em frente das pessoas.

Quanto ao resto...Nao te metes em assuntos que nao deves!
Pois olha que DEUS tambem manda anjos guardar os outros...
E se houver alguem que tu queiras fazer ou tentar o mal,esse alguem pode ser humilde e nada fazer contra ti.
Mas os Anjos nao mentem a frente de DEUS!

RenatoPaulo

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/05/2011
Idade : 44
Localização : germany

Ver perfil do usuário http://www.carvalho-de-araujo.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sinceramente não sei o que eu faço:/ uma ajuda...

Mensagem por Manuel Portugal Pires em Qui Jul 21, 2011 1:23 pm

Filipe,
Não é só tu que tem esses problemas.
Há no mundo grandes instituições com os mesmos problemas que tu tens.

O melhor, é ser prudente e deves pôr de parte desde já toda a mentira.
Ao mesmo tempo pede ajuda a YHWH. Para Ele não és um anónimo. Ele sabe tudo de ti mais que tu mesmo e compreende-te.

Depois, com o tempo, verás que tudo vai correr bem, depois de uma primeira e pequena tempestade num copo de água.

Sê autêntico, e confia em YHWH.
Quando encontrares alguém em quem confiar, pede-lhe um conselho de amigo.

Felicidades para enfrentares todos os teus problemas.
Também ainda és muito novo e ainda estás a tempo de arrepiar caminho!
Não desanimes!
avatar
Manuel Portugal Pires

Mensagens : 781
Data de inscrição : 06/05/2010
Idade : 73
Localização : Europa: Portugal - Porto - Valongo - Ermesinde

Ver perfil do usuário http://sites.google.com/site/rrfn001/temas/sa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sinceramente não sei o que eu faço:/ uma ajuda...

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qui Jul 21, 2011 10:22 pm

Caro Felipe,

No mesmo dia que você fez essa sua postagem, enviei uma mensagem privada para você. Creio que você ainda não a viu porque, sendo pobre como você nos fez ver, deve ter alguma dificuldade para acessar a internet.

Sei que não é fácil ajudar uma pessoa com as dificuldades e os problemas que você tem vivido. Aqui quero louvar o empenho de Renato Paulo e do Sr. Manuel no sentido de lhe dar uma palavra de confiança, de esperança, de otimismo. Acredito até que eles estejam rezando por você, da mesma maneira que eu tenho feito a cada dia.

Não posso e não devo fazer minhas considerações neste espaço do fórum. Tenho algumas coisas que posso descrever no sentido de ajudar você a se compreender no "seu mundo" e, uma vez se compreendendo, tentar mudar esse "seu mundo". Mas gostaria de fazer isso fora do nosso fórum. Já passei o meu e-mail para você, e estou esperando que você se comunique comigo. Estou de coração aberto para lhe ajudar naquilo que Nosso Senhor me der condição de fazê-lo. Posso assegurá-lo de que tenho acompanhado vários casos semelhantes ao seu no meu ministério na Igreja, como também no meu trabalho. Deus tem me dado essa graça. Mas tudo só depende de você querer.

Nunca se esqueça que Deus lhe ama muito e lhe recebe de braços abertos do jeito que você é.

Um grande abraço, e que Deus o abençoe !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sinceramente não sei o que eu faço:/ uma ajuda...

Mensagem por Binhokraus em Sex Jul 22, 2011 4:39 pm

Bom Felipe, caso queira realmente ajuda e caso queira realmente conversar, no meu perfil, vc tem meus emails e até mesmo meu msn. Sinta-se a vontade. Eu passo bastante tempo online, e embora nem sempre esteja com tempo, sempre da pra conciliar as coisas e ajustar os horários.

Permaneça em Deus.

_________________
Cleber Nunes Kraus
Biólogo

"Quem não ora, não precisa de demônio que o tente." Sta. Tereza D'Avila
avatar
Binhokraus
Moderadores

Mensagens : 736
Data de inscrição : 26/09/2008
Idade : 35
Localização : Petrópolis

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sinceramente não sei o que eu faço:/ uma ajuda...

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum