Como diferenciar Latria, hiperdulia e dulia umas das outras?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Como diferenciar Latria, hiperdulia e dulia umas das outras?

Mensagem por Petrus Romanus em Ter Set 20, 2011 2:25 pm

O argumento que a Igreja sempre usa relativo à idolatria é dizer que à Virgem Maria se reserva a Hiperdulia, mas quais são as características distintas de um culto em hiperdulia do de um culto de latria, que a Igreja diz que é reservado só à Deus? E quais as características de um culto de Latria? O que o diferencia dos demais, resumindo quais são as características de cada um deles para que os possamos distingüir? (Assim não incorreremos no erro de dar culto de latria à Virgem Santa, nem de dar culto de hiperdulia à um santo, ou vice-versa)

Pergunto isso porque me parece que, nos tópicos divulgados pela Igreja, esta ao responder ao problema do culto aos santos, nos está concedendo uma resposta vaga que ninguém entende e que não possui significado distinto em si, ou seja, a Igreja ao nomear diferentemente os cultos à Deus, À Virgem e aos santos criou nomes vazios de sentidos para pseudo-solucionar o problema, pois os nomes seriam distintos, mas o culto seria o mesmo!
avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 27
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como diferenciar Latria, hiperdulia e dulia umas das outras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Ter Set 20, 2011 4:25 pm

Caro Petrus,

A paz de Jesus esteja no seu coração!

É muito boa essa questão que você levanta no nosso fórum. No momento, estou no meu trabalho aproveitando o horário do intervalo, de modo que não posso ser muito preciso ou fazer colóquios com maiores detalhes. Entretanto, vou fazer um pequeno resumo que creio que seja, apesar de simples, muito coerente.

1. O culto de latria é prestado unicamente a Deus. Significa amá-lo sobre todas as coisas, reconhecendo-o como ser supremo, exelso criador, a quem todas as coisas estão submetidas.

2. O culto a Nossa Senhora é também fundamentado nas Sagradas Escrituras: "por isso, de agora em diante, todas as gerações me proclamarão bem-aventurada". Para compreender melhor esta questão, sabemos que as bem-aventuranças descritas nas Sagradas Escrituras são pertinentes aos santos, e que estas têm uma perspectiva de futuro, ao passo que a bem-aventurança da Virgem Maria se tornou realidade a partir daquele momento. Observe que há uma grande diferença entre o culto que se presta a Deus e o que se presta a Nossa Senhora. Proclamar Bem-aventurada a Mãe do Senhor não significa compará-la nem querer igualá-la a Deus. São pessoas distintas, sendo uma uma criatura e a outra o Criador.

3. O culto aos santos também é bíblico: "a oração dos santos sobe como a fumaça diante do trono de Deus". Eles são intercessores. A principal manifestação do culto aos santos é imitar-lhes as virtudes como nos ensina São Paulo: "Sede meus imitadores como eu sou de Cristo".

Creio que isso seja o suficiente para distinguir estas três modalidades de culto que, como você pode observar, são diferentes, são distintos e não são a mesma coisa nem a mesma manifestação. Jamais a Igreja afirmou que Nossa Senhora ou qualquer santo é Criador, é Salvador, e é exatamente aqui que se delimita a diferença de cultos. Os santos, os anjos e a Mãe de Jesus são nossos intercessores e não são deuses.

Creio que há no nosso fórum, se não me engano, algumas postagens referentes a esta questão. Vou dar uma olhadinha e depois entro em contato novamente.

Um grande abraço, e que Deus o abençoe!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como diferenciar Latria, hiperdulia e dulia umas das outras?

Mensagem por Fabricio em Ter Set 20, 2011 7:08 pm

Prezados,
Gostaria de expor meu entendimento sobre o tema. Só queria deixar claro que este é o meu entendimento, se houver algo que contrarie o ensinamento da Igreja, peço-lhes que me desculpem e que me corrijam.
Acho que um ponto importante a se tocar neste assunto é a questão de expressão do culto, visto que muitas pessoas, principalmente nossos irmãos protestantes, confundem a exteriorização do culto com o culto em si.
Faz-se importante destacar que o culto, independente da sua natureza, é essencialmente interior, apesar de suas manifestações exteriores. Sendo assim, o simples gesto de ajoelhar-se perante algo, por exemplo, não significa por si só que o fiel esteja praticando um culto de latria. Ou no extremo oposto, um culto extremamente fervoroso pode não caracterizar-se como latria, caso o fiel não tenha este sentimento em seu coração.
Outro ponto importante é que o "adorar" a Deus não é um simples ato, mas sim uma condição. Ou seja, seria um tanto quanto contraditório dizer que vou a Igreja para adorar a Deus... fazendo uma analogia, seria como dizer que eu amo meus pais nos fins de semana quando os visito. Ora, assim como eu amo meus pais em todos os momentos da minha vida, também adoro a Deus em todos os momentos da minha vida, pois adorar, assim como amar, é uma condição interior. E assim como posso exteriorizar o amor aos meus pais de vez em quando (por exemplo, com abraços, palavras carinhosas), também posso exteriorizar minha adoração a Deus (na Igreja, a forma mais sublime de se exteriorizar a adoração é a Eucaristia).
Por fim, temos que levar em conta que o conceito de adoração ensinado por Nosso Senhor é bastante diferente daquele considerado pelos pagãos, os quais associavam a adoração a um conjunto de rituais. O Flávio resumiu de forma brilhante e em poucas palavras o que significa adoração conforme o ensinamento da Igreja: "adorar é amar sobre todas as coisas". Daí concluímos que só pode ser um o ser adorado, pois é ilógico amar duas coisas acima de todas as coisas (qual das duas estaria acima uma da outra?).
Sendo assim, levando-se em conta o ensinamento católico (adorar é amar sobre todas as coisas), acredito ser bastante intuitiva a conclusão de que o culto de latria só é devido a Deus.

Fabricio

Mensagens : 446
Data de inscrição : 04/02/2011
Localização : Fabricio

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como diferenciar Latria, hiperdulia e dulia umas das outras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Set 21, 2011 5:38 am

Que beleza, Fabrício!

Na simplicidade das suas palavras se compreende o real sentido da adoração a Deus (LATRIA) como relação interior do homem com Deus a cada momento do seu viver.

Um grande abraço!!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como diferenciar Latria, hiperdulia e dulia umas das outras?

Mensagem por Flávio Roberto Brainer de em Qua Set 21, 2011 5:58 am

Meu Caro Petrus,

Há no nosso fórum um rico documentário inerente a esta questão:

http://quemtembocavaiaroma.livreforum.com/t818-adoracao-e-idolatria

Um grande abraço !!!
avatar
Flávio Roberto Brainer de
Tira-dúvidas oficial

Mensagens : 1189
Data de inscrição : 13/09/2009
Idade : 59
Localização : Gravatá - PE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como diferenciar Latria, hiperdulia e dulia umas das outras?

Mensagem por Petrus Romanus em Qua Set 21, 2011 1:12 pm

Agradeço as respostas e obrigado pelo esclarecimento!
avatar
Petrus Romanus

Mensagens : 123
Data de inscrição : 29/12/2010
Idade : 27
Localização : Ribeirão Preto

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Como diferenciar Latria, hiperdulia e dulia umas das outras?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum